o blogue de efernandes

Retrato de efernandes

Ausência e Reflexões

Infelizmente acabei por não poder ir ao último encontro. Minha filhota resolveu apanhar uma grande gripe e não havia qualquer hipótese de eu aparecer por lá.
Além disso acabei por emendar no Rock in Rio com o restaurante e simplesmente não tinha muito tempo nem cabeça para ver como estava a o site.
De qualquer maneira isto são águas passadas.
Aproveitei este tempo para descobrir que o exceletente livro Neverwhere do Neil Gaiman tinha não uma mas duas adaptações para RPG: uma lançada pela West End Games, como o famoso sistema D6 - Star Wars, Blood Shadows, Thank Girl - e outra pela Postmortem Studios.

Retrato de efernandes

Rock'n'Rio Lisboa

Hoje começa!

Se alguém do Abre o Jogo for ao Rock in Rio não se esqueça de me procurar já que o Rodízio das Massas vai estar lá e eu vou estar o tempo todo na praça de alimentação.

Abraços!

Retrato de efernandes

Quem entender que entenda

Uma pequena brincadeira que resolvi fazer com a malta aqui do Abre o Jogo...

Retrato de efernandes

Carta à Revista Bang

Mandei um E-Mail à revista Bang a falar do nosso site e da inclusão de conteúdo sobre RPG. Abaixo segue o texto:

Gosto muito da revista e comprei tanto o número zero, quando o primeiro número. Gostaria que a revista continuasse por muito tempo ainda embora preferisse um outro formato, em que houvesse menos contos e mais material, como por exemplo comentários sobre livros e sobre o cenário literário que tivesse a ver com fantasia, horror e romances históricos que, no fundo, é o seu nicho.

Aproveito para deixar a sugestão de no próximo número fazer uma apanhado sobre o RPG - Role Playing Game (Jogo de Representação) - aqui em Portugal já que os grande parte dos jogadores compram livros da Saída de Emergência e não há nada que combine mais com o jogo do que fantasia e ficção.

Eu próprio já tenho conversado com vários jogadores sobre a Bang e qual não foi a minha surpresa quando descobri que uma grande parte daqueles com que falei conhece a revista, tinha a colecção em inglês dos autores que vocês estão a publicar - E. Howard, Moorcock, Lovecraft - e agora tem comprado os livros em português.

Retrato de efernandes

Então fez-se o meeting

Afinal o encontro deste mês acabou por ser melhor do que o do mês passado. Confesso que fiquei a fazer hora para não chegar antes das 17:30 mas qual foi a minha surpresa quando descobri que realmente a malta tinha chegado em peso às 18:00...
Provavelmente é por que querer ir adiantando uma hora por mês até o encontro realizar-se logo após ao almoço (de preferência em um sábado)!
De qualuqer maneira adorei ver o pessoal simplesmente fugir do D20 com sistemas bastante diferentes como Dogs in the Vineyard, FUDGE, e muitos outros... tá certo! Eram quase todos fotocópias! Mas isto não vêm ao caso...
Quem ficou a chupar o dedo, infelizmente, foi o Ricardo já que no fim das contas sua sugestão sobre as fichas não funcionou muito bem... Ok! Houve muita malta que levou fichas prontas... mas quase ninguém perdeu muito tempo a examiná-las, talvez por estarem a olhar para um DVD espanhol sobre RPG e uma pilha de livros que variavam desde Vampire até D&D.
A gororoba fez-se bem. Mais uma vez acabei por comer da horrososa comida dos meus concorrentes.

Retrato de efernandes

O Rei da Montanha de Prata - Ano do Nosso Senhor de 1518

Portugal é senhor absoluto dos mares orientais. Naus e Caravelas partem todos os dias de Lisboa, rumo a uma longa viagem em busca de especiarias levando marinheiros cujo fim quase certo é a morte, seja por naufrágios, seja por doença ou mesmo pelos inúmeros inimigos que abundam a região. Apesar das dificuldades estes homens estão mais do que dispostos a correr os riscos por causa dos enormes lucros conseguidos. Os cofres do estado fervilham com as moedas oriundas da pimenta e do cravo.

Em meio a tanta euforia e tanta abundância, muitas e muitas léguas a oeste, jaz esquecido o paraíso terreno, a terra sem mal conhecida como Terra de Santa Cruz, cujos habitantes andam com suas vergonhas à mostras e devoram seus inimigos moqueados no fogo. Sua única riqueza, além da beleza estonteante, é o pau que anos mais tarde cederia seu nome à terra: Brasil.

Algumas poucas expedições oficiais se dignavam a tocar o sul da América. Entre cada aportagem passavam-se anos. Os únicos outros visitantes eram uns poucos comerciantes atraídos pela madeira vermelha e piratas franceses, revoltados por não poderem eles próprios comercializarem com os orientais.

Retrato de efernandes

Falam, Falam mas não os vejo a fazer nada - ou - A Síndrome dos Tribunais Portugueses

últimamente tenho acompanhado pelos jornais as notícias sobre os principais mega-processos que estão a decorrer pelos tribunais de nosso país... acho muito interessante que toda a gente que tenha:

Dinheiro, Padrinho e/ou Amigos políticos

Simplesmente acabe por não ser considerado arguído o que nos faz chegar à conclusão de que nos nossos tribunais toda gente fala, fala e, como se diz no Brasil, ACABE SEMPRE TUDO EM PIZZA,  ou seja, nunca dê em nada.

O que aconteceu com a cena do meeting... toda gente estava a discutir, dar opiniões. Uns eram a favor em uma sexta á noite, regado a cerveja e conversa agradável; outros eram a favor de jogatina, e outras cenas à luz do dia.

De repente, em meio à simulacionismos, joguismos e narrativismos o tópico morreu... Já que como nosso ilustríssimo Ricardo Madeira sabiamente postou, há novidades sobre o meeting, vamos dar um ponto final sobre o assunto e decidir se vamos variar alguma coisa ou continuar com mais do mesmo.

Retrato de efernandes

Encontro de Roleplayers - Triste realidade Portuguesa

Depois de ler a notícia aqui no site sobre o encontro de Roleplayers que iria acontecer dia 11 de Novembro, sexta-feira, na Devir Arena, resolvi pegar meu casaquinho e enfrentar o frio noturno para conhecer um ou outro indivíduos aqui do fórum.

Independentemente dos diversos obstáculos que tive que ultrapassar para chegar a Lisboa de transportes públicos e para encontrar a muito bem localizada loja da Devir, devo dizer o que vi superou de longe minhas piores espectativas.

O evento estava marcado para começar às 19:00 e cheguei um pouco atraso, pelas 19:30. Entrei na loja e imediatamente dei por mim a ver um local escuro com duas mesas duplas completamente repletas de jogadores de magic a mexerem nas cartas em um ritmo frenético.

Fui completamente ignorado apesar do meu olhar suplicante de quem precisava de uma informação, olhar que perdurou por alguns segundos para ver se algum destes se revelava ser um vendedor ou responsável pela loja disposto a atender um potencial cliente mas acabei por chegar a conclusão que, se tal figura existisse, deveria dar muito mais importância ao jogo de cartas do que ao seu brio profissional.