bibliografia recomendada

Retrato de Rick Danger

Vou deixar este tópico em aberto para fazermos referência aos livros/RPGs/filmes/personagens que usamos para inspiração ou que podemos vir a usar - referências essas que já são algumas depois de mais de dois anos de campanha. Vamos fazendo uma pequena lista, sem nenhuma ordem em particular, com eventuais comentários ou links.

Aqui deixo à vossa apreciação as primeiras que queria referir:

1. Adventures of Sherlock Holmes (Conan Doyle)
Os clássicos de Baker Street são uma inspiração indirecta, mas são histórias de um outro lado de Londres - uma cidade para a qual não faltam referências, mas poucas são tão divertidas e interessantes como esta.

2. Call of Cthulhu (Chaosium - H.P. Lovecraft)
O segundo - talvez o primeiro - maior RPG de sempre é uma influência incontornável para qualquer jogo de terror, mesmo que não se chegue à avassaladora dimensão do irracional e da loucura do Mythos de Lovecraft.

3. Johnathan Strange & Mr. Norrel (Susanna Clarke)
A personagem do Raven King serviu de fundação para a terceira parte da campanha, trazendo para a história todo um conjunto de ideias adaptadas desta fabulosa autora. O seu segundo livro, "The Ladies of Grace Adieu", também ajuda.

4. Neverwhere (Neil Gaiman)
É difícil escapar ás ideias daquele que é dos melhores contadores de histórias de sempre. Neste caso, roubamos à London Underground o fantástico Floating Market e a misteriosa Lady Door.


Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

More inspirations...

Junto um poema que já vos mandei há bastante tempo e que imho simboliza bem o espírito da (primeira parte da) crónica...

But thou, false Infidel ! shalt writhe
Beneath avenging Monkir's scythe;
And from its torment 'scape alone
To wander round lost Eblis' throne;
And fire unquench'd, unquenchable,
Around, within, thy heart shall dwell;
Nor ear can hear nor tongue can tell
The tortures of that inward hell !

But first, on earth as Vampire sent,
Thy corse shall from its tomb be rent:
Then ghastly haunt thy native place,
And suck the blood of all thy race;
There from thy daughter, sister, wife,
At midnight drain the stream of life;
Yet loathe the banquet which perforce
Must feed thy livid living corse:
Thy victims ere they yet expire
Shall know the demon for their sire,
As cursing thee, thou cursing them,
Thy flowers are wither'd on the stem.

But one that for thy crime must fall,
The youngest, most beloved of all,
Shall bless thee with a father's name --
That word shall wrap thy heart in flame !
Yet must thou end thy task, and mark
Her cheek's last tinge, her eye's last spark,
And the last glassy glance must view
Which freezes o'er its lifeless blue;
Then with unhallow'd hand shalt tear
The tresses of her yellow hair,
Of which in life a lock when shorn,
Affection's fondest pledge was worn,
But now is borne away by thee,
Memorial of thine agony !

Wet with thine own best blood shall drip
Thy gnashing tooth and haggard lip;
Then stalking to thy sullen grave,
Go --- and with gouls and Afrits rave;
Till these in horror shrink away
From spectre more accursed than they !

O poema completo pode ser encontrado aqui.

então e estes?

Por conta do Ãngelo,temos..

5. The Giaour (Lord Byron)

E eu deixei estes para depois a ver se mais alguém falava neles, mas prontos:

6. John Constantine (Neil Gaiman)
O clássico personagem de cigarro e gabardine comprida calcorreando as cenas mais horríveis da grande cidade. Aparecendo em inúmeras histórias de vários autores - inclusivé num filme que não lhe fez justiça - John Constantine também fez o seu papel na nossa grande campanha.

7. Sandman (Neil Gaiman)
Não se preocupem, o Nelito telefonou-me ontem à noite, conversei com ele e não vamos ter que pagar direitos de autor :) Aqui fica mais uma referência à meta-mitologia do senhor Gaiman, onde encontramos perfeitamente o mundo onde o Raven King se pode encaixar. Para quem gosta deste tipo de abordagem antropomórfica dos grandes poderes do universo, também se aconselha a leitura de muitos dos livros da série "Discworld" de Terry Pratchett.