O regresso: "Ars Magna - Casus Belli" (Segunda Season de Ars Magna)

Retrato de LadyEntropy

Ora bem, não foi segredo para ninguém que o primeiro Ars Magna nunca levantou do chão devido a problemas internos entre jogadores -- aparentemente a lingua viperina aqui da Lady Entropy ofendeu e feriu susceptibilidades quando mencionou em forum publico (este) as falhas que haviam com algumas personagens.

O Rick Danger e eu, no entanto, não perdiamos esperança. Tinhamos noção que Ars Magna tinha muito potencial... mas precisavamos de jogadores abertos a novas experiencias e sem preconceitos contra o formato "Série de TV" de PTA (coisa que não acontecia no jogo anterior). Como quem espera sempre alcança, recentemente vimos a nossa paciência recompensada. Fomos contactados por um amigo enfermeiro, Babo, que, grande adepto de RPGs, tinha saudades de jogar. Sugeri repescarmos Ars Magna... mas faltava-nos um jogador.

Subitamente lembramo-nos que braga só fica a uma horinha de distância de comboio e que ultimamente o Aramoro se queixava muito de falta de RP... e daí foi um passo até o termos recrutado. Quisemos evitar os erros anteriores, e desta feita, sentamos todos os membros a uma mesa para debater a história e o setting. Abençoado Babo, que tantas ideias tinha que quase tivemos de o amarrar e amordaçar para conseguirmos falar também.

O setting foi mantido mais ou menos igual, mas com algumas ideias e mudanças importantes -- que eu e o Rick tinhamos discutido previamente, visto que somos os unicos sobreviventes da série original. 

- Para tentar distanciar-nos da primeira série, fez-se uma purga máxima ao Cast anterior: o Protagonista Jason desapareceu nas Spirit Realms (pode voltar ou não) traido pelo melhor amigo, o Protagonista Filipe, que opta por trair a Ordem por amor -- ao seu amante NPC William - que agora é conhecido como o responsável pelo massacre que ocorrera entre os Quaesitors pré-season 1. William escapou e anda agora à solta, e possivelmente sendo o homem mais odiado pelos Quaesitors. Filipe morreu em combate contra Victoria (a unica protagonista original que permanece para a Season 2), depois desta ter tentado matar William aquando da descoberta da sua traição. Todos os restantes Contacts e NPCs desapareceram, com excepção do pai de Victoria (agora Contact e mentor de um dos novos protagonistas) e o Nemesis de Victoria, Erik.

- Decidiu-se criar uma larga separação temporal entre as duas seasons -- se bem que "Casus Belli" é quase mais uma série independente que uma "continuação". 5 anos passaram-se, o que causou grandes mudanças quer a nivel pessoal (Victoria perde o seu Issue "Self Worth" e muda para "Grief/Wrath") quer a nivel geral (a guerra dos magos começou e evoluiu para uma fase em que já não há dois lados coesos, mas sim vários grupos fragmentados que desconfiam uns dos outros e querem conseguir o poder para si, desconfiando dos outros.

- O papel do tribunal muda também: os Quaesitors funcionam agora mais como "papões" e agentes sabotadores -- dos poucos magos que juraram cumprir as velhas tradições e castigar quem se atreveu a desafiar o código. Ou seja, têm muita gente para castigar... mas muito tempo e muita paciência também. Acrescentam às suas funções as de "divide and conquer" -- fomentando dissenções entre os magos que desafiaram o código e assegurando a sua eventual queda. O nivel de poder dos protagonistas aumentou também: antes eram novatos, cuja maior força era o facto que tinham a lei e o nome da House Quaesitor para lhes abrir todas as portas. Agora, o nome Quaesitor não tem a mesma força que antes ... mas os novos protagonistas têm poder e maturidade suficiente para compensar essa deficiência.

- A temática da série muda também: se antes era a historia da luta diária de 3 jovens a terem que equilibrar  ma vida humana e uma de quaesitor, para alem do facto que tinham um fardo enorme sobre os ombros; agora   série torna-se mais "noir", mais agressiva. Já não há tanto investigação e debate -- há acção, subversão e sobretudo, controlo. Os protagonistas sabem que têm um trabalho ingrato, mas sabem tb que alguém tem que o fazer.

- A magia, centro de muitos problemas na season anterior, agora torna-se bem mais definida -- usando como base de inspiração os divertidissimos livros da série "The Hollows" por Kim Harrison. Não percam um artigo em breve com informação mais detalhada.

- Contactos, ao contrário da série anterior, tomam um papel menos preponderante -- são reduzidos ao seu papel de actores secundários, deixando de aparecer como "Os Outros Protagonistas", visto que na série anterior conseguiam ter tanto ou mais screen time que alguns protagonistas.

 

Para uma visão mais do ponto de vista de um dos protagonistas sobre o novo setting, leiam aqui uma entrada IC do diário pessoal de Victoria Tamwood.

Mais informações para breve!