[D&D 3.5] Sessão 01 - Dark Sun

Foi ontem (05/03/2006) a primeira sessão da nossa campanha, assim de repente só tenho uma coisa para dizer: Bluffem-mos.

Jogadores
RedPissLegion - GM
JR - Maenad Clérigo itenerante da Água e das Viagens
Rui - Elfo Ranger
Tiago - Anão Bárbaro

Sessão
Os jogadores decidiram começar a sessão a ser escorraçados de um vilarejo por elementais da água que o Clérigo tentou invocar, a pedido do Elfo, para trazer água para o local, como o ritual falhou estes viraram-se contra os invocadores.

Depois de eliminar os elementais, numa luta dentro de uma nuvem de Obscuring Mist, a party voltou para a aldeia onde tentou manipular, e com sucesso, o regente a não os culpabilizar pelo sucedido e os deixar tentar no dia seguinte fazer outro ritual para trazer água para a aldeia. Conseguiram também o mesmo com o estalajadeiro local para poderem ter cama e comida à borla durante 2 noites.

Durante a noite planearam no dia seguinte como extorquir dinheiro aos habitantes locais e fugir depois do ritual falhar, uma vez que eles estão mais interessados no dinheiro do que em ajudar as populações.

Foram também visitados por várias criancinhas adoráveis, inocentes e crédulas (incluindo a filha do estalajadeiro) que os exultaram como heróis e agradeceram repetidamente por não os irem deixar morrer à sede, visto a cidade ter uma muito parca fonte de água.

Na manhã seguinte a party foi recebida à saída da estalagem por uma enorme multidão carregada oferendas que eles haviam pedido para dar aos deuses da água. Até a jovem e inocente filha do estalajadeiro ofereceu a sua boneca perferida bordada à mão pela sua mãe, para o sacrifício.

Durante o "ritual", o Clérigo lembra-se que não pediram dinheiro pelos seus "serviços" e saca um belo role de bluff para não parecer muito mal para-lo a meio para ser remunerado. Chega também um mensageiro da caravana que mensalmente distribui comida e água à vila, para avisar que a caravana ficou encalhada e que este mês não iram receber os seus mantimentos.

Ponderando a situação o Clérigo, com a faca do Elfo a picar-lhe nas costas, decide devolver à população os bens todos que haviam recolhido para o sacrifício e ficar apenas com o dinheiro. Depois utiliza o spell Create Water para encher uma série de "barris mágicos que voltam a encher quando ficam vazios" (para quem não conhece D&D: isto é treta hehe).

Com a sua missão concluída e criado uma boa reputação na vila, a party decide ir embora o mais depressa possível.

Observações
Bangs com criancinhas inocentes, adoráveis e crédulas funcionam hehehe;

Os desafios nesta sessão geraram muito em torno das Skills de Bluff e Diplomacy, como nem todos os NPCs vão ter Sense Motives elevados e o DC dos roles de Diplomacy são fixos, sinceramente não sei como pensar em NPCs que possam vir a ser adversários à altura, aceitam-se sugestões;

Embora a sessão tenha sido engraçada, não sei se tenho muita imaginação para estar constantemente a inventar motivos nas várias cidades/aldeias/vilas por onde os PCs passam, para haver prós e contras às suas intenções para enganar os habitantes e roubar-lhes dinheiro. Acho que vou começar a pedir kickers entre sessões para desenvolver isto, acho que se trabalhar-mos os 4 neste sentido é fácil encontrar situações interessantes a serem exploradas.

Ainda nos estamos a habituar ao sistema, mas graças à ajuda do Tiago (um veterano destas coisas) vamo-nos habituando. Gostava era de ter um método de consulta de regras mais rápido, uma vez que as coisas costumam estar espalhadas por vários livros, alguém tem um screen ou um programa informático que permita fazer isso?

Pergunta os jogadores: no fim da sessão vocês mostraram-se interessados em ir salvar a caravana encalhada que ia levar os mantimentos à vila, querem resolver isso já na próxima sessão ou não (se quiserem fazer isso de todo)?

Just bluff it

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

Se me perguntas...

...eu acho que podíamos fazer a coisa como Firefly/Serenity, num mix engraçado de Mad Max e D&D para dar a nossa party. Estou muito entusiasmado com o inicio porreiro da coisa, achei a sessão muito enriquecedora, com os toquezinhos Narrativistas a dar um tom humano à coisa; confesso que não teria pensado duas vezes em roubar toda a gente e cagar nos aldeões, mas as criancinhas vieram dar o mote para a humanidade da party de que gostei muito - de ressalvar, sempre muito importante, que foi a mim jogador e não ao meu personagem que as coisas importaram; continuo a dizer que se calhar Chaotic Good não é o melhor alinhamento para ele.

