Jogos novos para vós em Junho 2019

Retrato de Mallgur

Coloquem em resposta os jogos que jogaram pela primeira vez em Junho de 2019 e as vossas opniões sobre os mesmos.

As ferramentas do Grimwold ajudam bastante a saber quais foram.

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

Novos em Junho de 2019


Reef
Tinha alguma curiosidade neste jogo já que me pareceu que poderia ter uma utilização semelhante ao Azul. Joguei-o e não lhe achei grande piada, no entanto já me apercebi que joguei de forma errada o que tornou o jogo demasiado aleatório. Terei que experimentar de novo para conseguir avaliá-lo melhor.

Ticket to Ride

Tenho o Europe (que de qualquer forma já não o jogo faz uns bons meses) mas nunca tinha jogado o original. Experimentei-o a 5 e acho que se arrastou imenso. Fora isso não senti grandemente a falta das regras extra do Europe para o tipo de jogo que prentende ser, simples, descomprometido e familiar.

The River

Este era outro jogo que estava relativamente curioso. Como é da Days of Wonder não fiquei surpreendido por ser um jogo relativamente simples, agradável para famílias e com uma produção excelente. É um jogo de alocação de trabalhadores competente sem surpreender. Achei que pode ser bem penalizador para quem é o último a jogar.

Novos em junho/2019 (goryon)

Costumo preferir jogar jogos que já conheço, por isso este mês foi algo invulgar... portanto acho que merece este destaque:

Reef

Jogo engraçado, pelas peças, pelo tema. Involve algum planeamento e é bom para pôr os miúdos a puxar pela cabeça.

Deep Sea Adventure

Um push your luck onde temos de ir buscar tesouros ao fundo do mar, mas não podemos ser gulosos, como é normal neste tipo de jogos a companhia e a disposição das pessoas definem 90% da experiência. Joguem com malta do costume e foi bem divertido. Talvez dos push-your-luck mais fizes que me lembro de ter jogado.

City of Gears

Tema = Steam Punk, portanto é um bom começo! O jogo apareceu por KS, eu estive vai não vai para fazer pledge mas um amigo adiantou-se... Controlamos alguns robôs e vamos 'abrindo' ligações entre cidades onde podemos realizar acções, tem Area Control, Worker Placement, vamos evoluindo a nossa fábrica, etc... uma boa receita... mas houve algo que no final não deixou grande sabor. O jogo foi algo demorado (+1h) para a experiência e para a sensação do que se fez...

Bombay

Somos vendedores de seda e temos de comprar seda nos mercado e levá-la até aos palácios para vender. Tem um mecanismo simples de procura vs. demanda tanto na compra como na venda dos items.

Visualmente é apelativo por ter miniaturas de elefantes para transportar os cubos de seda. Há uns bónus de fim de jogo que são algo pesados (acho eu), fazendo com que seja mais interessante focar nos bónus do que nas melhores compras/vendas. O jogo acaba por ser rápido (~30min), pelo que se poderia jogar mais 1/2 rondas além do que está nas regras.

VOLT

Robôs + Arena + Tiros + Selecção Simultânea de Acções = grande espectativa. E não desilude!

Cada jogador controla 1 robot numa arena de combate, a selecção de acções é feita "às escondidas" e de forma bem simples, cada jogador pode escolher 3 de entre 2 Movimentos e/ou 2 tiros e a direção de cada uma delas. Depois é só retirar os biombos e ver o que acontece. Tem várias arenas diferentes, com armadilhas, buracos, paredes, etc.. que causam efeito nos robôs. Cada jogo demora cerca de 15-20min.

Bärenpark

Tema = Construir um parque para ursos... bah... nunca lhe ia pegar... mas lá calhou de aparecer em cima da mesa.

