Século XVI

Olá!

Tenho adaptado o período do século XVI para ser jogado com um sistema baseado em FUDGE.

Neste momento me deparei com a barreira de ter que criar uma lista de perícias utilizasas naquela época de maneira que resolvi pedir ajuda ao pessoal do AbreOJogo.

Por favor, mesmo que considerem simples, postem todas as perícias que vocês se lembrarem e que se encaixem dentro do contexto do século XVI e procurem fazer um pequeno resumo tanto histórico quando descritivo da mesma.

 

Abraços 

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

'Ello, :)Er...

'Ello, :)

Er... perícias? Receio não ter percebido exactamente o que é que se está a perguntar.

Cheers,
J.

Cheers,
J.

Como já disse estou a

Como já disse estou a adaptar o século XVI para RPG. A idéia é começar pela experiência portuguesa no Brasil no início do século, já que é o que tenho mais fontes históricas no momento, e depois expandir para a Asia e Africa passando pelos principais pontos dos descobrimentos.

Já compilei por exemplo a lista de religiões disponíveis aos jogadores no contexto do livro, já que considero que naquela época esta era uma faceta obrigatória: Católica, Inca, Islamismo, Judaica, Protestante, Tupinambá, Yorubá.

Compilei também a lista das "classes" disponíveis na época: Artesão, Artista, Bispo, Camponês, Caraíba, Comerciante, Degradado, Esclavagista, Escravo, Espião, Feitor, Guerreiro, Marginal, Marinheiro, Mercenário, Morubixaba, Navegador, Nobre, Padre, Pajé, Prostituta, Rabino, Sacerdote, Santo, Soldado.

Como vocês podem ver esta já é uma lista grande e de certeza deixei de fora classes importantes para o período que só vou me lembrar mais tarde. A lista das perícias é muito maior do que esta e com certeza irei me esquecer de várias delas.

Por isto mesmo postei esta mensagem aqui. Com certeza você podem lembrar-se de perícias para que eu possa integrar na lista o que irá facilitar imensamente o meu trabalho. Já que terei uma fonte muito maior para conseguir escolher aquelas que realmente estiverem dentro do contexto.

Eduardo Fernandes Café

Listas de skills

Oi, :)

Ah... Ok... Listas de classes e listas de perícias. Hm...

Ok, antes de entrar por aí a dentro, eu tenho três perguntas:

1) Este jogo é acerca de quê?

2) O que é que os personagens fazem?

3) O que é que os jogadores fazem?

Listas infindáveis de skills nem sempre são uma boa opção a incluir num RPG, e mesmo quando o são, é mais ou menos impossível afinar essas listas sem ter uma ideia muito sólida do tipo de coisas que vai ser importante no jogo.

Sim, porque se queremos mesmo um jogo com uma lista infindável de skills, uma boa opção é escrever um suplemento (genre book) para RoleMaster em vez de um jogo completo.

P.S. Aqueles de entre vós que detestam o RoleMaster, perguntem a vocês mesmos porquê é que o detestam, e depois, tentem escrever uma lista de skills. ;)

P.P.S. Não sei o que é um Morubixaba nem um Caraíba...

Cheers,
J.

Como eu disse em algum lugar

Como eu disse em algum lugar a ideia é adaptar a época expansionista do século XVI para um RPG.
É claro que em um trabalho deste tipo o conhecimento histórico acurado é o mais importante e eu só conheço bem o bastante para isso a parte que está relacionada com Portugal e Brasil. Tudo o que está ligado à Africa e Asia neste período não sou capaz de falar muito bem.

Exactamente por isso estou a escrever em detalhes tudo o que é preciso para avançar com campanhas durante esse século desde que passadas no brasil, incluindo alguns excertos sobre império inca e zona do prata.

As armas que os portugueses usavam e sua tecnologia. Sua postura para com a Terra de Vera Cruz.

A cultura indígena brasileira, canibalismo, armas e costumes.

A mitologia inca e como ela foi importante para o período.

Bestiário local. Mitos e raças sobrenaturais.

Outros europeus que dominavam o Brasil no período.

Como as bases para o livro são comuns a toda a expansão portuguesa, é possível mais tarde ampliá-lo para a expansao rumo às índias. Passando pela Africa, e etc... Neste momento entretanto estou preocupado com os portugueses e não só no Brasil de 1500 à 1570.

Caraíbas são grandes feiticeiros indígenas cujo poder era lendário. Morubixana era o líder de uma aldeia, chefe do concelho de líderes de uma aldeia. Um homem muito importante.  

