Alberto e Mário

Retrato de kabukiman

Mário acena com a cabeça...

"Sim.. concordo... pedi a umas raparigas para irem buscar analségiscos e desinfecantes à farmacia e correntes e cadeados a outra loja para podermos bloquear as portas de emergencia...No piso de cima na restauração podemos aranjar agua engarrafada e comida para nos aguentarmos alguns dias... pelo que ouvi na rádio é capaz de demorar algum tempo a chegar cá a policia." Conta então:.

"O melhor é recuarmos toda agente para o piso 2, revertermos as escadas, e fazer novas barricadas, enquantp os outros juntam mantimentos, e depois sim subirmos pelos elevadores para o 3º piso... não antes de algumas pessoas irem ver se este não foi ainda infestado...

A rapariga vira-se para vocês e diz:

-Nem pensem que vos vou deixar! Vocês salvaram-me e não ficar à mercê de outros tipos como aqueles dois!

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

"Tudo bem..." Respondo-lhe.

"Tudo bem..." Respondo-lhe. "Mantem-te ao pé de nós."

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

Aceno com a cabeça e

Aceno com a cabeça e digo:

- Também era bom verificarmos se ninguém ficou preso nas escadas de emergência.

E depois para a rapariga:

- Já que vais ficar connosco diz-nos como te chamas. Eu sou o Alberto.

-Chamo-me Carla. Nunca me

-Chamo-me Carla. Nunca me vou esquecer o que fizeram por mim. Sou gerente de um banco. Se um dia precisarem de um empréstimo, falem comigo,arranjo maneira de ser aprovado.

 

 

Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

"Uma coisa de cada vez...

"Uma coisa de cada vez... No piso três também à portas para as escadas de emergencia." Considero. "Aliás... as duas formas que temos para chegar lá são o elevador e as escadas de emergência, pois não há escadas rolantes para lá."

Olho para as portas de emergencia barricadas ao longe.

"Já perdemos muito tempo... A qualquer momento aquelas coisas vão passar as barricadas deste nível... temos de subir para uma posição mais defensável. A Sheila e a Vanessa já devem estar no sitio que combinei com elas... vamos dar a volta pelas escadas e dizer-lhes para recuarmos para o piso de cima."

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

- Qual é o teu plano?

- Qual é o teu plano? Podes pôr-me a par enquanto vamos.

"Basicamente é mesmo só

"Basicamente é mesmo só recuar para uma posição mais defensável..."

Vamos andando para o ponto de encontro.

"Vamos recolher mantimentos no piso de cima enquanto duas ou três pessoas vão verificar o estado do piso 3"

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

Vocês estão a chegar

Vocês estão a chegar junto à primeira barricada (onde o Alberto estava de guarda) e não vêm o tipo que foi mordido, mas vêm um um outro.

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

Digo, enquanto me

Digo, enquanto me aproximo:

"Mário, não é? Sou o Carlos, d'há pouco..." — e logo continuo: "Deixei um tipo qu'estava a sangrar na ponte aérea sobr'a estufa... Disse-lhe qu'aquilo era mais fresco e que já lhe levava uns comprimidos pr'a febre." — e, depois de pensar um pouco: "Não acham qu'ele se vai transformar, pois não?"

Ao que aproveito para lhes explicar o que se estava a passar no piso de cima:

"Disse a dois lá de cima pra irem aos restaurantes à procura de garrafas d'água e de mais sobreviventes. Agora acho que era fixe subirmos pra ver das escadas d'emergência pra ver s'anda por lá alguém perdido..."

"Olá Carlos! Não sei se

"Olá Carlos! Não sei se ele se vai transformar ou que raio é que está a criar estas coisas mas não me parece boa ideia deixa-lo sozinho." Olho em volta a verificar se vejo mais alguém ao longe. "Acho que o melhor é subirmos para o piso de cima, recolhermos mantimentos e depois subir para o piso 3 que me parece mais defensável..." Mas para isso precisamos de verificar se este está seguro. Eventualmente através das escadas de emergência... se bem que não tenho grande esperança em encontrar sobreviventes aí... " acrescento com um suspiro.

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

OOC: O que fazem então?

OOC: O que fazem então? Vão para cima? Para as escadas de emergência? Buscar o ferido junto à estufa? Ou as raparigas que estão junto à outra escada rolante?

