Bye-bye Black Sheep

Retrato de Abruk

BBBS3

Sinopse:

Em Bye-bye Black Sheep o objetivo é conseguir agrupar animais da mesma espécie em grupos de 3 e assim formar um zoo. Mas atenção que a ovelha negra está sempre à espreita…
 

Como se joga:

⇒ Setup

Coloca-se a carta do lago no centro da mesa. Retiram-se de jogo as seguintes cartas em função do número de jogadores:

  • 2 jogadores jogam as cartas de 1 a 12 e 2 ovelhas negras, 1 águia, 1 toupeira e 1 pega;
  • 3 jogadores jogam as cartas de 1 a 12 e 3 ovelhas negras, 2 águia, 1 toupeira e 1 pega;
  • 4 jogadores jogam as cartas de 1 a 14 e 4 ovelhas negras, 2 águia, 2 toupeira e 1 pega;
  • 5 jogadores jogam as cartas de 1 a 16 e 5 ovelhas negras, 3 águia, 2 toupeira e 1 pega;

Baralham-se as cartas com números e distribuem-se 5 a cada jogador (6 cartas numa partida a 2 jogadores). Forma-se um baralho de bisca com as cartas restantes.

Das cartas especiais:

  • dá-se 1 ovelha negra a cada jogador
  • a carta de pega coloca-se de face visível ao lado do baralho (centro da mesa)
  • baralham-se as restantes cartas de animais especiais e distribuem-se 1 a cada jogador.

Cada jogador mantém as suas cartas de mão ocultas dos outros jogadores durante todos o jogo.

BBBS

⇒ Desenvolvimento

Os jogadores jogam por turno e no sentido dos ponteiros do relógio.

Define-se um jogador inicial e esse jogador irá tirar uma carta de cada vez, sem ver qual é, a um adversário. Após tirar uma carta, se for de animal coloca-a junto à carta de lago e, poderá repetir o processo tantas vezes quantas desejar arriscar. O seu turno termina de duas formas:

  1. Involuntariamente –  quando a carta que se tira ao adversário é uma ovelha negra. Neste caso, a carta é devolvida ao jogador a quem se tirou e recolhe para a mão todas as cartas que conseguiu acumular junto da carta do lago. O turno para o jogador seguinte sem que faça mais nada.
  2. Voluntariamente – quando o jogador diz STOP, depois de tirar uma carta de animal a um adversário e a ter colocado junto da carta de lago. Em seguida, o jogador recolhe para a mão todas as cartas que conseguiu acumular junto da carta do lago, depois poderá colocar à sua frente algumas delas da sua mão (mesmo não sendo das que recolheu):

    • O número de cartas que pode colocar à sua frente é sempre igual ao número de cartas que recolheu menos dois. Por exemplo: se recolheu 5 pode colocar 3 à sua frente de face visível, porque 5 – 2 = 3.

28467878_10156278571485555_5999912915745841414_n

→ Nova ronda

Antes de começar uma nova ronda, todos os jogadores verificam o número de cartas na sua mão e repõem cartas (se for caso disso) com cartas do monte de bisca. Todos têm de ter 7 cartas na mão (a 2 jogadores são 8 cartas).

Se o monte de bisca esgotar, baralham-se as cartas de descarte e forma-se um novo monte.

→ Cartas especiais

No jogo há cartas especiais que têm os seguintes efeitos quando são tiradas:

  • A águia: quando se tira uma águia, o jogador pode pedir um animal específico (pode dizer o seu número) a um qualquer adversário. Se esse adversário tiver esse animal tem de lho dar imediatamente, caso contrário, revela a mão para confirmar que não tem o animal pedido. O jogador ativo perde a vez, mas recolhe as cartas que estão no lago e pode colocar cartas no seu zoo (como ditam as regras).
    Alternativamente, para não correr o risco de perder a vez, o jogador pode optar por não usar o poder da águia quando ela lhe sai, no entanto, coloca-a na mesma junto ao lago e no fim do seu turno recolhe-a para a mão.
  • A toupeira: quando se tira uma toupeira, o jogador pode pedir para ver todas as cartas de um adversário. Em seguida, pode tirar uma das cartas desse adversário (não pode ser uma carta especial) e colocá-la junto do lago. Em seguida, o referido adversário baralha as suas cartas.
  • A pega: a carta de pega está ao lado do monte de bisca, e só entra em jogo quando pela primeira vez no jogo:

    •  um jogador coloca o terceiro animal diferente no seu zoo; ou
    • um jogador coloca um animal no seu zoo que já existe no zoo de um adversário.

