O diário de Violleta I

Retrato de Elora

Querido diário:

Hoje vi o Bruno Gonzalez. Lembreime logo do dia em que me pediu para ser a namorada dele. Foi nos meus anos, do dia de eu fazer cinco anos. Eu estava toda feliz proque tinha uma mala nova da barbi que era corderosa e a minha mãe tinhame feito transinhas. Eu disse que sim a ele e ele depois roubou a mala a mim e cortoume a transinha com a tesoura da Michelle que era a nossa provessora. Eu disse logo que nunca mais ia ser a namorada dele nem de nelhum rapaz. Cheguei a casa a chorar e a minha mãe disseme que se eu não gostava de rapazes era lébica como a amiga Carlota dela. Eu gosto da Carlota proque tem sempre muitos colares e comprame sempre muitos chupas a mim. Por isso parei de chorar e fiqueilogo contente e a minha mãe tambe´m e o meu pai também e toda a gente. E agora que já sou grande e já tenho oito anos tou contente de ser lébica e vou casar com a martina que é a minha melhor amiga e ela vai casar comigo e vamos ser doutoras de bebés e cabeleireiras.

Geners, 3 de Maio de 1991