Com isto, as minhas sugestões são:

-Maior aproximação ao tema Firefly/Serenity; ainda por cima, há mais do que oportunidades para isso.
-Ir investigar a caravana, mas passando antes por várias aldeias com problemas, à lá Sete Samurais.

E é só. :-)

--~~--

To crush your enemies, to see them driven before you, and to hear the lamentations of their women.
-Noddy, Lord of Darkness

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

RedPissLegion escreveu:

RedPissLegion escreveu:

Os desafios nesta sessão geraram muito em torno das Skills de Bluff e Diplomacy, como nem todos os NPCs vão ter Sense Motives elevados e o DC dos roles de Diplomacy são fixos, sinceramente não sei como pensar em NPCs que possam vir a ser adversários à altura, aceitam-se sugestões;

Boas!
Algumas sugestões:

As NPC classes Aristocrat e Expert têm ou podem ter o sense motive como class skill. Podes criar alguns npc especificos que por algum motivo usem este skill regularmente.

Alguns feats dão bonus ao sense motive; Skill Focus(+3) e Negotiator(+2)

RedPissLegion escreveu:

Embora a sessão tenha sido engraçada, não sei se tenho muita imaginação para estar constantemente a inventar motivos nas várias cidades/aldeias/vilas por onde os PCs passam, para haver prós e contras às suas intenções para enganar os habitantes e roubar-lhes dinheiro. Acho que vou começar a pedir kickers entre sessões para desenvolver isto, acho que se trabalhar-mos os 4 neste sentido é fácil encontrar situações interessantes a serem exploradas.

Não há nada como ter trabalho de casa feito. ;)
Uma lista de npc's e acontecimentos (relevantes ou não) são o melhor amigo do DM!

Já agora, a título de curiosidade, em que zona estão a jogar?

______________________________________________________________
Evil never dies, it just waits to be reborn...

O que eu ia dizer o Nazgul

O que eu ia dizer o Nazgul já disse, de resto tens também outros livros com feats e usos para skills, podes coloca-los nos NPCS que mais têm poder dentro de uma aldeia.
Depois nao te esqueças que mesmo um Bluff ou um Diplomacy check no inicio têm DCs dificeis, dependendo e muito do que se queira fazer, quando mais fantasista seja a coisa pior é o convencer ou fazer alguem amigo.
Podes colocar os pcs em confronto com outros q estao a fazer o mesmo esquema originando dai guerra por territorio, ou até mesmo os pcs a provarem que nao foram eles (daquela vez) a enganar a aldeia, etc

E concordo com o Rui, pelo que li da descrição, CG nao me parece um alinhamento correcto, pelo comportamento em si ia mais para NE do que outra coisa...

Caravana e outros assuntos...

Acho que a ideia da caravana é excelente! O caminho até à sua localização desconhecida será árduo e desafiante e parece ser uma boa maneira de redimir os nossos heróis relutantes (ou pelo menos para um deles!).

Realmente a criação de personagens foi um pouco sem pensar no tipo de histórias que se queria contar. Eu diverti-me com as tropelias de "vender a banha da cobra" mas o meu maenad está tudo menos feito para isso. Não só a maioria dos Maenads é LG como sendo Clérigo este não pode ser totalmente Neutral. Fiz o roleplay dele como se este tivesse uma crise de auto-confiança e se deixasse persuadir pelo Anunnaki. Caso para dizer que antes da invocação disastrosa dos Wave Bowmen os nosso personagens estavam mesmo a penar por água, comida e... moedas de cerâmica. Por outro lado um Ranger Elfo a fazer tudo para sobreviver já me parece mais natural...

Acho que devias fazer como Serenity/Firefly sim, mas de aldeia em aldeia, de aventura em aventura, ires introduzindo algo que faça as personagens crescer. Se quiseres sugestões vamos pondo-as aqui. ;)

"Se alguma vez sou coerente, é apenas como incoerência saída da incoerência." Fernando Pessoa

sopadorpg.wordpress.com - Um roleplayer entre Setúbal e Almeirim
Ludonautas Podcast - Viajando, sem nos movermos, pelos mundos do RPG

Rui escreveu: -Maior

Rui escreveu:

-Maior aproximação ao tema Firefly/Serenity; ainda por cima, há mais do que oportunidades para isso.

jrmariano escreveu:

Acho que devias fazer como Serenity/Firefly

TSoY é um bom sistema para Firefly hehe.

jrmariano escreveu:

Se quiseres sugestões vamos pondo-as aqui.

Quero sugestões, ponham-nas aqui. Já agora também gostava de receber algum feedback do Tiago, depois da cena do combate com os WAVEARCHERS (em Caps Lock para o Sr. JR) ele ficou um bocado apagado durante o resto da sessão, acho que isto se deve principalmente ao facto de ter feito um PC combat ready e não just bluff it ready.

