Session Report 06 : Civilization

Retrato de DalimThor

7/03/09 – 5 Players

 

Rui – Thrace

João – Crete

Hugo – Assyria

Helena – Babylon

Ricardo – Egypt

 

 

A meio da semana no meio de uma conversa o meu irmão perguntou-se se conseguia arranjar pessoal para jogar um civ no sábado que se avizinhava, eu que já andava a ver quando arranjava maneira de incluir uns amigos meus que me tinham dito que queriam experimentar disse logo que pessoal já tava arranjado eles é que ainda não sabiam.

E assim sábado lá estavam 5 jogadores para um civ (erámos pa ser 6 mas um deles não conseguiu aparecer devido ao trabalho.. ficou marcado pa uma próxima vez)

 

Após um explicar de regras algo estranho devido á não utilização do tabuleiro na sua totalidade e do objectivo lá seguimos, por volta das 12:30 o jogo tinha começado. Cada um retirou uma carta e sendo os novos os primeiros a escolher e assim pelos valores escolheram-se as civilizações, a primeira escolhida foi Thrace depois seguiu-se Crete com o aviso que era dificil de controlá-la devido ao uso logo de inicio dos barcos mas foi escolhida sem medo, a seguir escolhi uma civilização nova que nunca tinha apanhado e decidi tentar fazer uma das maravilhas do mundo com os egipcios, em seguida foi a vez da Assyria e por fim Babylon escolhida no fim, seguiu-se uma troca de lugares para cada um ficar perto do ponto inicial da sua civ e colocamos os nossos primeiros settlers no mundo.

 

O primeiro turno e os próximos 3/4 como sempre envolve a expansão simples das civilizações, demorou um cadito mais que o normal porque segui todos os passos e o que se iria passar dentro de uns turnos mas por fim acabou o primeiro turno. No terceiro turno Crete constroi um barco para prosseguir com a sua expansão para as costas gregas. Thrace já chegava perto do inicio do norte da grécia, Assyria expandia-se e bloqueava Babylon de se mover mais para a turquia, Babylon mantinha-se na sua zona inicial e a expandir um bocado para o desertos arabes, e por fim Egypt subia o rio Nilo para se encontrar com o Mediterraneo.

Neste mesmo terceiro turno nascem as primeiras cidades, as primeiras mostras de cultura e poder das civilizações, e quem avança para esse futuro são Babylon com 1 cidade e ao lado Assyria também funda a sua cidade, enquanto isso Crete, Thrace e Egypt mantém-se a expandir e a sua população aumenta a olhos vistos. O que acontece também neste turno é que Egypt e Babylon levam um AST hit e não avançam na tabela devido a falta de cidades para permitir o avanço para a early Bronze Age.

 

No turno seguinte Egypt expande mais uma vez com os seus povos nomádas que não chegam a acordo onde construir a cidade e leva um AST Hit mais uma vez, Thrace avança para a frente e também funda uma cidade mas sem se preocupar pois ainda não chegou ao ponto de necessitar de cidades. Crete expande-se mais pela grécia a procura de população suficiente para avançar tecnologicamente para a early Bronze Age, Babylon funda a sua segunda cidade e avança como a primeira civilização a chegar a Bronze Age, Assyria não se preocupa com a crescente ameaça nas fronteiras e com o poderio que Babylon demonstra e apenas se expande este turno e acaba por levar um AST hit.

No final do turno Egypt encontrava-se atrás e Crete Assyria e Babylon ao mesmo nivel acima de Egypt.

 

No turno a seguir existe pela primeira vez guerra entre as nações o espaço é curto e Crete tenta avançar sobre o norte da Grécia a fim de se expandir onde se encontrava Thrace e funda 2 cidades. Thrace não fica atrás e funda outra cidade Babylon expande-se apenas a fim de aumentar a sua população, Assyria funda mais uma cidade e assim consegue avançar para a Bronze age. Egypt a fim de recuperar o tempo perdido constroi 3 cidades ao mesmo tempo e avança para o líbano e arábia saudita fazendo agora fronteira com Babylon. E assim começa o jogo a sério agora com todas as civilizações em ponto de entrarem na Bronze Age e a receberem recursos.

 

Thrace neste momento ocupava a sua posição inicial e navegava nas costas da turquia

Crete controlava a grécia e as ilhas

Assyria controlava a sua posição inicial até ao mediterraneo, fazendo fronteira no líbano com Egypt, chegando até meio da turquia onde encontrava Thrace.

Babylon controlava a posição inicial até ao iraque onde encontrava Egypt.

Egypt controlava a costa africana até ao líbano.