É mais um jogo de colocar poliominós, em que temos de preencher uns quadros que são a nossa zona de contrução (começamos com 1quadro, e temos de preencher 4 para o jogo terminar), ao taparmos os quadradinhos alguns permitem ir buscar mais peças (maiores, ou com mais pontos) dependendo. Há também alguns objectivos com pontos no final do jogo.

Não é o tipo de jogos que me agrada, e o tema também não me desperta atenção, mas é um jogo simples e divertido - retirando os objectivos até dá para jopar com criançãs mais pequenas.

Novos de Junho

ZÈRTZ - 2 partidas
Publicado em 1999

Já tinha este jogo na colecção há algum tempo mas é raro conseguir levar à mesa abstractos de dois jogadores... O que é chato quando se quer experimentar toda a série GIPF.

Mas lá consegui jogar este duas vezes. Mas acho que devemos ter feito alguma coisa mal... O jogo foi muito estranho e ambas as partidas ofereceram pouca ou nenhuma estratégia. Deve ter sido algo derivado de ter lido as regras um pouco à pressa mesmo antes de começar.

Tenho que tentar de novo pois não acredito que um GIPF tenha estes problemas.

Campaign Trail - 1 partida

Publicado em 2019

Um jogo de controlo de área sobre as eleições presidenciais nos Estados Unidos.

Como jogo, é um bom exemplar da mecânica base. Não surpreende muito nessa área mas oferece alguma variedade pelo aspecto de ser conduzido por cartas e pela introdução de duas rondas de "debate" (também conduzido pelas cartas) que levam à necessidade de alguma gestão de mão para as preparar.

Mas é, talvez, melhor ainda como ponto de partida para um exame crítico ao sistema eleitoral com base em colégios eleitorais em contra-ponto a um sistema de voto directo.

Uma boa experiência.

Gaia Project - 1 partida

Publicado em 2017

Não há qualquer tentativa de esconder dos jogadores que se trata de uma reimplementação do Terra Mystica. Nem devia haver, claro.

Acho que gostei um pouco mais deste, embora me pareça que possa vir a ter a mesma ideia de que as diferentes raças são potencialmente desequilibradas, além de exigirem alguma familiaridade com cada uma para se saber jogar bem com as mesmas.

Acho que estes jogos deviam ter sempre a possibilidade de se jogar com uma raça comum que fosse igual para todos os jogadores. Essa foi uma das coisas que o Eclipse fez bem. É claro que a variabilidade das raças ajuda a manter o jogo "fresco" mas, especialmente numa primeira partida, faria sentido poder optar que todos os jogadores estivessem nas mesmas circunstâncias.

Tirando isso, é um óptimo jogo. Talvez já naquele nível "um pouco intrincado demais" para o meu gosto actual que se tem inclinado para coisas mecanicamente mais simples.

Luxor - 1 partida

Publicado em 2018

É um jogo de complexidade baixa que oferece algumas escolhas interessantes embora o nível de aleatoriedade seja elevado. Como leva uns 45 minutos a jogar, não há grande problema com isso...

Já tinha alguma curiosidade sobre o jogo há algum tempo e cheguei a considerar a hipótese de o oferecer no aniversário ao filho de uma amiga, embora o preço não seja muito convidativo.

Se eventualmente o fizer, duvido que vá adquirir a edição em português... A minha tolerância ao uso do português do Brasil tem limites e "coringa" é um daqueles termos que a faz esgotar-se rapidamente.

Lancaster - 1 partida

Publicado em 2011

Este tinha curiosidade ainda há mais tempo... Na altura em que foi lançado vi e li algumas coisas sobre o jogo e pareceu-me ser interessante. É, de facto.

É um jogo que também tem um aspecto de controlo de áreas e oferece alguma possibilidade de conflito e ataque directo entre os jogadores, o que pode desagradar a alguns.

A parte das votações das leis é também interessante, bem como das contribuições de cada jogador para as guerras em França, uma espécie de sub-jogo cooperativo.

A repetir, se houver oportunidade... Não há muitas cópias disponíveis.

-

Gamer profile