The Shadow of Yesterday - Crónica de uma Sessão - Parte III

Retrato de João

A CABANA DO ANCIÃO 

Chegado o Cyrus à presença do Ancião e apresentado-se, foi engraçado ver a surpresa do Chance quando, ao explicar seu desejo de descobrir as palavras sagradas de zaru e a origem do cataclismo ao velho Mestre Zaru, este negou-lhe qualquer ajuda, sob o pretexto de que Cyrus não seria merecedor de tal conhecimento. – “mas porque não, Mestre? É algo muito importante para mim...” – “por isso mesmo” respondia o Ancião. A troca de palavras foi muito engraçada de seguir, mas via-se que o Chance não estava muito contente com o rumo que as coisas estavam a levar, e resolve, para o meu espanto, iniciar um conflito. Creio que esta é a segunda vez que eu lhe atribuí um GIFT DIE (no total de 3). Também me parece que o Diogo também lhe atribuiu nesta cena um GIFT DIE.  

Uma das coisas que eu acho excelentes em tSoY são os GIFT DICE que podem ser usados por todos os jogadores (Mestre inclusive) para ajudar um personagem (ou um NPC), sempre que acharem uma cena fixe, ou perigosa, ou tenham de outro modo interesse em fazê-lo. Os GIFT DICE funcionam como DADOS DE BÓNUS e são uma mecânica ao serviço dos jogadores, e não das personagens. E funcionam como mais uma forma de recompensa em tSoY. 

Explicando as dificuldades e privações porque passou e com a preciosa ajuda dos dados de bónus, lá o explorador conseguiu vencer o conflito e convencer o Mestre do seu merecimento nas suas demandas ganhando mais XPs (bastantes) das KEYS de MISSION e COLLECTOR.  

Ganho o conflito, o Ancião revela aqui que de facto o governador destas terras guarda na sua mansão um pergaminho vermelho e mantém prisioneiro Mestres Zarus com o objectivo de lhes roubar o segredo. Indica também uma forma secreta de aceder à Mansão, que Chance e eu  propomos ser através de uma entrada subterrânea debaixo do rio, ideia que o RPL aceita. 

Nesse momento Léon resolve mais uma vez intervir, falando sem aparecer, encostado na esquina da entrada. O Velho Ancião diz-lhe para entrar. Eu resolvo iniciar um conflito, no qual se perder, Léon sente-se impelido a entrar pela força da espiritualidade do Mestre, e caso ganhe, continuar escondido dizendo-lhe, de forma condescente e arrogante “eu já estou aí, em espirito”. 

Perdi o conflito e o assassino sentiu-se subjugado à sabedoria do Ancião, entrando e sem saber como agir, ajoelhando-se reverencialmente, mesmo perante um escravo, da mesma forma que Cyrus estava. Nesse momento, conta a sua história de renegado da casa artois (1 XP OUTCAST) e promete libertar a vila, em troca de amizade e protecção do povo Zaru, uma vez que têm inimigos em comum (XP VENGEANCE). 

Perguntando, antes de sair, ao Ancião qual a melhor forma de chegar a esse túnel secreto, este diz-nos haver um porto onde se pode apanhar um barco que passa pelo rio, junto à mansão, e indica-nos o sítio a procurar. 

Ainda antes de saír, Cyrus faz questão de se livrar dos corpos dos 3 guardas mortos, e Léon concede em esperar enquanto o Zaru trata de os enterrar.

CONTINUA...