Projecto Refresh - Clans, Meuterer e Lost Valley

Retrato de Mallgur

Deixei passar demasiado tempo nas actualizações deste blog e por isso acho mais produtivo tratar dos regressos todos de uma vez no âmbito do Projecto Refresh.

Meuterer foi o segundo regresso à mesa.

Não foi tão bem sucedido como o Tempus. Em grande parte por causa do meu conhecimento das regras não ter sido suficientemente reforçado antes deste regresso. Fica a nota mental para fazer uma boa revisão das regras antes de tentar trazer de novo à mesa um jogo que já não se joga há muito tempo.

Um outro aspecto que terá contribuído para uma experiência não tão positiva prendeu-se com alguma falta de familiaridade com o jogo por parte dos outros jogadores que foram um pouco tímidos na realização de motins. O jogo depende um pouco dessa vontade em retirar o comando do barco a um jogador pois residem aí muitos pontos. Ninguém me conseguiu tirar o comando do barco na maioria das viagens, umas vezes por falta de apoio, outras por uma boa defesa, e daí adveio a maior parte dos pontos que me deram a vitória.

Também houve queixas de alguma falta de controlo sobre as cartas de mercadoria, apesar de o número existente no baralho ser público. Talvez seja um factor, mas penso que este foi mais notado precisamente pela falta de familiaridade com o jogo e confusão em alguns aspectos das regras.

Talvez um outro dia se volte a trazer à mesa, mas desta vez terei que me certificar melhor das regras.

O Clans foi o oposto. Jogou-se logo duas vezes seguidas, uma a três e outra a quatro. Também aqui me faltou algum cuidado na revisão das regras, mas não tanto. A simplicidade das mesmas também ajuda a que seja mais fácil esclarecer quaisquer dúvidas logo na hora. Penso que o jogo agradou a todos os participantes, reforçando a minha ideia de que este é daqueles jogos que consegue, com um conjunto muito simples de regras, oferecer aos jogadores uma experiência estratégico-táctica bem satisfatória num curto espaço de tempo.

Finalmente, Lost Valley foi também um bom regresso. Com a preciosa ajuda do Dugy conseguiu-se uma boa experiência de jogo, também repetida de imediato e com os mesmos jogadores. Neste caso as regras não ajudam tanto pois dão a ideia de que o jogo é mais complexo do que se passa na realidade. O segundo jogo foi bem mais interessante e renhido devido ao maior conhecimento de todos os envolvidos.

Entretanto o Projecto Refresh entrou em pausa. Em parte porque a TrincaCon acabou por me permitir trazer à mesa dois jogos que não jogava há bastante tempo, em parte porque também me dediquei um pouco mais a preparar a sessão de Here I Stand.

Agora há que pensar em novos títulos para colocar em fila de espera para este projecto... Candidatos assim mais à vista serão Wings of War, Razzia!, Street Soccer e Hare & Tortoise.