5a sessão deAbril - Revelations

Retrato de Rick Danger
catedral

"I am he that liveth, and was dead; and, behold, I am alive for evermore, Amen; and have the keys of hell and of death."
- Revelation, 1. 18

Eis que Abril ainda não chegou ao fim e ainda podemos ter mais uma sessão - desta vez já regressados a Londres e confrontados com novos acontecimentos. Esta semana, não sendo possível aproveitar a terça à noite, ficamos para o habitual Sábado? Ainda irei confirmar se é possível jogar em minha casa. Entretanto, mais tempo têem para ganhar aqueles XPs extras ;)

Quanto ao que se está prestes a passar em sessão, acho que seria bom ajudar-vos a "chegar" a Londres o mais rapidamente possível para decidirmos o que é que o Ian e o Jacob querem fazer. Para isso, deixo-vos aqui uma versão reduzida das notas que fui tirando sobre o que se tem passado enquanto os nossos protagonistas estiveram nas dreamlands. As minhas anotações estão numa mistura de português/inglês, mas apresento-as em inglês para parecer mais in-setting :)

 

The Broader Picture

The Dracul have indeed moved in on the Invictus and, with no interference from the Lancea, have achieved a notable victory. This means that they are busy estabilishing a new power base - not in terms of controling the city, but in an effort to secure their position from a possible counterattack or from any unexpected threat.

The Lancea have an inherent duty to look after the souls of the dead, a duty in which they reject any possible interference from the Circle of the Crow. By allying with the Dracul, they hope that a stong and united leadership brings order to the city, stopping the killings that have been increasing for month after month. They also wish to make it clear for the Circle that their sorcerous ways have no place in the city.

The Invictus have suffered a major blow to their organization in the city. All their leaders have been slained and their major followers have been ambushed and hunted down by the Dracul. Those who remain are lesser vampires and are either running away from London, trying to join other covenants or laying low for a good long while. Tom Sheffield has contacted a few survivors and is bidding his time, waiting for Alain and Bran to come forth and complete their plan so that he can join them in victory and support their rule

The Circle of the Crow were ambushed by the Lancea and have lost almost all of their leaders. Lylian has survived only with the help from Benjamim, her child. She suffers more for the loss of her friends than for the breaking of the covenant. The few who remain are trying to survive in hidding or looking to join the Dracul.

Sulivan knows that the Dracul and the Lancea will need her to take logistic control of the city and purge the Invictus out of the power structure. She is slowly approaching each of the covenants, ofering her services, knowing that - if she replaces the Invictus in the comings and goings of London - her voice will be heard among the elders and her family will receive its due respect from their masters. On the other hand, she now believes that owning her proper place in London will not be possible under the rule of Bran or Alain. As long as the Invictus stay down, her place is among the rule of the covenants.

The Hornmist Society stands between the lost ghouls of the Invictus and Sulivan's ambition. Erica knew the Invictus well and recognizes their fall as an opportunity to take away from their influence over humanity.

Bran has used Morpheu's Helmet to travel from the Dreamlands into Hell, coming one step closer of achieving his false prophecy. Alain now needs to open a safe portal from which Bran can be summoned from Hell and back to London, but his plan of using Adam for that purpose has been turned to dust. He knows that bargainign with demons is not an option in this case, so he has yet to find a way. Still, he tells Sheffield that everything is falling into place and that soon the city shall be Bran's and no one else's. Meanwhile, he has recognized that perhaps there is something to be expected from Jacob and Ian - that perhaps they shall signal the coming of the true Raven King - but that is something he will only have to deal with in a couple of years or more. Or not.

 

Ian Gorski

His family finds that it is easier to deal with his father's emprisionement if they blame Ian for all that has happened.

Samuel finds the only possible solution for his blood addiction. By entering the game, between Sulivan and Brian, he tries to gain even a small measure of perspective over the World of Darkness that has taken over his life.

 

Jacob Heart

Rachel reminds herself of what is to live her life on her own. She does what she has to do to get ahead and she knows she can use Pam.

