Stakes Negotiation - como?

Olá malta

Este post é um pedido específico de ajuda para a malta que joga unica e exclusivamente jogos com muitos stakes negotiation; todos os outros que não joguem este tipo de jogos, stay out ou pelo menos não venham para aqui abardinar. Gracias!

Na minha campanha de Exalted tenho andado a fazer stakes negotiation pra tudo e pra nada, de modo que um jogador quando entra em combate já sabe porque entra e o que tem a ganhar e a perder; muito raramente um combate (fisico ou social) acontece e não existem stakes.

No entanto os jogadores ainda estão terrivelmente presos na mentalidade de GM knows best, e ou aceitam os stakes sem discutir, ou desistem do combate porque acham os stakes demasiado elevados e não querem arriscar.

Como posso fazer para ultrapassar isto, e como incutir nos jogadores o conceito de negociar as coisas?

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

Exalted e WP

Se tás a falar do que aconteceu hoje, já devias de saber que é frustrante fazer social combat:
1ª razão - posso ter 100sucessos, e tu só precisas de gastar 1 de WP pra cancela-los. Pra alguem extremamente poderoso (ou seja, 8/9/10 WP), isso é peanuts.
2ª razão - as stakes são complicadas por ser 1 conceito de n saber o que é bom ou o que é mau, do até onde posso ir e do que é que posso aceitar ou propor. Tás a falar de algo novo, que decidiste introduzir e que, pelo menos eu, n sei até que ponto posso reformula-las e muda-las para meu proveito. É algo que estou a aprender aos poucos e que ainda tenho algum receio de fazer.
Parece ridiculo, mas isso dos bifes (stakes) é algo que ainda n consigo "trincar" bem.

plasmas wrote: Se tás a

plasmas escreveu:
Se tás a falar do que aconteceu hoje, já devias de saber que é frustrante fazer social combat:
1ª razão - posso ter 100sucessos, e tu só precisas de gastar 1 de WP pra cancela-los. Pra alguem extremamente poderoso (ou seja, 8/9/10 WP), isso é peanuts.
2ª razão - as stakes são complicadas por ser 1 conceito de n saber o que é bom ou o que é mau, do até onde posso ir e do que é que posso aceitar ou propor. Tás a falar de algo novo, que decidiste introduzir e que, pelo menos eu, n sei até que ponto posso reformula-las e muda-las para meu proveito. É algo que estou a aprender aos poucos e que ainda tenho algum receio de fazer.
Parece ridiculo, mas isso dos bifes (stakes) é algo que ainda n consigo "trincar" bem.

Méne, os "bifes" não existem só no combate social, existem no combate físico também, como aliás já tens visto.

O que eu quero evitar é precisamente o sindroma do WP, que basicamente é: eu não quero fazer o que me pedes para fazer, por isso gasto WP; eu acho isso absurdo e meta-gamist (ou lá como se chama) e muitas das vezes é jogador contra jogador.

Se toda a gente tiver um bom conhecimento de negociação, então deixa de haver este sindroma; aliás, eu acho que tu viste isso no combate social do gajo que te queria ficar com a armadura, mas por alguma razão que não percebi desististe no combate contra a Neshi - ela pode ser mais monstro social que tu (que é), mas eu não iria pegar nos WP se os stakes fossem giros - que nunca foram, do teu lado, porque tu não tens ainda o calo suficiente para os fazer.

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Bifes

Rui escreveu:
Este post é um pedido específico de ajuda para a malta que joga unica e exclusivamente jogos com muitos stakes negotiation

Não jogo unica e exclusivamente jogos com stakes negotiation, mas é por infelicidade minha :)

Rui escreveu:
Como posso fazer para ultrapassar isto, e como incutir nos jogadores o conceito de negociar as coisas?

Passei por isto nas primeiras sessões de TSoY. O que eu fiz foi parar de abrir a boca quando chega a altura de sugerir ou negociar stakes. Após algum tempo o pessoal habituou-se a discutir stakes, e agora também já mando os meus bitaques.

Obriga o grupo a definir stakes e até o resto do grupo se habituar pára de sugerir stakes tu próprio. Se o pessoal não entrar bem na onda, podes fazer algo mais especifico como perguntar ao jogador que está a iniciar o conflito o que é que ele quer, e se ninguem tiver problemas com isso, tens os teus stakes de conseguir. Depois, vira-te para um jogador random à mesa e pergunta-lhe o que acontece se ele falhar. Eventualmente alguem que não o GM vai sugerir algo que outro jogador à mesa não curte, e esse vai sugerir outra coisa. Após algumas iterações disto, vais ver que o grupo se vai habituar a negociar quase todos os stakes.

Eventualmente o grupo vai perceber que são de facto eles que decidem o que acontece e quando isso acontecer, podes voltar a ser um jogador à mesa e voltar a sugerir stakes também.

Ralek wrote: perguntar ao

Ralek escreveu:
perguntar ao jogador que está a iniciar o conflito o que é que ele quer, e se ninguem tiver problemas com isso, tens os teus stakes de conseguir

Esta parte é relativamente fácil; antes de qualquer tipo de combate (fisico, social) eu pergunto o que é que eles querem, e sugiro um counter-stake; só que eu escalo quase sempre, para os fazer escalar também, mas eles desistem porque acham que é impossível com aqueles stakes, em vez de negociar, o que me irrita bastante por parecer uma atitude derrotista.

Ralek escreveu:
Depois, vira-te para um jogador random à mesa e pergunta-lhe o que acontece se ele falhar. Eventualmente alguem que não o GM vai sugerir algo que outro jogador à mesa não curte, e esse vai sugerir outra coisa. Após algumas iterações disto, vais ver que o grupo se vai habituar a negociar quase todos os stakes.

Isto é giro, sou bem capaz de o experimentar na próxima sessão.

Gracias! :D

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Rui wrote:Como posso

Rui escreveu:
Como posso fazer para ultrapassar isto, e como incutir nos jogadores o conceito de negociar as coisas?

Pois, o pessoal tá habituado a ficar calado de dado na mão enquanto o GM fala à espera do sinal para rolar. Óptimo quando se mestra Cthulhu, desesperante quando se produz PTA!

Então e os teus jogadores mais competitivos, não aproveitam para negociar aquele pedacinho extra que lhes vai dar jeito mais à frente? Mr. Padeira, não aprendeu nada em PTA, eheh?

Mas a sério... nunca experimentei isto, e vai-te dar o dobro do trabalho, mas que tal ofereceres aos jogadores relutantes dois conjuntos de stakes, ou pelo menos duas stakes "perdedoras" diferentes (normalmente as stakes em caso de vitória são fáceis de determinar; é só perguntar ao jogador porque é que ele está a meter-se naquilo). A ideia é habituá-los a terem input directo sobre as stakes, nem que (para começar) se limitem apenas a escolher de duas stakes diferentes qual acham mais fixe.

Outra ideia é (novamente como as stakes de vitória costumam ser bastante claras) ires sugerindo stakes "perdedoras" muito puxadas para os jogadores, e depois esforçareste ao máximo por ganhar os conflitos (se é que tens alguma recurso à disposição com que o possas fazer). Eventualmente depois de engolirem muito pó, serem arrastados pelo lama e meterem água à força toda, pode ser que os jogadores fiquem mais despertos. A ideia não é castigá-los nem lixar uma boa história, apenas dar-lhe um tropeção valente aqui ou ali, de forma que seja interessante de jogar. Não sei se é possível ou não, nem sequer se traz algum resultado... e, bom, reli agora a tua resposta ao Ralek, e parece que já fazes algo assim parecido com poucos resultados.