Carcassonne - Hunters & Gatherers

Retrato de MGBM

 Poucos são os boardgame que tiveram o impacto fora da comunidade de boardgamers como o impacto que o Carcassonne teve. São poucos mesmos.

No entanto, é sempre engraçado ver como os boardgames mais famosos são enchidos de expansões até mais não, e no caso do Carcassonne é mesmo até mais não. O que é raro é ver uma variante independente do jogo principal. É isso que o Carcassonne:Hunters&Gatherers é, uma variante que por acaso joga-se melhor que o jogo base.

Em Carcassonne:H&G nós controlamos uma terra pré-histórica e em vez de construímos cidades e estradas, contruimos florestas e rios. Quase todas as regras do Carcassonne se aplicam aqui, mas existem uma ou duas adições importantes. Por exemplo, as florestas, que são o equivalente das cidades, não são pontuadas no fim se tiverem incompletas. Os farmers agora são hunters, e eles caçam veados e mamutes, o que implica que um farmer quer um campo cheio desses animais. Mas existem tigres, que matam veados. Logo temos um aspecto de lixanço que o jogo base não tinha. E existe também tiles de bónus, que são dados aos jogadores que completem uma floresta que tenha uma pepita de ouro, quer tenham um meeple na floresta ou não. Estas cartas de bónus são boas pois além de permitirem uma jogada extra, trazem poderes que são especiais, desde a monopolização de um campo até afastar todos os tigres.

Passemos à análise. A apresentação do jogo é igual à do Carcassonne. Caixa do mesmo tamanho, meeples, cabanas de madeira, tiles de boa qualidade. Enfim, mediano, sem nada a assinalar. Uma apresentação que faz o que é devido e pouco mais. As regras têm a mesma estrutura que as regras do Carcassonne, logo são fáceis de ler e entender, e o jogo explica-se em cinco minutos. Infelizmente a arte dos tiles é mediocre, o que é pena pois se fosse pelo menos da qualidade do Carcassonne este jogo seria mais apelativo visualmente.

Falemos do factor sorte, que é extremamente importante neste jogo. Tal como no Carcassonne, neste jogo os jogadores sacam um tile de maneira randómica e depois terão que o encaixar nos tiles já jogados. Tal como no Carcassonne o factor sorte neste jogo é enorme, mas isso não é algo mau. De facto, é esse mesmo factor sorte que dá interesse ao jogo. Se não houvesse esta forma randómica de sacar tiles o jogo tornar-se-ia tão previsivel ao ponto de se tornar aborrecido de jogar ou até se tornar completamente injogável. O factor sorte neste jogo não permite isso, de facto permite que uma pessoa esteja sempre a pensar o que fazer com o tile que sacou, onde o colocar, qual a melhor posição que me beneficie e prejudique os outros. Resumindo, este é um boardgame com alto factor sorte, mas que é esse mesmo factor que é o coração do jogo e que o faz tornar divertido

Este boardgame tem como tema a construção de uma terra pré-histórica, e como tal até funciona bem. Acho que não funciona tão bem como no Carcassonne, de facto eu diria que um jogador não fica tão envolvido como no Carcassonne, mas continua a funcionar bem. O tema neste jogo está bom e está bem colado mas claro, isto é um eurogame e não um amerigame portanto não esperem um tema a transbordar da caixa. Funciona, e é tudo o que se pede. Claro, uma pessoa podia olhar para este jogo como algo puramente abstracto, mas felizmente o tema impede que isso aconteça.

Em termos de estratégia e táctica, este jogo é quase como o Carcassonne excepto num promenor. Tem uma maior dose de estratégia graças às tiles de bónus. Agora podemos completar florestas para ganhar tiles de bónus, e isso essencialmente permite ao jogador fazer planos de longo-prazo de maneira a ganhar tais tiles. Em termos tácticos, isto é um jogo quase puramente táctico, mas felizmente temos uma maior dose de estratégia, o que faz um jogador apreciar um pouco mais este jogo do que o Carcassonne base, o que é bom. Este boardgame torna-se, assim, mais memorável que o Carcassonne. Em termos de estratégia e táctica este jogo é ligeiramente mais profundo que o Carcassonne e logo joga-se melhor e promove um maior divertimento.

A interação entre jogadores é activa e indirecta. Activa pois um jogador pode estragar ou melhorar os planos de outro jogador, todos os tiles que um jogador ponham em jogo têm um elevado grau de probabilidade de afectar os planos dos outros jogadores. É indirecta visto não haver trocas de qualquer coisa entre jogadores, os jogadores não interagem entre si directamente mas sim através do tabuleiro. Este jogo é bem propicio a jogadores lixarem-se uns aos outros, o que torna este jogo um pouco porco se se jogar dessa maneira.