 

Ainda não existiam trocas comerciais entre as nações já que ainda estavam a ser feitos os elementos de ligação e os recursos escasseavam de alguma forma, mas no próximo turno os mercadores iriam entrar em acção.

 

Assim no 5º turno com todas as civilizações com 3 ou mais cidades a primeira calamidade avassala Crete com uma civil war, e quem ganha com isso é Babylon escolhida por ser a civ que se encontrava mais longe e sem razões para querer manter o território, sendo assim Babylon ganha controlo de uma cidade e de mais 2 regiões que duram 2 turnos até serem reduzidas por calamidades(Earthquake) ou ataques de Crete para reconquistar o território.

E o comércio começa após relembrar o que deveria ser feito e as razões de porque fazer assim começamos as trocas, na primeira sessão de trocas comerciais nada de especial aconteceu e não houve nada de marcante poucas trocas foram feitas devido a cada um possuir poucos recursos.

 

Por volta desta altura fez uma pausa para o almoço porque as pizzas tinham chegado e assim durante 1:30h o jogo parou, e começou-se a discutir como ia o jogo todos tavam a gostar mas os novatos já começavam a reparar que daqui a pouco tempo o jogo iria-se tornar mais complexo quando se tentava evitar as calamidades e explicou-se um pouco mais do que poderia sair.

Após o repasto dos deuses voltou-se a tentar controlar o mundo mais uma vez.

 

Thrace mais Crete e Assyria perderam um turno a tentar arranjar as 3 civics de tipos diferentes para conseguirem ultrupassar a Late Bronze Age enquanto que Babylon e Egypt avançavam sem problemas. Calamidades não paravam de acontecer a esta altura. Inundações apareciam em Assyria sem graves problemas, Terramotos avassalavam Babylon e Thrace, Guerras Civis beneficiavam o Crete enquanto dividiam a nação de Assyria. E agora Crete encontrava-se com territórios no líbano em fronteira com Egypt Babylon e Assyria e a posição não era boa. Os mares enchiam-se com Piratas e Crete reduzia cidades. Na verdade ninguem escapava imune ás desgraças. Saiam Epidemias e Fome ao mesmo tempo as nações por pouco aguentavam as cidades que tinham e em mts casos não conseguiam aguentar mas sempre sem perderem a sua Capital (apesar que a Capital mudava mtas vezes de sitio conforme as cidades que se mantinham vivas).

 

Crete chegou a arranjar a tecnologia de Metalworking e vendo a ameça que Crete agora se tornava Thrace no turno seguinte adquiriu também, todos procuravam Medicina e Pottery para combater a Fome e as Epidemias, todos criaram Leis a fim de combater as Guerras Civis.

 

No meio de isto tudo acontece um ponto de viragem no jogo quando Egypt consegue ser a única civilização em jogo com 9 cidades e a mante-las durante uns bons turnos, isto deveu-se a uma guerra civil em Thrace que beneficiou o Egypt e apanhou 2 cidades e mais uns 3 territórios na turquia. Aquelas 2 cidades extras iriam-se manter até ao fim do jogo pois Thrace nunca mais tentou recuperá-las ou não conseguia devido ás calamidades a sairem non-stop por todo o lado.

 

Ao verem a capacidade do Egypt de manter as cidades os emissários de Babylon arranjavam maneira de convencer as restantes civilizações de atacarem ou de alguma forma se virarem contra Egypt, os diplomatas do Egypt por sua vez tentavam fazer ver que as palavras vazias de Babylon eram apenas para o seu próprio proveito. Mesmo assim ambas as nações faziam trocas entre elas e Babylon dispensava calamidades para Egypt e Crete, Thrace passava-as a Assyria e Egypt, Assyria passava a Crete e Babylon, Egypt passava a Crete e tentava passar a Babylon mas algumas vezes viu-se forçado a passar a Thrace.

 

As civilizações apesar das desgraças que aconteciam pelo mundo continuavam a progredir em direcção ao futuro, e assim Thrace foi das últimas com dificuldade a entrar na early Iron Age, Crete também perdeu um turno tal como Assyria e Babylon, Egypt por sua vez consegue reunir as condições necessárias e não parou e entra na Early Age recuperando assim o tempo perdido que tinha tido na Early Bronze Age. As dificuldades acontecem para entrar na Late Iron Age em que Crete para avançar ve-se obrigada a fazer uma troca com Egypt que lhe iria dar o jogo e entao a troca de de 80 pontos em Cloth por 96 pontos em Bronze é feita e Egypt com o Bronze adquire a última civic necessária para o final do jogo que foi a Filosofia e Crete com os 80 pontos em Cloth mais a sua carta de Cloth na mão consegue adquirir a Democracia, durante esta troca Babylon tenta impedir a fim de impedir o avanço do Egypt que agora só precisava de se preocupar em manter as cidades vivas, Babylon também repara que se enganou na contagem dos turnos que faltavam e ve-se retida na tabela por falta de pontos perdendo assim hipotese de ser um dos finalistas.

