21 de Julho - Preparação para o CaragoCon?

Retrato de Mallgur

Pois foi...

Em preparação para o Encontro Regional do Norte (CaragoCon) lá nos encontrámos no Crystal Palace.

Eu, o RickDanger o npl e mais a Susana, sua namorada.

Ao princípio a Susana não queria participar, o npl insistia que ela jogasse um Settlers. Eu achei que o melhor para alguém que não está habituado a estes jogos era algo mais simples. Sugeri o Mamma Mia. Só eu é que tinha jogado, mas o jogo é simples,  divertido e rápido também e acho que até a Susana ficou entusiasmada.

Depois era Bohnanza ou Bang!... Testámos as águas com o Bang!. Um pouco mais complexo que o Bohnanza, mas nada extraordinário e convinha também mudar um pouco de mecânicas (e de Designer também).

Correu bem. Creio que toda a gente achou piada e a Susana (Bart Cassidy) acabou por ganhar, sendo a Renegada e tendo-me morto a mim, a pobre xerife Suzy Lafayette num último duelo.

Só depois partimos para o Settlers. Infelizmente foi um jogo demasiado demorado, atípico. Com grande escassez de minério e trocas demasiado complexas acabou por levar demasiado tempo. Não chegámos a acabar porque eu tinha que ir para um jantar de aniversário e já estava atrasado 15 minutos quando decidimos interromper.

Não foi mau como aquecimento. Creio que o Settlers pode ter decepcionado um pouco mas foi, de facto, um jogo estranho.

A ver se no próximo sábado, no CaragoCon, temos mais gente e jogamos muito mais coisas!

Apareçam!

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

jogou-se bastante

Foi uma tarde interessante. Começamos por volta das 16h e terminamos talvez pouco antes das 21h. Gostei particularmente do Bang! sendo que também fiquei contente de voltar a jogar Settlers.

Entretanto, o Pedro teve que ir, mas nós ficamos para jantar por ali e ainda tivemos tempo para eu ensinar o Nuno e a Susana a jogar Go.

Foi um bom aquecimento para o próximo Sábado. 

Obrigado Rick Danger e

Obrigado Rick Danger e Malgur por aparecerem!

Foi óptimo sábado(21) à tarde. Muito obrigado especialmente ao Malgur pela paciência em me repetir as regras, é que eu andava(e ainda ando um pouco) cansado da cabeça devido a estudos, dias intensos e ficar até de madrugada a jogar Axis&Allies na NET...O que me diminui substancialmente a capacidade de tomar atenção e memorizar as coisas, o que obrigava o Malgur a repeti-las...

 

De facto eu pensei que a Susana ía gostar mais de jogar settlers por estar

habituada a jogar comigo monopólio(com regras alteradas para ser mais competitivo/realista e rápido).

Mas o jogo que ela preferiu foi o "Bang". Acho que o facto de ter ganho é capaz de ter pesado um pouco nisso;)

 

Eu gostei de todos os jogos, mas talvez tenha sido o Mamamia que mais me surprendeu pela positiva.

Quanto ao settlers, gostei bastante(apesar do cansaço me impedir/bloquear a percepção para perceber rápidamente se os negócios e contrapropostas me eram favoráveis ou não).

Gostava de experimentar jogar Settlers com dinheiro envolvido.

Rick Danger, aquilo que te disse sobre uma carta custar 15€ para quem posuísse um Porto(3:1) estava errado...era o cansaço a me impedir de discernir as coisas em condições. De facto convém que o preço dum recurso comprado à banca seja um múltiplo de 3 e 4.

De qualquer forma, para abreviar, a melhor solução parece-me ser jogar com

um custo de compra de um recurso à banca de 60€ e o dinheiro que se recebe por se vender(sem vantagens portuárias envolvidas) a esta ser 15€.

Isso facilitará muito as trocas, e julgo que será interessante.

Poderá-se também fazer uma regra na qual com um 7 o Ladrão rouba uma certa quantia de dinheiro do jogador:)

Fará em minha opinião o jogo também acabar em menos turnos(tempo) por

ser mais fácil obter os recursos que são necessários e ser mais fácil fazer negócios(agora cada um pode limitar-se a pensar em dinheiro ou pode usar o dinheiro para acertar os negócios de maneira mais justa, sem ter que arranjar(perder tempo) uma combinação de recursos complicadíssima(devido ao arredondamento destes para unidades inteiras) para tornar um negócio justo/razoável).

