Os "Joãos" e os Jogos

Queria só dar as boas-vindas em público aos dois nossos membros mais recentes:

  • O João Marum de Loulé, que eu já conheço "de vista" do outro portal, e que tem feito um extenso trabalho de divulgação sobre boardgames, tanto por lá como na sua página dos Algarve Anonymous Gamers. João, homem, sempre que tiveres algo interessante sobre o mundo dos jogos de tabuleiro que queiras partilhar, é carregares no link Criar Artigo e colocares lá a notícia/link/review/whatever. Acho que falo pela maioria (ou pelo menos uma minoria bem grande) dos utilizadores actuais quando digo que os boardgames são outro dos nossos grandes interesses. Quando não é possível reunir condições para jogar o RPG do costume, lá saca alguém do seu jogo de tabuleiro de pedigree alemão e se passa uma noite bem passada. :)

  • O João Mariano de Setúbal, que eu não conheço de lado nenhum, mas que pelos vistos tem um blog sobre RPGs (e outras coisas) chamado Mundo Paralelo. Só isso já é razão para eu simpatizar com ele desde já, já que foram os blogs de roleplayers que me inspiraram a criar o meu próprio blog e começar a partilhar experiências com o resto da comunidade.

Retrato de Rick Danger

GNS - Um caso prático

Imaginemos, hipoteticamente, que eu tenho um grupo dos meus melhores jogadores e que tento ter uma ideia da sua orientação G/N/S.

Imaginemos que eu suspeito com bastante convicção que eles são, essencialmente, Narrativistas, mas com uma formação Gamist acentuada. Isto porque dar-me-á a ideia que, mais do que tentar fazer sentido com o personagem (o que seria Sim), eles jogam para aquele momento X ou Y em que podem revelar W ou Z acerca da sua personagem. A história e os seus intervenientes servem apenas o propósito de fazer acontecer algo significativo na sessão.

Agora imaginemos que a tal tendência Gamist se traduz, obviamente não em munckinismo, mas na ideia de que esses momentos têem de ser "ganhos" ao mestre-jogo ou, por outro lado, são "perdidos" porque foi o mestre-jogo que fez acontecer as situações que ele pretendia.

E o vencedor é...

...uma vencedora!

Ontem a ecografia às 21 semanas da Irina finalmente deu-nos um resultado final. O futuro membro do grupo de jogo vai ser uma menina, tal como queríamos!

O nome está decidido há já muitos meses: Iliana.

E a história engraçada à volta do nome, é que vem de uma personagem de RPG! Mais precisamente, de uma NPC da campanha de Amber da Raquel chamada Ilyena. Neste caso foi mais a sonoridade do nome que nos atraiu do que propriamente algo na aura/perfil/personalidade da dita personagem.

Alguém mais tem histórias do género? Animais de estimação com nomes de aventureiros caídos em combate em masmorras escuras e húmidas? Alcunhas derivadas de antigos PCs? Professores detestados que foram rebaptizados com nomes do Monster's Manual?

Escolher um Nome e uma Morada

O nosso portal já tem nome, claro, mas foi baptizado com a primeira coisa não muito rídicula que me veio à cabeça. Gostaria de ouvir as vossas sugestões alternativas. Assim que encontrarmos algumas boas hipóteses, podemos organizar uma votação, por exemplo.

Para a morada passa-se exactamente a mesma coisa. Estamos agora localizados em http://www.abreojogo.com, mas é bem provável que alguém arrange uma morada mais pomposa (do estilo http://xxxxx.turnodanoite.com). Sugestões?

Sobre Nós

Bem-vindos a este novo projecto na área dos Jogos de Personagem (vulgo Role-Playing Games ou RPGs) e dos Jogos de Tabuleiro.

Fóruns: discussões activas

Blogues: novos posts

Outros conteúdos novos