6, 13, 15, 20 e 27 de Março - Um mês inteiro de atraso no blog. Que vergonha!

Retrato de Mallgur

Pois é. Uma vergonha...

Mas um cavalheiro admite os seus erros e, ainda que tarde, procura corrigi-los. Por isso vou tentar redimir-me...

Na sessão de 6 de Março cheguei tarde ao Cristal Park, vindo directamente de Lisboa. Só deu tempo para um Citadels. Tive o prazer de apresentar este jogo a alguns elementos que o não conheciam e de, mais uma vez, perder. Fomos 7 a competir pela cidadela mais evoluída. Creio que o vencedor foi o Larkin10, mas confesso que não estou certo.

A 13 de Março voltámos ao Acuabar, em Espinho. Apresentei o jogo mais sobre produzido que tenho, o En Garde da Ferti, à Femme Fatale. Foi um duelo rápido e a inexperiência dela facilitou a minha vitória, mas suponho que numa próxima oportunidade não será assim... Algures, numa das futuras noites, estou certo de que terei que lutar mais se quiser sair do campo de honra com a vitória.

Depois voltei ao Citadels. Desta vez com dois elementos novos, o Hugo e a Joana que se juntaram a mim, Bart e Hello Kitty. E não... nem desta vez ganhei. Foi a Joana que levou os louros da vitória.

Dia 15 foi o prólogo aos encontros mensais. O meu Funkenschlag foi estreado, finalmente e logo a 6. Eu, o albinscott, o André, o larkin10, o Helder (creio...) e a Cat Ballou. Foi um jogo interessante, no mapa da Alemanha em que ficou de fora a região sul.

Tentei ao início não ficar muito próximo dos outros para evitar ser bloqueado mas isso implicou que tivesse uma primeiras ligações um pouco mais caras. Geri o jogo em contenção de custos, sempre tentando não desperdiçar recursos produzindo mais electricidade que as cidades que conseguia fornecer bem como tentando não ter demasiadas cidades em relação à capacidade das centrais. Creio que poderia ter sido uma estratégia bem sucedida se o jogo durasse mais um ou dois turnos, mas a Cat Ballou espreitou o furo e, esperando que o albinscott não tivesse dinheiro suficiente para comprar matéria prima suficiente para construir as cidades todas, construiu a 14ª cidade e terminou o jogo. Eu limitei-me a alimentar as 12 cidades que tinha.

Outros jogaram Shadows over Camelot, a 8. Infelizmente o PCC1972 chegou tarde e não quis esperar pelo fim dos jogos para se juntar a nós. Fizemos dois Werewolf para terminar a tarde. Pelo menos para mim... Muito divertido e um excelente indicador para os encontros mensais. E atenção! Amanhã há outro...

Na noite de 21, véspera de feriado, fomos tentar o Contagiarte. O espaço pode ser muito interessante e as pessoas foram muito interessadas. Infelizmente foi uma noite de maior afluxo ao serviço de bar e o ambiente que se pretende num destes espaços não é o ideal para se estar a jogar.

Ainda fiz um Ave Caesar com a Zen, o Egas, o Pedro e a Cat Ballou. Também foi uma estreia mas a fraca intensidade da luz fez com que fosse difícil distinguir as cores das carruagens. O resto da malta experimentou um novo tema, à volta da mitologia vampírica, para a mecânica base do Werewolf desenvolvida pelo Johnny. Creio que resultou muito bem e até se integraram 4 dos clientes do bar. Depois vi que o TintaAzul, que estava cá pelo Porto, tentou começar um San Petersburg com o Hugo, a Joana e o Bart.

Entretanto o bar enchia e o aumento do volume da música, junto com uma diminuição adicional da intensidade da luz, fez com que fosse impossível jogar mais. À saída conversei com malta do Contagiarte e eles parecem-me interessados numa nova tentativa, mas isso vai implicar que eles tenham a possibilidade de nos arranjar uma sala para que nem nós atrapalhemos o normal funcionamento do espaço de bar, nem o funcionamento desse espaço nos impeça de jogar. É algo a ver.