Eu gostei bastante de jogar o settlers apesar de não me ter começado muito bem(ambas as minhas estradas ficaram logo bloqueadas por outra estrada quando me tentava estender para construir uma aldeia).

Mas julgo que essa opinião positiva pode ter sido influenciada pelo facto de

eu estar convencido que ía ganhar.

Obrigado por tudo e estou a contar sábado aparcer à tarde:)

Nuno.

Napoleon(greatest military genius of last centuries, if not ever!):

«Le meilleur soldat n'est pas tant celui qui se bat que celui qui marche.»

https://www.flames-of-europe.de

Napoleon(greatest military genius of last centuries, if not ever!):
«Le meilleur soldat n'est pas tant celui qui se bat que celui qui marche.»

Settlers está bem como está...

npl escreveu:

Obrigado Rick Danger e Malgur por aparecerem!

Foi óptimo sábado(21) à tarde. Muito obrigado especialmente ao Malgur pela paciência em me repetir as regras, é que eu andava(e ainda ando um pouco) cansado da cabeça devido a estudos, dias intensos e ficar até de madrugada a jogar Axis&Allies na NET...O que me diminui substancialmente a capacidade de tomar atenção e memorizar as coisas, o que obrigava o Malgur a repeti-las...

Nada. Foi um prazer. Tenho pena de ter que me ter vindo embora...

npl escreveu:
Gostava de experimentar jogar Settlers com dinheiro envolvido.

Rick Danger, aquilo que te disse sobre uma carta custar 15€ para quem posuísse um Porto(3:1) estava errado...era o cansaço a me impedir de discernir as coisas em condições. De facto convém que o preço dum recurso comprado à banca seja um múltiplo de 3 e 4.

De qualquer forma, para abreviar, a melhor solução parece-me ser jogar com

um custo de compra de um recurso à banca de 60€ e o dinheiro que se recebe por se vender(sem vantagens portuárias envolvidas) a esta ser 15€.

Isso facilitará muito as trocas, e julgo que será interessante.

Poderá-se também fazer uma regra na qual com um 7 o Ladrão rouba uma certa quantia de dinheiro do jogador:)

Fará em minha opinião o jogo também acabar em menos turnos(tempo) por

ser mais fácil obter os recursos que são necessários e ser mais fácil fazer negócios(agora cada um pode limitar-se a pensar em dinheiro ou pode usar o dinheiro para acertar os negócios de maneira mais justa, sem ter que arranjar(perder tempo) uma combinação de recursos complicadíssima(devido ao arredondamento destes para unidades inteiras) para tornar um negócio justo/razoável).

Não acho que seja necessário.

O Settlers funciona muito bem como está. O problema é tentar fazer das trocas algo mais complexo do que é na realidade. No Settlers só trocas quando precisas de um determinado recurso... A troca normalmente conduz à construção de alguma coisa. Trocar para juntar um certo tipo de recurso não faz muito sentido até porque a mecânica de fazer descartar quando sai o 7 impede que haja vantagem em fazer hoarding de um recurso.

Penso que a introdução de dinheiro no jogo ia, ao contrário do que é a tua opinião, prolongar mais o jogo. Actualmente um jogador só propõe trocas quando precisa.

No sábado podemos tentar outra vez, se quiseres... Mas há mais coisas para experimentar!

_

Não me irrita perder porque cada derrota ensina algo e torna a próxima vitória mais gratificante.

Mallgur escreveu: Trocar

Mallgur escreveu:
Trocar para juntar um certo tipo de recurso não faz muito sentido

 Era o que eu e a Susana estávamos sempre a fazer... ela com trigo eu com Ovelhas, por termos vantagem em negociá-las nos nossos portos de mar específicos(2:1)...E acho que o facto de tal se ter passado não tem nada haver com o facto dela ser minha namorada.

Mallgur escreveu:
até porque a mecânica de fazer descartar quando sai o 7 impede que haja vantagem em fazer hoarding de um recurso.

Bom mas a opção de deixar muitas cartas na mão não é obrigatória...é uma escolha. Eu por acaso tive a sorte de não descartar, mas também nunca tive muitas cartas acima de 7 na mão.

 

 

Mallgur escreveu:
Penso que a introdução de dinheiro no jogo ia, ao contrário do que é a tua opinião, prolongar mais o jogo.

Malgur nunca te aconteceu achares que trocares um produto por outro é pouco mas 2 é demais?

A mim estava-me sempre acontecer no jogo...e era frustante não poder fazer o acerto.

