Vampire PT - Uma história

Retrato de Caine

Resolvi falar um pouco do meu projecto, apresentá-lo a quem ainda não conhece e fazer uma pequena análise.

Tudo começou no final de 2003. Sentia que tinha pouca experiência em Vampire e que não havia muitos sítios online para encontrar informações ou tirar dúvidas. As que tinha tirava junto de outros jogadores que encontrava ocasionalmente no #vampire da rede de irc da PTNET.
Não seria bom se existisse uma plataforma de troca de conhecimentos sobre Vampire? E não seria melhor se fosse tudo em português?
É um RPG de grande potencial, e merecia um site focado em todos os seus aspectos (tirando um ou outro website [como o sanguinus.com], o resto era tudo um pouco pobre).
Eis que surgiu a oportunidade de criar o Vampire PT. E porquê limitar só a Vampire? Incluiu-se também os outros RPGs do conjunto World of Darkness (apesar de o tema central (e mais falado) ser Vampire).

Vampire PT - Comunidade Portuguesa de Vampire e WoD

Os objectivos eram:

  • Criar uma comunidade
  • Partilha de informação
  • Pequeno arquivo de acesso fácil
  • Divulgação de novidades

Os dois primeiros objectivos utilizam o fórum, os dois últimos utilizam um website comum.
Teve desde o início uma boa aceitação, apoio e colaboração por parte de todos.
Geraram-se debates, discussões, ajudas e mesmo piadas. Neste momento são pouco mais de 100 membros tendo sido escritos perto de 13 mil posts!
Os membros organizaram dois jantares (um no Porto e um em Lisboa), criaram jogos Play-by-post... tudo e mais alguma coisa.

No último ano a atenção prestada ao site diminui, assim mesmo como a minha dedicação, sofrendo a comunidade de uma estagnação grave.
Com a eventual cessação do  meu  alojamento e domínio, ponderou-se sobre o futuro da comunidade. Eis que ricmadeira oferece uma ajuda preciosa na continuação de todo o projecto fornecendo alojamento e apoio na migração.
Neste momento o Vampire PT encontra-se num subdomínio do turnodanoite.com. Acho que é seguro dizer que o turnodanoite.com reúne o maior e melhor conjunto de sites dedicados ao RPG e em portugês!

O que vamos fazer no futuro? Os objectivos para curto/médio prazo são:

  • Recuperar a atenção dos membros
  • Novas discussões e desafios
  • Secção de notícias verdadeiramente funcional e prática

Sinceramente acho que o Vampire PT ainda não deu as últimas e ainda tem muito para mostrar.Caso esteja errado, como muitos membros disseram, está construido um grande arquivo de informação que não deve apagado.

O Vampire PT funciona actualmente nos seguintes endereços:
Site principal: http://vampirept.turnodanoite.com
Fórum: http://vampire.turnodanoite.com
Contacto: vampirept @ turnodanoite.com

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

Re: Vampire PT - Uma história

Bom, Pedro, desejo-te boa sorte, até porque daqui de onde estou, o futuro do Vampire PT me parece algo sombrio...

Muitos dos participantes mais activos parece que deixaram de jogar regularmente (ou pelo menos de postar regularmente sobre os seus jogos). E depois há essa "pequena" questão de o V:tM ter morrido (nas cabeças das pessoas, porque o jogo nunca há-de morrer enquanto houver GMs que o queiram jogar e os livros/PDFs existirem) e de aparentemente do seu substituto, o V:tR, não ter pegado entre a maioria do pessoal. Não sei se é sintoma de algo, mas neste momento até me parece que o assunto mais falado nas últimas semanas (fora a mudança de alojamento/morada) é o do jogo de computador derivado do VtM.

Estou muito interessado em ver se conseguem injectar sangue novo ao Vampire PT e fazê-lo levar uma (des)vida confortável. Isto porque acho que os problemas que o Vampire PT enfrenta agora e no futuro próximo são problemas que nós aqui também enfrentaremos a mais longo prazo. Vamos ser francos; nenhum de nós está a ficar mais novo, e com o passar dos anos os problemas da vida real tem tendência a fazer diminuir o número de nós que continuam a jogar e a interessar-se por discutir os jogos. Por enquanto, a coisa parece manter-se estável ou até crescer um bocadinho, já que há por esse Portugal fora Roleplayers que vão descobrindo o nosso site. Mas será que estão a nascer roleplayers novos para substituirem o que se vão reformando?

Até agora, pelo menos aqui, não tenho visto grandes sinais de termos pessoal mais novo e menos batido a juntar-se a nós. Com certeza eles existem, disso não duvido, mas serão suficientes para manter o roleplay vivo? Terão interesse nisso, ou será que para eles é só uma distração como qualquer outra; algo que não lhes interessa o suficiente para procurem na net fóruns e comunidades para discutirem o assunto?