Quentin returns from Hell with his mind shattered - haunted by infernal visions of horrour and confused by the many lifes of the First Archmage running around his head. By losing control over Quentin's body, he is slowly returning to his vampiric state. After assaulting two policemen in wild delirium, Quentin is put in a mental institution.


Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

Not Sábado, 5a likely...

Sábado n dá para mim nem p a Inês. Daria esta 5a p ti Ricardo? Amanhã confirmo...

abril ou maio

yoriagami escreveu:
Sábado n dá para mim nem p a Inês. Daria esta 5a p ti Ricardo? Amanhã confirmo...

Portanto, quinta talvez? Acho que sim.

abril?

Para mim está difícil conseguir jogar na quinta, já tinha roleplay marcado e não sei a que horas terminamos. Querem já marcar para dia 30 à noite, véspera de feriado?

nao dará?

Eu tb so saio da faculdade ás 7. Nao chego a lado nenhum antes da hora do jantar! E nem q demores e jantemos tipo 9, nao é nada q ja nao tenha acontecido. Va lá... ^^ Pwease?

esta quinta

Ikki chan escreveu:
E nem q demores e jantemos tipo 9, nao é nada q ja nao tenha acontecido. Va lá... ^^ Pwease?

Sim, é capaz de dar. Dá para nos encontrarmos na xxl, jantar opcional?

A bit short notice...

...mas tamos lá então. Apareço na XXL tipo 21h, p comer qquer coisa e jogar lá, se estiver sossego. Caso contrário, temos sp o backup plan... 

a quinta antes da sexta

yoriagami escreveu:
...mas tamos lá então. 

Ok.
Se puderes ainda responder alguma coisa a este thread, dava mesmo jeito. Foi para saber de vocês que o postei.

Ian's to do list

Os planos do Ian ja nao sao supresa para ng, ja q me fartei de vos falar deles, ainda assim, just for the record:  :)

Ainda q a vinda do Raven king seja uma prioridade, o Ian, nestas primeiras noites (pelo menos) tem o sangue a ferver por vingança. Agora em Londres, é mais dificil ser-se menos emotivo em relaçao ao q se passou.

O Adam morreu. Contra o Alain, avisado pelo Sheffield. E o Jacob disparou o tiro.

Por mt q toda a situação doa, o Ian nao deixa de sentir imenso orgulho na coragem do Adam; e vai-se certificar q ele será vingado. Afinal, como a Death lhe disse, nao ha garantias q as pessoas no inferno se reconheçam; mas o Ian tem a certeza q descendo ao inferno levando consigo a cabeça do Alain, o Adam ha-d lembrar-s dele.

Mas a vingança serve-se fria e, como o plano (ou a falta dele) de irem contra o Alain na embaixada provou, ha-q planear detalhadamente e achar uma vantagem!

O Alain parece, sem duvida, quase impossivel para um vampiro com pouco mais de um mes (metade do qual esteve me torpor). Agora o Sheffield dificilmente é imortal, principalmente tendo os Dracul declarado guerra aos Invictus.

Ha q antes de mais arranjar aliados. A Sullivan, logo a partida, parece-me alguem q pode ser uma aliada excelente. Alem de se mover de dia e ter varios homens ao seu serviço, ja trabalhou para imensos vampiros, incluindo o proprio Alain! O Brian O'Leary esta decidido a vingar o irmao, é capaz de ser a unica pessoa q partilha do fervor do Ian, mas mm assim (e por mto util q ele e a sua experiencia do IRA sejam! E sao MM!), o meu vampirinho nao esta disposto a sacrificar o irmão do Adam! Deixou os Circle morrerem, sem tentar avisar a Lillian das dreamlands como de certo o Sire teria gostado. O minimo, sera mm proteger o Brian (nem q seja tb pq é o q sobra do Adam)... o Ian lembra-se dele ter chorado nos seus braços em Hyde Park por se culpar da morte do outro irmao. Este so morre "por cima do meu cadaver"! Mesmo assim conta com o Brian para mandar a baixo o Alain e o Sheffield; qt ao Jacob (embora qd contar ao ultimo O'leary exactamente o q aconteceu refira o disparo do child do Sheffield, nao está a planear dizer-lhe quem é. Mas o Ian promete-lhe tratar desse assassino pessoalmete, como o proprio Adam trataria!) O Samuel, q agora se apresenta mais decidido e com um charme perigoso, seria um bom aliado tb. Mas o Ian nao lhe pode pedir (nem o vai fazer) q o ajude a vingar-se. Mas ter alguem em quem confiar e um braço direito (mm q nao seja em vingar o Adam exactamente) é uma mais valia. E quem sabe, agora q o Ian perdeu a sua megalomania e vê o Samuel como alguem capaz de estar ao seu lado (nao como um bichinho perdido) talvez eles se entendam a serio e mergulhem os dois juntos no World of Darkness. Outra pessoa a tentar recrutar é a Lillian. O Adam era amigo dela, talvez esteja disposta a apostar bastante em mandar os assassinos dele para o inferno tb. (Mas mm q nao esteja, pelo menos o Ian vai procura-la e contar-lhe o q aconteceu ao Adam. Ela ja deve saber por alto, mas ao menos assim fica a saber exactamente).