Nazgul escreveu:

As NPC classes Aristocrat e Expert têm ou podem ter o sense motive como class skill.

Estava a usar a class Aristocrat para o Regente da cidade hehe, mas uma lista de NPCs é fixe, o que vem no DMG é algo inútil, vou começar a dar ao dedo no DM Genie.

Nazgul escreveu:

Já agora, a título de curiosidade, em que zona estão a jogar?

A sul de Balic, do outro lado do Silt River.

DemonKnight escreveu:

Depois nao te esqueças que mesmo um Bluff ou um Diplomacy check no inicio têm DCs dificeis

Sim e ao príncipio estivemos um bocado a anhar com a tabela dos roles de Diplomacy, mas mesmo assim os PCs foram lá, o problema dos DCs de Diplomacy é que são fixos para todos os NPCs e se os jogadores quiserem basta nas primeiras subidas de nível investir ranks na skill que torna bastante fácil tornar alguém friendly.

O Bluff é pior ainda, porque o Sr. Rui (má pessoa como ele é) tem um poder psiónico que lhe dá ou a quem ele quiser um bónus de +10 a roles de Bluff hehe.

DemonKnight escreveu:

E concordo com o Rui, pelo que li da descrição, CG nao me parece um alinhamento correcto, pelo comportamento em si ia mais para NE do que outra coisa...

Rui escreveu:

continuo a dizer que se calhar Chaotic Good não é o melhor alinhamento para ele.

O que diz na descrição do alinhamento dos elfos no livro de Dark Sun é "O alinhamento de um elfo depende do que está entre ele e a próxima fonte de água", concluam o que acharem melhor.

DK: Obrigado pelo teu mail, já te respondi, recebeste?

Todos os outros: Obrigado pelo feedback.

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

RedPissLegion escreveu:

RedPissLegion escreveu:

Nazgul escreveu:

As NPC classes Aristocrat e Expert têm ou podem ter o sense motive como class skill.

Estava a usar a class Aristocrat para o Regente da cidade hehe, mas uma lista de NPCs é fixe, o que vem no DMG é algo inútil, vou começar a dar ao dedo no DM Genie.

Uma lista de acontecimentos, alguns banais, outros mais sérios, não só dão um sentido de inserção no mundo aos jogadores como muitas vezes permitem ser pontos de partida para o interesse dos jogadores em explorar esses acontecimentos. Isto requer, como é obvio, poder de improvisação por parte do DM.

RedPissLegion escreveu:

DemonKnight escreveu:

Depois nao te esqueças que mesmo um Bluff ou um Diplomacy check no inicio têm DCs dificeis

Sim e ao príncipio estivemos um bocado a anhar com a tabela dos roles de Diplomacy, mas mesmo assim os PCs foram lá, o problema dos DCs de Diplomacy é que são fixos para todos os NPCs e se os jogadores quiserem basta nas primeiras subidas de nível investir ranks na skill que torna bastante fácil tornar alguém friendly.

O Bluff é pior ainda, porque o Sr. Rui (má pessoa como ele é) tem um poder psiónico que lhe dá ou a quem ele quiser um bónus de +10 a roles de Bluff hehe.

Acrescentando ao que o DK disse, o bluff tem uns modificadores (que dão bonus ao sense motive do alvo) que dificultam que coisas absurdas aconteçam e não esquecer que para o bluff funcionar o/os alvo/os têm que estar dispostos a ouvir o bluffer...

Há um feat interessante no XPH que se chama Inquisitor que gastanto o psionic focus se ganha +10 no sense motive contra bluffs.

Contudo a ideia do enganar as aldeias é bastante interessante e mais interessante poderia ficar se em algum ponto das suas façanhas um grupo de aventureiros regressa-se à sua aldeia natal apenas para encontrar os seus familiares e amigos ou mortos ou à beira da morte devido aos enganos de um grupo de
charlatões...

;)
______________________________________________________________
Evil never dies, it just waits to be reborn...

Sim, li o mail, ainda nao

Sim, li o mail, ainda nao tive tempo de investigar o que me pediste.
Sobre o que falaste, o alinhamento dos elfos depende disso mesmo, por isso mesmo tendo em conta aquelas atitudes é mais evil i am que outra coisa, bad elf bad elf!
Sobre os DC´s serem fixos? Onde? Dependendo da situação podes assumir que x roll terá penalidade ou bonus tendo em conta n factores que aconteceram, não fiques preso a uma tabela de valores fixos.
Mesma coisa para os bluffs, tendo em conta o tipo de bluff e o bonus que depois dará no sense motive.
Quanto aos Dcs de Diplomacy, por ex um aldeao indiferente para ajuar os pcs têm de sacar 15, e ele faz o que indica no friendly, ou deseja bem aos pcs, dá conselhos e tal, ajuda muito limitada...
Já é preciso um 20 para ele ficar helpful..

