a distãncia do alpha ao beta

Retrato de Rick Danger

De certa forma, é embaraçoso olhar para a minha lista de projectos incompletos que venho a acumular aqui no AoJ. Alguns têem poucas hipóteses de sair do papel, outros já foram jogados e outros ainda ficaram pelo caminho. A série Spin-off é responsável por muitos deles, mas há uma parte que também surgiu por diferentes pretextos. É uma proposta variada:

O sucesso que tive recentemente em avançar com dois jogos de tabuleiro - o TUOYT! e o Lobby - para uma fase em que já estão prontos a ser testados a nível beta, levou a que aprendesse na prática o quanto vale ter bons playtesters. No fundo, é só isso que queria dizer com este artigo. Quero agradecer mais que uma vez ás pessoas que me têem ajudado e quero também deixar uma palavra aos meus colegas designers lembrando que - só para o caso de haver dúvidas - é mesmo de playtesting que precisamos.

beta - alpha = good playtesting :)

Não queria falar propriamente do que é que constitui ou não um bom playtesting, mas queria chamar a atenção deste facto, pois acho que precisamos de gente que nos ajude. A menos que sejamos génios que vivem nas nuvens, é experimentando e trabalhando com outras pessoas que nós vemos como as coisas podem ser melhoradas. É um favor que nos fazem.

Assim, sugiro que, de alguma maneira, tentemos criar junto de nós um bom grupo informal de playtesting. Não sei se é possivel fazê-lo online, acho que não. Da minha experiência, sei que é mais difícil testar RPGs do que boardgames, por isso acho que, dentro do possível, nós designers devemos ser também playtesters uns dos outros - continuando a caber a cada criativo a decisão de quando fazer playtesting e de que forma. Para chegar do alpha ao beta - e a uma hipotética publicação - é jogando que a gente se entende.

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

playtesters

O jogos são criação da mente dos seus escritores, mas quem lhes lima as arestas são os playtesters. Um jogo pode ser visto de muitas maneiras diferentes, e por mais inteligente que se seja, vai sempre escapar qualquer coisa. Ou alguma coisa poderá ser vista de maneira diferente, conferindo-lhe um sentido totalmente novo e inesperado. O playtesting serve sempre para se poder dizer "Ah, não me tinha lembrado disso!". Chego a dizer que um jogo pode mudar mais nas após passar pelas mãos dos playtesters do que por uma revisão do criador.

Para mim um bom playtesting é algo que cubra muita coisa diferente, de maneira diferente. Se se vai jogar o BG ou o RPG sempre da mesma maneira até ficar bem oleado, quando se jogar de outra maneira nova desmorona por completo.

Quanto ao grupo informal de playtesting aqui no grupo, temos um problema: localização. Tá cada um em seu canto! E de certeza que é muito difícil combinar um encontro esporádico para falar das coisas. Online pode ser complicado mas sempre é melhor do que nada. Eu por mim estou disposto a fazer umas sessões de teclado desenfreado para dar umas ajudas em playtesting de RPGs. Que tal voltar ao velhinho IRC para conferências de playtest?

trabalhar online

The_Watcher escreveu:
Quanto ao grupo informal de playtesting aqui no grupo, temos um problema: localização. Tá cada um em seu canto!

Estarão assim tão distantes? Já toda a gente se põs no mapa? :)Façam zoom no http://www.communitywalk.com/httpwwwabreojogocomutilizadores_do_aoj/utilizadores_do_aoj/map/294191

Citação:
Online pode ser complicado mas sempre é melhor do que nada. Eu por mim estou disposto a fazer umas sessões de teclado desenfreado para dar umas ajudas em playtesting de RPGs. Que tal voltar ao velhinho IRC para conferências de playtest?

Teve o seu tempo, mas já não vale a pena. Descobri recentemente que é possivel partilhar e discutir documentos online através do Google Docs, mesmo .PDFs ou .DOCs que o pessoal já tenha feito. Folhas de personagem (ou de qualquer coisa) podem ser partilhadas por todos os playtesters e modificadas em tempo real enquanto se conversa por chat. Se houver gente interessada, alinho nisso. Que tal uma vez por semana?
http://docs.google.com <--