 

Ainda assim no próximo turno são trocadas várias calamidades para o Egypt que acaba o jogo com apenas 3 cidades depois de ter o Império de 9, Crete também chega ao final com mais 2 cidades do que o Egypt. Assyria e Babylon ficariam um espaço atrás e Thrace 2.

Fazendo a contagem final entre o Egypt e Crete, Egypt sai vitorioso com 200 pontos a mais. Babylon fora da corrida também faz a contagem e diz que foi retida injustamente porque tinha mais 100 pontos que ambos os finalistas neste final de turno.

O jogo terminou pelas 10 or so da noite se não tou em erro portanto não demorou mt assim mesmo com 2 pessoas novas.

 

 

Momentos memóraveis nas trocas incluem Egypt a controlar todo o Sal do mundo, Babylon todo o Grain, Assyria com Grain também, e Crete com o Cloth. Também existiu Assyria a receber 3 calamidades directamente dos recursos e ainda mais uma trocada para ela, e ainda Crete e Egypt a falarem sobre se queriam fazer uma troca de calamidades entre ambos (um tinha o Iconoclasm&Heresy o outro tinha a Civil Disorder)

 

Uma calamidade que não chegou a afectar a ninguém foi Iconoclasm&Heresy já que só 3 civs chegaram ás 8 cidades Crete, Egypt e Babylon mas por pouco tempo. Outra calamidade gira era sair Flood várias vezes a Assyria que nunca lhe afectava.

 

-------------------------------------------------------

 

Aconteceram mais coisas durante o jogo mas se fosse falar sobre todos os pontos isto nunca mais acabava, e prefiro dar uma ideia geral e apenas focar sobre alguns pontos apesar de achar que desta vez aprofundei um cadinho mais no jogo.

Como sempre adoro este jogo tem tudo o que precisa e continua no topo da minha lista, e esta sessão não foi diferente além do mais consegui por uns amigos que há muito já estão pa entrar nas jogatanas, se calhar não o melhor jogo a experimentar de inicio mas eles ficaram interessados quando o viram e oportunidades destas não se desperdicam assim, únicas experiências antes foi risco e monopólio mais um ou outro mas nada de por ai além :p.

Feitas as contas segundo eles, gostaram do jogo e só é pena demorar o tempo que demora e por causa disso só daqui a um bom tempo é de deverá a ser jogado outra vez, mas não me importo muito pq tenho quase a certeza que daqui a uns tempos pedem para jogar de novo ^^.

Espero que tenham voçês gostado deste report =)

 

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

Belo report

Já tinha vontade de experimentar este jogo, e este relato ainda veio ajudar.

Talvez num destes encontros, hum hum? Blink blink, hint hint?

 


Top10:

inda bem que gostaste =) o

inda bem que gostaste =)

o unico impedimento é que se precisava de começar cedo e provavelmente era o único jogo que se iria jogar no encontro se for pa levar até ao fim (ha hipotese de acabar prematuramente).

 

---- Latest News ----

It lives!

Por mim, se a malta alinhar... Tongue out

 


Top10:

eu entro :p

eu entro :p é só arranjar mais 5

 

---- Latest News ----

It lives!

Bom Report mas...

Acho que é apropriado dizer-se, que um dos novatos, foi a sensação do jogo já que chegou ao final do jogo a par do Egipto, pegando na civilização segundo disseram, a mais difícil do jogo (Creta)

Na realidade Creta dominou por inteiro o jogo não terminando no 1º lugar devido a uma batota clara do Egipto numa das trades em que de boa fé Creta lhe deu cartas a mais quando não precisava do Trade, e recebeu uma calamidade (má fé portanto) em troca.

 

P.S. - Muito fixe o jogo, despertou o bichinho do civilization, coisa que duvidava que sucedesse em jogo de tabuleiro. Só não percebo como é que tens memória pa recordar destes pormenores todos do jogo, tiveste a tirar notas!?

 

lolol =)   Bem vindo com o

lolol =)

 

Bem vindo com o primeiro post a dizer mal de mim lol

má fé que foi recompensada com aquela troca de cloth para Crete poder chegar ao fim do jogo digamos :P

 

hmm únicas notas que tirei foi quem fundou as primeiras cidades e apanhou as primeiras calamidades de resto foi td de cabeça como é habitual =)

inda bem que gostaste ^^ =)

 

---- Latest News ----

---- Latest News ----

It lives!