020 - Sessão XXV (28/07/07)

Retrato de Demonknight

PC´s Participantes: Morg, Myeva, Ravhin, Rafa, Himo

As were creatures foram derrotadas e aparentemente a ameaça tinha passado, mas não era por isso que Myeva se sentia mais calma, a noticia de que o seu irmão poderia estar a ser alvo de um ataque tinha-a deixado num estado de agitação de necessidade de agir e assim após terem ido buscar Ravhin que tinha ficado as ruínas de Shadizar, usam o anel de teleport e usando as memórias de Myeva como guia conseguem voltar ao local da sua infância.
E no meio de uma batalha entre orcs, no meio de um caos de machado contra machado, de lutas de vida e morte. No meio desse caos o grupo de Myeva é notado por todos (afinal ela era a única orc no meio do grupo) e o irmão dela dá ordens para que os protejam e agrupem-se junto com ele. Rapidamente entendem a situação, o clã de Neri, o irmão de Myeva estava cercado e a defender-se como podia, acossado por vários orcs liderados por Krolin, também ele irmão de Myeva. Era um clã dividido e a lutar entre si sem tréguas!

Myeva tenta saber o que se terá passado para Krolin mudar e atacar o próprio irmão, Neri coloca as culpas em Krull, que este teria mudado Krolin com as ideias de liderar os orcs a fazerem uma limpeza contra todas as outras raças e unindo os clãs, Neri e outros ainda acreditam que é possível os orcs continuarem a cooperar com outras raças como o fizeram durante e após a invasão de elementais, e assim uma luta de orc contra orc se desencadeou.
Por agora a party ajuda a acabar com o assalto que está a ocorrer, Himo usando a sua wand lança umas fireballs para o meio dos atacantes e estes decidem retirar voltando ao acampamento que se mantém de vigília, ameaçador à posição entrincheirada de Neri.
Há uma reunião na qual a party resolve ajudar Neri e tentam fazer um ataque cirúrgico ao acampamento de Krolin, Himo via aérea e Myeva e Morg, ambos invisíveis vão pela calada da noite ao acampamento.

Mas as coisas correm terrivelmente mal, já perto da tenda central onde estaria Krolin, Myeva e Morg vêem-se visíveis e Myeva é capturada e levada à presença de Krolin, Himo mais acima, tenta lançar fireballs para o meio da tenda, mas vê que a alguma distância da mesma, estas parecem como que desaparecerem!

No acampamento Morg consegue se ir escondendo saltando de tenda em tenda até que repara que o efeito da invisibilidade regressa, ai aproveita para lançar um bocado de caos no acampamento antes de ter que fugir para junto do resto da party.
Por sua via Myeva encontra-se frente a frente com Krolin, rodeada por guerreiros orcs e 2 golems, ouve atentamente o irmão notando que o mesmo não está em si, o olhar revela que a sua mente não é a dele, aproveitando um momento Myeva força a fuga e corre sem olhar para trás, após uns segundos repara que está de novo invisível e não perde tempo em correr de volta ao acampamento!
Por sua vez Himo também regressa e de novo estando a party junta tentam chegar a outra solução para acabarem com o conflito.

A solução chega na forma de uma lei tribal, uma luta entre os campeões de cada clã, ou neste caso de cada facção pode determinar quem deve ficar à frente do clã.
Krolin aceita a luta e cada um dos lados nomeia um campeão, do lado de Krolin, um guerreiro enorme, forte, com varias cicatrizes a mostrarem o resultado de várias batalhas, do lado de Neri é a sua própria irmã, Myeva que é a escolhida.
A meio caminho entre o acampamento e a posição entrincheirada de Neri, é delimitado um terreno para o combate, as regras são simples, até à morte e proibido o uso de magia!
De cada lado do terreno apenas 5 elementos de cada facção como testemunhas, ao longe os orcs tentam ver o combate que irá ocorrer que poderá mudar o destino do clã.

E é Myeva que inicia as hostilidades com uma carga brutal sobre o seu adversário, este reage sem demora e é o início de uma sessão de troca de golpes, machado versus machado numa luta sem tréguas nem piedade.
Myeva sente-se quase a desistir mas consegue ir buscar forças para continuar a lutar e mantém o seu adversário a um canto, este com os olhar consumido pela fúria continua a atacar, indo buscar forças à sua vontade de ganhar o combate e derrotar Myeva.
Eis que num golpe certeiro Myeva sente um dos pés a ceder e fica incapaz de se suster em pé, o seu adversário rejubila perante a queda da sua oponente e continua a atacar com a certeza que o final da sua oponente está próximo…
Mas não é o caso, com a força de vontade de vencer que lhe é tão própria, Myeva ataca sem dó e mesmo no chão consegue desferir um golpe avassalador no seu rival, este com um olhar incrédulo tomba no chão, morto!

A party mal tem tempo de saborear a vitória quando a meio caminho do acampamento de Krolin, surge ele mesmo, vestido em robes púrpuras com o símbolo de Tharizdun, com um rápido cântico faz surgir algo mesmo no centro da zona de combate….

E para a semana há mais ;)