Exalted 2ed - um convite

Malta, este anuncio é um convite para jogar o rpg de fantasia da White Wolf, e estou a colocá-lo em vários sítios para uma melhor visibilidade.

Em Março vai sair a 2ª Edição do rpg de fantasia da White Wolf, o Exalted.

Para quem não sabe, o Exalted é um jogo passado numa mítica 2ª Era do Homem onde os jogadores tomam o papel de semi-deuses na Terra, perseguidos por uma Ordem Religiosa com material militar para os eliminar várias vezes, mas eles próprios com poderes suficientes para tomar de assalto um exército inteiro. Boas referências são as séries do Hercules e da Xena, e os filmes Tigre e Dragão.

Em Março/Abril, quando tiver lido e relido o livro base, vou começar uma campanha, que poderá ser semanal, quinzenal ou mensal, dependendo da vontade de todos, em local a designar, mas dependendo sempre do interesse demonstrado.

Digam-me se estarão interessados ou não, respondendo para aqui ou enviando-me PM.

E sem querer começar uma flame-war: Exalted é fantasia, mas não é fantasia D&D. Em D&D começa-se um pobre artritico armado de um quebra nozes e sobe-se até um poderoso guerreiro, com as melhores armaduras e as melhores técnicas de combate; em Exalted começa-se como um poderoso guerreiro e sobe-se até ficar um deus com poder para mudar o mundo inteiro. Compreendo que não seja para todos os gostos.

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

Ainda não vi nada desta

Ainda não vi nada desta nova edição a não ser imagens no site (ainda não tive paxorra para ler os posts) mas se é como dizes parece q mudou um pouco. A 1ª edição eles definiam aquilo como um mundo de fantasia com um gostinho de manga, com poderes e habilidades ao nivel de Ninja Scroll ou Dragon Ball Z. Melhor, aconselhavam a ver esses e outros animes para arranjar ideias do q se pode fazer in-game. O q é q mudou desta vez no mundo/sistema?


Light allows us to see, Darkness forces us to create...

 

No mundo em si julgo que

No mundo em si julgo que nada, até porque a 1ª edição descreve um mundo mais ou menos do tamanho da Terra em bastante pormenor, com suplementos a sair a torto e a direito.

Nas regras, aí acho que já mudam bastante; os Charms parece que estão melhor alinhados e compreensíveis e as regras também estão mais acessíveis.

Isto ainda é wishfull thinking, mas espero realmente que as regras sejam melhores desta vez.

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Hoje no site da White Wolf

Hoje no site da White Wolf dão um pequeno preview das regras:

http://www.white-wolf.com/exalted/index.php?line=news&articleid=390

E dizem que amanhã vão falar sobre combate.

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Nada de novo

As regras genéricas parece q ficam na mm, embora gostava q tivessem referido se o 10 continua a contar cm 2 sucessos na mm. Já tive a ver as outras, parece-me q são previews mais para quem n conheçe o mundo de exalted. Tou mm mais interessado nas regras de combate, já a primeira edição tinha um sistema +/- fixe, um dado para a iniciativa e o soak automático ajudam a tornar a coisa mais rápida, mas mm assim ainda são uma carneirada de dados smp q alguém quer mandar um papo-seco num ignóbil ser (sem contar os malfadados stunts), o q tornar td o combate demasiado lento, mas isso suponho q tb tenha a ver c algo q já havia discutido c o Rick sobre o exagero de pontuação inicial p fazer pcs. N tou a ver cm podem melhorar essa parte, mas é esperar.

O problema nem era isso, e

O problema nem era isso, e acho que é isso que eles querem resolver, pelo menos assim espero, que é o problema de várias "raças" terem sistemas diferentes, como é o caso dos Lunars que têm um sistema de status, os Sidereals que têm algo a ver com adivinhação ou artes marciais (não tenho certeza) e os Fae que têm o "shaping combat" que é radicalmente diferente de tudo o resto, e são sistemas que não se enquadram com o sistema do core, e não só, fazem os Solar Exalted parecer uns wimps. A grande esperança é que a 2ª edição corrija isso, vamos esperar e ver!

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Ainda n li o resto por isso vou só falar dos Lunars

O sistema de status dos Lunars pareceu-me bem construído, até pq n se integra mt nos sistemas de status genéricos do core, é preciso n esqueçer q é um mundo à parte e q tem qs como missão ser o oposto de td aquilo q a civilização apoio, ou seja qs td o q vem descrito no corebook hehe. O q faz q mm q tenhas 1.000 de status no mundo civilizacional, chegas ao mundo lunar e bates a bola baixinho, ng quer saber do teu status corrupto, queres mostrar o teu valor mostras segundo as regras deles e n há mais histórias, aliás, até vem no sistema de status deles, uma opção q permite pessoas de fora ganharem relevância dentro do seu mundo. Agora há coisas mal explicadas no livro q gostava de ver mais bem desenvolvidas, http://vampire.turnodanoite.com/viewtopic.php?t=296&postdays=0&postorder=asc&start=165 último post.

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

Sobre uniformização

Não consigo aceder a esse forum!

De qualquer maneira, a ideia é integrar o melhor possível todos os sistemas (acho), para que quando se abra um livro e lá venha um NPC qualquer (Lunar, Sidereal, Dragon Blooded) com os seus Charms, ou abilidades especiais, não tenha que se andar a correr dezenas de livros para achar o significado daquele Charm em especial, sabendo-se à partida que não se podem ignorar, sob pena de se perder tanto modificadores de combate, como de interacção social, etc.

Eu acho que é isso que se quer fazer, até pelo que se pode ler do site, mas não posso ter certeza sem ver primeiro.

De qualquer maneira, fiquem já a saber que iremos jogar Solars em Gem.

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Re: Sobre uniformização

Rui escreveu:

Não consigo aceder a esse forum!

Havia um pequeno erro no link do Red. Tomei a liberdade de o corrigir. Tenta outra vez!

Uniformização

Pois havia, ia agora corrigi-lo tb hehe.