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

OOC: Escada

OOC: Escada rolante

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

Quando vocês passam pelo

Quando vocês passam pelo panorama da estufa, vêm alguns cadáveres lá em baixo... e alguns zombies a andar meio perdidos. O tipo doente, está a respirar com dificuldade e com cara febril. Ele anda com dificuldade e vai com vocês. Quando chegam às escadas rolantes, vêm o grupo que está à vossa espera, visivelmente nervoso, pois estão a ouvir-se ruídos na barricada, como se alguêm lhe estivesse a empurrar...

Do casal, a rapariga está também com má cara.

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

Sussurro para o Alberto.

Sussurro para o Alberto. "Não quero deixar ninguém para trás... mas é melhor prestarmos atenção também à rapariga... Eu tive de a safar de uma daquelas coisas que lhe estava a morder as orelhas..."

Olho em volta e falo alto. "À parte dos lojistas que se barricaram nas próprias lojas e se recusam a sair sabem de mais alguém que tenha cá ficado neste piso?"

OOC: se a resposta for negativa continuo.

"Ok... então vamos para cima e fazemos novas barricadas lá."

OOC: a ideia é explicar o plano de recuo para o piso 3, com respectiva verificação e das escadas de emergencia, lá em cima para abranjer as pessoas que já lá se encontrem.

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

Pergunto ao Mário:- É

Enquanto subimos, pergunto ao Mário:

- É melhor fazermos uma pilha de mantimentos e agrupar toda a gente junto aos elevadores. Quando as barricadas estiverem reforçadas nós subimos para verificar o piso 3 e as escadas de emergẽncia. Depois organizamos a subida das pessoas e dos mantimentos. Que achas?

Entretanto vou olhando para este Carlos e para o restante grupo que ainda não conheço.

Sussurro para o Mário:

- Depois do que se passou temos de ter cuidado em quem confiamos...

Aceno a cabeça. "Exacto...

Aceno a cabeça. "Exacto... é mesmo essa a minha ideia."

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

Quando chegam lá acima,

Quando chegam lá acima, só está a Andreia à vossa espera, o resto está a ver televisão e a comer, aproveitando não haver funcionários.

 

"Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

Chegado cá a cima olho em

Chegado cá a cima olho em volta antes de perguntar. "Alberto, ainda tens a chave que eu te dei à pouco, certo? Dá uma volta pelas escadas a colocá-las todas a descer."

Começo a barricar a escada por onde subimos. "Vamos ter de barricar as escadas antes de fazermos mais qualquer outra coisa."

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

A Carla, Paula, Sheila e

A Carla, Paula, Sheila e Vanessa ajudam a barricar. A rapariga doente está aparentement melhor com os analgésicos, e o namorado não a larga. O outro tipo doente continua mal.

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

down the stairs

Eu vou buscar quatro garrafas de agua - duas para mim e para a Andreia, e mais duas para o caso de encontrar alguem nas escadas de emergencia:

"Pessoal, esperem por nos que vamos num'stante ver se ha alguem fechado nas escadas a querer subir." — e, mostrando os meus nunchaku: "Nao se preocupem que nao corremos riscos desnecessarios." — e combino um ritmo especifico (um ritmo da capoeira, pois entao) para saberem que sou eu a bater na porta quando voltar.

Se nao houver oposicao, desco entao as escadas com a Andreia.

"Voltamos ja! Aguentem-se ai, pessoal!" — digo, com um sorriso.

 

OOC: nao tenho acentos no teclado da fac...   :p

Depois de colocar as

Depois de colocar as escadas todas a descer dirijo-me para a porta das escadas de emergẽncia.

- Carlos, tens 10 minutos. Depois disso deixo de estar aqui à tua espera e tens de chegar ao piso 3.

Para o Mário:

- Vou ficar aqui 10 minutos à espera do Carlos e depois subo. A Carla ou a Paula podem ficar comigo, para ajudar a segurar a porta. Continua o plano com o resto da malta.

Espero um sinal do Mário e do Carlos em como está tudo pronto e posso abrir a porta.

"Não te esqueças que

"Não te esqueças que também vamos ter de inspeccionar o piso três antes de irmos para lá."

Volto-me para o resto das pessoas. "Vamos ter de recolher o àgua engarrafada e e comida que se preserve sem frio. Não sabemos quando é que as autoridades conseguem vir ajudar-nos, pelo que temos de nos precaver." Olho para individualmente para cada um do presentes à minha volta. "O sitio mais seguro que eu conheço aqui no shopping é o piso por cima deste, no entanto não sabemos se já foi infestado ou não, pois não há escadas rolantes para lá. Vou precisar de 2 voluntários para irem comigo lá acima, verificar se é seguro para, depois sim, irmos todos. Mas mesmo aqui não quero ninguém sozinho, formem pares e tentem reunir o que for possível de levar para o piso de cima." Aproximo-me de um carrinho de recolha de tabuleiros. Distribuo os tabuleiros aí presentes de forma a formar uma espécie de estante com rodas. "Usem este e outros para colocar as coisas, pois dão para entrar nos elevadores quando formos para cima."