Agora partindo do principio que podem encontrar nps unfriendly, ou seja, nao propriamente hosteis, mas q simplesmente podem suspeitar dos pcs, evita-los ou ate mandar a ocasional boca...

Para passa-los de unfriendly para friendly é um dc 25, dificil.. e para hepful entao... 40! O que para pcs de nivel baixo é.. impossivel...

E nao te esqueças retry nisto nao serve....

Demonknight escreveu:

Demonknight escreveu:

Sim, li o mail, ainda nao tive tempo de investigar o que me pediste.

Fixe, obrigado.

DemonKnight escreveu:

Sobre os DC´s serem fixos? Onde? Dependendo da situação podes assumir que x roll terá penalidade ou bonus tendo em conta n factores que aconteceram, não fiques preso a uma tabela de valores fixos.

Sim os modificadores (se não me engano) podem ser internos, relacionados com as "ferramentas" à disposição, exemplo: simbolo real muito bem falsificado, ou externas, relacionadas com o ambiente da situação, exemplo: a corte está em pé de guerra por causa de um espião. Sendo que estes modificadores são ou +2 ou -2 e podem acumular (apenas de tipos diferentes), isto dá para um DC de 25 (acho que era este para passar de Hostile para Indiferent) um espectro de DCs de 21 até 29, o que já é significativo.

A minha questão aqui é que este espectro tanto se aplica a um aldeão de nível 1 como a um Mega Feiticeiro de nível 20 e não existe contra jogada, como o Sense Motive com o Bluff.

DemonKnight escreveu:

Agora partindo do principio que podem encontrar nps unfriendly, ou seja, nao propriamente hosteis, mas q simplesmente podem suspeitar dos pcs, evita-los ou ate mandar a ocasional boca...

Para passa-los de unfriendly para friendly é um dc 25, dificil.. e para hepful entao... 40! O que para pcs de nivel baixo é.. impossivel...

E nao te esqueças retry nisto nao serve....

Não é totalmente impossível, eles não têm que passar o "estado" do NPC de unfriendly para helpful num só role. Mesmo não havendo retrys há vários membros numa party, se cada um for sacando bons roles à vez então é fácil fazer essa mudança.

Foi o que aconteceu nesta sessão com o estalajadeiro, ele começou Indiferent e depois do Rui e o JR fazerem dois roles de diplomacy conseguiram passá-lo para Helpful.

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

RedPissLegion escreveu:

RedPissLegion escreveu:

Não é totalmente impossível, eles não têm que passar o "estado" do NPC de unfriendly para helpful num só role. Mesmo não havendo retrys há vários membros numa party, se cada um for sacando bons roles à vez então é fácil fazer essa mudança.

 

Foi o que aconteceu nesta sessão com o estalajadeiro, ele começou Indiferent e depois do Rui e o JR fazerem dois roles de diplomacy conseguiram passá-lo para Helpful.

Hummm..Não sei se pelas regras são permitidos rolls sucessivos para mudar a atitude de outros...

"Try Again

Optional, but not recommended because retries usually do not work. Even if the initial Diplomacy check succeeds, the other character can be persuaded only so far, and a retry may do more harm than good. If the initial check fails, the other character has probably become more firmly committed to his position, and a retry is futile."

De qualquer modo está aqui uma variante interessante: Diplomacy
______________________________________________________________
Evil never dies, it just waits to be reborn...

Não há nada que diga o

Não há nada que diga o contrário também e como o Try Again apenas refere o PC que fez o role e não os outros, parece-me passível de ser aceite.

Pensa como foi o combate social na demo de Exalted, o facto de serem várias pessoas a tentar convencer só uma dá um grande vantagem.

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

Pois mas não me parece que

Pois mas não me parece que as regras funcionem assim, se os outros querem ajudar isso é feito com o Aid Another.

Se se quer influenciar alguém como um grupo o roll que determina o resultado é para todos os membros do grupo.

Se tentarem individualmente o resultado é para cada um individualmente, e não para o grupo.

Pelo menos é assim que eu interpreto as regras.

______________________________________________________________
Evil never dies, it just waits to be reborn...

Nazgul escreveu: se os

Nazgul escreveu:

se os outros querem ajudar isso é feito com o Aid Another

Ai é que está do dito busilis, porque a ideia não é um PC ajudar o outro a fazer o skill check, é ele fazer o seu próprio para além do do outro PC.

