Desempoeirados de Maio - 2019

Retrato de Mallgur

Coloquem em resposta a este tópico a lista daqueles jogos que voltaram a levar à mesa neste mês após uma ausência de mais de um ano.

Podem usar o site do Grimwold e as ferramentas aí disponibilizadas para obter a listagem de forma mais automática.

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

Mammut 1 ano, 7 meses e 23


Mammut
1 ano, 7 meses e 23 dias.

Joguei este jogo uma vez numa das minhas primeiras sessões no Grupo de Viana e ontem voltei a ter oportunidade de o jogar. Decididamente não é o meu estilo de jogo apesar de achar que tem uma mecánica engraçada de "dividir recursos".
Não deixa saudades mas não ao ponto de recusar-me a jogar :)

Gabo-te a paciência... Este

Gabo-te a paciência... Este foi o jogo mais horrível que já joguei!!! laugh 

Humm, não diria tanto. A

Humm, não diria tanto. A mecânica de dividir os despojos da caça está interessante e faz com que tenhamos que andar sempre a redifinir a linha que divide o que queremos e o que podemos dispensar. Em alguns grupos pode ser coisa para levar um bom tempo :D

Pessoalmente apesar de achar essa mecânica interessante, não consigo gostar da mesma. Mas abomino mais depressa o monopólio :)

Cosmic Encounter

2 years, 1 month, 3 days

tinha mesmo saudade desse !

Joguei no passado mensal com mais 4 pessoas e acho que toda gente curtiu, se calhar o Pedro Sequeira nem tanto confused

Sample of my collection, wanna play ?

Die Macher


Die Macher - 1 partida

Publicado: 1986

5 anos, 3 meses e 3 dias

O meu rating actual -  7.6 

No dia de reflexão para as elições europeias, jogámos um jogo sobre as eleições alemãs. Em parte este interesse surgiu pela notícia de irá ser feita uma nova edição deste clássico de Karl-Heinz Schmiel.

Um clássico de 1986, mesmo um grande clássico como este, já mostra algumas rugas em pequenos pontos das regras e mecânicas usadas. Ainda assim, é um excelente jogo. Carnudo e pesado com decisões difíceis e uma gestão desafiante.

Talvez venha a ser o primeiro título que substituo por uma nova edição, especialmente se as regras modernizadas eliminarem alguns dos pequenos problemas que a minha edição tem.

De qualquer modo, com nova edição ou não, tenho que fazer um esforço para não deixar passar tanto tempo entre partidas.


Vampire: The Eternal Struggle - 1 partida

Publicado: 1994

1 ano, 2 meses e 24 dias

Um outro clássico, este do "Sr. Magic" Richard Garfield.

Foi a segunda vez que joguei, de novo tendo essa possibilidade facilitada pelo Ward, e de novo joguei muito mal, com a agravante de um outro iniciado no jogo ter optado por bloquear tudo o que eu tentava, mesmo que isso facilitasse e desse espaço ao jogador que ele deveria ter como "presa".

Mas isso não é culpa do jogo... Que até é bom, embora exija mesmo uma mesa de 4 ou 5 para brilhar.

Tenho uns decks disto lá por casa, há vários anos, sem grande uso. Talvez os estude um pouco e os leve para uma eventual repetição...


Clans - 1 partida

Publicado: 2002

1 ano, 1 mês e 6 dias

O meu rating actual -  7.5 

Este também foi recentemente reeditado com uma temática diferente e arte modernizada. Bem o merece que é um óptimo jogo do Colovini.

Numa mesa de 5, os dois jogadores repetentes conseguiram destacar-se, mas por pouco. O Miguel ficou em segundo por um ponto e eu lá me safei com 9 pontos de vantagem sobre ele. É sempre um bom regresso que se faz a este jogo e, ao contrário do Die Macher, não vejo qualquer necessidade de trocar pela nova versão. Este é mais compacto e, apesar de ter uma arte algo fraca, é funcional e isso é o mais importante.


PitchCar - 3 partidas

Publicado: 1995

1 ano, 0 meses e 0 dias

O meu rating actual -  6.8

Precisamente um ano depois, o Dá-lhe-Ku-Dedo deu-me a oportunidade de voltar a jogar Pitch Car na sua versão grande... E é sempre divertido. Especialmente uma ultrapassagem na última curva (ainda por cima pensava que já era a última volta), conseguida com uma carambola difícil mas bem calculada (à lá Crokinole) ao Enchained que acabaria por me dar o primeiro lugar.

No contexto do torneio, penso que a pista, apesar de divertida, era um pouco grande demais para três voltas. Duas teriam sido suficientes...

Este torneio é um dos pontos altos do circuito das Cons nacionais e o Pitch Car é, felizmente, presença obrigatória. Mesmo para alguém como eu que não aprecia torneios em geral...

Maio, foi um mês de bons regressos.

-

Gamer profile