Olho para o resto da zona de restauração. "Falem com quem estiver aqui, expliquem-lhes o que se passa lá em baixo e convidem-nos para vir comnosco, ajudando na recolha de mantimentos. Mas evitem conflitos. Já nos bastam aquelas coisas."

Deixo-os absorver o meu discurso, aguardando reações.

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

OOC; Carlitos volta para a

OOC; Carlitos volta para a tua thread.

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

O vosso grupo concorda com

O vosso grupo concorda com a ideia de ir recolher comida e falar com os outros, mas a Carla não se separa de ti.

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

OOC: e voluntários? (alem

OOC: e voluntários? (alem da Carla...)

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

OOC: Tens a Carla. A Paula

OOC: Tens a Carla. A Paula está com o Alberto e o resto vai buscar comida. Ninguêm sabe como está a situação lá em cima, e não querem fazer de batedores.

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

«Raios! Estava a contar

«Raios! Estava a contar com mais pessoas.» Penso.

Não quero submeter a Carla a mais perigo ainda. "Fica aqui e ajuda o Alberto e a Paula. O Alberto protege-te."

Viro-me para o Alberto. "Eu vou lá acima ver quais as condições... Dá-me 10 minutos como combinaste com o Carlos."

Conforme ele abre a porta para eu passar finco os dedos no bastão e inicio a súbida.

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

OOC, Ok, cada um volta para

OOC, Ok, cada um volta para a sua thread.

A Carla diz-te:

-Ouviste aquilo que eu disse há bocado? Não te vou largar. O Alberto sozinho não pode estar a defender tantas raparigas se aqueles tipos se passarem e ainda vai estar de vigia à porta. Eu fico contigo, posso ajudar-te e se algo correr mal, fugimos outra vez para aqui.

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

A porta do elevador abre-se

A porta do elevador abre-se no piso dois, olho em volta para ver se há novidades neste piso, enquanto afasto os objectos.

"Carla, não deixes as portas fecharem-se." Localizo o Alberto perto, junto das escadas de emergência.

"Alberto!" Grito. "O piso 3 está livre. Vamos começar a levar mantimentos para cima." Procuro um objecto para impedir as portas do elevador de se fecharem.

 

OOC: presumi algumas coisas... corrige-me se necessário.

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

OOC. Uma cadeira? -Está

OOC. Uma cadeira?

-Está bem!- Diz a Carla.

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

OOC: pode ser... na

OOC: pode ser... na realidade o que é preciso é simplesmente bloquear o infra-vermelho que detecta alguem entre as portas.

OOC2: vou aguardar pela resposta do Alberto.

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

Indiferente à tragédia

Indiferente à tragédia que se abateu, o shopping continua a passar música de forma automática:

https://www.youtube.com/watch?v=qMxX-QOV9tI&feature=fvwrel

 

Um dos canais de televisão deixou de transmitir, os outros mostram imagens de Portugal e do estrangeiro, com ataques semelhantes ao que vocês sofreram e declarações de dirigentes políticos.

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

- O Carlos ainda não

- O Carlos ainda não voltou! - grito - Vão subindo que já vamos lá ter.

Olho para o relógio.

OOC: Quanto tempo falta? Conforme o que faltar eu decido o que faço.

Falta um

Falta um minuto...

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

Entreabro a porta e grito

Entreabro a porta e grito lá para dentro:

- Carlos, está tudo bem? Tens um minuto, depois vou barricar a porta e tens de seguir para o piso 3!

Fecho de novo a porta e digo para a Paula:

- Eles safam-se...

Tendo bloqueado a porta vou

Tendo bloqueado a porta vou ter com o maior aglomerado de pessoas que estiver neste piso.

"Ok, pessoal! Conseguiram reunir comida e àgua? Optimo." Olho em volta prestando atenção às caras novas. "Param quem não sabe o meu nome é Mário. Aqui neste piso estamos demasiado expostos a estas coisas por isso vamos recuar para o piso três, que não tem escadas rolantes e onde podemos bloquear as portas das escadas de emergência e os elevadores."

"Vamos com calma, e quando chegar a polícia estamos safos."

