Estreias de Janeiro a Abril de 2022

Retrato de Mallgur
Não tenho tido energia ou tempo para manter o grupo de jogos novos do mês activo... Assim, optei por criar aqui uma entrada, de vez em quando, para falar das coisas que vou experimentando pela primeira vez. Idealmente uma a cada mês... Se não der, quando calhar.


Monster Baby Rescue! - 6 partidas
Publicado em 2019
Board Game: Monster Baby Rescue!

Comprei este na LeiriaCon para a ludoteca da Leonor, que vai começando a tomar forma.
Foi muito bem recebido. A arte fofinha dos monstrinhos e a mecânica simples de escolher peças para ir tratando deles resultam bem. A mecânica de ordem de turno com aquela gestão de "tempo" em que joga quem vai atrás não é muito relevante quando se joga a dois, mas creio que podendo juntar mais jogadores poderá tornar-se interessante. Temos jogado no modo simplificado e creio que ainda existirão bastantes partidas antes de avançarmos para o jogo mais "a sério".


Imperial Steam - 3 partidas
Publicado em 2021
Board Game: Imperial Steam

Muito provavelmente o melhor jogo de 2021. Apertado, difícil e com uma interacção subtil, mas violenta...
É um jogo económico, que tem mais dinheiro no fim, ganha. Mas não é fácil fazer dinheiro. É preciso equilibrar bem o rendimento regular, o momento de vender acções e pesar o custo que isso terá no final quando os investidores quiserem a sua fatia dos lucros, estar atento ao mercado dos recursos, construir ligações, fazer fábricas para evitar ter que comprar os bens no mercado mas, ao mesmo tempo, entregá-los nas cidades que os procuram, estebelecer contractos, mas sabendo que existe o risco de não valerem nada no final ou até de serem prejuízos se os não cumprirmos, embora sejam muito, muito lucrativos se tudo correr de feição além de termos que garantir que a conversão de carruagens de carga para passageiros que dá um rendimento interessante, pode limitar a nossa capacidade de transportar os recursos necessários...
Parece uma loucura e demasiada coisa para existir num jogo de tabuleiro praticável... Mas existe e funciona bem. O jogo leva umas 3 horas, a 4 jogadores, mas o tempo passa sem que nos aborreçamos e normalmente o final é empolgante. Paira sempre no ar aquela dúvida se alguém vai fazer a ligação a Viena ou não...
Um excelente design do autor do Lignum, que também se recomenda muito vivamente.
Há que estar bem atento ao que este senhor vai fazendo.


The Smoky Valley - 4 partidas
Publicado em 2022
Board Game: The Smoky Valley

Muito bom. Decisões bem duras e desafiantes.
Tal como o Imperial Steam, tem alguma complexidade e leva umas 3 horas a jogar. Tal como aquele, satisfaz durante todo esse tempo. Penso que para a fase final já morre mais um bocadinho , mas nada de grave.


Ark Nova - 3 partidas
Publicado em 2021
Board Game: Ark Nova

A coqueluche do momento... Anda tudo maluco com este jogo.
Tem semelhanças com Terraforming Mars no aspecto de ter muitas, mesmo muitas cartas únicas que são fundamentais para podermos melhorar o nosso Zoo e ir competindo na corrida (que é disso que se trata) para cruzar os nossos marcadores de pontos e rendimento, altura em que o jogo termina e quanto maior for o espaço entre os marcadores que se cruzam, maior será a pontuação.
Para mim, é melhor que o Terraforming Mars. A mecânica de gestão das acções e sua potência está muito boa. O critério de pontuação também está interessante...
Mas tem o mesmo problema do Terraforming Mars... Muitas cartas, mesmo muitas.
Isto torna o jogo mais táctico e vulnerável aos caprichos da sorte. O que me aborrece um pouco num jogo que, tal como os que mencionei há pouco, dura bem à vontade três horas a 4 jogadores.


Hansa Teutonica: Big Box - 2 partidas
Publicado em 2020
Board Game: Hansa Teutonica: Big Box

É uma reedição e portanto não está bem encaixado nesta coisa de jogos estreados... Esta versão joguei pela primeira vez neste período, contudo.
É um excelente jogo. Tem um sabor a clássico da velha escola alemã de finais do séc. XX, embora seja já de 2009 (a primeira edição). Regras simples, um conjunto muito limitado de acções possíveis por turno e um tabuleiro central onde os jogadores competem por posições vantajosas durante cerca de uma hora. A interacção é abundante e bastante agressiva e é daí que resulta o fascínio do jogo. Podemos ser removidos de um espaço que queremos muito ocupar para obter certa vantagem, mas quando um adversário nos remove desse ponto, no fundo acaba por nos oferecer acções ou presença na mesa... E uma grande parte do jogo consiste em colocar-mo-nos onde os outros querem estar, para que nos removam...
Brilhante.


TEN - 2 partidas
Publicado em 2021
Board Game: TEN

É um filler razoável. Tem uma componente de sorte muito grande, mas joga-se...

Free Ride - 2 partidas
Publicado em  2021
Board Game: Free Ride

Mais um Friedmann Friese... Um jogo com mecânicas extremamente simples, mas que oferece muitas e boas oportunidades para jogadas inteligentes ao longo de uma hora, pouco mais.
Muito recomendado.



