Discussão sobre o futuro dos encontros semanais em Lisboa

Olá a todos,

 

Como sabem, o grupo de boardgamers de Lisboa organiza encontros semanais, às Quartas-feiras, no Tentações. E tem sido essa a nossa "casa" nos últimos 4 ou 5 anos.

 

Contudo, desde o ano passado que os participantes dos encontros têm assistido a pequenos episódios que revelam alguma má vontade por parte dos proprietários do espaço. É um facto que eles estão a gerir um negócio e que ficam abertos às Quartas-feiras até à meia noite por nossa causa, mas isso não lhes confere o direito de ter comportamentos e atitudes que deixem os participantes desconfortáveis e sem vontade de regressar.

 

E isto não é uma opinião exclusivamente minha: muitas pessoas já deixaram de ir aos encontros no Tentações e arranjaram alternativas de locais para jogar.

 

Ontem, no encontro de dia 14 de Agosto de 2019, aconteceu algo que deixou muita gente surpreendida: o proprietário às 19h30 abordou um colega nosso em privado e lhe sussurrou o seguinte:

 

"isto assim não dá.. sabes quanto fizemos hoje? 90 centimos. Assim não podemos ter o espaço aberto até à meia noite (...) vocês têm de fazer uma sondagem e perceber quantas pessoas vêm aos eventos (...) assim vamos fechar no horário normal, que são as 22h."

 

Dito e feito: às 21:45, os proprietários começaram a fechar o espaço, a desligar as luzes e a pedir às pessoas para sairem.

 

Compreendo que estamos em altura de férias, mas não se pode esperar que a afluência durante este perído seja a mesma que no Inverno, em que a casa está muitas vezes cheia.

 

Parece-me uma falta de respeito para quem se deslocou (há quem venha de Alverca e de Sintra) e se comprometeu com outras pessoas para jogar e passar um serão, das 18h às 00h.

 

Por este motivo, a após uma discussão no dia de ontem num dos grupos de WhatsApp, abri uma votação no Facebook sobre a nossa vontade de deixar definitvamente o Tentações. Podem encontrá-lo aqui: https://www.facebook.com/groups/1014783801916775/

 

Os resultados dessa votação serão enviados aos coordenadores do GBL (Grupo de Boardgamers de Lisboa) para que possam tomar rapidamente uma decisão. Ou não, tudo depende de vós :)

 

Para quem não tem facebook, peço-vos que deixem aqui um comentário com o vosso nome para que eu possa incluir no e-mail que enviarei ao GBL amanhã de manhã.

 

Obrigado pelo vosso tempo!

 
Abraço a todos

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

Voto

Por ausência de FB, voto aqui:

- Deixou de ser uma questão de preferências, com pena minha, o ambiente no Tentações tornou-se insustentável.

Voto a favor do novo Gárgula, pelo menos como solução provisória, mas sem tuntz tuntz...

VOTO

Boas

Como um dos lesados (novamente) do que aconteceu ontem, voto na saida do grupo do espaço Tentações.

Temporáriamente a Gargola é uma alternativa.

Eu nem vou aos encontros à

Eu nem vou aos encontros à muito tempos, mas curiosamente hoje que vejo este post tinha um outro post na timeline do Facebook dum dono de loja a falar de despesas, ganhos e custos operacionais.

Ficou-me esta frase:

This is coincidentally why a bums on seats and soda strategy doesn't work. You would need an infinite number of bums to drag the per transaction fee down - I'd need to sell 1125 sodas to keep my operating costs from overwhelming my cashflow.”

Acredito que como a maioria dos negócios em Portugal a interação tenha sido completamente descabida.

No entanto também tenho de dizer que a pessoa está a operar um negócio e se não está a compensar tem todo o direito de acabar com a atividade.

Muitas vezes as pessoas não sabem dar valor ao que têm e perdem-no por não ser razoáveis.

É preciso pensar ao mudar de sítio que tirando alguma associação sem fins lucrativos o problema se irá manter se não se imprimir que os espaços só recebem os jogadores se tiverem algo em troca.

--

Tiago escreveu: É preciso

Tiago escreveu:

É preciso pensar ao mudar de sítio que tirando alguma associação sem fins lucrativos o problema se irá manter se não se imprimir que os espaços só recebem os jogadores se tiverem algo em troca.

Há uns anos, andei a namorar a ideia de criar uma secção de jogos de tabuleiro ou expandir a secção de xadrez para abarcar outros jogos num clube de bairro. A ideia era aproveitar o facto de vários destes clubes terem espaços razoáveis e sub-aproveitados e conseguirem apoios das autarquias com mais facilidade.

Muitos têm também pequenos bares, que resolvem o problema das "buchas" durante as sessões. Além disso, sendo as quotas destes clubes simbólicas e o número de sócios reduzido, seria possível um núcleo duro de sócios jogadores de tabuleiro tornarem-se, na prática, donos do clube -ou pelo menos, terem uma voz importante na sua gestão - e assim evitarem convites para sair.

Nunca avancei na coisa por falta de tempo - é preciso ter disponibilidade para andar a bater às portas destes clubes.  Mas fica a ideia. Se alguém quiser pegar nela, posso ajudar.

Versus?

Segunda e quarta a versus game center fecha a meia noite. Eu compro tudo lá a preços acessíveis. Era uma questão de falar com eles. Já no passado havia o encontro de boardgames às sextas no mesmo local.

Desculpem comentários duplicados

Peço desculpa os comentário repetidos isto no telemóvel esteve a actualizar imenso tempo sem postar e coment e depois postou imensos

o meu bitaite

Acho que seria perfeitamente normal o responsável do estabelecimento dizer-nos que face ao volume/consumo nos ultimos tempos já não lhes rende a parceria, ou simplesmente dizer que por qq motivo não a querem continuar,

o que não me parece legitimo é que num dia em que por acaso apareceu menos gente decidir cortar em 2 horas o evento, com jogos a decorrer e que potencialmente ficam a meio.

 

já imaginaram se no vosso próximo evento por acaso fosse menos gente e ficassem com 1 jogo a meio? não faz qualquer sentido.

 

os cinemas também não são serviços de caridade, mas se eu comprar 5 bilhetes para ir com amigos, e por acaso só estivermos 5 na sessão, já de pipocas na mão, certamente não nos vão cortar o filme a meio.

é uma questão de compromisso.

 

claro que se o cinema está sempre às moscas faz sentido fechar, mas não é a meio de um filme que se decide isso

ps: estou desde 5ª à espera para poder meter este comentário no fb do AoJ (onde a maior parte das opiniões "não consomem é normal" foram parar.. entretanto reparei que a página só tem 1 gestor.. se calhar podia ser boa ideia meter mais meia duzia ;)




Ultimas partidas: