Zack & Pack - Análise / Crítica

Retrato de Mallgur
Zack_&_Pack_t.jpg

 

Não tendo na minha colecção nenhum título começado por Y, passo directamente à letra Z onde também a única opção é Zack & Pack.

Designer: Bernd Eisenstein
Edição analisada: IELLO
Arte: Michael Menzel
página no BGG

Zack & Pack

Zack & Pack é um jogo familiar onde cada jogador representa um transportador que tem que tentar arrumar a carga a transportar da melhor forma possível no seu camião. O problema é que nem sempre a carga é de dimensões facilmente adaptáveis aos camiões existentes e o transportador perde dinheiro quer pelos espaços vazios no camião, quer pela carga que não consiga transportar.

 

Componentes

 

Zack & Pack está bem produzido. Os camiões impressos em cartão espesso e durável são bem ilustrados e coloridos sendo fácil perceber qual a disposição possível da carga e também qual a altura a que a mesma se pode empilhar através do número em cima da cabine. As moedas são também de cartão durável e coloridas.

Encontramos ainda cinco dados especiais de madeira em cinco cores, as mesmas que a carga, sendo que os valores impressos em cada uma das seis faces variam conforme a dimensão da carga correspondente a cada um de tal modo que as cargas mais pequenas provavelmente saiam em menor número. Finalmente, a carga é representada por peças em madeira, nas mesmas cores que os dados sendo as brancas cubos, as cinzentas paralelepípedos iguais a dois cubos dos brancos, as castanhas iguais a três dos cubos brancos, as cerúleo  iguais a quatro e as azuis-escuro iguais a cinco dos cubos brancos.

A durabilidade do cartão nos camiões e moedas é adequada ao uso mais frequente que terão. As peças de madeira e os dados também são resistentes e deverão durar bastante tempo. Nada a apontar neste aspecto.

Pontuação: 5/5

 

Regras

 

Já se disse que Zack & Pack é um jogo familiar e, como tal, fácil de explicar e acessível a crianças. Resumidamente, cada jogador começa com 75 pontos/dinheiro. Os camiões são baralhados e colocados numa pilha com a face oculta.

A cada ronda, os jogadores lançarão os cinco dados e recolherão o número de peças de carga correspondentes ao valor mostrado em cada dado. Cada jogador recebe também um camião, com a face voltada para baixo.

Quando todos estiverem prontos, voltam simultaneamente os seu camiões dando início à fase mais activa do jogo. Cada jogador tem que escolher um dos camiões dos outros jogadores, não podem usar o próprio camião! Caso entendam que nenhum dos camiões disponíveis é adequado, podem recolher o do topo do baralho mas terão que usar este obrigatoriamente. É importante ser rápido a avaliar se o espaço disponível nos camiões é adequado à arrumação da carga.

Depois de escolher um camião, cada jogador deve tentar arrumar a carga no mesmo. Em cada camião está delimitada uma zona disponível para a carga. No cimo da cabine, está exposto um número que determina a altura máxima que a carga pode atingir. A carga pode ser arrumada na zona delimitada e aí empilhada  da forma que o jogador pretenda com a limitação de que não ultrapasse a altura máxima nem deixe buracos em andares inferiores, ou seja, uma peça de carga não pode ser colocada de tal modo que fique um espaço vazio por baixo.

Quando todos os jogadores tiverem colocado a carga, procede-se à pontuação da ronda. Por cada espaço não usado no camião, mesmo em altura, perde-se um ponto. Por cada unidade de carga não transportada, perdem-se dois pontos. Um cubo branco que fique para trás custa assim dois pontos, uma peça cinzenta, quatro, e assim por diante até aos 10 pontos perdidos por não transportar uma das peças azul-escuro. O jogador, ou jogadores, que perderem menos pontos na ronda ganham 10 pontos.

O jogo termina quando algum jogador ficar sem pontos sendo o vencedor o que tiver mais pontos nessa altura.

As regras são claras e simples. Estão bem escritas e contêm exemplos que ajudam a perceber tanto as possibilidades de arrumação como o cálculo do valor das perdas no final da ronda.

Pontuação: 5/5

 

Jogabilidade

 

Este é um jogo divertido, simples e que se pode jogar em família, mesmo com crianças a partir dos 6/7 anos ainda que talvez elas precisem de alguma ajuda na arrumação da carga. Joga-se rapidamente, sem grandes interrupções entre as nossas jogadas. O período do lançamento dos dados e recolha da carga a arrumar é o único em que os jogadores precisam de esperar uns pelos outros.