Sobre a uniformização em si, acho q aqui vamos concordar em divergir hehe, pq eu até acho q o setting tá uniformizado demais, no sentido em q qq coisa c poderes em exalted funciona a motes (de notar q ainda n li fae e autochton), se calhar é de ter tado tanto tempo em wod que me habituei a ver "espécies" diferentes, c poderes diferentes movidas a "gasolinas" diferentes, mas pronto.

Se calhar o q tu referes como falta de uniformização, é apenas falta de organização na estrutura dos livros. Concordo q qd um GM abre um livro e vê um npc, n devia ter q tar a revirar mil folhas em mil livros p perceber o q um poder faz, no entanto, tb a dedução imediata n deve ser feita, a meu ver, à custa da despecialização (acho q a palavra existe) das espécies distintas. Se calhar, o q falta nesses livros é porem uma nota de rodapé, q mencione genéricamente o q fazem os poderes do personagem em causa, agora n me consigo lembrar mas julgo já ter visto uma coisa destas num livro de exalted mm, portanto ou foi o cratures of the wyld ou o games of divinity hehe, assim mm q o GM n tenha os livros específicos ou paciência p ir procurar, pode smp extrapolar um bocado com base nessas notas.

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

Re: Ainda n li o resto por isso vou só falar dos Lunars

RedPissLegion escreveu:

Trilogy Of The Second Age

Esta trilogia foi escrita mais ou menos ao mesmo tempo que o Exalted estava a ser escrito, e não espelha nada bem as coisas que se fizeram a seguir, uma vez que o mundo ainda estava em desenvolvimento, o escritor principal do Exalted ainda não era este que é agora, e as coisas ainda estavam meio indefinidas. Os livros que vêm a seguir estão muito melhores, tanto em termos de setting, história e interacção de personagens, como em termos de regras; em alguns consegues mesmo ver o stunt a ser descrito.

RedPissLegion escreveu:

A Day Dark As Night

A rapariga de 16 anos que descreves é a Harmonious Jade, a Night Caste pos excelencia e na minha opinião um dos personagens icónicos mais fixes do setting. :)

Este é o livro onde se podem ver os stunts a ser feitos, com uma história perfeitamente adaptável a qualquer grupo de rpg.

RedPissLegion escreveu:

Exalted: The Dragon-blooded

Não é neste livro que encontras o destino da Scarlet Empress, é nos dos Abyssal; ela supostamente fez um pacto com os Yozis para ter o poder para manobrar o Eye para mandar os Fae para as cucuias, e 1500 anos depois eles simplesmente cobraram o seu preço. Para onde achas que vão os Exalted capturados pela Wyld Hunt que não são mortos no sítio? Para serem transformados em Abyssal, tal como no pacto da Imperatriz Escarlate.

Depois o destino dela é lá com cada GM.

RedPissLegion escreveu:

Exalted: The Lunars

O que falha neste livro, além dos Charms, é o facto de os Lunars serem simplesmente brutos. Para quem é descrito como sendo os companheiros de cama dos Solar Exalted, ser de repente reduzido à condição de bárbaro não faz muito sentido, ainda menos sentido faz se pensarmos que ainda há por aí 4 ou 5 Lunars do tempo de antes da Imperatriz aparecer (Behemoth, Ma Ha Suchi, por ex) e que simplesmente ficaram parados no tempo. O Ma Ha Suchi só agora se começa a mexer, mas de resto nada de nada. Este é um dos pontos que se espera ver corrigido agora com a nova edição.

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Re: Ainda n li o resto por isso vou só falar dos Lunars

Rui escreveu:
RedPissLegion escreveu:

Trilogy Of The Second Age

Esta trilogia foi escrita mais ou menos ao mesmo tempo que o Exalted estava a ser escrito, e não espelha nada bem as coisas que se fizeram a seguir, uma vez que o mundo ainda estava em desenvolvimento, o escritor principal do Exalted ainda não era este que é agora, e as coisas ainda estavam meio indefinidas. Os livros que vêm a seguir estão muito melhores, tanto em termos de setting, história e interacção de personagens, como em termos de regras; em alguns consegues mesmo ver o stunt a ser descrito.

Bem eu curti bue estes livros, embora c as falhas q já referi, por isso fico já à espera de melhor para os próximos hehe

Rui escreveu:
RedPissLegion escreveu:

A Day Dark As Night

A rapariga de 16 anos que descreves é a Harmonious Jade, a Night Caste pos excelencia e na minha opinião um dos personagens icónicos mais fixes do setting. :)

Este é o livro onde se podem ver os stunts a ser feitos, com uma história perfeitamente adaptável a qualquer grupo de rpg.

Sim os stunts descritos e a história, o pano de fundo perceba-se, tb adaptei p uma aventura minha hehe, mas de qq maneira cm disse os personagens n me picaram mt, sim a Jade tem aquele coisa de Mogli p ali a funcionar duma maneira meio gira "ah e tal mundo, coisa nova", embora a maior parte das vezes pareça só uma rapariga birrenta, mas tb é suposto tem apenas 16 anos. De qq maneira continua a precisar duma exaltation mais bem explicada, a meu ver.

Rui escreveu:
RedPissLegion escreveu:

Exalted: The Dragon-blooded

Não é neste livro que encontras o destino da Scarlet Empress, é nos dos Abyssal; ela supostamente fez um pacto com os Yozis para ter o poder para manobrar o Eye para mandar os Fae para as cucuias, e 1500 anos depois eles simplesmente cobraram o seu preço. Para onde achas que vão os Exalted capturados pela Wyld Hunt que não são mortos no sítio? Para serem transformados em Abyssal, tal como no pacto da Imperatriz Escarlate.

Depois o destino dela é lá com cada GM.