Eu imagino isto como num combate físico, um PC faz o seu golpe e o outro PC faz o seu, individualmente cada um causa o seu dano no adversário. Da mesma maneiro penso quem no combate social cada um pode fazer o seu role individual de Diplomacy/Bluff/Intimidate/etc. para provocar "dano" no inimigo.

O que pode ser fixe é haver alguma interdepedência entre o sucesso de cada role, por exemplo se o 1º PC falhar o seu role então o 2º tem um aumento ao seu DC de 2, tal como nas regras de modificadores para DCs, o mesmo se aplica inversamente, um role com sucesso dá um bónus de -2 ao próximo.

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

Percebo o que queres dizer

Percebo o que queres dizer mas o problema é que não existem "hp" para este tipo de confronto.
Se o "combate" é feito individualmente então o resultado do mesmo é referente a cada personagem e não acumula para as seguintes.

O alvo tem uma atitude inicial e com um roll as personagens conseguem ou não mudar esta atitude. Se isto for feito indivudualmente então cada personagem tem que vencer o obstáculo inicial.

Claro que o DM aqui pode ter em conta que várias tentativas de tocar sempre no mesmo assunto pode dar um qualquer tipo de modificador a quem tente a seguir, modificador este que tanto pode simbolizar uma "rendição" à insistência (reduzindo o DC como sugeres) ou um piorar de atitude devido à mesma insistência(aumentando o DC)...depende de como toda a situação é jogada, e claro está, do NPC em questão.

:)
______________________________________________________________
Evil never dies, it just waits to be reborn...

Nazgul escreveu: Percebo

Nazgul escreveu:

Percebo o que queres dizer mas o problema é que não existem "hp" para este tipo de confronto.

Eu estava a pensar considerar os vários graus de atitude (de Hostile a Helpful, se não me engano) como uma espécie de HPs, ou seja sempre que um PC consegue melhorar a atitude de um NPC é como se conseguisse dar-lhe "dano" às suas ideias e convicções para com esse PC, sendo que Helpful como HP 0, onde o NPC já não consegue resistir mais.

Achas(m) que é muito rebuscado? o problema principal que vejo com isto é o que referi em cima de as dificuldades para "inflifigir dano social" serem sempre as mesmas e não subirem como o nível/capacidades do personagem, como acontece com o AC (que pode ser manipulado mexendo no modificador de dexterity ou outros artefactos), ou até com os Hit Points propriamente ditos que sobem com o aumento do nível.

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

RedPissLegion escreveu:

RedPissLegion escreveu:

Demonknight escreveu:

Sim, li o mail, ainda nao tive tempo de investigar o que me pediste.

Fixe, obrigado.

DemonKnight escreveu:

Sobre os DC´s serem fixos? Onde? Dependendo da situação podes assumir que x roll terá penalidade ou bonus tendo em conta n factores que aconteceram, não fiques preso a uma tabela de valores fixos.

Sim os modificadores (se não me engano) podem ser internos, relacionados com as "ferramentas" à disposição, exemplo: simbolo real muito bem falsificado, ou externas, relacionadas com o ambiente da situação, exemplo: a corte está em pé de guerra por causa de um espião. Sendo que estes modificadores são ou +2 ou -2 e podem acumular (apenas de tipos diferentes), isto dá para um DC de 25 (acho que era este para passar de Hostile para Indiferent) um espectro de DCs de 21 até 29, o que já é significativo.

A minha questão aqui é que este espectro tanto se aplica a um aldeão de nível 1 como a um Mega Feiticeiro de nível 20 e não existe contra jogada, como o Sense Motive com o Bluff.

DemonKnight escreveu:

Agora partindo do principio que podem encontrar nps unfriendly, ou seja, nao propriamente hosteis, mas q simplesmente podem suspeitar dos pcs, evita-los ou ate mandar a ocasional boca...

Para passa-los de unfriendly para friendly é um dc 25, dificil.. e para hepful entao... 40! O que para pcs de nivel baixo é.. impossivel...

E nao te esqueças retry nisto nao serve....

Não é totalmente impossível, eles não têm que passar o "estado" do NPC de unfriendly para helpful num só role. Mesmo não havendo retrys há vários membros numa party, se cada um for sacando bons roles à vez então é fácil fazer essa mudança.

Foi o que aconteceu nesta sessão com o estalajadeiro, ele começou Indiferent e depois do Rui e o JR fazerem dois roles de diplomacy conseguiram passá-lo para Helpful.

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

Atenção, pelas regras rolls sucessivos em caso de falhanço nao dá.. e mesmo que queiras aprovar isso.. lembra-te que o DC inicial ,mantem-se... ou seja, mesmo que eles o passem de indiferent para friendly o DC depois para hepful é o mesmo q era inicialmente de indiferent para helpful.....

Nao é ir pulando e pulando e pulando.... isso era MUITOOOO fácil...