É portanto um jogo que se repete facilmente e que se pode usar em muitos contextos diferentes. Na maioria das sessões em que foi jogado, foi repetido a pedido dos jogadores pois há sempre aquela ideia de que se poderia ter feito melhor...

 

Equilíbrio

 

A haver vantagem para alguém, será para aqueles que têm mais facilidade em visualizar tridimensionalmente o espaço. Conseguir calcular áreas e volumes de forma rápida será também uma vantagem, especialmente na altura de escolher um dos camiões disponíveis.
Estas vantagens são dadas pelas capacidades de cada um e não pelo jogo. É um jogo equilibrado ainda que possa acontecer que um pouco de sorte no momento certo dê grande vantagem a um dos jogadores.

 

Sorte

 

A aleatoriedade na carga que nos sai e nos camiões disponíveis pode ser esmagadora ou dar grande vantagem, mas isso pode acontecer a qualquer um e, num jogo de curta duração, tal não é grave. Regra geral, uma boa capacidade de orientação no espaço e cálculo rápido são mais importantes que a sorte.

Pontuação: 3/5

 

Estratégia / Táctica

 

Zack & Pack é quase um filler. Como tal, não é um jogo de profundidade estratégica e, mesmo do ponto de vista táctico, não tem muito que se lhe diga. É importante a cada ronda avaliar de forma expedita qual o espaço necessário para arrumar a carga que teremos que transportar. Não faz sentido escolher um camião que não tenha nenhuma área de cinco unidades de comprimento se nos saiu pelo menos uma peça azul-escuro, por outro lado, se tal implicar deixar 6 unidades de carga para trás por falta de altura disponível, então há que procurar outra solução.

 

Conclusão

 

Zack & Pack é um jogo divertido, relativamente curto, com bons componentes. Cada ronda acaba por ser quase uma resolução de um mini-puzzle e, nessa medida, não apresenta grande interacção entre os jogadores, excepto no momento em que todos avaliam os camiões disponíveis e tentam ser os mais rápidos a escolher. Joga-se com agrado mais que uma vez seguida e a sua simplicidade, aliada às ilustrações divertidas, tornam-no uma boa opção de jogo para famílias.

Recomenda-se nessas circunstâncias familiares, como jogo de abertura de uma sessão de grupo ou mesmo como jogo para jogar com quem se inicia neste hobby.

Pontuação Geral: 13/15

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

Fim de série

E pronto! Chegado à letra Z, termino aqui esta série de Análises / Críticas a jogos na minha colecção por ordem alfabética.

Foram distribuidos ao longo de 2 anos e meio, mais ou menos, e devo confessar que este formato já me estava a cansar um pouco. O ímpeto incial de 2009 com 12 artigos em 7 meses foi decaindo para 8 em 2010 e 7 em 2011.

Agora estou a procurar outras formas de fazer este tipo de artigo e portanto, aberto a sugestões que, desde já agradeço, mesmo as que sejam para deixar de o fazer Tongue out.

Obrigado por lerem!

-

Gamer profile

Kudos

Por seres das poucas pessoas que ainda criam conteúdo no abreojogo. Só por isso, agradeço. E logo com reviews, que dão trabalho e ainda serão úteis daqui a 10 anos. Bom trabalho, Pedrito.

 


Top10:

obrigado pelos artigos

Olá Pedro,

Muito obrigado por esta enorme série de artigos!

Espero que encontres uma nova forma que te renove a vontade de criar novos conteúdos.

Talvez escreveres um pouco sobre novos jogos que tenhas a oportunidade de experimentar (quer gostes quer não gostes).

Tiago Duarte

5 anos

Desde que li esta review há quase 5 anos que este jogo foi parar à minha want to play list. Este mês, finalmente, proporcionou-se poder experimentar o mesmo numa das 4ª feira dos boardgamers de Lisboa.

 

E foi como escreveste, depois do primeiro jogo, quisemos todos jogar novamente por sentirmos que poderiamos ter feito bem melhor.

 

Gostei bastante do jogo e tenho a dizer que se o vir a um preço razoável irá com certeza parar à minha coleção! yes