Pois, eu tb percebi +/- isso qd num daqueles textos de intervalo de capítulos, o Yozi q é um dragão (agora n me lembro do nome dele), tem um diálogo c alguém q se vendeu a ele p ter o poder absoluto e n sei q. Também como o Abyssal é o meu próximo corebook em fila fico já a saber dessas coisas hehe, tb tinha percebido q os abyssal são solars corruptos qd li a preview do livro em q falavam da história dos Yozis terem dito aos death lords p irem p o fundo do mar, partir uma joia gigante, trazerem-lhes n sei qts almas de solars q tavam lá presas e q o resto podia ser p eles, dai a criação do Juggernauth se n tou em erro.

Rui escreveu:
RedPissLegion escreveu:

Exalted: The Lunars

O que falha neste livro, além dos Charms, é o facto de os Lunars serem simplesmente brutos. Para quem é descrito como sendo os companheiros de cama dos Solar Exalted, ser de repente reduzido à condição de bárbaro não faz muito sentido, ainda menos sentido faz se pensarmos que ainda há por aí 4 ou 5 Lunars do tempo de antes da Imperatriz aparecer (Behemoth, Ma Ha Suchi, por ex) e que simplesmente ficaram parados no tempo. O Ma Ha Suchi só agora se começa a mexer, mas de resto nada de nada. Este é um dos pontos que se espera ver corrigido agora com a nova edição.

Esse é q é um livro q eu quero ver mt mais bem explicadinho, agora na 2ª ed espero, pq há ali grandes falhas históricas.

Já agora, sabem se vão reditar tds os livros p 2ª ed ou é só o corebook(s)?

Re: Ainda n li o resto por isso vou só falar dos Lunars

RedPissLegion escreveu:

Já agora, sabem se vão reditar tds os livros p 2ª ed ou é só o corebook(s)

Boa pergunta!

Para já o que está previsto é:

Core
Storyteller's Companion (listas de inimigos, com varios exemplos dos vários Exalted)
Screen (que não sei o que tráz além de ser um bocado de cartão que divide o GM dos jogadores)
The Books of Sorcery Vol.1: Wonders of the Lost Age (magitech: armas, objectos, veículos e mechs)

E depois muita especulação, portanto ainda não te sei responder sobre se vão ou não ser relançados os fat-splats.

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Exalted Release Schedule

 

Lista de Livros a sair para Exalted 2nd Ed. (cortesia de um tal de Blaque do Exalted Wiki http://exalted.xi.co.nz/wiki/wiki.pl?ExaltedReleaseSchedule ):

Last updated January 31, 2005

Confirmed for 2006

Exalted Second Edition (March 20, hardcover, color)

Exalted Second Edition Character Sheet Pad (March 20)

Exalted Second Edition Storyteller's Companion(March 20)

Exalted Second Edition Deluxe's Screen (April 3)

Books of Sorcery #1: Wonders of the Lost Age (May 1)

 

Confirmed, But No Date

Exalted: the Dragon-Blooded Second Edition

Exalted: the Lunars Second Edition

Exalted Second Edition Dice

 

Mentioned, but No Confirmation

Exalted: the First Age

Exalted: the Terrestrial Shogunate

The Empress' Return (Hardcover)

Realm Civil War

Exalted: the Infernals (hardcover)

 

Confirmed, but No Titles

Settings Book: The Realm Seperate from the Dragon-Blooded book.

The Scavenger Lands New for Second Edition.

 

Spiffy Merchandise

Exalted Second Edition T-Shirt (Febuary 13)

Exalted TCG Currently delayed until after Second Edition. Which might be as late as 2007 according ot the latest mailing list message.

Exalted Video Game Possibly indefinately on suspension. The company that was doing it went under.

É de notar que vão sair dois livros sobre o realm (um Direction Book só para a Blessed Island!). Podem começar a sonhar com os livros quando quiserem... :)

"Se alguma vez sou coerente, é apenas como incoerência saída da incoerência." Fernando Pessoa

sopadorpg.wordpress.com - Um roleplayer entre Setúbal e Almeirim
Ludonautas Podcast - Viajando, sem nos movermos, pelos mundos do RPG

The Thunder in Dice

RedPissLegion escreveu:

ainda são uma carneirada de dados smp q alguém quer mandar um papo-seco num ignóbil ser (sem contar os malfadados stunts), o q tornar td o combate demasiado lento, mas isso suponho q tb tenha a ver c algo q já havia discutido c o Rick sobre o exagero de pontuação inicial p fazer pcs.

Por acaso, não me lembro desta discussão, mas, de facto, já disse aqui que o sistema de combate de Exalted tem tendência para criar cenas de mais de hora e meia a lançar dados. Suponho que isto não veio a ser muito alterado em segunda edição. Eu pessoalmente acho que atirar baldes de dados faz parte do charm (perceberam? trocadilho :P) de Exalted. Alguns truques que eu uso para ter isso em conta é:

- Não fazer partys com mais de três jogadores.

- Não mestrar para grupos completamente inexperientes, misturar alguém que já saiba usar as regras.

- Puxar ao máximo pelos jogadores para que descrevam de forma fantástica tudo o que façam - quer isso dê stunt bonus ou não - de forma a que um combate seja das cenas mais divertidas da sessão, mesmo que se torne longa. 

- De acordo com o ponto anterior, põr os NPCs adversários a tentarem fazer stunts sempre que possam e a ganharem bónus por isso. É a maneira mais certa de põr os jogadores a tentarem também fazer stunts.  

- Ignorar a necessidade de lançar para dano se o número de dados for considerável e especialmente se se tratarem de meros extras.

- Criar todas as condições para que a gestão do combate seja o mais fácil possível. Todos os jogadores devem ter dados, alguma coisa para marcar essência e ter escrito à frente deles o que é que lançam para fazer o quê.

- Tentando manter a coerência da história, fica sempre bem começar a sessão com um grande combate e acabar com outro, gerindo nesse sentido o tempo que seja necessário. Uma sessão de Exalted deve ter, no mínimo, três horas. 

