Sunflower Valley

Retrato de Abruk

Sinopse:

O objetivo dos jogadores é povoar o vale e criar uma boa rede ferroviária que sirva a economia da região usando os dados e uma caneta para esse efeito.

Como se joga:

⇒ Setup

Cada jogador recebe um marcador e um tabuleiro individual com uma letra (A, B, C, D, E, F, G ou H). Todos os jogadores ficam com um tabuleiro com a mesma letra.

No centro da mesa coloca-se o tabuleiro comum e os dados.

Cada jogador desenha a uma casa num hexágono do seu tabuleiro individual. O jogador vai descobrir qual o hexágono onde desenhar a sua casa, descobrindo qual o desenho da sua cidade (na lateral direita do seu tabuleiro) e em seguida, verificando em que hexágono está esse desenho, numa das faces do tabuleiro comum. Cada jogador verificará que a sua ilustração está em diferentes hexágonos.

Depois de desenhada a casa, os jogadores marcam dois vistos na tabela de população nas duas casas do topo do seu tabuleiro individual (do lado esquerdo). É a sua população inicial.

O jogador mais jovem recebe o marcador de jogador inicial (locomotiva amarela).

⇒ Desenvolvimento

O jogo dura várias rondas. Cada ronda é jogada por ordem de turno e no sentido dos ponteiros do relógio. Numa ronda executam-se as seguintes fases por esta exata ordem:

  • Fase A – Lançar os 6 dados;
  • Fase B – Escolher dados e desenhar;
  • Fase C – Fim da ronda.

Na fase A, o jogador inicial (locomotiva amarela) lança os 6 dados e reserva-os para estarem disponíveis a todos os jogadores na fase B que se vai seguir.

Na fase B, começando pelo jogador inicial (locomotiva amarela), cada jogador terá a vez para escolher um dos dados da reserva e reclamar uma das 5 cores/símbolos disponíveis no tabuleiro principal de jogo (laranja/triângulo; amarelo/quadrado; verde/estrela; rosa/círculo; azul/cruz) que correspondem a uma das 5 regiões do seu tabuleiro individual.

Em seguida, escolhe um hexágono livre da respetiva cor e desenha o elemento do dado escolhido (caminho-de-ferro, girassol, casa, ovelha) no seu tabuleiro individual.

Caminho-de-ferro

Uma linha reta liga dois lados opostos do hexágono.

Uma linha curva, liga dois lados do hexágonos com um lado a separá-los.

Image SergiNS

Girassol

Há dois tipos de girassóis, os que têm o desenho de uma pessoa e têm uma boa sorridente aberta e os que não têm o desenho de uma pessoa e têm uma boa sorridente fechada.

Ambos se desenham dentro de um hexágono, mas apenas os que tem o desenho de uma pessoa permitem que se marque um visto na tabela da população (lado esquerdo do tabuleiro).

Image Xeroize

Casa

Desenhar uma casa permite aumentar a população em dois (marcar 2 vistos na tabela de população).

Image Quokkova

Ovelha

Nada de especial, apenas desenhar uma ovelha no hexágono defino pela cor escolhida no tabuleiro principal.

Nesta fase B, o jogador tem de escolher sempre um dado e desenhar o seu símbolo, mesmo que não seja um que ele precise.

Se nenhuma das cores disponíveis no tabuleiro principal estiver disponível no tabuleiro individual do jogador, ele tem de escolher um dado e reclamar a cor ou cores que estiver disponível no tabuleiro principal. Em vez de desenhar esse símbolo, o jogador tem de desenhar um girassol numa qualquer casa de uma qualquer cor disponível no seu tabuleiro individual.

Image Quokkova

fase C, determina o fim da ronda e supõe que todas as cores do tabuleiro principal foram ocupadas por dados escolhidos pelos jogadores.

O jogador inicial passa os 6 dados ao jogador à sua esquerda e entrega-lhe também o marcador de jogador inicial (locomotiva amarela). Ele passa a ser agora o jogador inicial da nova ronda, iniciando-a pela fase A.

Em cada ronda os jogadores não terão o mesmo número de turnos, mas no final do jogo todos terão tido o mesmo número de turnos.

⇒ Fim do jogo 

O jogo termina quando todos os jogadores tiverem desenhado em todos os hexágonos do seu tabuleiro individual. Em seguida, todos contam os seus pontos e ganha quem tiver mais!

