LeiriaCON - Para lá de jogar Jogos de Tabuleiro

Retrato de goryon


Olá!

A LeiriaCON já foi há uma semana, mas ainda há muito a digerir.
Fomos de Viana a Leiria no Sábado e ainda voltámos para jantar em casa (gandas malucos), na quinta-feira ainda estávamos indecisos se íamos ou não à conveção.

Fomos para jogar alguns jogos mas não foi isso que nos fêz ir lá, levávamos no bolso uma ideia que tinha nascido nem uma semana antes, podíamos dizer que é uma ideia que vem do Norte, mas na sua essência é uma ideia de boardgamers para boardgamers.

Foi assim que o conceito Board Game Friendly nasceu!

A ideia foi apresentada no Leiria Talks, e a aceitação foi geral, houve ainda muitos incentivos e vontades de levar esta ideia mais além.

Basicamente passa por ter os espaços onde se pode e/ou costuma jogar jogos de tabuleiro identificados com um dístico/logotipo.

Mais informação em:
Facebook: www.facebook.com/BoardGameFriendly
Web: www.boardgamefriendly.com

 

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

Já tinha visto algures e é

Já tinha visto algures e é uma ideia interessante!

Aqui vai o meu bitaite: Não sei em que moldes estão a pensar aplicar isso, se vão oferecer a espaços escolhidos, se será a pedido, etc, mas atenção aos espaços. É preciso que sejam mesmo boardgame friendly (os gerentes devem ter noção real do que isso implica) e não uma coisa só a pensar em chamar clientes para negócio, para depois o ambiente não ser tão friendly assim.. Porque não é só o espaço que conta, é também a clientela.

Eu sei que haverá quem ache isto discriminação (confesso que não tenho problemas com isso, não tenho pachorra para ser politicamente correcto), mas há que "chamar os bois pelos nomes" e ser realista, em defesa da própria ideia.

Falo isto porque aqui uma tasca aqui perto, recentemente decidiu criar um espaço para "jogos", mas a clientela daquilo é tão..."tasqueira" vá lá.. que eu não jogaria lá nada.

De resto, sucesso com isso! :)

---

Um dos paradoxos dolorosos do nosso tempo reside no facto de serem os estúpidos os que têm a certeza, enquanto os que possuem imaginação e inteligência se debatem em dúvidas e indecisões.

Falando na minha opinião

Falando na minha opinião pessoal: concordo plenamente com o que dizes.

É por isso que faz parte do processo ter feedback do grupo/associaçãoes locais quanto aos locais Board Game Friendly.

;-)

Boas jogatanas.

bitaite

então um exemplo, há um sitio que mete à disposição de boardgamers umas mesas/cadeiras porreiras, limpas, não chateia de ocuparmos mais espaço com certos jogos (tipo uma mesa para 6, apenas com 4 pessoas com uns jogos daqueles de mapas gigantes (scythe i'm looking at you

mas há um problema.. aquilo tá sempre a passar a sporttv, com o som pro altinho, e quando há jogos "interessantes" o sitio enche, e apesar de continuarem a não chatear por usarmos a tal mega mesa para o jogo.. os clientes obviamente vão festejar quando a sua equipa marca ponto, e chamar fdp ao árbitro (acho que é assim que funciona o desporto futebol)

levam autocolante ou não?

e claro, este se calhar pode ser um bocado extremo, mas é só para dizer que p.ex. eu no sitio dos eventos mensais em Lx jogo qualquer coisa, mas algumas pessoas acham que está muito barulho (por vezes há jogos de futebol tb, apesar dos clientes serem poucos e muito civilizados) e não gostam de jogar lá coisas mais pesadas, que precisam de mais concentração, etc

ps: mesmo louco era depois haver 1 forma dos sitios se registarem online e ficar disponível num mapa qualquer, assim se eu tiver, sei lá, em guimarães e quiser ver se apanho alguém novo para fazer um joguinho rápido posso ir ao site ver a morada, em vez de andar a pé pela cidade à procura de simbolos (que é muito fixe haver na mesma!!

pps: mega ideia e o design do autocolante está muita giro

ppps: não é bem o mesmo problema mas.. sou voluntário numa organização que dá uns autocolantes aos estabelecimentos que colaboram connosco, mas sinceramente há alguns que parece que é só mesmo para ter o autocolante, tipo 95% das vezes não terem nada para nós.. não é um problema de resolução óbvia..

PedroS escreveu: então um

PedroS escreveu:

então um exemplo, há um sitio que mete à disposição de boardgamers umas mesas/cadeiras porreiras, limpas, não chateia de ocuparmos mais espaço com certos jogos (tipo uma mesa para 6, apenas com 4 pessoas com uns jogos daqueles de mapas gigantes (scythe i'm looking at you

mas há um problema.. aquilo tá sempre a passar a sporttv, com o som pro altinho, e quando há jogos "interessantes" o sitio enche, e apesar de continuarem a não chatear por usarmos a tal mega mesa para o jogo.. os clientes obviamente vão festejar quando a sua equipa marca ponto, e chamar fdp ao árbitro (acho que é assim que funciona o desporto futebol)

levam autocolante ou não?

Boa questão, quem melhor do que os que frequentam esse local para dizer se merece ou não o dístico?
Algo que estamos a pensar ter no futuroi é um meio de o pessoal poder classificar e fazer comentários.

PedroS escreveu:

ps: mesmo louco era depois haver 1 forma dos sitios se registarem online e ficar disponível num mapa qualquer, assim se eu tiver, sei lá, em guimarães e quiser ver se apanho alguém novo para fazer um joguinho rápido posso ir ao site ver a morada, em vez de andar a pé pela cidade à procura de simbolos (que é muito fixe haver na mesma!!

Está nos planos, para já ainda não temos dados suficientes, mas em breve.

PedroS escreveu:

pps: mega ideia e o design do autocolante está muita giro

Os autores agradecem ;-)

PedroS escreveu:

ppps: não é bem o mesmo problema mas.. sou voluntário numa organização que dá uns autocolantes aos estabelecimentos que colaboram connosco, mas sinceramente há alguns que parece que é só mesmo para ter o autocolante, tipo 95% das vezes não terem nada para nós.. não é um problema de resolução óbvia..

Mais uma vez será essencial a contribuição dos grupos locais para aferir se determinado local 'merece' ou não a distinção.

Até porque, imaginemos que hipoteticamente numa determinada localidade o único sítio onde o pessoal se encontra para jogar mais parece uma masmorra abandonada... que talvez só o mais acérrimo Boardgamer lá entraria; esse local merece a identificação? eu diria que sim, contudo....

pois..

não é fácil gerir essas decisões, uns vão achar uma coisa, outros outra

em relação a esses sitios, há sempre o risco de antagonizar as pessoas, sabemos lá se não reformulam o espaço e começam a colaborar mais? ou neste caso que é restaurantes, às vezes até é a mesma pessoa o big boss de vários na zona, e se 1 não dá pode dar outro, e ao chatear de um lado perdemos de outro

por outro lado há também a questão da "justiça", se há um sitio que tem mesas para gamers, toalhas, sem tv, os gerentes tentam manter um ambiente calmo, e se calhar até explicam jogos (já há pelo menos 1 destes em Lx) depois verem exactamente a mesma distinção num sitio com grande algazarra e uma mesa de gamers com 3 cadeiras a um canto.. :p

eheh, mas é assim, se fosse fácil e óbvio já estava feito

força!