Re: The Thunder in Dice

Rick Danger escreveu:

Por acaso, não me lembro desta discussão

Foi no forúm de vampire, qd eu referi q achava que a pontuação inicial dada aos jogadores p fazerem os personagens é excessiva, e q isso pode tornar o sistema mt pesado tendo smp de se recorrer aos baldes de dados q referiste, acho q se fosse dada menos pontuação podia-se tornar a coisa mais rápida.

Eu qt aos stunts nc gostei mt, acho q esse tipo de prémios é mt mais bem empregue traduzido em xp do que em ainda mais dados p fazer uma acção, um prémio mais baixo se n conseguir fazer e um mais alto se conseguir, assim alicia-se smp mais os jogadores a manterem-se imaginativos, ao invés de apenas baterem nos maus com um mace, tal cm no exemplo do corebook hehe.

Re: The Thunder in Dice

RedPissLegion escreveu:

Eu qt aos stunts nc gostei mt, acho q esse tipo de prémios é mt mais bem empregue traduzido em xp do que em ainda mais dados p fazer uma acção, um prémio mais baixo se n conseguir fazer e um mais alto se conseguir, assim alicia-se smp mais os jogadores a manterem-se imaginativos, ao invés de apenas baterem nos maus com um mace, tal cm no exemplo do corebook hehe.

Hein? Onde raios acontece isso? Eles no Core o que fazem é suplicar aos jogadores que façam stunts a torto e a direito!

E a parte dos dados, já sobejamente discutida, é parte integral do sistema de Exalted... é como as mulheres, não se pode viver sem elas e não se pode matá-las!

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Re: The Thunder in Dice

Rick Danger escreveu:

Por acaso, não me lembro desta discussão, mas, de facto, já disse aqui que o sistema de combate de Exalted tem tendência para criar cenas de mais de hora e meia a lançar dados. Suponho que isto não veio a ser muito alterado em segunda edição. Eu pessoalmente acho que atirar baldes de dados faz parte do charm (perceberam? trocadilho :P) de Exalted.

Vocês estão doidos! A parte dos stunts é a parte mais fixe do jogo! ;):D

No entanto, concordo que a parte do laçar 60 dados (Padeira ajuda-me nisto!) é terrível! Nem eu tenho 60 dados de 10, tenho 20 ;)

Rick Danger escreveu:

Alguns truques que eu uso para ter isso em conta é:

- Não fazer partys com mais de três jogadores.

Não concordo. Não é pelo combate durar muito ou pouco que vais deixar de ter vários jogadores à mesa. Pela mesma maneira, o Exalted está feito para se jogar a 5 jogadores, com o Circulo Perfeito como guia. Ou talvez até mais, a ultima sessão que fiz de Exalted tinha o Circulo Perfeito mais um Lunar e não foi pelo combate que a coisa foi abaixo.

Rick Danger escreveu:

- Não mestrar para grupos completamente inexperientes, misturar alguém que já saiba usar as regras.

Concordo em parte, e acho que talvez fosse um bom conselho para outros jogos. A parte onde não concordo, é que em grupos onde não haja pessoas a saber as regras há menos regras para o GM se preocupar, e portanto o jogo flui melhor. Eu há várias regras que não me preocupo em saber de cor, simplesmente mando o jogador rolar uns dados e decido conforme o resultado. Se houver muita gente a saber as regras, aí sim, convém que o GM se apoie nesse jogador.

Rick Danger escreveu:

- Puxar ao máximo pelos jogadores para que descrevam de forma fantástica tudo o que façam - quer isso dê stunt bonus ou não - de forma a que um combate seja das cenas mais divertidas da sessão, mesmo que se torne longa. 

Regra mais que óbvia para Exalted. ;)

Rick Danger escreveu:

- De acordo com o ponto anterior, põr os NPCs adversários a tentarem fazer stunts sempre que possam e a ganharem bónus por isso. É a maneira mais certa de põr os jogadores a tentarem também fazer stunts.  

Ditto. ;)

Rick Danger escreveu:

- Ignorar a necessidade de lançar para dano se o número de dados for considerável e especialmente se se tratarem de meros extras.

Rick Danger escreveu:

- Criar todas as condições para que a gestão do combate seja o mais fácil possível. Todos os jogadores devem ter dados, alguma coisa para marcar essência e ter escrito à frente deles o que é que lançam para fazer o quê.

Ter já alguns resultados rolados numa listinha, e ir riscando, por ex. Ter determinadas as caracteristicas gerais de combate dos NPC's, assim como uma habilidade especial ou outra que eles possam usar mais vezes, e recorrer a essas cábulas.

Rick Danger escreveu:

- Tentando manter a coerência da história, fica sempre bem começar a sessão com um grande combate e acabar com outro, gerindo nesse sentido o tempo que seja necessário. Uma sessão de Exalted deve ter, no mínimo, três horas.

Sim. E à boa maneira dos filmes de HK onde Exalted também se baseia, por os jogadores contra pelo menos 50 mooks, para mostrar que são os melhores. ;)

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Re: The Thunder in Dice

Rui escreveu:

Vocês estão doidos! A parte dos stunts é a parte mais fixe do jogo! ;):D

Calma eu n estou a dizer q n gosto dos stunts (pronto disse mas foi pq me expliquei mal hehe), mt pelo contrário acho o setting de exalted fixe tb por isso, pela possibilidade de no mm golpe espetares a tua espada num gajo e c o pé dares um biqueiro na mão de outro e faze-lo assim engolir a sua arma, e assim mais coisas do arco-da-velha hehe. No entanto acho é q isso foi mal transposto em termos de sistema, acho q esse tipo de cenas era mt melhor servido se fosse traduzido em xp do q em ainda mais dados p cima da mesa, só isso.

Agree to Disagree

RedPissLegion escreveu:

Calma eu n estou a dizer q n gosto dos stunts (pronto disse mas foi pq me expliquei mal hehe), mt pelo contrário acho o setting de exalted fixe tb por isso, pela possibilidade de no mm golpe espetares a tua espada num gajo e c o pé dares um biqueiro na mão de outro e faze-lo assim engolir a sua arma, e assim mais coisas do arco-da-velha hehe. No entanto acho é q isso foi mal transposto em termos de sistema, acho q esse tipo de cenas era mt melhor servido se fosse traduzido em xp do q em ainda mais dados p cima da mesa, só isso.