Terraforming Mars: Ares Expedition - 1 partida
Publicado em 2021
Board Game: Terraforming Mars: Ares Expedition

É melhor que o original porque demora menos tempo... Tem exactamente os mesmos problemas resultantes da aleatoriedade e excesso de número das cartas. Tolera-se...


Bullet♥︎ - 1 partida
Publicado em 2021
Board Game: Bullet♥︎

Não fiquei impressionado. Ao que parece, tem vários modos de jogo, mas depois da minha primeira experiência, não fiquei muito interessado em conhecer os outros...


Lost Ruins of Arnak - 1 partida
Publicado em 2020
Board Game: Lost Ruins of Arnak

Outro com muito impacto pelo BGG... Está engraçado. Não me parece que mereça todos os louvores que lhe fazem, mas não é mau.
A produção é excelente, contudo.


Renature - 1 partida
Publicado em 2020
Board Game: Renature

A dupla Kramer & Kiesling volta a atacar e, mais uma vez, com um belo jogo.
À primeira vista, é um jogo fofinho, com animaizinhos e o tema simpático de repovoar um bosque... Depois jogamos e vemos que é uma história de faca e alguidar!
Montes de oportunidades para dificultar a vida aos adversários, uma parte razoável de controlo de área e está a receita feita para um jogo com aquele aroma a clássico que já nos habituamos nesta dupla de designers.


A.D.E.L.E. - 1 partida
Publicado em 2021
Board Game: A.D.E.L.E.

Vejam esta cena:

Cena

E saberão sobre o que é este jogo. Aliás, a associação é tão evidente que as próprias regras do jogos fazem um par de referências que são quase citações directas desse filme e um outro também muito conhecido...
É um jogo semi-cooperativo em que um jogador está contra os outros. Não consegue transmitir o horror e suspense da cena ligada acima, mas não creio que esse fosse o objectivo, até porque será difícil atingir o nível daquela cena, mas ainda assim oferece momentos interessantes e certamente será um jogo que voltarei a experimentar com prazer.



Mille Fiori - 1 partida
Publicado em 2021
Board Game: Mille Fiori

Reiner Knizia volta a atacar. Mais um jogo de regras extremamente simples, mas que oferece escolhas significativa e onde, apesar da aleatoriedade das cartas, as decisões dos jogadores são o que determina o seu desempenho.
A cada ronda só há uma coisa a fazer, escolher das cartas que se tem na mão, uma para jogar. Cada carta tem dois usos possíveis. Depois, passar as cartas restantes à esquerda. Os jogadores resolvem a carta escolhida pela ordem de turno e ou colocam um marcador num dos espaços possibilitados pela carta, fazendo pontos conforme a área definida pela carta, ou descartam a carta para avançarem com o navio e recolherem pontos no sítio onde este parar. Só isto.
E no entanto, dá gosto escolher qual a carta a usar, por vezes apresenta escolhas agonizantes e momentos de tensão onde a nossa posição no turno pode deixar-nos nervosos com o que farão os que jogam antes de nós... Muito bom.


First Rat - 1 partida
Publicado em 2022
Board Game: First Rat

O tema e a arte são deliciosos, assim como a ideia que os ratinhos deste jogo têm de uma lua feita de queijo...
Os ratinhos querem então fazer um foguetão para ir à lua e o nosso papel é liderar o grupo de ratinho que faz as melhores contribuições para esse projecto.
A mecânica de selecção das acções está interessante, permitindo avançar um dos ratinhos mais espaços para chegar às acções com mais potência ou então avançar vários ratinhos uma menor distância, mas fazendo a acção (tem que ser a mesma) com a totalidade dos espaços a que chegam... E isso aliado à necessidade de, de vez em quando, ter que fazer os ratinhos voltar ao início do percurso - porque são limitados em número e se os deixamos ir até ao final, só lhes restará embarcarem no foguetão à espera que este parta e ficarão aí até final do jogo - torna a gestão destes movimentos um enigma engraçado de tentar resolver. 
Isto para fazer uma colecção de objectos para contribuir para o foguetão, investigar para ter acções bonificadas ou obter equipamento que nos ajuda na missão...
Está giro.


Settlement - 1 partida
Publicado em 2021
Board Game: Settlement

O puzzle que serve de base ao jogo está interessante... Colocar os edifícios que escolhemos em três linhas de três para coordenar da melhor forma as suas acções é uma proposta curiosa. Faz lembrar, fugazmente, o Wendake...
Mas o jogo demorou muito mais do que seria desejável. É um jogo simples, com um factor aleatório bastante significativo e isso não justifica 2 horas... Talvez tenhamos jogado de forma pouco eficiente, mas não pareceu.

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

Muito bom

Excelente partilha em forma de mini-reviews! Continua, fico à espera da próxima!

Percebo bem a questão das

Percebo bem a questão das cartas no Ark nova e TM Ares, prefiro jogos de cartas com mais estratégia para conseguir fazer combos consistentemente.

Penso que este tipo de jogos (onde incluo o conhecido Wingspan) são de facto mais dados a aleatoriadade porque premeiam a reavaliação constante do que vamos apanhando.

No entanto nos últimos tempos sempre que pensamos jogar um jogo o Ark nova vem à baila por isso por mim já valeu a pena :)

Jogámos o Settlement na LeiriaCon e gostámos, não sei se chegou a demorar essas 2h, mas para o tipo de jogo que é gostei.