Com a ajuda da Sheila vou empurrando um dos carrinhos de tabuleiros com mantimentos para os elevadores, fazendo sinal aos outros para me seguirem.

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

Alguns mais lestos sobem

Alguns mais lestos sobem depressa. Outros decidem meter-se dentro dos restaurantes e limitam-se a baixar as grades.

O vosso grupo vai o mais carregado possível, e ainda tem de ajudar os 2 feridos, que mal se aguentam de pé...

A temperatura está a subir bastante.

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

No elevador fazemos várias

No elevador fazemos várias viagens. Para levar os feridos e os mantimentos. Entretanto aos que vão chegando ao piso três peço-lhes para abrirem janelas, para entrar ar fresco da rua, a ver se alivia o calor. «Será que o ar condicionado avariou?» Penso, durante uma das viagens de elevador.

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

Não sopra nem uma brisa.

Não sopra nem uma brisa. Mas ao menos, estão numa zona nova, portanto é um pouco mais fresco, dado que não estava ninguêm desde que o ar condicionado deixou de funcionar. No piso 3 para além dos escritórios, tem o vasto salão que é usado para festas e colóquios, com a vista para todos os 4 pontos cardiais.

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

Volto a entreabrir a

Volto a entreabrir a porta.

- CARLOS! SE AINDA ESTÁS AÍ, SOBE PARA O PISO 3. - grito eu pela porta que voltei a entreabir.

Barrico a porta, com a ajuda da Paula.

- Vamos para cima, eles vão lá ter.

Vamos até ao elevador e subimos.

Vocês ouvem as barulkhos

Vocês ouvem as barulkhos vindos das barricas que dão para baixo.

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

Conforme se começam a

Conforme se começam a ouvir barulhos vindos das barricadas, grito para o Alberto. "Despachem-se!!!"

A Carla já carregou no botão para o piso 3, mas eu bloqueio a porta à espera do Alberto e da Paula.

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

- CORRE! Desatamos a correr

- CORRE!

Desatamos a correr para o elevador.

Vocês vêm uma mão,

Vocês vêm uma mão, depois um corpo, mas ao entrarem no elevador, deixam de ver e lá vão mpara o 3 piso. Aí, observam que algumas pessoas estão a encostar as mesas às portas de emergência. Mas a maioria foi para a zona panorâmica...

 

"Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

Chegado ao piso três

Chegado ao piso três bloqueio a porta com cadeiras e outros objectos, de forma a que o elevador não desça.

"Alberto, vamos ver se o Carlos sobe?"

E dirijo-me para as escadas de emergência.

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

Sigo o Mário até às

Sigo o Mário até às escadas de emergência.

Ao descerem ao piso 2,

Ao descerem ao piso 2, encontram o Carlos, a Andreia e um desconhecido, vindos dos pisos de baixo. E ouvem a porta que dá para o shopping a estremecer.

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

run

Antes de mais, toca a correr lá para cima. Depois, passo a explicar:

"Chegámos a ir ao estacionamento. Era o caos! Tentei trancar a porta lá d'baixo mas acho qu'aquilo não aguenta por muito tempo...!" — depois, mais baixo: "Estavam todos a transformar-se... temos que estar muito atentos ao tipo que foi mordido na orelha. Há mais alguém que tenha sido mordido?" — ao que só depois: "Ah, é verdade. Este é o Francisco, estava preso nas escadas."

Ouço

OOC: Eu sou o desconhecido.   :)

Ouço atentamente e com um ar desnorteado, como de quem está caído de paraquedas na situação e, quando o Carlos (?) acaba de falar e me apresentar, digo com um ar ainda desnorteado "Olá, muito prazer... sou o Francisco."

Depois, à medida que subimos as escadas (OOC: estamos a subir até que piso, terceiro?), digo com um pouco mais de convicção "Mas esperem lá, o que se anda a passar afinal? Está tudo louco, parecem criaturas dum filme ou assim uma cena. Lá em cima como é que está?"

OOC: se calhar expliquei-me

OOC: se calhar expliquei-me mal... eu não ia descer... só ia ficar ao lado da porta à espera do "toque de capoeira" do Carlos

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

OOC: Ok, mas como vocês

OOC: Ok, então para corrigir, como vocês estavam todos a conversar, acabaram por ouvir as vozes uns dos outros e dada as circunstâncias, não havia grandes alternativas senão vocês reconhecerem-se dado que "os outros" não falam...

