Conan: Scrolls of Skelos

Retrato de MGBM

Eis o primeiro sourcebook que saiu para o Conan RPG. O tema é um só, magia. O Livro de Skelos é considerado o livro de magia mais poderoso que alguma vez existiu. Infelizmente o livro perdeu-se para o tempo, mas de vez em quando aparecem páginas do livro, que são tão cobiçadas que religiões inteiras focam seus recursos para conseguir as páginas.

A magia em Conan é algo negro e brutal e raro. Um feiticeiro em Conan muitas vezes está insano e nas estórias de Howard, todos os feiticeiros eram antagonistas. No RPG podemos ser um feiticeiro mas isso requer um grande preço a pagar, desde a Regra de Obsessão até ao facto do feiticeiro poder acidentalmente criar um cataclismo quando o seu spell falhar.

Apesar disso, a magia no livro base de Conan pode ser mais detalhadamente expandida, e é para isso que este sourcebook existe.

Com 96 páginas e uma capa brilhante do Quilliams, este livro é softback e a cores. Tem os typos e erros de editing que a Mongoose já nos habituou, mas nada tão grave como a first printing do Conan RPG que manchou a reputação da Mongoose.

O livro começa com uma lista de novos feitiços. Os feitiços em Conan diferem muito de feitiços de D&D. Para começar, o feiticeiro tem Power Points para gastar, e cada feitiço equivale a um certo número de Power Points. Depois, os feitiços em Conan são bastante subtis. Nada de fireballs e magic missiles. Em vez disso temos warding e ill-fortune e coisas assim. Os feitiços também são muito mais poderosos, como a black plague que espalha a peste negra e pode dizimar uma nação inteira, mas o feitiço continua estranhamente subtil.

Nesta secção de salientar o novo estilo de feitiçaria Immortality. Neste estilo aprendemos a nunca envelhecer e até mesmo tornarmo-nos em vampiros como Akivasha fez.

Depois temos feats. Nada de mais, coisas como Tortured Sacrifice e feats deste género. O feiticeiro pode matar e torturar para aumentar seus Power Points e estes feats tiram vantagem disso mesmo. São feats que encaixam bem no tema e, tão importante também, são úteis para um PC Scholar.

Depois temos o esperado capítulo sobre feitiçaria permanente. Em Conan feitiçaria permanente não se fica só em criar objectos mágicos mas também em criar vida. Em Conan criar feitiçaria permanente tem um grande preço em termos de mecânica. Objectos mágicos custam literalmente o tesouro de um reino e, mais ainda, custam bastante xp ao feiticeiro, às vezes chegando até aos 100000 xp gastos. As regras estão bem feitas, são lógicas e encaixam bem na Era Hyboriana. Dão aos feiticeiros grande poder para fazerem coisas realmente monstruosas como aberrações. Também têm regras para criar armas de prata. Como Conan diz no The Black Stranger, prata e fogo são as armas para matar demónios.

Objectos mágicos vêm a seguir. Em Conan, os objectos mágicos são extremamente raros, são impossiveis de detectar a não ser que já se saiba de antemão que o objecto é sem dúvida mágico e normalmente serve uma única função distinta, como sendo uma bane weapon de um demónio com nome. Os objectos mágicos raramente são poderosos, com excepção para o Ring Of Set, mas mesmo assim são algo que qualquer PC em Conan deseja ter devido ao poder social que ter um objecto mágico acarreta.

O bestiário vem a seguir. Basicamente em Conan o inimigo mais comum não são monstros mas sim humanos. Tendo isso em conta, este bestiário foca muitos seres monstruosos, como demónios e dragões e a planta de lotus negra. É um bom bestiário para quem quiser usar um monstro em Conan, dando boas ideias.

Depois vem um capitulo sobre religião e prestige classes, um dos raros sourcebooks de Conan que usa prestige classes. Em Conan é comum usar multiclassing com efeitos especificos do que prestige classes.

Depois vem um capitulo de NPCs, que inclui Atali, Thoth-Amon e gigantes de gelo. É um bom capitulo sobre antagonistas que são demasiado poderosos para meros PCs de nivel 15 ou menos.

O livro é muito bom, uma boa adição à linha de Conan. O único mal deste livro é que é quase só crunch e quase nada de fluff. É agradável de ler, no entanto, e dá muitas ideias para PCs e NPCs Scholars. Os feitiços incluidos no livro também são muito bons e uma óptima adição aos feitiços já existentes.

Não é o melhor sourcebook da linha, esse estatuto estando reservado por enquanto ao Road Of Kings, mas é dos melhores, se se quiser ter um Scholar. Para quem não lhe interessa feitiçaria em Conan, podem passar bem sem este sourcebook.

Recomendado.

15 de 20.