Eu diria que estás a passar ao lado de uma ideia base do setting: coisas espetaculares têem mais probabilildade de acontecer que no mundo real. Isto vem algures escrito no corebook. É mesmo para põr os stunts a dar mais dados, é a consequência directa no sistema daquilo que se pretende com o jogo.

Além disso, para benefício dos que não conhecem tanto Exalted, devo fazer a resalva que um stunt não tem que ser necessariamente descrito durante um combate e, mesmo num combate, não tem obrigatoriamente que classificar uma multiple action complexa, pelo contrário. O que importa é que a personagem faça alguma coisa dramaticamente fixe - ou que seja descrita dessa maneira.

Eu também, normalmente, não gosto de um sistema com baldes de dados. Exalted é o único jogo em que, não só perdoo o facto, como começo a chuncalhar os d10s com um sorriso :)

Completamente de acordo,

Completamente de acordo, Rick!

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Não é tar-me a passar ao lado

Eu percebo a ideia deles mas simplesmente n concordo, concordo plenamente q exalted e um setting onde o impossível deve ser a regra, seja a nível de combate ou n, apenas n gosto da mecânica da coisa hehe, por mim n é c dados q se deve recompensar os jogadores mas sim c xp, até pq p ajudar à probabilidade dessas coisas acontecerem, já existem vários charms a chutar dados p a pool e outros q ajudam o jogador a pratica-los sem grande esforço, lembro, por exemplo, o fabuloso Graceful Crane Stance (nivel 1) onde o jogador só rola athletics se tiver a saltar de galho em galho, numa noite sem lua e durante uma tempestade de neve hehe. Acho simplesmente, q mais dados é redundante e o jogador fica melhor servido c xp como recompensa à sua imaginação e criatividade dentro de jogo.

Exalted torna-se Feng Shui?

Pelo aspecto das ultimas previews no site, parece mesmo que sim!

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Feng Shui? Are u mad?

Rui escreveu:

Pelo aspecto das ultimas previews no site, parece mesmo que sim!

 

bacano, tive lá agora e n cheguei a essa conclusão!

Pelo que percebi, eles querem distanciar a cena dos turnos do WoD, e torna-la uma beca mais "Matrix"... Agora gostava é de perceber o que eles entendem pela "Speed" da tua arma alterar os "Ticks"... mas isso só mesmo fazendo uma demo do combate com essas novas regras!  

Ticks = turnos?

Posso ter percebido mal, mas a cena dos ticks parece-me apenas outra palavra p turno. Achei foi bué mal a cena de terem complicado as iniciativas, tava mt bem a cena de somar perception+wits e dps somar o resultado ao lançamento de um d10, bué rápido e eficaz na minha opinião e duvido q vá aplicar este novo roll se alg vez fizer GM disto. Fiquei foi sem perceber a cena da speed tb, será q conta apenas p multiplas-acções? pq eles falam q cada um age de acordo c a pontuação da iniciativa, é pq rolas apenas iniciativa uma vez e dps durante o combate age 1º quem tiver maior pontuação de speed na arma/técnica de ataque/etc?

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

Ticks = os novos turnos

RedPissLegion escreveu:

Posso ter percebido mal, mas a cena dos ticks parece-me apenas outra palavra p turno.

Turno, pra mim, é a cena dos 6 segundos, tal como referem no manual do Exalted 1st edition... agora pra eles, Tick é +/- 1 segundo

Retirado do site da White Wolf:

"Combat time passes in abstract increments called ticks, each of which is approximately one second long by default."

http://www.white-wolf.com/index.php?line=news&articleid=391 

Os Ticks!

Epá, não me perguntem como sei isto, porque não vos sei responder. Julgo que há muitos meses atrás li uma discussão qualquer sobre Ticks algures na RPG.net, não faço ideia a propósito de que jogo.

Não sei se isto é válido para o vosso Exalted, mas naquele jogo os ticks eram uma forma de fazer passar o combate SEM TURNOS. O combate é freeform; as acções dos personagens demoram um número variável de ticks e só quando passam esses ticks é que as personagens podem fazer outra acção. Assim, o personagem A pode fazer, por exemplo, duas acções de 5 ticks enquanto o personagem B opta por uma acção mais complexa de 10 ticks. Como acho que é perceptível, isto não tem nada a ver com o conceito de turnos; é um bicho completamente diferente. Será isto?

sim, é isso!

Tás lá rapaz, é mesmo isso! Mas eu quero ver é como isso vai funcionar, "matematicamente" falando, e se o combate vai se tornar mais rapido e divertido dessa forma!

O Zé é que devia ver isto

Eu acho que isso é Feng Shui porque o FS também usa ticks, que funcionam assim: toda a gente rola iniciativa, e o nº que calha é a ordem que se mexe; por ex, eu tiro 9, plasmas 3, e ricmadeira, 6. Aqui plasmas age no tick 3, ricmadeira no tick 6 e eu no tick 9, repentido-se as coisas nos turnos seguintes.

É assim que o FS funciona, em traços muito gerais, por isso talvez seja também a força de funcionar do novo Exalted. Eu acho que o FS funcionava bem (só não gostava do sistema deles), e por isso talvez funcione bem também no Exalted. Vamos ver.

Entretanto, hoje chega-me o Firefly e amanhã os livros que me faltam de Exalted; tirando a nova edição, já tenho tudo. :)

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

the Feng Shui connection

Rui escreveu:

Eu acho que isso é Feng Shui porque o FS também usa ticks, que funcionam assim: toda a gente rola iniciativa, e o nº que calha é a ordem que se mexe; por ex, eu tiro 9, plasmas 3, e ricmadeira, 6. Aqui plasmas age no tick 3, ricmadeira no tick 6 e eu no tick 9, repentido-se as coisas nos turnos seguintes.