Sim eu sei que não dá

Sim eu sei que não dá para o mesmo PC fazer o mesmo role duas vezes da mesma skill quando falha, o que eu estou a falar é de PCs diferentes fazerem o mesmo role um depois do outro (tal como disse em cima ao Nazgul).

DemonKnight escreveu:

indiferent para friendly o DC depois para hepful é o mesmo q era inicialmente de indiferent para helpful

Mas isso não faz muito sentido, se o NPC já está friendly porque é que haveria o DC de ser o mesmo como se ele estivesse indiferent?

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

RedPissLegion escreveu:

RedPissLegion escreveu:

Sim eu sei que não dá para o mesmo PC fazer o mesmo role duas vezes da mesma skill quando falha, o que eu estou a falar é de PCs diferentes fazerem o mesmo role um depois do outro (tal como disse em cima ao Nazgul).

DemonKnight escreveu:

indiferent para friendly o DC depois para hepful é o mesmo q era inicialmente de indiferent para helpful

Mas isso não faz muito sentido, se o NPC já está friendly porque é que haveria o DC de ser o mesmo como se ele estivesse indiferent?

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

Porque o DC é estabelecido no inicio do contacto e os que os pcs fazem é para melhor esse mesmo contacto,

Imagina a situação:

Gajo esta indiferente, ah e tal
Pc dá mega discurso, apela à maezinha do NPC, bla bla, saca um 22 no Diplomacy, fica amigavel o NPC, continuam a falar, etc etc, mas futuros rolls para melhorar a situaçao têm em vista o DC inicial,pq faz td parte do mesmo encontro ainda, ou seja para eles passarem o pc para amigavel, terao de bater um DC de 40 ou acima.

Imagina que o tipo esta mais amigável... mas.... ele no inicio nao estava... senao ja imaginaste?

Um tipo estava hostil.. olha, sacamos 20, saca para o a seguir, olha um 20 saca a seguir... etc etc e de repente um tipo que vos queria matar (mesmo) já vos quer ajudar

Demonknight escreveu:

Demonknight escreveu:

Porque o DC é estabelecido no inicio do contacto e os que os pcs fazem é para melhor esse mesmo contacto, (...) pq faz td parte do mesmo encontro ainda

Ah ok, agora estou a perceber-te melhor, como faz tudo parte ainda do mesmo encontro então a dificuldade não deve baixar (tal como o AC não baixa durante um combate como consequência de dano levado).

Então a minha dúvida passa a ser outra, qual é o espaço de tempo onde se deve considerar para um encontro. Imaginemos o exemplo que deste, depois de os PCs conseguirem melhorar para amigável um NPC e decidem, depois de não conseguirem ter tudo o que queriam, ir embora. Voltam passados 10min para tentar melhorar a atitude do NPC outra vez, ainda é o mesmo encontro (visto já não estarmos na sequência do encontro inicial)? ou é algo que deve ser adjudicado pelo GM?

DemonKnight escreveu:

Um tipo estava hostil.. olha, sacamos 20, saca para o a seguir, olha um 20 saca a seguir... etc etc e de repente um tipo que vos queria matar (mesmo) já vos quer ajudar

Isto para mim é perfeitamente aceitável e muito fixe hehe.

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

RedPissLegion escreveu:

RedPissLegion escreveu:

Demonknight escreveu:

Porque o DC é estabelecido no inicio do contacto e os que os pcs fazem é para melhor esse mesmo contacto, (...) pq faz td parte do mesmo encontro ainda

Ah ok, agora estou a perceber-te melhor, como faz tudo parte ainda do mesmo encontro então a dificuldade não deve baixar (tal como o AC não baixa durante um combate como consequência de dano levado).

Então a minha dúvida passa a ser outra, qual é o espaço de tempo onde se deve considerar para um encontro. Imaginemos o exemplo que deste, depois de os PCs conseguirem melhorar para amigável um NPC e decidem, depois de não conseguirem ter tudo o que queriam, ir embora. Voltam passados 10min para tentar melhorar a atitude do NPC outra vez, ainda é o mesmo encontro (visto já não estarmos na sequência do encontro inicial)? ou é algo que deve ser adjudicado pelo GM.

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

Adjudicado pelo DM, evita assim certos abusos como o que seria perfeitamente aceitável para ti :P :P

Sugestões

Então se o shô GM permite, deixo aqui mais uma ou outra ideia.

