Desempoeirados de Setembro - 2019

Retrato de Mallgur
Quais os jogos que levaram à mesa em Setembro de 2019 e que já estavam a acumular pó? Foram bons regressos?
As ferramentas do Grimwold ajudam bastante a saber quais foram.

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

San Marco

Não exatamente a apanhar pó, porque tinha (finalmente!) encontrado e comprado uma cópia usada há umas semanas. Mas não jogava San Marco há uns bons 4 ou 5 anos. Lembrei-me logo porque é um dos meus jogos favoritos de maiorias. Adoro a mecânica "I cut, you choose" com que se preparam os pequenos baralhos que ditam as ações de cada jogador no seu turno.

Um clássico esquecido.  E a peça que faltava na minha série de ouro de jogos de maiorias. Agora, tenho um jogo para grupo de jogadores até 5. Curiosamente, os 4 jogos tem mais 10 anos. Talvez um sinal de que o hobby há muito passou a preferir o rebuscado ao elegante? De qualquer forma, aqui fica a minha série de ouro de jogos de maiorias:

2 jogadores - Twilight Struggle (2006)
3 jogadores - San Marco (2001)
4 jogadores - Manhattan (1994)
5 jogadores - El Grande (1995)

Quase

Gosto bastante do Manhattan, mas cá em casa o jogo que ocupa a slot para 4 jogadores é o Tammany Hall (2007).  

Richard escreveu: Gosto

Richard escreveu:

Gosto bastante do Manhattan, mas cá em casa o jogo que ocupa a slot para 4 jogadores é o Tammany Hall (2007).  

Uma boa escolha também! Mas o Manhattan tem aquela vantagem de juntar a extrema simplicidade das regras ao aspeto tátil e visual das peças empilhadas. Não só é um excelente jogo de maiorias como é um gateway game quase perfeito.

Forbidden Island


Voltei a jogar a Ilha Proibida.
Um jogo rápido e coperativo.