Não é isso que distingue Feng Shui. O que se passa é que começas tu a fazer coisas e tens vários tipos de acções que podem "gastar" mais ou menos ticks. Por exemplo, um soco gasta 1 tick, mas um pontapé já pode gastar 2 e se for rotativo gasta 3. Como o ricmadeira vai agir aos 6, tu, estando nos 9, tens tempo para, de acordo com o exemplo, fazer três socos (1+1+1), soco e pontapé (1+2), um rotativo (3) ou mesmo dois pontapés (2+2) antes de ele ter oportunidade para agir.

Se Exalted funcionar assim, o Speed tem que ser algo que faça as tua acções custar menos ticks ou que simplesmente dê um bónus ao teu lançamento de iniciativa. 

Já agora, Feng Shui pode ser um bocado cheesy, mas também rula! :) 

Isso!

Dá-me impressão que é isso, sim. Posso estar enganado, no entanto.

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Nos foruns da White Wolf há

Nos foruns da White Wolf há uma discussão sobre isto:

http://forums.white-wolf.com/viewtopic.php?t=32786

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

GURPS ;)Outro aspecto de um

GURPS ;)

Outro aspecto de um sistema de Ticks é que a acção seguinte do personagem começa a contar a partir do fim da acção anterior da mesma personagem, não começando todas as personagens a contar para as acções ao mesmo tempo, excepto no principio do combate! Isto tava subentendido no teu post anyway.

[B0rg]
We r all as one!!
We are The Borg. We are Eternal. We will return. Resistance is Futile...

If freedom is outlawed, only outlaws will have freedom.

Exalted, será que é desta?

Rui, conta comigo. já sabes que só depende do dia/hora!

Tou interessado no Exalted 2nd edition principalmente pela mudança das regras (dizem os senhores da WW), e tb por estar interessado em saber como pretendes fazer a evolução dos persos.

Como já sabes, as nossas 2 tentativas de fazer uma campanha de Exalted não foram felizes, da minha parte como GM foi por ter feito um mau trabalho de pesquisa do setting, e no teu caso foi do comboio já estar desmotivado depois da minha má performance. Eis agora opiniões para se fazer uma boa campanha de Exalted 2nd edition:

1º) Fazer a Exaltação da malta, de pref um a um, ou juntar a malta toda (devido à razão A ou B) e fazer logo isso duma vez, fazendo apenas os jogadores ter direito aos 5 charms iniciais (isto pq ter logo 10 duma vez foi 1 dos grandes probs de qd jogamos aquilo... nunca ninguem sabia o que podia fazer ou não podia fazer, era uma grande confusão mesmo!)

2º) Fazer a malta merecer as armas xuladas, ou o seu companheiro/animal de viagem = sim, que isto de tar a gastar bolinhas logo pra ter isso acho mal, e depois não damos o devido respeito pelo que temos... acho que é uma questão de educação do perso... se ganhares a cena com muito custo, já tens mais cuidado com ela!

3º)  Cortar as maiorias dos backgrounds aos persos, ou então obrigar a malta a dar uma muito boa satisfação em ter certos e determinados backgrounds (exemplo = Resources a 4/5, Fame a qq coisa, Herd idem, etc)... Isto n é pra "tramar" a malta, mas sim para lhe dar alguma fluidez ao inicio da campanha. Ao principio ninguem se conhece, de repente somos algo que é escorraçado por quase toda a criação, e acho que esse é sempre um bom storyline para se seguir, em vez do "eu já tou na cidade e já sou exalted há bués!"

 

Se tiver mais alguma ideia, poderei escreve-la aqui ou falar contigo no proximo fds, na campanha de MnM, se quiseres.

Re: Exalted, será que é desta?

plasmas escreveu:

1º) Fazer a Exaltação da malta, de pref um a um, ou juntar a malta toda (devido à razão A ou B) e fazer logo isso duma vez, fazendo apenas os jogadores ter direito aos 5 charms iniciais (isto pq ter logo 10 duma vez foi 1 dos grandes probs de qd jogamos aquilo... nunca ninguem sabia o que podia fazer ou não podia fazer, era uma grande confusão mesmo!)

O que eu estava a pensar era, das duas uma, ou eu fazia o personagem com o jogador ao pé, ouvindo o jogador com o seu conceito e eu ajudando com as minhas ideias, ou eu fazia persos para toda a gente, para que não houvesses esses problemas. Exalted com 5 charms ainda são muito acima de qualquer mortal, mas parece-me que ainda abaixo de qualquer Dragon Blooded.

plasmas escreveu:

2º) Fazer a malta merecer as armas xuladas, ou o seu companheiro/animal de viagem = sim, que isto de tar a gastar bolinhas logo pra ter isso acho mal, e depois não damos o devido respeito pelo que temos... acho que é uma questão de educação do perso... se ganhares a cena com muito custo, já tens mais cuidado com ela!

 É a mesma coisa que no anterior: se tiveres Artifact a 5 não começas logo com A Espada Que Vai Acabar Com O Mundo, mas ha-de haver uma sessão para a encontrar.

plasmas escreveu:

3º)  Cortar as maiorias dos backgrounds aos persos, ou então obrigar a malta a dar uma muito boa satisfação em ter certos e determinados backgrounds (exemplo = Resources a 4/5, Fame a qq coisa, Herd idem, etc)... Isto n é pra "tramar" a malta, mas sim para lhe dar alguma fluidez ao inicio da campanha. Ao principio ninguem se conhece, de repente somos algo que é escorraçado por quase toda a criação, e acho que esse é sempre um bom storyline para se seguir, em vez do "eu já tou na cidade e já sou exalted há bués!"

Concordo com a parte do "justificar" os backgrounds, mas aponto também que isso vem no seguimento de uma politica minha no rpg, como aliás já deves ter reparado.

PS: Foi estranho ter alguém chamado "plasmas" a responder-me conhecendo tudo sobre as cenas de Exalted, 1º que percebesse que eras tu tive que dar muitas voltas!