-Para começar, alterar o alinhamento do belfo. NE como diz El Caballero Demonico.
-Visionar JÁ os Sete Samurais, falhando isso os Sete Magnificos, ou ainda os Sete Anões.
-Visionar JÁ a série/filme Firefly/Serentiy (nunca sei o que é o quê).
-Visionar JÁ os Mad Maxes todos.
-Arranjar aldeia genérica com aldeões genéricos, e ter lista de nomes ao lado para ir atribuindo às coisas; ter lista ao lado com bangs que apelem aos jogadores. Repetir umas três vezes; ir incluindo, aos poucos, coisas dos r-maps, até se chegar à caravana.
-Pedir aos jogadores que vão incluindo mais tidbits dos seus persos, aos poucos (eu não faço ideia de como vou jogar o belfo Anunnaki). Isto serve para alimentar mais bangs.

Hum, e para já é só. À medida que me for lembrando, vou pondo coisas.

Um à-parte: o Tiago deve estar a ser operado hoje, daí a sua dificuldade em postar o que quer que seja. Sejam amigos e mandem-lhe mensagens de rápidas melhoras, vá.

--~~--

To crush your enemies, to see them driven before you, and to hear the lamentations of their women.
-Noddy, Lord of Darkness

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Mistéééério!...

RedPissLegion escreveu:

Jogadores
RedPissLegion - GM
JR - Maenad Clérigo itenerante da Água e das Viagens
Rui - Elfo Ranger
Tiago - Anão Bárbaro

Dizei-me jovem, de onde haveis sacaste esses nomes de "maenad" e "anunnaki"? Esta aventura era publicada? Tongue out

É que curiosamente "maenad" é uma bacante, e annunaki são divindades Sumérias Innocent

Mistéééééério Laughing

--

Vitor

Adaptação

Relendo ali atrás, estão a usar a adaptação que saiu na Dragon aqui há uns anos atrás. É um pobre substituto do "verdadeiro" setting da caixa mas nos dias que correm não se pode ser muito exigente. E digo isto no bom sentido porque Dark Sun, a par com Planescape, foi do melhorzinho que a TSR mandou cá para fora e ainda bem que há pessoas que lutam para manter a chama viva.

Devo admitir que os nomes também me intrigaram até porque tenho a caixa base mais uma carrada de livros e nenhum daqueles nomes faz parte do setting. Elucidem-nos: São raças novas? Ainda existem Muls? E podem ser gladiadores? Como é que tratam os poderes psiónicos? No setting original todos tinham poderes psiónicos. Como é nesta adaptação?

"You think I'm old and feeble, do you? Well, face my Flying Windmill Kick, asshole!"

Dwarin escreveu: São

Dwarin escreveu:

São raças novas?

Como o Rui diz em baixo, Maenad é uma raça (que suponho que seja nova) composta por criaturas humanoides que apareceram neste mundo quando um dos Dragon-Kings (os Grandes Maus TM lá do sítio) se conseguiu libertar de uma prisão astral onde tinha sido enclausurado.

Têm grandes poderes psiónicos e normalmente são da classe Wilders.

Como não conheço os settings antigos vou enumerar algumas das raças que vêm descritas na revista para tu saberes o que é novo ou não:

- Aarakocras: homens pássaro;
- Dwarves;
- Elans: humanos (normalmente) que foram alterados para serem psiónicos exepcionais;
- Elves: que agora são todos dos bárbaros, nada das mariquices habituais hehe;
- Half-elves;
- Half-giants: Criados para servirem como escravos de carga;
- Halflings: agora são canibais, tipo caniches mas com AC mais elevado hehe;
- Humanos;
- Muls: (half-dwarves) criados para serem guerreiros (classe Fighter);
- Pterrans: Homens-lagarto semi-voadores;
- Thri-kreen: Insectos inteligentes e muitos deles.

Dwarin escreveu:

Como é que tratam os poderes psiónicos? No setting original todos tinham poderes psiónicos. Como é nesta adaptação?

Sim, aqui a dor de cabeça continua e todos têm poderes psiónicos, animais inclusivé.

Este funcionam na base de vários poderes ou abilidades psiónicas, cada criatura tem uma reserva de PP (Power Points) que usam para pagar o preço do poder que usam, certos poderes podem ter o seu efeito aumentado gastando mais PPs, contudo não podem exceder um certo limite (se não me engano não podes gastar mais PPs num só poder do que o teu nível de personagem).

Quando sobes de nível recebes poderes novos, se tiveres a subir uma das 4 classes psiónicas (Psion, Psychic-Warrior, Wilder e Soulknife). Cada classe (tal como nos spellcasters) usa uma Abilidade diferente para os modificadores (saves/DCs/Nr. de poderes/etc.) dos poderes.

Tal como a magia tem o Spell Resistence, os psiónicos também podem ter Power Resistence, que funciona da mesma maneira e que pode prevenir tanto feitiços como poderes (o mesmo para o SR). No livro (Extended Psionics Handbook) eles falam sobre tratar tanto a magia como os poderes psiónicos da mesma maneira para uma data de situações (como esta das Resistences, dispels, etc.).