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

decepticons

Preocupado com o cenário, volto-me para o Mário:

"Tu trabalhas cá, não é? Sabes se há alguma varanda no terceiro piso onde dê para manter os que foram mordidos? Temos que lhes fazer ver que é para o bem de toda a gente..." — e, depois duma breve pausa: "O ideal até era tê-los em varandas separadas. Quantos foram feridos, afinal?"

Existe uma espécie de

Existe uma espécie de varanda no lado oeste, com vista para o mar.

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

Surpreso pela conversa

Com um ar ainda um pouco caído de paraquedas e bastante preocupado, lanço perguntas em catadupa:

"Mordidos? Mas vocês têm pessoas mordidas convosco? E há mais pessoas que não foram mordidas? Têm um esconderijo lá em cima nos escritórios? Mas é tipo as pessoas ficam doentes e depois começam a querer morder as outras??"

 

OOC: Relembrando: o meu PC é o Francisco  :)

Olho para o Carlos e para o

Olho para o Carlos e para o homem que o acompanha.

"Tenham calma. Não vamos começara a segregar ninguém."

Olho em volta... "A maior parte das pessoas está no auditório... vamos manter-nos vigilantes e aguardar que as autoridades cheguem..."

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

Faço que sim com a cabeça

Faço que sim com a cabeça enquanto ouço o que o Mário tem para dizer e olho para as caras de todos para perceber se alguém sabe o que fazemos a seguir, ou seja, agora neste momento.

O miúdo que tinha o Ipad e

O miúdo que tinha o Ipad e os outros chamam-vos depressa...

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

Situation awareness recap

OOC: Só para me inteirar da situação, queria confirmar:

Estamos no patamar das escadas de emergência do Piso 2 e estou eu (Francisco), o Carlos, a Andreia e o Alberto, todos vivos e aparentemente bem, e neste momento chama-nos um miúdo do patamar de escadas do piso superior / piso 3, correcto?

 

Olho para cima e sigo os outros para o piso de cima (sigo os outros, se eles forem, claro!).

 

rufo de caixa

Alarmado, sigo o miúdo, pensando para comigo mesmo: só espero não ter razão...

OOC, Sim, estão no piso

OOC, Sim, estão no piso 2.

https://www.youtube.com/watch?v=3jjLMm7C2EY

A zona é completamente diferente dos pisos de baixo. Em vez das cores clares, predominam aqui os tons de castanho e uma decoração mais clássica; aliás a própria música que passa é diferente, sem ser pop.

Quando olham à volta nas janelas, vem carros parados e pessoas nas ruas...  só que sabem que não são pessoas pelo andar arrastado. Observam-se alguns incêndios que ninguêm apaga aumentando o calor. E o sol continua a brilhar.

Ouvem uma voz de rádio, com toda a gente atenta:

"Repetimos: uma coluna militar está a passar pela A-28 sentido Porto norte. Todas as pessoas que consigam tentem seguir na cauda, dado que a coluna tem um buldozer e carros blindados que estão a limpar a estrada dos carros parados e as criaturas que estão aí." A coluna irá passar pelos seguintes pontos..."

Vocês olham para o relógio. Tem 20 minutos para se colocar lá (quiserem). A pé em situação normal seriam 5 minutos.

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

decisions

Ouço a notícia com apreensão e olho em redor para ver a reacção do resto do pessoal. Ao que me aproximo da janela com vista para a A28:

"Sei que temos aqui um bom esquema montado mas,... até quando nos vai chegar a comida que trouxemos lá de baixo? Até quando vamos conseguir manter-nos acordados? Até quando vamos ter luz e água?" — procuro o olhar da Andreia à espera de aprovação e logo continuo:

"Por mim, íamos. Mas íamos já! Não temos grande tempo pra pensar..." — mas depois de raciocinar um pouco: "O pior é qu'o parque de estacionamento estava num caos! E os outros pisos daqui a nada vão ficar cheios deles..." — virando-me para o Mário: "Não há nenhuma saída de serviço? Sei lá, pra cargas e descargas ou algo do género?"

A realidade é que não estava habituado a pensar por mim mas, à luz dos acontecimentos e sob o olhar atento da Andreia, sentia-me capaz de qualquer coisa.

Nisto, procuro o tal tipo co'a orelha mordida de entre a multidão — como é que parece ele estar a reagir...?

 

OOC: é pá, já agora, parabéns atrasados!   ;)

OOC: Obrigado!   " Robot

OOC: Obrigado!

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

- Concordo que não temos

- Concordo que não temos os recursos, mas aquilo lá fora está cheio deles. Temos de considerar se temos capacidade de defesa até lá.

ring ring...