O jogador que desencadeia a entrada da pega em jogo, coloca-a junto do lago para a recolher no final do seu turno.
A partir dessa altura, se alguém tira uma pega, deve colocá-la junto do lago e pode roubar uma carta do zoo de um adversário, colocando-a junto do lago.

→ Regras avançadas

Ao jogar com as regras avançadas são adicionados 3 novos animais ao jogo (ovelha branca, a mãe ovelha e o lobo).

As regras mantêm iguais às do jogo base com as seguintes alterações:

  • Durante o setup, cada jogador escolhe uma das 8 cartas especiais ( 3 águias, 2 toupeiras, 1 ovelha branca, 1 mãe ovelha e 1 lobo). Essas cartas são baralhadas e distribui-se uma a cada jogador de forma aleatória. As cartas que não se usarem colocam-se na caixa de jogo.

pic3667555

As 3 novas cartas especiais têm as seguintes funções:

  • A ovelha branca: quando se tira uma ovelha branca, coloca-se junto ao lago e esse jogador pode colocar uma das suas cartas da mão no seu do zoo (essa ação pode desencadear a entrada da carta pega no jogo ou dar a vitória de imediato).
  • A mãe ovelha: Quando se tira uma carta de mãe ovelha a um adversário pode-se biscar uma carta do baralho imediatamente, e colocar as duas junto ao lago.
  • O lobo: Se tirarmos a carta lobo a um adversário, ele fica com todas as cartas que estiverem no lago. Essas cartas são depois colocadas à sua frente com a face oculta, ele vai recolhê-las para a sua mão apenas no fim do seu turno, como jogador ativo.
    No turno em que sair a carta lobo, o jogador ativo coloca-a junto ao lago como uma carta normal e recolhe-a para a mão no fim do seu turno.

pic3667562

⇒ Fim do jogo 

O jogo termina quando um dos jogadores consegue baixar um conjunto de triplas (3 cartas com o mesmo número/animal) à sua frente:

  • 5 triplas a 2 jogadores;
  • 4 triplas a 3 jogadores;
  • 3 triplas a 4 ou 5 jogadores;

Avaliação:

O jogo Bye-bye Black Sheep é um pequeno jogo cartas, muito agradável, com um formato de caixa pequeno e muito adequado e um preço acessível, embora difícil de encontrar por esta altura.

Trata-se obviamente de um pequeno jogo de entrada ou filler, e talvez por isso, não tenha tido ainda grande visibilidade no panorama dos jogos de tabuleiro, engolido pelas mil e uma opções que o mercado oferece.

No entanto, quero dizer que este agradável jogo foi uma surpresa para mim, porque para além das ilustrações absolutamente extraordinárias, que nos arrebatam de imediato ao jogá-lo, é também um jogo fluído e muito interessante para se jogar entre amigos, quer sejam graúdos como miúdos. Não obstante o facto de ser um pequeno filler, é uma boa opção pois é muito dinâmico. Faz lembrar de alguma maneira o jogo do peixinho, mas inova o conceito já conhecido, no sentido em que nos introduz as variáveis das cartas de ação especial, que trazem frescura e uma dose de “maturidade” comparativamente ao tradicional jogo do peixinho.

A jogabilidade é ótima e facilmente se traz para a mesa este pequeno jogo, ou se leva para um piquenique num fim de semana em família. Geralmente o que acontece é que nunca se consegue jogar apenas uma partida, pois o jogo pede sempre a desforra.

Resta-me dizer que, embora possa não ser muito fácil de encontrar, este Bye-bye Black Sheep merece uma oportunidade e não fará ninguém arrepender-se da sua compra.