Blogues (Jogos de Tabuleiro)

Jogos de Tabuleiro em Alcala de Henares, Madrid, España

Os dias 17 e 18 de diciembre, jogarem em la "Primera Convención Nacional de Juegos de Mesa", em la ciudad Alcalá de Henares, ao lado de Madrid.

Estais convidados. Campeonatos e premios, conferencias, exposiciones.  Oportunidade para conhecer diseñadores de juegos y outros profesionales. Podem sempre trazer os vossos jogos favoritos o jogar ao nossos.

Por favor, espalhem a palavra entre os vossos amigos.

 

Retrato de hugocarvalho

The circus comes to town

O circo da Formula Dé chegou à cidade de Cascais, mais propriamente à ArenaMech, para aquilo que foi, espera-se, a primeira prova da época. Participaram neste glamouroso evento, o Manuel Pombeiro, o Ricardo Madeira, a Raquel e eu.

O circuito escolhido foi o de Buenos Aires que testou, e de que maneira, as capacidades de fazer contas dos intervenientes. Apesar de ter algumas áreas em que era possível acelerar sem medos em sexta velocidade, tinha, por outro lado, uma segunda parte de pista bastante lenta e manhosa onde todo o cuidado era pouco e onde os carros sofriam constantes danos às mãos dos seus inexperientes pilotos.

Retrato de hugocarvalho

Jogos de Tabuleiro

Convidou-me o Ricardo para escrever para o Turno da Noite alguma coisa sobre Jogos de Tabuleiro aqui no site.
Há coisa de 3 ou 4 meses iniciei um blog sobre o assunto e tinha, na altura, como objectivo criar um espaço onde os gamers portugueses pudessem escrever sobre o assunto e darem-se, duma forma ou de outra, a conhecer.
Apesar do numero de visitantes ter surpreendido em muito as minhas mais absurdas expectativas, o nº de comentários ficou um bocado aquém do que esperava, para não dizer que foi mesmo um fracasso. Por isso, a possibilidade de escrever também aqui para o site do Ricardo pode facilitar uma maior intervenção dos jogadores e, ao mesmo tempo, aguçar a curiosidade daqueles que gostam RPG. Além do mais o Manuel Pombeiro também iniciou o seu blog, pelo que a coisa está a compor-se.
Julgo que precisamos dum sítio onde possamos falar em português deste tão querido e viciante hobby e também, combinar algumas jogatanas para nos conhecermos e guerrearmos por vitórias. Uma das dificuldades, por vezes, é mesmo essa, arranjar pessoal para jogar.
Para já e se tudo correr bem, no próximo domingo lá estaremos em Cascais na MagicMek. Eu feito parvo fui para lá este fim-de-semana. Claro que o silêncio que estava na Arena me avisou logo que não era o dia certo. Fiquei desiludido, estava mesmo a apetecer-me lançar os dados...

Retrato de Firepigeon

Buenas!!

Boas ppl.

Pois é o Ricardo recrutou mais um!! E eis-me aqui chegado e que fazer? Ai Ai!!! Isto aqui é só RPGistas e eu não sou, mas espera!! Ali a um cantinho uma área para boardgames! OK! parece-me bem! Olha, se acharem que não sou havido, chutem! No hard feelings!! Vou-me registar!

 ....

Ena! É melhor apresentar-me primeiro (em segundo que só agora é q reparei na parte de post de apresentações):

Nome: Manuel Pombeiro

Idade: 35

Estado Civil: Casado

Filhos: yap 1, com 7 anos

O q é q ando a fazer: trabalho em TI 

Retrato de Firepigeon

Axis & Allies: Pacific

Esta tarde tive a oportunidade de ter uma tarde bem passada a jogar Axis and Allies: Pacific (http://www.boardgamegeek.com/game/1262)

Trata-se de um jogo de estratégia com alguma táctica à mistura em que a gestão dos recursos é tão decisiva quanto o saber manobrar as unidades.

Desde já os meus agradecimentos ao pessoal da Homem Azul (http://www.homem-azul.com/) por nos ter proporcionado a utilização do espaço.