Uma comunidade onde eu gostava de recrutar pessoal para jogar RPGs com mais player-input (tipo PTA e jogos Indie em geral) é entre o pessoal que faz roleplay pela net (se bem que penso que muitos até nem lhe chamam roleplay... há quem use o termo simming, por exemplo). Vocês com certeza já deram de caras com algumas dessas comunidades onde o pessoal divide entre si as personagens do Harry Potter, por exemplo, e depois vai criando post a post histórias ao sabor da inspiração do momento. Quer-me parecer que muito desse pessoal é bastante novo, muito criativo e que seria uma boa aposta para quem procura jogadores para algo mais do que seguir as dicas do GM e apreciar a paisagem. Agora se eu conseguisse encontrar uma comunidade Portuguesa dedicada a este tipo de Roleplay/Storytelling... isso é que era! :)

sobre a queda de Vampire

Talvez a White Wolf tenha cometido um erro de marketing em ter exterminado o WoD anterior e agora levar Requiem muito a sério. Apesar da empresa o querer negar, quem jogou mais Vampire foram sempre munchkins e pseudo-góticos que nunca perceberam o que era um "game of personal horror".
Isto são o tipo de pessoas que não têem imaginação ou maturidade para continuarem a jogar depois de lhes escreverem a Gehenna num livro. Aliás, esta corda foi-se esticando desde que se foi notando a evolução de segunda para terceira edição e o fim da linha original de Dark Ages.

Desta forma, não há transferência de jogadores entre o novo e o velho WoD. Todos sabemos que a grande maioria dos jogadores de roleplay são criaturas de hábitos e que não vão para além do primeiro livro de regras. Porque é que hão-de estar a aprender um jogo novo quando já tinham o que queriam? O facto de lhes terem acabado com o mundo em que estavam a jogar, como que se a dizer "Agora não tens isto, vais ter mesmo que brincar com aquilo!" só os faz desistir de roleplay.

Claro que a WW já há muito tempo se apercebeu que não teria o sucesso esperado com o novo Vampire e está a tentar voltar atrás publicando o mais depressa possível suplementos como o Bloodlines the Hidden e outros que tais, livros cheios de poderes novos para tentar chamar de volta os munchkins, mas talvez já seja tarde.  

Pessoalmente, não me importo. O pessoal do forum já me conhece e pode ler os meus últimos thread na secção de Requiem.

Parafraseando o Egg Chen do "Big Trouble in Little China", roleplay é como um buffet: escolhes o que queres e deixas o resto.

Mais sobre a queda de Vampire

Vampire tinha muita fama mas na minha opinião tinha muitas falhas. Requiem foi a solução para todas elas. O facto da WW perder gente numa linha de jogos se calhar não é assim tão grande porque há sempre gente nova a entrar e ainda há muitos convertidos, por mais que certo ppl diga mal dele. Eu já converti uns quantos, e a opinião é unanime quando os confrontamos: é mais fixe do que parece e funciona realmente muito bem. Dá para deixar o velhinho Masquerade para trás sem pensar 3 vezes.

Masquerade perdeu relevancia pq deixou de ter lançamentos constantes. Podem dizer que se pode continuar se a vontade for muita, mas qd se vê que se está a investir tempo em algo antigo e fora de moda tem-se tendencia a desistir. Quem é que ainda joga ADD com tanta coisa de d20 aí por fora? Talvez as campanha mais antigas, de puristas do jogo.

Acho que os puristas de Masquerade deviam era descer do pedestal para onde subiram e ver que há uma alternativa muito parecida ao que jogavam mas melhor. Tá bem que não têm a escolha de clans de antigamente, mas as regras de criação de bloodlines são mais fáceis de seguir e qualquer munchkin pode facilmente perder-se nelas. Eu como fã de Masquerade, já evoluí para Requiem. E vocês?


Light allows us to see, Darkness forces us to create...

 

Depois de ter tado esta

Depois de ter tado esta tarde a discutir este assunto tinha de vir aqui meter a colher! :P

Um jogo não precisa de material publicado constantemente. Alias, o único sitio onde se vê essa ligação no mundo dos rpg's é mesmo nos jogadores de jogos da white wolf. Acho que tem basicamente a ver com a mega-plot mas isso é só a minha opinião e pode estar completamente errada. Isto para dizer que o fim de uma linha não é minimamente razão para se deixar de jogar essa linha. Esse do fora de moda pode ser um ponto e percebo que exista embora considere isso altamente superficial e ridiculo. Anyway, moving on... na tou aqui para ofender ninguém.