"Annunaki" é só o Rui a chamar atenção sobre si com nomes estranhos que provavelmente se traduzem numa piada sexual qualquer hehe.

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

Maenad é o nome da raça do

Maenad é o nome da raça do perso do JRMariano; Anunnaki é o nome do meu perso, o tal belfo ranger; escolhi esse nome porque Dark Sun sempre teve (para mim) uma sonoridade suméria. :-)

--~~--

To crush your enemies, to see them driven before you, and to hear the lamentations of their women.
-Noddy, Lord of Darkness

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

boas,kero ja resalvar k

boas,kero ja resalvar k não fui operado hoje,so sexta,mas obrigado na mesma!!!!

falando de RPG,eu fikei deveras surpreso pelo grande nº de "combate social" k ocorreu durante a sessão,algo para kual o meu perso(e eu)não saõ nada vocacionados....em todo o kaso,d&d permite tanto isso como combate "normal"......mas tenho de admitir k não é o meu estilo,nem a razão pela kual jogo D&D ou neste caso algo relacionado.......mas sendo isto uma party.....la tera k ser.

"Spartans! Enjoy your breakfast, for tonight we dine in Hell!"

"Spartans! Enjoy your breakfast, for tonight we dine in Hell!"

broas,devido a algo fora do

broas,devido a algo fora do meu control(não fui eu a falar com o medico directamente)gerou-se uma grande confusão com as datas da minha operação........ela ainda vai ocorrer,mas não amnhã!!!!!!peço desculpa mas é para eu aprender a noão deixar estas coisas para a familia!

 em todo o kaso sendo assim todas as sessoes tão confirmadissimas....e da minha parte não existem empedimentos!!!!!

"Spartans! Enjoy your breakfast, for tonight we dine in Hell!"

"Spartans! Enjoy your breakfast, for tonight we dine in Hell!"

join lol

nao sei  se ja viste o outro post mas gostava de entrar na party se possivel........

GAlen

Sim vi, desculpa ainda não

Sim vi, desculpa ainda não te ter dito nada (nem ao tunas que também se mostrou interessado em jogar) mas ainda estamos em negociações, não só sobre a entrada de novos jogadores (não é por serem vocês, é porque eu sou minimalista e gosto de grupos pequenos só com 3) como também sobre o rumo da crónica no futuro, assim que chegarmos a conclusões avisamo-vos.

Em todo o caso também não vejo muitas coisas contra começar uma outra crónica em Dark Sun (ou outro setting se preferirem) aos Sábados, estariam (tu e o tunas) interessados?

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

ok td bem

ok eu tbm nao curto mais do q 4 por isso e q perguntei se podia entrar e tou interessado em jogar dark sun e dos poucos q nao tentei.e aos sabados nao tem prob th e q saber o sitio pa nao me perder lool

GAlen

lancem iniciativa

RedPissLegion escreveu:

Foi ontem (05/03/2006) a primeira sessão da nossa campanha, assim de repente só tenho uma coisa para dizer: Bluffem-mos.

Estou a curtir este actual play.
Esta questão das regras de diplomacy é mesmo sobre as regras ou tem mais a ver com o jogo que certos participantes querem jogar - combate táctico e gestão de recursos num belo frenesim gamist - mas que não podem porque outros participantes resolvem tudo com roleplay + um lançamento de bluff?

The rules

É mesmo sobre regras, a (falsa) questão de haver dois jogadores com métodos de resolução diferentes para os mesmos problemas já foi resolvida na última sessão, que como não foi "completa" vou esperar por fazer a 3ª para colocar o AP.

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

sessao

entao ja decidiste preciso de saber antes de sabado para nao combinar nada...ok??

GAlen

Já enviei a ti e ao Tunas

Já enviei a ti e ao Tunas um mail, pelo serviço de mensagens do portal, com uma proposta para jogarmos (D&D 3.5 em Dark Sun ou outro setting, ou até Shadowrun, que também pareces interessado e temos aqui um utilizador com gosto por isso) aos sábados à tarde na Runadrake, a começar seria no próximo mês.

Pretendo ainda falar com mais um amigo meu para ver se ele pode ou abrir inscrições para mais uma ou duas pessoas.

Digam qualquer coisa para este e-mail:

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

GAlen nao deu pa mandar

nao deu pa mandar mail por mim dark sun ou eberron

GAlen

Acho que a minha conta no

Acho que a minha conta no gmail está armada em parva.

Até lá podemos combinar por aqui.

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

GAlen ok por mim é na boa

ok por mim é na boa em abril dame jeito e  1 vex por semana ao sabado tbm ta bom....em relaçao ao shadowrun era mais se nao houvesse people pa d&D mas se kiserem jogar 1 dia

GAlen