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Plasmas? Quem é o Plasmas? :P

Rui escreveu:

PS: Foi estranho ter alguém chamado "plasmas" a responder-me conhecendo tudo sobre as cenas de Exalted, 1º que percebesse que eras tu tive que dar muitas voltas!

Assumi que sabias o meu nick nos foruns! 

 

Sobre os 5 charms, a ideia seria só ter esses 5 nas 1ªs, sei lá, 3 sessões... depois disso,  a malta ficaria com os restantes, como dita as regras... assim até dá pra fazer um pequeno play-test do perso, para saber o que melhor se identifica com ele! 

Invitation

Em geral, estou a chegar à conclusão que Exalted foi a melhor coisa que a White Wolf fez neste século :)

Consegui começar a comprar e a jogar cedo (até há um ano atrás tinha a colecção quase completa), tendo tido pelo menos uma campanha que correu bastante bem. Como mestre-jogo, foi o RPG que, no concreto, me permitiu exercitar dizer "sim" aos meus jogadores. Não há nada que possa ser considerado "over the top" em Exalted. Essas possíveis limitações que estão a considerar colocar podem ser boas, não para controlar o poder das personagens, mas para permitir aos jogadores irem aprendendo o que podem fazer com elas. Começar já com montes de Charms, Artefactos, Manses e etc. pode ser um bocado pesado para jogadores inexperientes com o sistema.

Se acharem útil uma introdução ao setting, sugiro que espreitem este hand-out que escrevi para começar uma campanha:

http://www.deviantart.com/deviation/4140215/

Foi escrito a pensar em jogadores habituados a World of Darkness que precisam de se habituar a criar personagens num estilo mais épico.

Have fun! I know I did. 

Obrigado pela dica, Rick!

Obrigado pela dica, Rick! Julgo que neste caso não será necessário, da 1ª vez que jogámos eu disponibilizei tudo e mais alguma coisa, o plasmas até deu uns scans e tudo pró pessoal ler. Da minha malta toda a gente tem uma ideia do que o Exalted é.

Quero é malta de fora para jogar.

Se isto realmente for prá frente, estarias interessado?

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

coming full circle

Rui escreveu:

Quero é malta de fora para jogar.

Se isto realmente for prá frente, estarias interessado?

Tava mesmo a precisar de jogar qualquer coisa, claro que estou interessado. No entanto, de experiência falo que mais do que três pessoas numa party começa a tornar-se um bocado pesado para jogar, nomeadamente para fazer avançar um combate. Quantos são e aonde se encontram?

Vencer a barreira da distância!

Epá, vocês não consultam os perfis uns dos outros?

Um de vocês está em Lisboa e o outro no Porto! Não me parece que vá resultar assim tão facilmente... o que é mesmo uma pena.

O que conta é a intenção!

Imagina: em casa do Padeira, com Skype dum lado e do outro, 5 pessoas numa casa na Terrugem, outra pessoa numa casa no Porto... é Exalted, é suposto ser Over The Top! :D

Se ele ainda por cima conseguir disparar 500 setas em 6 segundos, melhor!

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Apresenta-se para recruta

Eu e outra pessoa tamos de momento no meio de um horário um bocado complicado, no entanto gostavamos de jogar também, depende é um bocado do local e disponibilidade acordada por todos.

P.S.: cá está o meu primeiro comentário ric hehe, tinha que ser a luz do grande Unconquered Sun para me tirar das sombras do portal.

Re: Apresenta-se para recruta

RedPissLegion escreveu:

P.S.: cá está o meu primeiro comentário ric hehe, tinha que ser a luz do grande Unconquered Sun para me tirar das sombras do portal.

Ena pá, eu pensei que estava a ler mal e que isto era um comentário do João Mariano! Raios e coriscos! O portal está a uns quantos dias de fazer um ano de existência e o Red postou pela primeira vez cá; se isto não é desculpa para abrir o champanhe e louvar Deus Nosso Senhor, não sei o que é!

E tens que agradecer a quem,

E tens que agradecer a quem, diz lá? ;)

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Eu, confundido pelo RedPiss?

Eu, confundido pelo RedPiss? :D

Não deixa de ser engraçado porque: 1) eu efectivamente conheço o RedPiss; 2) conhecemo-nos por causa de os dois gostarmos de Exalted e falarmos disso na net; 3) também gostava de alinhar no jogo e ainda mais com ele; 4) ainda no outro dia falamos de tomar um cafézinho; 5) se visses a figura da sua pessoa não podíamos ser mais diferentes! :D

Temos mesmo que celebrar o 1ª ano e era giro arrastarmos toda a gente que conseguirmos que estivesse na lista! :)

"Se alguma vez sou coerente, é apenas como incoerência saída da incoerência." Fernando Pessoa

sopadorpg.wordpress.com - Um roleplayer entre Setúbal e Almeirim
Ludonautas Podcast - Viajando, sem nos movermos, pelos mundos do RPG

Vamos a isso!

Se os dois alinharem, mais o Padeira, o Tiago e a Inês, temos um Circulo Perfeito!

"Not like you killed someone
It's Not like you drove a spiteful spear into his side
Talk to Jesus Christ
As if he knows the reasons why
He did it all for you
Did it all for you
He did it all for you"

Lai lai lai

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Finders Keepers

Seja, eu fico c o Dawn hehehe.

Night! Night! Night! Night!

Posso ficar com o Night?

Mil perdões!

Só vi isto agora, desculpem!

Podemos falar sobre isto quando tiver o jogo? Em vez de se assumir quem fica com o quê, fazemos o background dos personagens e depois o Unconquered Sun (para não dizer o GM...) decide qual dos backgrounds melhor se adequa à Casta - com dicas do jogador, claro. ;)

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Ou talvez não...

 

Acho que me deixei levar um pouco pelo entusiamo e não me lembrei dos meus compromissos já existentes relativos ao RPG. Além do mais já tens jogadores suficientes. Talvez para a próxima. ;)

By the way. Nice quote!