A pontuação

A. Casas com ovelha – 3 pontos por cada casa emparelhada com 1 ovelha. Há duas formas de emparelhar uma casa com uma ovelha:

  • Adjacente – quando uma ovelha está num dos hexágonos adjacentes a uma casa;
  • Conectada – quando uma ovelha está adjacente a uma casa que está ligada a outra casa por caminho-de-ferro.
  • Rebanho – um rebanho é um conjunto de 2 ou mais ovelhas em hexágonos adjacentes uns aos outros. Qualquer ovelha num rebanho é considerada adjacente a uma casa se pelo menos uma das ovelhas desse rebanho estiver adjacente a essa casa.
  • Povoação – uma povoação é um conjunto de 2 ou mais casas em hexágonos adjacentes uns aos outros. Uma ovelha adjacente a uma povoação, pode emparelhar com qualquer casa dessa povoação.

Image henk.rolleman

B. Casas sem ovelha – subtraem-se 5 pontos por cada casa que não esteja emparelhada com uma ovelha.

C. Maioria por girassóis – comparam-se as 5 áreas de cada um dos jogadores, o que tiver mas girassóis em cada uma delas, ganha 3 pontos por área. Em caso de empate, ninguém ganha os 3 pontos dessa cor.

D. Montanhas – ganham-se pontos por cada montanha. Os pontos de cada uma são determinados pelo número de girassóis adjacentes a ela. O mesmo girassol pode contar para a pontuação de duas montanhas, se estiver adjacente às duas montanhas em questão.

E. Aldeões – o jogador com mais população na respetiva tabela, ganha 5 pontos e o segundo ganha 3 pontos. Em caso de empate, ganha quem tiver mais casas entre os jogadores empatados. Se o empate persistir, ganha quem tiver mais girassóis. Se mesmo assim ainda houver empate ninguém ganha os pontos em disputa.

Image Sergi NS

C. Comboio – ganham-se pontos por cada casa ligada no mínimo por troços de caminho-de-ferro. (2 casas = 4 pontos3 casas = 9 pontos4 casas = 15 pontos5 casas 22 pontos6 casas = 30 pontos). Atenção que uma povoação conta como uma casa!

Image Mr_Children

G. Ganhar o jogo – o vencedor é o jogador com mais pontos. Em caso de empate, ganha quem tiver mais casas, depois quem tiver mais girassóis e só em último caso desempata-se por população.

Avaliação:

Sunflower Valley (SV) é um jogo editado pela Hobby World e que se insere no grupo dos jogos de lápis e papel ou também conhecidos por roll & write

Em termos de material destacam-se os 6 dados muito agradáveis ao tacto e de boa qualidade. O cartão usado para os diversos tabuleiros é de boa qualidade e revestido de uma película que permite escrever e apagar os desenhos das canetas de quadro branco que, diga-se, não acompanham a qualidade geral do resto do material, pois são pequenas e de qualidade apenas mediana. Palavra ainda para o agradável marcador amarelo de jogador inicial muito bonito e a querer levar-nos na temática global do jogo.

Em SV os jogadores devem construir uma cidade eficiente usando dados e desenhando as diferentes infraestruturas que vão aparecendo. Para este propósito, todos usam a reserva geral de dados, que se obtém na primeira fase de cada ronda. Este mecanismo começa logo por bloquear determinadas zonas da cidade dos adversários depois de escolhida por um jogador, daí que a ordem de turno assuma neste jogo um papel muito importante.

O jogo é um grande desafio tático com as decisões a definirem os resultados a longo prazo, no entanto, o fator sorte condiciona muitas das melhores decisões colocando os jogadores, várias vezes, na obrigatoriedade de escolher pelo melhor do que sobra. Nem sempre o que sobra é suficientemente bom! As variadas formas de pontuar no jogo acabam por mitigar, de alguma forma, o infortúnio a que os dados nos empurram de quando em vez.

As ilustrações dão-nos a ilusão que estamos perante um jogo infantil, são bonitas, coloridas e com um traço muito familiar ao universo infantil, porém, desenganem-se quem achar que este é um jogo infantil. Estamos claramente em presença de um jogo familiar, que pode ser jogado por crianças, mas já com alguma faculdade cognitiva, sobretudo no que toca à abstração. A pensar nisso, a editora adicionou ao livro de regras uma variante para jogar com gente mais nova.

Em resumo podemos dizer que SV é um jogo com regras relativamente simples que proporciona partidas rápidas, muito interativas e com material de boa qualidade. Por outro lado, a temática pode não ser consensual, afinal de contas, privilegiar cidades em que cada casa tenha uma ovelha e penalizar as que não as tenham, pode não ser assim tão compreensível… Mas também o fator sorte e a não atribuição de pontos nos empates definitivos, me parecem aspetos menos positivos deste jogo.

Simples e ao mesmo tempo mais interessante que alguns roll & write lançados nestes útlimos tempos, SV mistura subtilmente a sorte com algum controlo tático e alia a tudo isto uma boa dose de interação entre os jogadores e variáveis de pontuação suficientes para debelar os notórios constrangimentos da ordem de turno.