Quem quiser ver algumas das fotos desta batalha pode verificar aqui:

Sombras sobre Camelot

Esta segunda-feira à noite tentámos agendar uma sessão de Amber, visto que a sessão de Sábado terminou num ponto crítico que deixou toda a gente em pulgas para saber o que ia sair dali. Infelizmente, o actor principal - o Paulo - não podia vir de modo que procurei um plano alternativo: fazer o playtest de Stranger Things. O plano alternativo também caiu por terra pois não tive tempo de preparar nada e, quando me apareceram os jogadores à porta, tive então de passar ao Plano C e sacar de um boardgame que queria experimentar há muito tempo: Shadows Over Camelot. O resultado foi uma noite muito bem passada, com direito a foto-reportagem e tudo.

Raquel & Jota, Cavaleiros do Reino
Raquel & Jota, Cavaleiros do ReinoA meio do jogo, Siress Raquel olha para o dado na sua "carta de personagem" que conta os seus pontos de vida, enquanto ao seu lado Sir Jota olha para para a bebé Diana ao colo da mãe Irina, que estão fora da fotografia. No topo da carta de personagem do João, é possível ver a "Armadura de Lancelot", a primeira das relíquias sagradas conquistadas pelos cavaleiros durante o jogo. No tabuleiro principal vêm-se os 4 quatro cavaleiros em jogo (neste momento reunidos dentro do Castelo de Camelot, à volta da Távola Redonda), nove catapultas aos portões do castelo (aproximando-se perigosamento das doze catapultas necessárias para fazer perder o jogo aos cavaleiros) e, mesmo em frente à Raquel, pouco visível, está também um guerreiro Picto, esperando mais companheiros para poder invadir o reino.

Memoir '44 - A Libertação de Paris

Bom, e tal como tinha ficado prometido há muito tempo, esta noite finalmente eu e o Jota reunímo-nos cá em casa para uma jogatana de Memoir '44. Jogámos o cenário 11, Liberation of Paris, que segundo o Jota é dos mais equilibrados e renhidos. Começamos comigo a jogar os Aliados e o Jota o Eixo, para depois trocarmos de lados no segundo jogo.

Memoir '44 - Jota & Ricardo

Memoir '44 - Acção em Pegasus Bridge

Bom, já tive ocasião de jogar uma partida de Memoir '44 contra mim próprio para aprender as regras. Joguei o primeiro cenário, Pegasus Bridge, claro, e tenho a dizer que o achei muito desequilibrado.

Memoir '44É que os aliados aparentemente têm todas as vantagens: mais unidades, mais cartas de movimento, mais hipóteses de conseguir pontos de vitória (podem ganhar metade dos pontos necessários conquistando dois locais e matando duas unidades inimigas, enquanto os alemães estão limitados a matar 4 unidades inimigas) e, aparentemente, há pelo menos uma carta que favorece os aliados (a carta Airpower, que fica mais fraca se for usada pelos Alemães)... será que há cartas que favorecem os alemães?

Neste cenário, a única vantagem que os Alemães tem para contrabalançar tudo isto são posições defensivas fortes à volta de um dos dois objectivos que os aliados pretendem conquistar. Parece-me muito pouco... até porque as posições defensivas são estáticas, o que reduz ainda mais as alternativas alemãs. Os aliados podem, por exemplo, retirar para trás as unidades que estejam à beira da morte para negar os pontos de vitória às forças do eixo. Os alemães, confortáveis por trás dos seus arames farpados e sacos de areia, não os vão perseguir enquanto tiverem outros problemas com que lidar.

Fora isso, o jogo pareceu-me extremamente divertido.

Saqueando a América 2005 - Parte 2

Tal como disse no post anterior, hoje era dia do meu outro irmão, o João, regressar dos EUA. Com ele chegou o resto da tralha de que eu comprei online durante os últimos sete meses e que mandei entregar em casa dele. Assim ele trouxe-os na bagagem e eu evitei pagar portes de envio exorbitantes e taxas alfandegárias que podem ser um verdadeiro roubo.

A remessa que o João me trazia era toda ela de boardgames:

Saque de Boardgames!

A minha colecção de Boardgames

Finalmente está pronta! Acho que não deixei nada de fora, nem sequer os jogos de cartas. :)

É a minha colecção de boardgames no boardgamegeek.com.

Obrigado pela ideia, João!