"Se alguma vez sou coerente, é apenas como incoerência saída da incoerência." Fernando Pessoa

sopadorpg.wordpress.com - Um roleplayer entre Setúbal e Almeirim
Ludonautas Podcast - Viajando, sem nos movermos, pelos mundos do RPG

broas,ja agora

tambem digo alguma coisa.....vim aki por kausa de Mnm(sim sou o link),e mesmo o rui sabendo a minha resposta eu decidi juntar a minha voz aki á malta......os k me conheçem sabem k tenho 1 prob patologico com os baldes de dados...mas mesmo assim ja joguei exalted...e vou voltar a faze-lo pork é um sistema k da bastante liberdade para tal como foi dito fazer cenas over the top!!!!a ver é se na acaba komo a ultima em k so sobrevivi eu!!!!!meu rico lunar.....era alto perso

fikem

"Spartans! Enjoy your breakfast, for tonight we dine in Hell!"

Ainda o convite para Exalted

Malta

Comprei os pdf's de Exalted à venda no DriveThruRPG, e tenho livro a chegar a qualquer momento.

Estou a ler as regras enquanto escrevo isto (bom, talvez não exactamente...).

Os que se mostraram interessados em jogar comigo, podem começar a enviar-me os seus backgrounds de personagens para o email: ruianselmo@hotmail.com.

Por enquanto enviem apenas o vosso background, com um catch: todos os personagens começam ou como escravos gladiadores, ou como trabalhadores para o homem que vos comprou. Mais pormenores, enviem-me mail e falamos.

Abraços!

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Eu não conheço bem o

Eu não conheço bem o cenário mas já ouvi falar muitíssimo bem do exalted. Se estiverem a pensar num jogo eu sou candidado mas não posso enviar um backgroound pois não conheço direito como já disse

Eduardo Fernandes Café

O conhecimento pode ser teu

O conhecimento pode ser teu se consultares o www.white-wolf.com/exalted. ;)

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Por acaso tenho umas ideias mas...

Sinto-me tentando aceitar o convite apesar de ter pouca disponibilidade. Gostava de experimentar o jogo como sendo jogador antes sequer de correr o meu e tive uma ideia para um antigo eunuco a braços com um amor impossível de consumar mas que trará consequências trágicas para ele e para toda a criação.

Talvez se podesse arranjar uma razão in-game para facilitar a possível ausência prolongada do personagem se tal acontecesse?

De qualquer modo quando e aonde se vai jogar a série dos "Príncipes da Criação?"

Thanks.

"Se alguma vez sou coerente, é apenas como incoerência saída da incoerência." Fernando Pessoa

sopadorpg.wordpress.com - Um roleplayer entre Setúbal e Almeirim
Ludonautas Podcast - Viajando, sem nos movermos, pelos mundos do RPG

Fórum para a campanha

Camaradas,

Criei um forum para a campanha de Exalted que vou fazer.

Todos são bem vindos, não apenas os que irão jogar!

Podem vê-lo aqui:

http://www.phpbbplanet.com/forum/index.php?mforum=exaltedportugal

Abraços!

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Uma questão de nome!

Citação:
Rui,

Apesar de não poder jogar na vossa campanha de Exalted porque já estou comprometido em jogar esse mesmo jogo com outras pessoas e não há tempo para tudo não deixo de ter curiosidade pelo andar da campanha.

Inscrevi-me no fórum e reparei em duas coisas que gostaria de te chamar à atenção mas não o posso fazer no fórum porque não tenho autorização para fazer posts. São pormenores aparentemente menores mas já que sou professor de Português aqui vai:

- Escreve-se "Príncipes" e não "Princípes". Há que fazer justiça à nobreza dos escolhidos do Sol Invicto, certo?! :)

- No fórum "Análise Superior do Codex Proeminente" tens Codex mas em português escreve-se Códice.

Continua com o bom trabalho e a ver se trocamos notas!

Até mais!

"Se alguma vez sou coerente, é apenas como incoerência saída da incoerência." Fernando Pessoa

sopadorpg.wordpress.com - Um roleplayer entre Setúbal e Almeirim
Ludonautas Podcast - Viajando, sem nos movermos, pelos mundos do RPG

Nomes e nomes

Certo!

Só depois reparei nisso, mas já iz as alterações.

Obrigado pelas dicas!

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Exalted Fresquinho!!!

Recebi nem a 10 m a nova edição de Exalted e posso-vos dizer que está refrescantemente colorido e apresentável e até tem papel lustroso que faz justiça às ilustrações. É um tomo grande e volumoso e pelo que já li dele em pdf acho que me vou divertir a corrê-lo depois de jogar mais umas sessões de WFRPG com o meu Estalian Diestro.

Mais nada a declarar, era apenas para fazer pirraça a quem não o tem já. :P

"Se alguma vez sou coerente, é apenas como incoerência saída da incoerência." Fernando Pessoa

sopadorpg.wordpress.com - Um roleplayer entre Setúbal e Almeirim
Ludonautas Podcast - Viajando, sem nos movermos, pelos mundos do RPG

É à pala de boquinhas

É à pala de boquinhas dessas, que um dia destes vais acordar a meio da noite, c uma figura envolta em sombras a saltar-te janela fora com uma porrada de livros debaixo do braço hehehehe.

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

Epá!...

Quando quiseres podemos cafezar e eu dou-te o previlégio de o veres ao vivo. :P

"Se alguma vez sou coerente, é apenas como incoerência saída da incoerência." Fernando Pessoa

sopadorpg.wordpress.com - Um roleplayer entre Setúbal e Almeirim
Ludonautas Podcast - Viajando, sem nos movermos, pelos mundos do RPG

Olha agora tás a pensar

Olha agora tás a pensar como um bom role-players que partilha os seus tesouros hehe, eu de momento estou a estagiar na baixa e como estou de férias não tenho aulas, por isso se quiseres combinar para um tarde destas, ai por volta das 17h podemos ir ver disso.

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"