Mais Dirtside

Esta coisa nossa série/companha de Dirtside não me sai da cabeça. Mas pelos vistos também não sou o único, vejam este post da Raquel : Não sou normal :P (que originalmente apareceu no fórum de Amber dela).

Bom, se ela não é normal, eu também não, eheh.Nós os dois estávamos tão desesperados por uma dose na veia de PTA que nos pusémos a jogar online!

O resultado está aqui, polido ao de leve. Mas também têm a opção de consultar o log do chat original e ver a cena tal e qual como ela foi criada em tempo real. Assim têm a mais valia de poderem ver os comentários e reacções dos dois intervenientes para além das reacções dos personagens.

O processo desenrolou-se quase exactamente como se desenrolaria num face-to-face, como poderão ver. A Raquel introduziu a cena com um local, personagens e um objectivo (reunir a sua personagem ao seu irmão) e continuámos a partir daí. Eu, o produtor, controlando cenário e NPCs, e ela controlando a sua personagem. A grande diferença é que o meio escrito nos permite caprichar nas descrições nos dá mais tempo para reagir ao desenrolar dos eventos.

Não surgiu nenhum conflito que pedisse o lançamento de dados para o tornar mais interessante, por isso também não se sentiu a falta dos dados nesta cena.

A única coisa que fazia mesmo falta - em relação a uma sessão normal F2F de PTA - eram os restantes jogadores. Assim, vimo-nos das suas sugestões (que num, ambiente normal de PTA estão sempre a voar de um lado para o outro), da sua participar na cena com os seus personagens (que teria, com certeza, levado a desenvolvimentos bem fortes) e, last but not least, vimo-nos privados da sua audiência: não sabíamos quanto estavamos a fazer coisas lindas não só para nós mas para também para quem está de fora, pois não havia ninguém a atribuir Fan Mail, nem a bater palmas, nem a largar uns "woah!" de surpresa, nem a lançar urros de felicidade.