Outra coisa tb mto importante a fazer paralelament é convencer os Dracul da vinda do Raven King e do qt isso vai ser importante para o nosso Covenant. Faze-los ver pelo menos q o Raven King nao é nosso inimigo. O Ian nao quer mm ter de decidir Raven King ou Dracul. Claro q ele jurou seguir o Rei (e estava a ser mto sincero), mas se isso incluir passar por cima dos Dracul. Será capaz? Ou sera capaz de, com os Dracul, trair o Raven King? S calhar nenhum dos dois...

Entretanto, com os Dracul, se for possivel arranjar um ou outro aliado contra o Sheffield, pelo menos era optimo. Ja nao tenho mtas esperanças em recrutar contra o Alain, ng se mexeu antes! Mas talvez assim um homem forte e corajoso, tipo o Dimitri, esteja interessado em ajudar! ( :D ) A Diane ja sei q nao deve estar disposta a agir dessa forma e, a julgar pela ultima vez q lhe contei um plano (q ainda por cima m mandou para torpor) mais vale nem sequer referir a palavra vingança perto dela. :) 
(to be continued)

Ian's to do list part 2

O Ian e o Jacob tem avançado em conhecimento e poderes relativamente depressa, mas na opiniao do meu mocinho, nao rápido o suficiente. Até q ponto o Ian esta disposto a ir para adquirir o poder q acha q precisa contra os seus inimigos? Mto longe! Desde q se apercebeu da possibilidade de espreitar (e espera ele negociar) o poder do inferno, o Ian ficou decidido. Primeiro foi por curiosidade, dp foi pela possibilidade de poder rápido; mas com os recentes acontecimentos, o Ian está disposto a ir buscar forças ás profundezas para completar a sua vingança. Mais do q busca de poder, é o fascinio pelo perigo e pelo obscuro (como de certa forma o Adam foi).

Ya, o Ian é daqueles vampiros malucos q gostam de brincar com fogo! (nao exactamente na sua forma literal!)

Como a sua busca no Floating market mostrou, ele está disposto a encontrar a chave q procura, sem atender mto á sua segurança. Claro q antes de tentar invocar sabe-se lá o que, vai informar-se com os Dracul e procurar livros mais basicos sobre infernalismo. (ate pq ler o textinho em latim em voz alta nao deve chegar. Precisa de saber mais qq coisita ehehe)Claro q tem d ter cuidado com as perguntas; até q ponto ha conhecimento q nao é para se ter enquanto nao se estiver preparado? Ou melhor, será q os Dracul o deixam brincar aos infernalistas ou acharao q é demasiado perigoso enquanto nao for mais crescidinho?

Talvez dp de sondar discretamente a opiniao sobre infernalismo, o Ian decida mm aprender sozinho. E aí, vai pedir ajuda, ou pelo menos troca de opinioes, ao perito. :) John Constantine é mais um a tentar puxar como aliado, senao como amigo, na luta contra o Alain, se bem de forma indirecta. Tentando perceber mais d demonios e invocações, o Ian vai se tornando cada vez mais num anjo negro (e a jogadora satisfeitissima!)