Comento com o Carlos:

"Ainda deixei ficar umas 3 ou 4 armas no palco lá em baixo." — eram dois bastões (quarterstaff), uma lança e um sabre chinês. "Se bem qu'a última vez que vi a lança estava espetada no peito de um deles..."

Ao que depois saco do telemóvel para voltar a ligar ao Jóni. A ver se ele está muito longe do shopping (ou da A28); se quer/consegue juntar-se a nós; se sempre conseguiu falar com o sensei...(?)

Ponderações

OOC: Só para confirmar again, estamos no terceiro piso na sala polivalente, que está cheia de "gente normal" e eventualmente alguns indivíduos mordidos mas ainda com um comportamento "humano", certo? Para além de mim, Francisco, do Mário, Alberto, Carlos, Andreia, o miúdo que nos chamou e alguém que parece que estava mordido, quantas pessoas, assim por alto, estão connosco aqui na sala polivalente?

 

Com um ar razoavelmente calmo mas ligeiramente em pânico, digo "Os meus filhos... eles estão na escola... tenho que ir buscá-los...!"

Depois de uma pausa para me recompor: "Eu diria que saíssemos assim que possível. Antes de tudo se tornar mais complicado. Eu deixei o carro perto da entrada para o estacionamento, mas já na altura havia muitas... criaturas? Como é que raios a gente chega à coluna...??"

 

OOC: kabukiman, a que distância será a escola dos miúdos?  ;)   É noutra direcção? É aí a 10mins a pé ou mais para os 35mins de carro?

 

OOC: Hello?   " Robot

OOC: Hello?

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

Carlos, Francisco, Mário,

Carlos, Francisco, Mário, Alberto, Carlitos (o miúdo), Paula (a rapariga com o Alberto), Vanessa (miúda de traços exóticos), Sheila (funcionária da loja de roupa), Andreia (a rapariga com o Carlos), Carla (a mulher que o Mário e o Alberto salvaram), mais 11 pessoas (que incluem o casal com a rapariga que foi mordida e está neste momento a vomitar e o tipo que foi mordido que está febril).

A escola fica 20 minutos a pé, menos de carro.

Para sair tem as entradas normais (escadas rolantes) ou as escadas de emergência, podendo ir pelas portas do piso 0 ou -1 (em ambos casos tem criaturas lá a deambular).

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

Fiquei visivelmente abalado

Fiquei visivelmente abalado com as notícias. Todas as minhas acções de hoje foram no sentido de criar um ponto seguro no alto do edificio e aguardar pelas autoridades.

A noticia de que as autoridades estão a fugir foi um soco no estomago, que fez passar toda a adrenalina que me manteve activo até agora.

Olho para o Francisco aquando a sua alusão aos filhos e depois olho para todo o grupo reunido.

«Nem toda a gente conseguirá ser lesta o suficiente para chegar lá.» Penso para os meus botões. Tomo uma decisão.

"Pessoal quem é que está disposto a descer e tentar chegar à coluna. Levantem a mão." E olho em volta a ver quem se manifesta.

 

OOC: um pequeno promenor que pode passar despercebido à maioria dos PCs e NPCs... ou então talvez não... eu, Mário, não levanto a mão.

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

Mantenho a mão

Mantenho a mão baixada.

 

- Sem armas de fogo não passamos daqui da rua. Por mim, quem quiser arriscar está à vontade, eu fico com quem quiser ficar. Isto não há-de durar para sempre. - Digo, enquanto vou procurando as reacções dos outros.

De repente a Sheila a

De repente a Sheila a grita. Ela aponta para a varanda e vêem o homem ferido a atirar-se da varanda abaixo. Ouvem um som abafado ao fim de algum tempo.

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

change of mind

"Ei!?" — o homem devia estar mesmo nas últimas. Das duas uma, ou não queria transformar-se numa coisa daquelas ou não nos queria pôr em perigo. Prefiro pensar que foi por causa da última hipótese.

Chego-me à frente:

"Eu estava enganado... Temos que nos manter unidos o mais tempo possível. Devemos isso ao companheiro que se sacrificou por nós!" — olho em redor: "Por isso digo: ou vamos todos ou não vai ninguém!"

7 Pessoas querem arriscar e

7 Pessoas querem arriscar e ir embora (incluíndo o casal com a rapariga doente, pois o namardo quer levá-la a um hospital para ver se há uma cura).

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

OOC: A que distância?

OOC: Kabukiman, para que direcção e a que distância é a escola dos meus miúdos?  :)   É noutra direcção que não a da coluna militar?