Os mais teimosos, como eu, ainda rumaram ao Cristal Park. Aí pude voltar a jogar San Marco, o que foi agradável, apesar de um claro domínio do Johnny que ganhou sem dificuldade.
A seguir experimentei, finalmente, o Modern Art. Acreditem que lá para as 3 da manhã este jogo pode ser muito, muito nonsense. A flutuação dos valores das obras de arte é algo surpreendente e artistas como Krypto podem parecer fantásticos e causar a perda de fortunas ou outros, como Christin P. (que se suspeita ser um pseudónimo de Cristiano Ponaldo), sobem ao estrelato apesar de as suas obras não passarem de naturezas mortas mais ou menos desfocadas e cujos frutos podem ganhar traços algo pornográficos a partir de uma certa dose de privação do sono... E ainda existem fenómenos como Lite Metal cujas capacidades são mais evidentes no Photoshop (ou GIMP) do que com pincel. Parece que isto da arte moderna é mesmo hilariante.

Ontem, 27, voltamos ao Acuabar. Comecei a noite com um Domaine (jogado com o Lowenherz do Johnny). Era novo para o Dugy e para o Nazgul. A colocação dos castelos e cavaleiros inicial foi complicada. O tabuleiro fica muito apertado com 4 jogadores principalmente quando se colocam 4 castelos ao invés dos 3 que mandam as regras...
Procurei obter rendimento o mais cedo possível e fechei um pequeno domínio junto a um dos canto, tendo por vizinho o Johnny que, não achando piada nenhuma ao meu uso de uma carta de traidor se envolveu numa batalha que só terminaria vários turnos mais tarde com uma carta de aliança. Entretanto o Nazgul e o Dugy iam fazendo as suas jogadas, menos conflituosas. O Nazgul acabou por ver um grande domínio fechado e passou para a frente, mas o Dugy seguiu-se pouco depois ao fechar um domínio que incluia a cidadela do rei. Ainda me apercebi de que isso seria um problema e tentei combater, mas entretanto já estava a disputar o número de cavaleiros com o Nazgul tendo-o a ameaçar-me dois domínio, ambos pequenos, mas com minas que davam bastante rendimento. O fim chegou rápido, com uma grande parte do tabuleiro com domínios por fechar porque o excesso de castelos provocou que não existissem cartas de fronteira suficientes. O Nazgul ganhou graças ao dinheiro e ao fecho, mesmo no fim, de um domínio novo. Fiquei em segundo também por ser o segundo mais rico no final.

Finalmente estreei o meu Downfall of Pompeii, um jogo muito conflituoso em que, por eu ter errado as regras relativas aos parentes, houve poucos habitantes para se poder salvar. Mesmo assim foi divertido lançar gente para dentro do Vesúvio. O PCC ganhou o jogo em que participaram, para além de mim, a Hello Kitty e o Bart (que, espero, já tenham feito as pazes...LOL).

E pronto. Estão resumidas 5 sessões de que não tinha dado ainda feedback. Espero que me perdoem o atraso e que apareçam muitos amanhã no Cristal Park para o 1º encontro mensal.

Um abraço e até à próxima!

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

Isto até parece uma epopeia

Estas session reports  estão cada vez maiores!

No dia 6, fui eu efectivamente quem ganhou o Citadels.

No dia 13, joguei 6Nimt, Bohnanza e o Taluva apresentado pelo nazgul, mas não foi muito engraçado para as minhas cabanas que estavam sempre a levar com vulvões em cima.

No dia 15, joguei o Funkenschlag, sendo o outro elemento o Helder e não o Filipe(esse sou mesmo euLaughing) , sendo curioso o facto de quando eu estriei o meu Funkenschlag o vencedor também foi do sexo feminino.

Pois... o atraso dá nisto.

Já corrigi o nome do Helder. Por acaso tinha posto o nome correcto inicialmente, mas depois emendei... mal!

Obrigado pela correcção e pela informação adicional. 

-

Gamer profile

Downfall of Pompeii

Pois pois eu ca nao gostei muito do jogo... LOL mas sim eu e o Bart ja fizemos as pazes... Agr falta a vingança Tongue out para a proxima vez que jogarmos é td a cair em cima do Bart... hehehehehe...

 

bjufax pa tdsKiss

Downfall of Pompeii

LOL há jogadas que não se podem evitar... e com o Vesúvio mesmo ali ao lado é impossivel resistir.. o jogo é muito porreiro, temos de repetir! Laughing