Jogos novos para vós em Janeiro de 2020

Retrato de Mallgur

Coloquem em resposta os jogos que jogaram pela primeira vez neste mês e as vossas opniões sobre os mesmos.

As ferramentas do Grimwold ajudam bastante a saber quais foram.

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

It is a careful balance of (dis)incentives.

Die Dolmengötter - 2 partidas
Publicado em 2005
Board Game: Die Dolmengötter

A citação no título deste post pertence a um conhecido velho rezinga (um colega, portanto) do BGG... De facto, neste jogo queremos ter maiorias e dominar certas áreas do jogo mas isso só nos serve se pelo menos outro jogador entrar na competição por elas. E, para isso, temo por vezes que fazer favores mais ou menos velados e deixar que nos "ameacem" roubar esse controlo.
Esta versão tem ligeiras diferenças em relação à mais recente (conhecida apenas como Dolmen) de tal modo que se pode perfeitamente jogar com as regras mais actuais.
Gostei muito das duas partidas que creio ter jogado com o número ideal de jogadores (3 e 4). A variante em que se reciclam os dolmens de pontuação parece-me interessante... A experimentar.
Andava curioso com o título há bastante tempo e consegui-o através da Math Trade Ibérica. Para já, estou feliz com a troca.

Bee Lives: We Will Only Know Summer - 1 partida
Publicado em 2019
Board Game: Bee Lives: We Will Only Know Summer

O meu pai é um apicultor amador e por isso tenho sempre curiosidade em relação a jogos que abordem a vida das abelhas. Pelos vistos este jogo foi desenhado por um outro apicultor... A verdade é que alguns pormenores do jogo demonstram isso mesmo e nota-se que foi tudo desenvolvido com base no tema, com óbvias (e indispensáveis em qualquer jogo) cedências mecânicas para que o jogo seja funcional.
Está bom. Fiquei um pouco com a ideia de que o jogo termina quando estamos mesmo à beira de ter o "motor" a funcionar bem mas isso pode ter sido efeito da novidade e partida singular. Também existe uma ampla oportunidade para um tipo de interacção que pode afastar quem não gosta de jogos de conflito mas a vida das abelhas está longe de ser o que viram na Abelha Maia meus caros. Há muita violência nesse mundo...

Barrage - 1 partida
Publicado em 2019
Board Game: Barrage

Um jogo pesado e intrincado que provoca decisões muito difíceis e dolorosas. E muito interessante.
A única coisa que lhe aponto é a utilização de "habilidades" especiais, especialmente porque o faz recorrendo a combinações aleatórias de duas... Temo que certas combinações possam ser melhores que outras e isso é algo que não me agrada em jogos deste tipo. Mas veremos... No final fiquei com ideia de que as habilidades não são tão "poderosas" como isso.
Recomenda-se.

Pipeline - 1 partida
Publicado em 2019
Board Game: Pipeline

Mais decisões difíceis e potencialmente dolorosas. Mas interessantes.
Mas é um jogo muito diferente do Barrage. Também tem um pormenor que na minha opnião é desnecessário nos objectivos e pontuações finais. O jogo não precisa disso, especialmente porque pode condicionar em demasia as opções dos jogadores. No jogo que fiz o comprimento dos Pipelines (todos) foi pontuado 2 vezes (além da normal do fim do jogo) e ainda uma vez adicional para os de uma determinada cor...
Tirando isso, parece-me que não tem muito que se lhe aponte como falha.
A repetir, certamente.

Undaunted: Normandy - 1 partida
Publicado em 2019
Board Game: Undaunted: Normandy

Não sou grande fã de deck-builders. Este usa essa mecânica mais como auxiliar do que como foco principal dos jogadores. Até porque um baralho mais pequeno parece muito mais eficaz. Só se compram 4 cartas por turno e por isso a rotatividade do deck tende a ser lenta se o deixarmos crescer demais. O que faz com que as unidades actuem com intervalos maiores deixando-as um pouco à mercê dos inimigos. Sim, é um wargame... E a abstracção na gestão das tropas, na dificuladde de comunicação, na deficiência de comunicação e nas próprias baixas sofridas resulta muito bem.
Este comprei com base em algumas reviews mas, já depois de o ter comprado, vi a do Shup Up & Sit Down no You Tube e recomendo vivamente, especialmente a parte final sobre a forma como a Segunda Guerra é tendencialmente retratada de forma algo Hollywoodesca com demasiada frequência.
Vejam aqui: https://www.youtube.com/watch?v=TssB-ZTtlys

Wavelength - 1 partida
Publicado em 2019
Board Game: Wavelength

Um party game cooperativo onde um jogador dá uma pista entre dois extremos para que os utros tentem acertar em que ponto entre esses extremos está a pista.
Por exemplo... Se os extremos forem "jogos de qualidade" e "jogos péssimos" e o jogador que dá a pista vê que a escala está toda para o lado do péssimo, basta dizer Quackcoiso e garante que a equipa acerta. Se estiver no extremo da qualidade, pode dizer, por exemplo, Maria. Se estiver no meio... É mais difícil... Se disser Wavelength, poderá estar a ajudar.
É um party game razoável e divertido mas nesta mesma onda de "telepatia" prefiro o Medium ou o Just One claramente...

-

Gamer profile

Sempre que possível, não se

Sempre que possível, não se pode deixar de mandar uma "bicada". laugh

---

Um dos paradoxos dolorosos do nosso tempo reside no facto de serem os estúpidos os que têm a certeza, enquanto os que possuem imaginação e inteligência se debatem em dúvidas e indecisões.

Neste assunto,

Neste assunto (Quackcoiso), claramente não estou na mesma "wavelength" que o Pedro. sad