 

Desculpa

OOC: Desculpa, estive a rever os posts e a tua resposta escapou-me ao primeiro look. Ok, já vi.

Mas e fica noutra direcção que não a da coluna militar? Não é em caminho, pois não? Isso é que dava um jeitão...   ;)

Caraças...

"Foda-se..." sento-me no chão e olho para baixo. Esfrego a testa enquanto penso e suspiro frustradamente "Caraças..."

Murmuro sem deixar que os sete que tencionam sair e arriscar me ouçam "Não temos hipótese... se arrisco ir com eles e depois ainda por cima separar-me para ir buscar os miúdos à escola tou lixado..... se não chegar lá por estar aqui todo cagufas ou estar morto, para eles tanto lhes vale uma coisa como outra...".

Resignadamente baixo outra vez a cabeça "Só espero que eles estejam bem, caraças....  foda-se."

OOC, O centro comercial foi

OOC, O centro comercial foi construído mesmo junto à auto-estrada, tendo uma via de acesso directa, a povoação fica ligeiramente mais a oeste. Mas como eu disse, ambos em situação normal são pertíssimos. Só que não estão em situação normal...

O grupo faz os seus preparativos. Pegam no que conseguiram arranjar como armas e deixam-vos a comida e estão junto à porta.

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

Sento-me no chão e fecho

Sento-me no chão e fecho os olhos. Em silẽncio invoco a protecção dos deuses para os que vão e para os que ficam.

Peço também um presságio quanto ao que devemos fazer para acabar com isto.

Quando acabo a oração deixo-me ficar sentado de olhos fechados por um momento.

Levanto-me

Levanto-me para ir à varanda, passando pela Sheila (se ela ainda lá tiver) e confortando-a vagamente, sem dizer nada.

Uma vez na varanda olho lá para baixo (tentando, tanto quanto possível, não me deixar ser visto) para perceber, por um lado, que tipo de perigos as pessoas que arriscarão sair vão enfrentar e que hipóteses têm de chegar seja onde fôr, por outro, tentar perceber se a quantidade de criaturas está a diminuir, se está a tender para outras paragens, se há outras pessoas normais algures no nosso campo de visão...   enfim, o que se passa na rua...

 

OOC: em parte já me deste respostas a isto, mas é o que o Francisco faz anyway.

Francisco: O tipo de

Francisco: O tipo de perigos, é o das criaturas. Não é que haja propriamente hordas à espera, elas estão espalhadas e são relativamente lentas (elas só andam, não correm), mas são mais numerosas. portanto, se tudo correr bem, uma pessoa até se pode safar. Se tudo corre mal, não se safa.

Vêm-se algumas pessoas em varandas.

Carlitos: Nem o sensei nem o Joni atendem (este tem o telemóvel ocupado).

 

Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

Ajudo a distribuir alguns

Ajudo a distribuir alguns dos mantimentos, mas mantenho a bastão...

 

OOC: como disse noutro post, com a noticia e o fim da adrenalina, o Mário encontra-se com a moral em baixo, derrotado... e relativamente apático... portanto não se admirem se eu não responder mais prontamente aos posts... é mesmo a apatia do Mário :)

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

A porta é aberta... e vêm

A porta é aberta... e vêm uma das criaturas. Ela leva imediatamente com uma série de cacetadas e quando caí, continuam a bater-lhe até ficar desfeito. O grupo despois desce. Vocês ouvem-nos por algum tempo, mas depois o som da música abafa o seu ruído.

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

Uns bons 15 minutos depois,

Uns bons 15 minutos depois, vocês ouvem ruído de um carro, e percebem que está um automóvel a saír do parque de estacionamento, com diversos zombies agarrados ao carro. O carro vai dando encontrões, mas lá vai seguindo em direcção à auto-estrada, com um rasto de dezenas de zombies atrás dele. Começam depois a ouvir um som pesado e na direcção da auto-estrada, conseguem ver uma coluna de tanques com um buldozzer à frente a arrastar carros e a esmagara os zombies que se metem à frente, seguida por numerosos carros. Todos os zombies da zona se direcionam para lá.

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

Vendo o grupo conseguir

Vendo o grupo conseguir chegar à coluna suspiro de alívio por estes. Dou uma volta à sala, verificando se a porta ficou bem fechada após o grupo sair.

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

regroup

Uma vez que vemos os zombies a afastar-se, sugiro que voltemos a alargar o perímetro até ao andar de baixo. Sempre temos mais mantimentos e, caso seja preciso, temos sempre para onde recuar...

