Conan: The Road Of Kings

Retrato de MGBM

Quando Robert E. Howard escreveu suas estórias sobre um bárbaro Cimério chamado Conan, ele nunca podia imaginar que toneladas e toneladas de pastiche fossem feitas sobre o seu personagem mais famoso. Infelizmente Howard morreu antes de conhecer a fama que Conan acabaria por atingir alguns anos mais tarde.

Pastiche é basicamente estórias sobre algo que foram feitas por outros autores sem ser o autor original. Conan originou muito, mas mesmo muito pastiche, e isto tem bastantes implicações para o mundo Hyboriano. Howard, embora tenha escrito muitas estórias, não deixou detalhes suficientes para encher a Era Hyboriana com descrições de todos os lugares e nações. Logo, uma pessoa vê-se obrigada a usar da imaginação ou então a recorrer aos pastiches se quer preencher o vazio deixado por Howard.

O livro base do Conan RPG é excelente por várias razões, uma das principais sendo que adere estrictamente à visão de Howard e não inclui nada de pastiche. No entanto, embora o RPG seja muito fiél ao ambiente que Howard escreveu nos seus contos, quando se trata de descrever as várias nações da Era Hyboriana, nota-se um ligeiro vazio nas descrições.

O The Road Of Kings é a solução para esse vazio. Segundo sourcebook a sair para o Conan RPG, este sourcebook não é mais que um gazeteer, um livro a descrever as várias nações. E é um feito na história dos RPGs.

O grande medo deste sourcebook era que fosse muito dependente de pastiches, e embora tenha muitas coisas tiradas de pastiche, pois tinha mesmo que ter, é bastante fiel à visão de Howard.

O autor, Vincent Darlage, é um erudito de tudo Hyboriano, incluindo as toneladas de pastiche. Para alguém filtrar todas as obras sobre Conan e pôr o resultado desse trabalho num livro é obra, mas Vincent consegue fazer mesmo isso.

Nunca antes um livro tinha explorado as nações da Era Hyboriana em tanto detalhe. Isto é algo incrivel e um feito enorme no mundo dos RPGs. O detalhe de todas as nações é simplesmente incrivel e o suficiente para qualquer GM querer fazer aventuras em qualquer das nações, de Khitai a Zingara. O mundo Hyboriano, finalmente, tem um livro a descrevê-lo com detalhe e clareza. O mundo do personagem de fantasia mais famoso de todos os tempos finalmente tem o tratamento adequado para um RPG.

Como tinha dito, este livro apesar de usar muitas fontes de pastiche, permanece muito fiel a Howard, e isso é bom pois o Conan RPG só tem mesmo realmente graça quando jogado no ambiente original das estórias de Howard. No entanto, o que está usado de pastiche neste livro faz sentido e são boas adições.

O livro basicamente descreve todas as nações da Era Hyboriana. Desde a poderosa Aquilonia até à depravada Zamora passando pelos pastos de Shem e indo às selvas dos Black Kingdoms, está tudo aqui. Cada capítulo está dividido numa introdução à nação, depois em importantes sitios geográficos, depois em cidades importantes quando as há, depois fala brevemente sobre a religião nessa nação e depois fala da história passada da nação. Às vezes também descreve NPCs importantes, como Akivasha, a rainha eterna, e criaturas nativas a esse país.

A qualidade da escrita é muito boa, suscinta e clara. Uma pessoa fica com boa ideia do que o autor está a tentar transmitir e ficamos com ideias devido à boa descrição de cada país. Cada país recebe uma boa porção de páginas, mesmo as nações barbaras.

Pessoalmente, acho que este sourcebook é o mais importante da linha do Conan RPG. É obrigatório ter este sourcebook se se vai jogar na Era Hyboriana para ficarmos com uma boa ideia de como o mundo é, e se se for um GM então é imprescídivel mesmo ter este sourcebook.

A melhor parte deste sourcebook é que, para além dos stats de npcs e criaturas e uma pequena lista de feats no fim do livro, este livro é independente de qualquer sistema de regras. Se se quer jogar Conan noutro sistema sem ser d20, então este livro é perfeito, pois é só pura descrição do setting.

Acho este sourcebook vital para o RPG ou mesmo só como fâ de Howard. Acho que é o melhor sourcebook do Conan RPG e umd os melhores sourcebooks para RPGs que alguma vez li. É realmente excelente.

Pequeno promenor, se pensarem em comprar este sourcebook facam-no agora, pois a Mongoose já o esgotou nos seus armazéns e eles não pensam fazer um reprint, algo que acho bastante mau.

18 de 20.