O pessoal que deixou de jogar ADD para jogar D20 (ou pelo menos todo o que eu conheço) fe-lo simplesmente devido às grandes e inumeras melhorias no sistema. D20 é melhor em tudo aquilo a que se propõe quando comparado com ADD e essa é a principal razão para a mudança. Os poucos que tenho conhecimento que continuam a preferir ADD é exactamente por gostarem mais do sistema apesar de tudo (são gostos, não partilho mas não discuto). Anyway, só para dizer que não foi uma questão de moda, de ser novo, de o outro já não ser publicado,...

Agora em relação a essa dita evolução de masquerade para requiem... Não concordo. Não acho que se possa comparar a ADD para D20 de forma nenhuma. Nem acho que seja o caminho a seguir ou que seja algo que se deva fazer. Considero absolutamente uma hipotese tão válida quanto a outra (muito mais do que ADD vs D20 em que considero a segunda claramente superior como já disse atras).

Penso que o sistema de nwod é ligeiramente melhor do que o de owod, sendo "ligeiramente" a palavra chave.

Um ponto que considero importante mas que não sei até que ponto é facilmente explicavel:

Adoro o setting antigo, bem mais que o novo. Alguns aspectos do novo são interessantes e ligeiramente mais interessantes do que o antigo, mas esses aspectos são a minoria.

Mas ao mesmo tempo considero-o um setting altamente perigoso. (Já vou explicar porquê.)

As alterações que foram feitas ao setting e ao jogo em si foram exactamente para contrariar esse perigo mas ao fazê-lo estragaram o melhor do setting, na minha opinião.

Um conceito base do setting antigo, que agora está muito mais diluido quer no setting quer nas regras, era a diferença de poder entre as gerações e a ideia de que os neonate (de quem por norma os pc's faziam parte) não eram mais do que peões dos mais poderosos. O setting estava mergolhado nessa intriga e jogos de poder. Isso era a armadilha do owod, esse tipo de setting com as regras da forma como estavam feitas apontavam para um railroading brutal da parte do ST. Era quase impossivel escapar-lhe. Os pc's eram criados por um gajo mais poderoso que eles que os ia tentar usar e não tinham qualquer hipotese de o evitar. As diferenças de poderes eram abismais. Tudo puchava para esse lado. Pessoalmente isso é um tipo de jogo que me atrai, jogar o underdog, muito especialmente como jogador (as minhas melhores sessões de jogo como pc foram assim e tenho pena dessa campanha ter parado). Mas o problema a ele associado mantém-se. Esse jogo era muito complicado de ser funcional exigindo uma grande maturidade de todos, um grande acordo de que a ideia era mesmo essa e um grande esforço e atenção do st para não cair no railroading apesar de tudo. Resultado, acabava-se a jogar de outra forma qq para evitar isso, ignorando essa parte em maior ou menor grau. Um lado fácil era o vampiro como super heroi. Caminho básico para o chamado "munchkin" (whatever that is).

Tudo o que fizeram com o nwod foi em grande parte para resolver esse problema. O que até foi relativamente conseguido (não conheço nwod ao ponto de dizer se foi bem ou mal.) O problema para mim é que ao eliminarem esse problema eliminaram a parte que mais me agrada do setting.

Isto tudo para dizer porque não considero necessariamente uma evolução a passagem de um para o outro. Acho que são coisas que apontam para cenas diferentes, embora claramente o antigo já fosse usado de maneira diferente daquela que menciono, agora o que fizeram foi eliminar essa maneira para eliminar os riscos. Pois, mais uma vez, a maneira que menciono era perigosa.

E esta minha forma de olhar para owod agora está-me a fazer lembrar My Life With Master! Nunca tinha pensado nisso, mas também só hoje é que expressei pela primeira vez esta opinião à cerca do owod por isso é natural. 

[B0rg]
We r all as one!!
We are The Borg. We are Eternal. We will return. Resistance is Futile...

If freedom is outlawed, only outlaws will have freedom.

Masquerade vs. Requiem

Ora bem, meu caro. Como explicar-te isto.... Requiem tem tantos ou mais lançamentos que Masquerade. A questão é que no old WOD eram 7 ou 8 gamelines sempre a bombar suplementos, enquanto que aqui, só há 3 ou 4 lines.

Ora façamos um paralelo: Clan books... check; Setting books.... check. Livros de como lidar com humanos\indies\ghouls.... check.

Sim, ainda n chegamos aos disparates de Masquerade  que publicava livros para festas de vampiros e casas de vampiros, mas isso tb era só no fim quando o degredo já era muito. Mas como purista de Masquerade, não gosto nada que me digam para "descer do pedestal". Porque? Porque já joguei Requiem. E joguei com o melhor GM do Porto. E querem saber o que fiz? Aborreci-me de morte, li banda desenhada em plena sessão. Sim, cometi o crime supremo. E não me venham com coisas, Requiem é uma SECA. Sim sim sim, tem mecânica melhor, é mais bem organizado, quero lá saber. Requiem não tem alma.