Qto á familia, a situação tb nao está mto facil.Claro q eles precisam dele e o Ian deles, mas... ele ja destruiu aquela familia q chegasse, nao? Nao devia agora, nem q fosse como punição para si proprio, arcar com o odio q eles tem de atirar para cima de alguem? Mas ao mm tempo, vai deixa-los assim? Vai deixar a Diane crescer com o pai preso e com odio ao irmao q adorava até entao? E deixar o avô tomar conta de tudo sozinho? Talvez o mundo nao tenha mm de ser preto ou branco e, como o Samuel sugeriu, dê para arranjar uma situação intermedia... A little white lie won't hurt, will it?

Jacob's agenda

Jacob's points of interest right now:
   
   - Regarding *his brother*, he sees in Quentin's "madness" a sign of freedom from Petrenkov's possession - maybe the old spirit is tired by his journey into hell... this could be a window of opportunity to employ John's idea of exorcizing Petrenkov and being done with him once and for all, but time is of the essence and Jacob must move quickly to take the shot at saving Quentin, and thus atone for his mother's death.  
   
   - Regarding *Ian*, Jacob does not forget Ian's ice cold stare and the words "I shall not forgive you"... but he does not consider his friend's revenge as an actual possibility. Jacob sees Ian as a stalwart ally and intends to follow in the wake of Ian's infernalist meanderings, as long as the Good Doctor remains the guinea pig...
   
   - Regarding *Rachel*, Jacob is glad that she did not "collapse" in his absence - i.e. they are drawn to each other for comfort but they are independent. In a sense, now that his identity is lost (no credit cards, no driver's license, etc.), he might need some help from her - but maybe he'll ask Samuel the Sullivan Consiglieri instead.
   
   - Regarding *his father*, Jacob is concerned for his unwavering trust in Tom Sheffield, although he understands it. Although he deeply wishes his father to see him recover Quentin's soul, part of him would prefer it if the old man was still in Ireland.
   
   - Regarding *Erika*, Jacob has once again figured a simple logic equation to choose sides: if she believes in the Raven King's coming and its meaning, then all is well between them; if she seeks to stop the one who has helped Jacob, then they will be estranged. He will not act against her unless she draws first blood, but that blood need not be his...
   
   - Regarding *The Raven King*, see the Threefold write-up when it comes... :p but for now, Jacob has promised to serve the King as his Prophet if Benjamin got him out of Avalon, and he intends to keep that promise. He will hunt for the King at the king's bidding, hopefully serving the deeper corners of his soul in the process. The lure of power is strong in Jacob - power to save his brother, power to hunt for the King, power to destroy Alain.  
   
   - Regarding *the Dracul*, Jacob hopes they will agree, from Ingmar to Sofia, with his account of the Raven King's return. This would allow him to remain a Dracul while following the King. In truth, Jacob could not choose between the King and the Dracul, as it is the Dracul's explanations that keep his rational mind partly convinced that what he "saw" in the Dreamlands was not a product of his imagination, and so he is dependent on their belief to hold his own, in a way. 

quotable notes

yoriagami escreveu:
- Regarding *his brother*, he sees in Quentin's "madness" a sign of freedom from Petrenkov's possession - maybe the old spirit is tired by his journey into hell...

Na verdade, uma viagem ao inferno não é só "cansativa" :) o próprio Quentin está traumatizado pela visita e, mesmo que o Petrenkov já estivesse exorcizado e destruído - algo com o qual o Raven King irá discordar se souber - o irmão do Jacob está definitivamente fragilizado psicologicamente.

Citação:
Jacob is concerned for his unwavering trust in Tom Sheffield,

O Jacob vai deliberadamente esconder-se do Sheffield? Se não, poderá ajudar o Ian a matá-lo ou, por outro lado, poderá-lo aceitar juntar-se a ele?

Citação:
if she believes in the Raven King's coming and its meaning, then all is well between them;

A Hornmist Society acredita na existência do Raven King e considera que ele representa uma ameça contra a humanidade civilizada. No entanto, estariam obviamente interessados em matar A Besta, se tal fosse possível.