"Parece-me uma má

"Parece-me uma má ideia..."

No andar de baixo tens demasiados pontos por onde eles podem avançar... 4 escadas rolantes mais as de emergencia."

Aponto para as escadas de emergencia. "Aqui só temos que nos preocupar com aquelas..."

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

Vocês vem mais alguns

Vocês vem mais alguns carros a virem do interior a dirigir-se para a auto-estrada (que continua o seu comboio, dá para perceber que são vários kilometros de fila). às tantas surge um camião que se limita a passar por cima de carros parados e zombies, esmagando tudo à sua passagem. Imediatamente vêm-se carros que estão colados a ele. Com toda essa algazarra, toda esta área fica infestada de zombies a caminho da auto-estrada.

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

- Estão a ir atrás deles.

- Estão a ir atrás deles. Por enquanto estamos seguros, mas temos de organizar os turnos de vigia para a noite e delinear um plano de sobrevivẽncia.

 

Digo isto calmamente, mas num tom que sugere que temos de começar imediatamente.

Vocês organizam-se. A

Vocês organizam-se. A coluna de veículo na auto-estrada finalmente termina a sua passagem. Vocês vêm as hordas de zombies encostados junto à auto-estrada; eles acabam por conseguir derrubar a vedação, e seguem na direcção para norte. Finalmente, as ruas ficam desertas. Por algum tempo. Vê-se no final do dia, algumas pessoas a saír de prédios timidamente; levam barras de ferro ou madeira nas mãos. Um ou outro zombie que aparece é despachado prontamente. Indivíduos. Mas também algumasa famílias.

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

A visão da debandada dos

A visão da debandada dos zombies alegra-me um pouco. "Não sei o que se vai passar agora... não sei quando ou se estas coisas vão voltar..."

Lanço o olhar aos que restam na sala. "...mas alguns de vocês, como aqui o Francisco, devem ter família lá fora."

Volto a olhar pela varanda. "Este local é defensável, temos mantimentos. Mas se calhar podemos ir ver dos nossos familiares. Não aconselho a sairmos em grande grupo, mas sim 2 ou 3, talvez num carro."

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

Fico logo animado

Fico logo animado pelo que vemos da varanda e pelo que o Mário diz "Sim, sim, eu tenho um carro... eu, epá, eu vou procurar os meus filhos. Quer dizer, espero ainda ter carro! Mas vou de qualquer maneira!" Espreito para a rua a ver se consigo avistar o meu carro (e o seu estado) daqui.

"Já viram isto? Os outros conseguiram chegar à coluna, pá! Nunca imaginei...!!"

Depois viro-me para o grupo e continuo "De qualquer maneira, não tenciono demorar. Acho que aqui é um bom lugar e acho que antes de ser noite mesmo a sério devemos realmente reforçar o perímetro de segurança, qualquer que ele seja. E perceber, talvez pelas televisões lá em baixo, como está o resto do..." hesito "país."

Começo-me a preparar para sair. Se houver "armas" disponíveis, pego numa.

better sorry than half-dead

Ao vê-los chegar à coluna, dá-me um rasgo de coragem e espeto com um beijo à Andreia!

 

OOC: hehehe - tinha de ser, pá...

Epílogo O último zombie

Epílogo

O último zombie do hipermercado estava morto.O grupo começou a encher rapidamente as mochilas de enlatados. Quando saíram e se afastaram, ouviram um som e esconderam-se rapidamente.Viram então outro grupo de humanos a chegar. Seriam dos seus aliados de Cruz de Pau? Ao fim de algum tempo aperceberam-se que era dos seus inimigos de Miramar. O chefe do grupo hesitou se devia atacar, mas depois refletiu melhor. Não, a prioridade era levar os alimentos para Labruges e avisar a capital Vila do Conde de que os seus inimigos estavam já a fazer raids em Matosinhos.

Ele chamou os seus homens que esperavam um sinal seu e indicou-lhes que iam embora. Só deixou 4 homens como sentinelas. Mário, Alberto, Francisco e Carlos.

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

OOC: As vossas personagens

OOC: As vossas personagens não o sabem, mas para dar um toque de sadismo: nenhum dos 7 que saiu da vossa companhia sobreviveu. As pessoas que foram no carro, foram pessoas que eles encontraram pelo caminho e engrossarm o grupo. Às vezes, a ignorância é uma benção...

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

OOC: Acabou?

OOC: Acabou?

OOC: Sim, acabou. " Robot

OOC: Sim, acabou.

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"

 

 

" Robot durante o dia, vegetal durante a noite"