Criação de grupo local oficial de LARP de Vampire e WoD em geral

A Dhaunae De Vir, uma das pessoas por detrás do grupo de compra europeu do Vampire: the Masquerade Edição Vigésimo Aniversário, o "V20 Europe", perguntou-me se haveria interesse por parte dos fãs portugueses em criarem um capítulo nacional do Clube de Fãs Oficial de World of Darkness, a Camarilla.

A Camarilla é essencialmente um organização sem fins lucrativos que promove sessões coordenadas de RPG Live-action (apesar de recorrer também a mailing lists e IRC) nesse universo fictício de modo a que os jogadores de diferentes locais possam interagir entre si facilmente e maneira interessante.

Tenho a ideia que o LARP cá por Portugal não é tão aclamado quanto o RPG de mesa apesar de já ter ouvido falar de pessoas que o fizeram com sucesso mas sem grande continuidade.

Será que existem pessoas interessadas nesta iniciativa, especialmente com a ressurreição do Vampire: the Masquerade com esta recente nova edição comemorativa? Caso para dizer que bastam apenas cinco pessoas para fundar o capítulo português. :)

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

Eu é pelo LARP

Olá a todos!

Isto parece-me uma excelente ideia, mas eu é mais pelo lado LARP da coisa, confesso. Gosto muito de World of Darkness mas não tenho à vontade ou conhecimento suficientemente íntimo para integrar um grupo de fãs.

De qualquer maneira, a parte de LARP interessa-me muito e também gostava de perceber se em Portugal há interesse para fazer alguma coisa neste estilo.

 

Tanto quanto sei existem dois tipos de LARP, aqueles mais de acção/combate, com muita gente disfarçada (ou não) e com armas de plástico/almofadadas, espalhadas por um parque ou espaço amplo aberto, e aqueles mais sociais, que envolvem mais conversa, intriga e role-play, e podem caber facilmente num serão em casa de alguém.

A única vez que experimentei um LARP foi deste segundo tipo e gostei imenso, mesmo muito. Foi há mais de dez anos, o mestre de jogo era um americano amigo de um amigo e tinha a casa cheia de jogadores em personagem. Eu não conhecia praticamente ninguém, o que ajudou a olhar para as pessoas como personagens.

 

Imagino que a dificuldade em promover LARPing em Portugal tenha muito a ver com as habituais dificuldades em fazer encontros de roleplaying-games --- pouca massa crítica, serem jogos ainda relativamente pouco conhecidos, mais demorados e com os quais à partida não é tão fácil de começar a jogar como são os party/boardgames --- com a agravante que os LARPs são ainda um sub-nicho dos role-playing games e, logisticamente, um bocad(inh)o mais complicados de correr.

Talvez seja mais fácil correr LARPs, por um lado lado, tornando-os mais simples, ou seja, correndo um jogo de LARP que seja uma evolução/complexificação de algo como um jogo de Lobisomens da Aldeia Velha, imaginemos (assim off the top of my head), em vez de pegar num role-playing game normal e tornando-o mais simples; ou seja, começar por baixo e acrescentar, em vez de começar por cima e subtrair. E/ou por outro lado, flexibilizando a sessão, tornando-a menos estanque ao integrá-la, por exemplo, no meio de outros eventos (apesar disso ser sempre complexo, bem sei).

 

Acrescentaria ainda que tenho lá em casa, nunca experimentado, o híbrido boardgame/LARP Long Live The King, coincidentalmente também da White Wolf. É um jogo de intriga medieval com alguns componentes e mecânicas de boardgame.

 

Mas voltando ao capítulo nacional de World of Darkness, o que é que imaginas, João, que envolveria? Que funções oficiais teria esse capítulo e os seus membros? E de que maneira é que, noutros países, os capítulos têm feito actividades de promoção de LARP? E seria um grupo exclusivamente de LARP de jogos White Wolf?

 

Parabéns pela iniciativa!

Henrique

 

henriquebsoares escreveu:

henriquebsoares escreveu:

Mas voltando ao capítulo nacional de World of Darkness, o que é que imaginas, João, que envolveria? Que funções oficiais teria esse capítulo e os seus membros? E de que maneira é que, noutros países, os capítulos têm feito actividades de promoção de LARP? E seria um grupo exclusivamente de LARP de jogos White Wolf?

 

Parabéns pela iniciativa!