Até nas minhas trocas de 1:1 das ovelhas pelo trigo com a Susana, muitas vezes achei que estava a ser prejudicado por trocar 1:1 e outras beneficiado.

Muitas vezes quis pedir 4/3 de Ovelha, oferecendo 1 trigo à Susana...

Mas tal acertto típicamente não era possível fazer por falta de recursos suficientes na mão(até porque se descarta quando se tem muitos). 

 

Mallgur escreveu:
Actualmente um jogador só propõe trocas quando precisa.

Eu não! Eu sempre que vejo um bom negócio quero envolver-me nele(por isso  é que também demoramos muito tempo...).

Mallgur escreveu:
No sábado podemos tentar outra vez, se quiseres... Mas há mais coisas para experimentar!

 

Sim eu gostava de tentar o Tigris&Euphrates. Mas logo se vê!

:)

Eu só vou poder aparecer à tarde.

Nuno. 

Napoleon(greatest military genius of last centuries, if not ever!):

«Le meilleur soldat n'est pas tant celui qui se bat que celui qui marche.»

https://www.flames-of-europe.de

Napoleon(greatest military genius of last centuries, if not ever!):
«Le meilleur soldat n'est pas tant celui qui se bat que celui qui marche.»

npl escreveu: Era o que

npl escreveu:

Era o que eu e a Susana estávamos sempre a fazer... ela com trigo eu com Ovelhas, por termos vantagem em negociá-las nos nossos portos de mar específicos(2:1)...E acho que o facto de tal se ter passado não tem nada haver com o facto dela ser minha namorada.

 

Pois e não creio que nenhum dos dois tenha tirado grande vantagem daí. Não fora a raridade do 7 (dados... não se pode confiar neles) e o facto de o 6 que dava pedra estar quase sempre tapado e o jogo teria terminado muito mais cedo, provavelmente com vantagem para outros jogadores. 

A verdade é que se compraram muito poucas cartas de desenvolvimento e se fizeram poucas cidades.

npl escreveu:
Bom mas a opção de deixar muitas cartas na mão não é obrigatória...é uma escolha. Eu por acaso tive a sorte de não descartar, mas também nunca tive muitas cartas acima de 7 na mão.

Por acaso até acho que tiveste muitas cartas na mão várias vezes. Não estou habituado a ver jogadores com tantas cartas durante tanto tempo. 

npl escreveu:
Malgur nunca te aconteceu achares que trocares um produto por outro é pouco mas 2 é demais?

Sim. Quando isso acontece não troco. É simples.

npl escreveu:
A mim estava-me sempre acontecer no jogo...e era frustante não poder fazer o acerto.

Até nas minhas trocas de 1:1 das ovelhas pelo trigo com a Susana, muitas vezes achei que estava a ser prejudicado por trocar 1:1 e outras beneficiado.

Muitas vezes quis pedir 4/3 de Ovelha, oferecendo 1 trigo à Susana...

Mas tal acertto típicamente não era possível fazer por falta de recursos suficientes na mão(até porque se descarta quando se tem muitos).

Neste jogo não se descartou muito. Creio até que fui o único que teve que descartar por causa de um 7. Como o 7 é o número mais frequente (consta-se) isso é um perigo real e muitos jogadores evitam ter mais de 7 cartas na mão. Isso faz com que o jogo ande mais depressa porque te obriga a gastar os recursos em construção.

Introduzir uma mecânica de trocas mais complexa só iria complicar um jogo que brilha pela simplicidade. 

 

npl escreveu:
Eu não! Eu sempre que vejo um bom negócio quero envolver-me nele(por isso é que também demoramos muito tempo...).

E por isso é que a mecânica de trocas no jogo está simplificada. Para demorar menos...

O Settlers não se ganha pelo lucro nas trocas. Ganha-se pela construção. O objectivo é ter 10 pontos e 10 pontos ganham-se apenas pela construção ou pela compra de cartas de desenvolvimento. Assim, trocar deve ser um meio para atingir o fim de construir, não um exercício de análise nas vantagens e desvantagens de cada troca e na flutuação de mercados... Há outros jogos para isso. Bem mais demorados e secantes que o Settlers. 

npl escreveu:
Sim eu gostava de tentar o Tigris&Euphrates. Mas logo se vê!

:)

Eu só vou poder aparecer à tarde.

No problem.

Tenho anunciado o encontro como sendo algo para começar à tarde.

Depois tentamos o T&E.

_

Não me irrita perder porque cada derrota ensina algo e torna a próxima vitória mais gratificante.