Eduardo Fernandes Café

Re: Como já disse estou a

Oi, :)

E de repente...

efernandes escreveu:
estou a adaptar o século XVI para RPG

Er... like... tipo... TODO?!?!?

Tens noção que apesar de haver livros de 200 páginas acerca da vida no século XVI, também há enciclopédias em quatro volumes sobre esse mesmo assunto.

De repente, apercebi-me que podias estar a querer tentar escrever um RPG que possa retratar todas as situações passíveis de existir no século XVI. Se fôr esse o caso, só conheço um sistema capaz disso: freeform.

Cheers,
J.

Não é este o caso.  Como

Não é este o caso.  Como eu já disse vou focar-me num ponto e depois, quem sabe, expandir.

Eduardo Fernandes Café

JMendes wrote:1) Este jogo

JMendes escreveu:

1) Este jogo é acerca de quê?

2) O que é que os personagens fazem?

3) O que é que os jogadores fazem?

As in, o que é que é importante para o jogo?

Sem se saber isso, tar a fazer uma lista de skills é um bocado weird! 

[B0rg]
We r all as one!!
We are The Borg. We are Eternal. We will return. Resistance is Futile...

If freedom is outlawed, only outlaws will have freedom.

Marinharia Navegação

Marinharia
Navegação
Canoagem
Cartografia

Medicina
Alquimia
Herbanária
Arquitectura
Escrever

Artista
Costura
Pesca
Caça
Agricultura
Pastoreio
Treinamento de Animais
Construção
Ferraria

Cavalgar
Natação
Escalada

Artilharia
Espada
Faca
Arco
Besta
Escudo
Machado
Maça
Zarabatana
Briga
Armas de Fogo

Estas são algumas das que eu coloquei até agora

Eduardo Fernandes Café

Re: Marinharia Navegação

Hey, :)

Ah... cada vez mais, eu adoro quando estas cenas aparecem... :)

efernandes escreveu:
Medicina
...
Machado

Estas duas estão mais ou menos na mesma escala, não vos parece?

Medicina: Diagnósticos, tratamentos, cirurgia, primeiros socorros, doenças contagiosas, fisioterapia.
Machado: Bater, bater, bater... ah, e bater.

Eduardo, o teu propósito é nobre e eu não te quero deitar abaixo. Mas, dude, é como tentar desenhar um veículo terrestre e começar por perguntar que tipos de tinta é que se podem pôr nas carrocerias. A tua pergunta original está tão cheia de pressupostos acerca sequer de o que é que é um RPG, pressupostos esses que eu não consigo adivinhar, nota, que me vai ser muito difícil ajudar-te.

Hmm... Acho que vou iniciar um post genérico sobre este assunto.

Cheers,
J.

Cada vez mais adoro ser Veja

Cada vez mais adoro ser

Veja bem, meu caro... a importância de uma perícia tem a ver directamente com o âmbito de uma história, ou no caso, de um jogo. Na Europa do século XVI a medicina era uma coisa extremamente empírica que lidava muito com crenças e não com verdades... eu divido a categoria em três: medicina, herbanária e alquimia.

Naquele período Medicina era uma perícia quase desconhecida e Machado era uma arma que já não era usada cotidianamente pelo menos na penínusla ibérica. Portanto sim, eu acho que uma arma em desuso e um conhecimento extremamente elitista serão possídos por tão poucas pessoas que podem ser considerados na mesma escala. 

Além do mais as perícias neste caso devem ser muito mais genéricas do que específicas já que eu não quero jogar GURPS. Qualquer coisa ligada a medicina será necessariamente resolvida por esta perícia.

Depois, Dude, eu jogo RPG há 16 anos já estive envolvido em muitos e muitos cenários e livros de RPG. Podes ter a certeza de que eu sei muito bem o que estou a fazer...

Eduardo Fernandes Café

Re: Cada vez mais adoro ser Veja

efernandes escreveu:
já que eu não quero jogar GURPS.

Esse é um bom ponto. O que é que tu queres jogar afinal? 

[B0rg]
We r all as one!!
We are The Borg. We are Eternal. We will return. Resistance is Futile...

If freedom is outlawed, only outlaws will have freedom.

Escreve-se cerveja

e não ser Veja.

Er...

JMendes escreveu:
Er... perícias? Receio não ter percebido exactamente o que é que se está a perguntar.

Suponho que é perícias como tradução de "skills", ou seja habilidades, competências.
Aquela lista ao estilo D&D, Call of Cthulhu, Kult, Fatal ou Legend of the Five Rings, you know. Perícias :)