Henrique

 

Envolve o recrutamento de um grupo fixo de jogadores/organizadores que se junte regularmente para mestrar e participar de sessões de LARP apesar de existirem capítulos "remotos" que jogam por IRC (sim, eu sei!).

Para se ser membro da Camarilla, e apesar de ser gratuito nos primeiros seis meses, é preciso pagar uma cota anual de 20$ o que dá acesso a que jogador possa participar de todos os jogos organizados a nível mundial desde que tudo seja articulado com alguma antecedência.

Quanto à estrutura, basicamente (e ainda estou eu próprio a tentar decifrar a estrutura) existem responsáveis divididos por àreas geográficas, linhas de jogo e àreas específicas. Existem tanto coordenadores como mestres de jogo oficiais.

O Clube parece publicitar os eventos em convenções e também recorre a iniciativas públicas de solidariedade. A pessoa que me contatou está neste momento a tentar organizar festas temáticas "vampirescas" a nível europeu e ficou no ar a hipótese de se o fazer por aqui também.

Sim, o clube é unicamente para os jogos do World of Darkness mas nada nos impede, visto que até pode existir mais interesse do que eu esperava, de experimentarmos organizar unilateralmente um LARP usando esses ou qualquer outros pertencentess a outras editoras ou temáticas. ;)

sopadorpg.wordpress.com - Um roleplayer entre Setúbal e Almeirim

Ludonautas Podcast - Viajando, sem nos movermos, pelos mundos do RPG

sopadorpg.wordpress.com - Um roleplayer entre Setúbal e Almeirim
Ludonautas Podcast - Viajando, sem nos movermos, pelos mundos do RPG

Ka-CHING!

O outro grande problema é que esta organização sem fins lucrativos exige 20 euros por ano por membro\participante para que possamos ter personagens "oficiais", em todo o mundo. Os amigos a quem perguntei se estariam interessados em fazer parte responderam-me imediatamente "Mas olha, porque não fazemos o NOSSO LARP aqui, e ignoramos o resto do mundo? Pagar para quê?"

___________________________________________

http://www.abreojogo.com/files/rpgenia.jpg

Eu Escrevi Um RPG Numa Semana!

___________________________________________

http://www.abreojogo.com/files/rpgenia.jpg

Eu Escrevi Um RPG Numa Semana!

Compreensível. E o que

Compreensível. E o que seria preciso para se fazer o tal LARP? :)Local, pessoas, roupas? ;)

sopadorpg.wordpress.com - Um roleplayer entre Setúbal e Almeirim

Ludonautas Podcast - Viajando, sem nos

sopadorpg.wordpress.com - Um roleplayer entre Setúbal e Almeirim
Ludonautas Podcast - Viajando, sem nos movermos, pelos mundos do RPG

Raios...

Contem comigo para o que for preciso.

Aye!

Também podem contar com a minha participação para fazer acontecer Live-Action Roleplaying Games, independentemente de se se avançar com o chapter nacional de Vampire LARP ou não.

Como disse acima, eu é mais pelos LARPs, é isso que me interessa mais nesta questão, embora perceba que a estrutura do clube de fãs de Vampire (talvez) possa ajudar em alguma coisa com o montar de LARPs, não sei...

 

Isso é fantastico! Estou

Isso é fantastico! Estou muito interessado. Quando estive em Londres alguns anos atraz participei numa sessão de Lard com um dos capitulos de lá. Assim como já tenho algum becakground do RPG e do CCG do mesmo. Manda-me pm com  info

 

Vasco Leiria

A sério? Excelente. E como

A sério? Excelente. E como correu dessa vez, lá em Inglaterra?

Infelizmente não tenho mais info além do que escrevi por aqui. Quer dizer posso sempre dar os links do http://www.v20-europe.com/ e da http://camarilla.white-wolf.com/ :)

sopadorpg.wordpress.com - Um roleplayer entre Setúbal e Almeirim

Ludonautas Podcast - Viajando, sem nos

sopadorpg.wordpress.com - Um roleplayer entre Setúbal e Almeirim
Ludonautas Podcast - Viajando, sem nos movermos, pelos mundos do RPG

Foi muito giro. A sessão

Foi muito giro. A sessão foi num bar em que a cave estava fechada para a larp. estavam muitos vestidos a rigor e eu fiquei com um nosferatu que ia passeando por eles a ouvir as conversas com obfuscate ligado :)

 

Vasco Leiria