024 - Sessão XLII (01/03/2008)

Retrato de Demonknight

Após a longa e dura batalha com o inevitable é hora de prosseguir na exploração do complexo.
Mas antes disso há algo urgente a resolver, pelo menos para Rafa que não esperando pelos scrolls que a party tinha encomendado para aceder ao Plane of Shadow decide ele mesmo agir, e assim pede a Kord que lhe envie um planar ally para este ir resgatar o seu cohort.
E assim acontece, chega um ser, bastante parecido com um cão de grande porte, possante e feito de sombra que se compromete a fazer a tarefa mediante um certo pagamento, pagamento esse que se torna superior quando o ser após ir ao plano de shadow volta com marcas de garras nos flancos, Rafa sem pestanejar paga e recupera o seu cohort, este está cansado, bastante desidratado mas ainda vivo e revela que onde estava haveria por lá tesouros acumulados de vários saques da Shadow Spider.
A party decide no entanto deixar isso para depois e explorar melhor o complexo.
Investigam bem as salas onde derrotaram os ice golems e o inevitable. Morg descobre uma porta secreta que dá acesso ao local onde o rio mergulha num grande fosso, o mesmo para onde Myeva foi arrastada, e parece que esse mergulho intempestivo deixou marcas na barbarian!
Mas antes de investigarem essa porta exploram uma sala anexa á qual tinham derrotado o inevitable, e esta encontra-se completamente vazia, mesmo o Morg explorando cada cm da mesma não encontra nada.
Já numa sala anexa á qual tinham derrotado os ice golems descobrem que essa tem as paredes cobertas de gelo e a temperatura é bem reduzida, para além disso o chão parece coberto de neve e como a Myeva e o Rafa descobrem, a neve é funda.
Mas antes Himo tinha entrado e apesar de um bocado ferido pelo frio intenso sente o espirito fresco e preparado para novas lutas.
Já o mesmo não aconteceu a Rafa e a Myeva, que para além de sentirem e bem o frio intenso sentem-se mais desanimados.
De realçar que Myeva só mergulhou para a neve porque Rafa decidiu mergulhar de cabeça e lá foi a orc salvar o anão!
Após isso só restava à party continuarem e explorarem o tal fosso, para descansarem Myeva, esta vai a voar juntamente com Lanarien, Himo e Ravhin, já Rafa, o seu cohort e Morg são colocados num bag of holding, a barbarian parece ter desenvolvido uma profunda aversão a água, será a unica coisa que faz Myeva tremer de medo?
Juntos os quatro mergulham no fosso e após descerem por alguns segundos são atacados por 6 seres, wind warriors, mas a party facilmente os derrota e nem é preciso tirarem Rafa ou Morg de dentro do bag of holding.
Continuando a explorar o fosso descobrem umas escadas que dão acesso a aparentemente nada.. apenas rocha, mas Morg explora e descobre mais uma entrada secreta, a mesma dá para uma sala bem trabalhada e dominada por duas gigantescas portas, cada um com 50 feet de altura e 15 de largura.
Ambas têm runas e aviso para não entrarem no túmulo de Icosiol, Wind Duq of Aaqa.
Himo e Lanarien conseguem aproximar-se e estudar as portas, mas para os restantes membros da party só com muita força de vontade é que se aproximam e mesmo assim face às portas sentem-se mais desleixados, mais fracos.
Após estudarem bastante as portas não conseguem abri-las e acham que a chave para isso poderá estar ainda mais fundo no complexo, por isso e após descansarem (usando para tal uma casa fabricada por um spell de Lanarien) continuam a descida pelo fosso seguindo o rumo das águas.
N a mente de todos estará um possivel necromancer que poderá andar por ali acompanhado de vários undeads.
E eis que quando o rio acaba no que parece ser um deposito bem profundo (Himo foi explora-lo mas após mergulhar vários feats desistiu) , resta à party prosseguir por um tunel que dará para uma caverna onde na mesma nota-se uma luz amarela.
Nesta mesma caverna encontram-se alguém que se denomina como sendo um Marques e está acompanhado de duas criaturas que a party reconhece como sendo morghs, uma especie de undeads.
O Marques estará na posse do que a party procura, um livro que a party acha que será a chave para passar pelas gigantescas portas.
Um diálogo desenrola-se e sem mostrar qualquer problema o Marques cede o livro à party e passando por eles põe-se a si e aos morghs a voar e segue por onde a party tinha vindo.
Himo agarra o livro ou melhor a escultura de um livro feita de metal, na capa o simbolo de Law bem inscrito.
Voltam então às gigantescas portas e lá Himo sente na mente 3 palavras a formarem-se, entoando as mesmas eis que as portas abrem-se sem qualquer ruido como se de penas se tratarem-se.
Para além das portas uma sala com várias colunas de várias alturas e tamanhos, no fundo da sala uma pequena plataforma e novamente duas gigantes portas. Não é visivel o chão da sala, o mesmo parece feito de nuvens obscurando a visão.
Por toda a sala sobra um vento e ouve-se ruido como de uma gigantesta tempestade.
Aos poucos a party vai entrando na sala aproveitando o facto de ainda estarem todos a voar, Himo carrega Lanarien não vá haver algo que anule o efeito de voo, Myeva salta para a primeira coluna e depois novamente para a proxima.
Ravhin entra a voar na sala mantendo-se a pairar por cima de Myeva, enquanto Rafa, o seu cohort e Morg permanecem ainda fora da sala, e eis que....
Surgem das nuvens dois enormes air elementals e....

Para a semana há mais....