O peso do jogo é um Light Middleweight. É certamente mais pesado que o Carcassonne, mas mesmo assim continua a ser um jogo bem leve que o eurogame habitual. É bom para quem quiser algo mais complexo que o Carcassonne e um bocadinho mais pesado. Mas, quando tudo é dito, este boardgame continua a pertencer à familia Carcassonne, e como tal, não esperem algo pesado nem esperem algo extremamente leve. Este jogo está mais próximo de ser um Filler do que ser um Gamer's Game. Pode ser verdade que o jogo tem mais aspectos de Gamer's Game do que o Carcassonne, mas este jogo é literalmente quase um Filler. Só não é um Filler porque é demasiado complexo para o ser, mas está lá bem próximo. Portanto, se querem um boardgame que dê para jogar entre os jogos principais, este é uma boa opção. Mas não esperem um jogo destes acabar em 15 minutos. O tempo médio de cada jogo é de 45 minutos, portanto demora muito mais tempo que um Filler tipico. Tenham isso em conta antes de comprarem este boardgame.

A longevidade do jogo é elevada. Como o tabuleiro é totalmente modular, todos os jogos serão diferentes uns dos outros, e isso ajuda em muito a longevidade deste jogo. Embora isso este jogo tem uma tendência, tal como o Carcassonne, de rapidamente aborrecer e cansar os jogadores. Portanto eu recomendo que não joguem este boardgame em grandes doses ou poderão ficar fartos do jogo num instante. Mas se jogarem de vez em quando, não muito frequentemente, então acredito que este boardgame permaneça aliciante e será jogado com prazer. O dinâmismo deste jogo é óbvio. Devido à sua vertente altamente táctica e ao seu tabuleiro modular, este boardgame tem um dinâmismo excelente, provocando sempre aos jogadores estratégias que estão em constante mutação.

Quanto ao aspecto de introduzir o jogo a novatos, este é um boardgame ideal para isso, embora não tão ideal como o Carcassonne base. Mesmo assim este é um boardgame que pode cativar e converter non-gamers em gamers facilmente, e como tal recomendo usarem este boardgame quando quiserem introduzir boardgaming a novatos.

O problema de Analysis Paralysis está presente neste jogo em quantidades minimas. É claro que quando se saca um tile vai-se ficar um tempo a pensar onde o colocar, mas normalmente esse tempo é curto e os jogadores decidem-se rápidamente onde colocar os tiles. Como tal eu digo que o problema de Analysys Paralysis não é um factor a ter em conta neste boardgame, o que aumenta o charme do jogo.

O aspecto visual do jogo é bastante bom, pois no fim do jogo podemos ver sempre uma nova terra com florestas e lagos e rios. É bem apelativo e capaz de chamar as atenções de qualquer pessoa esteja onde estiver. Embora a arte dos tiles seja mediocre, um tabuleiro completo continua a impressionar qualquer jogador.

As mecânicas do jogo é simplesmente uma, tile-laying, e isso este jogo implementa essa mecânica de maneira sublime. Os jogos desta familia são, afinal, conhecidos por isso mesmo. Não tem mecânicas originais, e no caso da pontuação é ainda mais simples que no Carcassonne, mas o que este boardgame faz, faz bem. Portanto eu diria que é um boardgame que não traz anda original mas que é excelente naquilo que faz.

E prontos, é isto. Pessoalmente eu considero este jogo superior ao Carcassonne base sem expansões. Se tiverem que escolher entre um ou outro, escolham este. No entanto o Carcassonne com expansões é claramente melhor que este jogo, o que é pena pois só saiu uma única mini-expansão para este jogo. Este boardgame é neglenciado, e isso é mau pois este jogo com expansões seria superior ao Carcassonne com expansões. Eu gosto deste jogo mas não é um jogo para ser sempre jogado de seguida, pois senão eu fartava-me rapidamente deste boardgame. Mas se jogado ocasionalmente o grupo de jogadores terá bastante divertimento a jogá-lo. Não o considero uma compra obrigatória, mas se tiverem dinheiro de sobra e não souberem o que querem comprar e gostem do Carcassonne, considerem este boardgame como uma boa opção de compra. Fora isso, considero este boardgame meramente bom e interessante, mas nada mais que isso. Fixe em doses pequenas.

14 de 20.

http://www.boardgamegeek.com/game/4390