Um jogo é mais que um sistema da mesma forma que uma pessoa é mais que um amontoado de orgãos vitais. Sim, Masquerade era facilmente Munchkinizado. E? Era DIVERTIDO. Eu não estou particularmente interessada em "Evoluir" quando a evolução parece-se com algo muito proximo a ser assimilada pelos Borgs.

Querem a prova que n sou a unica a pensar assim? Vejam o exemplo em nossa casa: Vampire PT era altamente movimentado quando havia masquerade. Agora... "cri cri cri" cantar de grilo. Será que somos todos munchkins? Ou será que jogavamos mais porque Vampire tinha um elemento de diversão que agora não encontramos em requiem? Talvez isso explique porque é que Requiem não parece estar a ter o sucesso do seu predecessor.

___________________________________________

http://www.abreojogo.com/files/rpgenia.jpg

Eu Escrevi Um RPG Numa Semana!

Masquerade é optimo

Masquerade é optimo material para fãs: mundo complexo e apelativo com montes de pormenores interessantes, histórias oficiais a serem debitadas a um bom ritmo, material que excita as pessoas.
Requiem por outro lado é diferente: história canon não tem, tudo está feito na base do "poderá haver", nada é seguro, tudo é personalizavel. E é nestes pontos que os fãs de Masquerade chocam.

Uma das coisas que mais agarrava o pessoal a Masquerade é que o jogo não terminava com a sessão. Havia mt q se podia ler e aprender sobre o mundo, historias fixes q nos emocionavam e divertiam. Requiem é tão vago que enquanto não arranjarem algum porta-estandarte vai ser dificil fisgarem todos os antigos fãs. Esta é uma fraquezam, mas ao mesmo tempo uma vantagem. Assim não se vai para sessões com uma ideia clara e familiar do que vai acontecer, como acontecia em Masquerade. Por mais que digam que isso não é assim, quem sabe mt de Masquerade vai para as sessões para territorio familiar. Isso não acontece em Requiem, e no meu entender dá uma nova dimensao ao personal horror. Tive muitas vezes em que tinha jogadores que queriam jogar para estar com a personagem favorita deles.

Por isso já se está mesmo a ver porque é que Requiem faz com que foruns esvaziem: não tem grande coisa para falar senao das regras e das aventuras das sessões. Mas deixem que o jogo tenha mais uns aninhos e vão ver que o caso muda de figura. Já sairam 3 novels e eles de certeza q vao começar a dar mais umas historias. Só precisam de mais material na mao dos jogadores e temos de novo os fãs todos lá caidos.


Light allows us to see, Darkness forces us to create...

 

Abaixo com o Metaplot

Eu pessoalmente sempre fui alergica ao Metaplot. E pessoalmente discordo que seja o metaplot que seja importante ou que traga fâs (se bem que terá alguns). O metaplot era bom para dar exemplos do que podia acontecer, mas na nossa abençoada e saudosa cronica de Chicago by Night, todo o Metaplot foi pela janela.... a historia durou mais de 3 anos e nós ainda suspiramos de saudade quando se menciona chicago.

Eu acho que Requiem é esteril demais.... é demasiado "Já apanhamos os Munchkins e os Goticos com a edição anterior, vamos fazer uma coisa differente par apanhar os jogadores Indies". Sim, eu sempre achei que Requiem é uma versão feita de proposito para agradar a adultos e pessoas que jogam em "Storyteller" mode (vejam o teste de tipos de RPers que alguem postou por ai). 

___________________________________________

http://www.abreojogo.com/files/rpgenia.jpg

Eu Escrevi Um RPG Numa Semana!

Ja que estamos numa de VtM vs VtR...

Já que se está a discutir Masquerade versus Requiem, aproveito para deitar mais uma acha na fogueira.
Mas admito que esteja a pecar por ignorância, porque não conheço Requiem ou o novo WoD, apenas conheço as previews colocadas na net.

Porque não passo para Requiem?
Porque primeiro tenho de comprar os livros novos, e os core books não são propriamente baratos e os antigos passam a ser obsoletos.
Sera que conseguia largar o setting de Masquerade? Este fascina-me! Desde a descrição dos vampiros aos mitos, segredos, jogos de poder, certeza de tudo e certeza de nada, sects, bloodlines, clans, etc... Pelo outro lado parece que a história dos vampiros em Requiem é relativamente recente.
Acredito quando dizem que o sistema é não sei quantas vezes melhor, porreiro. Eu também não me entendo plenamente com o de Masquerade e acabo por fazer uma salgalhada de todo tamanho.

____________________
[Vampire PT] [fórum]