Carta ao Pai Natal do BlakenDorf

Retrato de BlakenDorf

Estimado Pain Atal,

Lamento informar, mas não acredito em ti.

Não quero com isto dizer que não sejas boa pessoa, mas não acredito na tua existência. Sinceramente nunca tive nada que mo provasse. A minha sobrinha acredita em ti, mas ela tem 3 anos por isso acho que dá para dar um desconto.

Pedes-me uma carta para te explicar o que gosto e o que aprecio. Pois bem... é esse o teu trabalho, homessa! Portanto, eu tenho de te dizer o que me deves dar. Já agora também queres que faça os teus deveres conjugais com a mãe Natal? (Isso agora depende de muita coisa, mas manda nudes dela que eu depois "analiso").

Sinceramente, eu até nem sou má pessoa. Gosto mais de dar do que receber. Quero com isto dizer que gosto mais de dar aos outros o prazer de me oferecerem qualquer coisa, do que receber coisas estúpidas e sem nexo.

Vou fazer o teu trabalho por ti, mas é para ver se não te enganas. Velho como és ainda confundes um jogo com um expansão, e depois acabo a gastar dinheiro num jogo para compensar o teu erro.

Deixo-te aqui a minha Wishlist. Podes escolher qualquer coisa do nivel 1 ou 2. Já deves ter percebido que sou um Completista, mas também gosto de coisas novas.

Agora faz o teu trabalho.

Com votos de sinceras considerações,

BlakenDorf

PS: Uma boa noite Pain Atal!

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

Eu tinha razão

Cá está.

O meu Pain Atal é tão velho que claramente ja morreu.

O grande crente

Chamas-lhe Pain noTal,

dizes que não existe,

que mesmo não existindo, é senil,

fazes uma proposta indecente à esposa dele...

E ainda estás à espera de alguma coisa?

É preciso seres mesmo um grande crente na existência do Pai Natal!!!

PedroV

Correcto!

Está aqui um potencial crente pronto a ser convertido com a generosidade do Pai NoTal.

Sempre ouvi dizer que o Natal é época de paz e amor.

Mas o Juiz decide.

Rolling On Laughing Floor

Que tesourinho da RTP!

Já não me lembrava disto. Quando o Herman e companhia ainda nos enchiam a barriga de gozo. Muito bom mesmo!

"Vou ali dar uma deliberada e já venho" Hilariante.

Bem, mas a verdade é que apesar de já não me recordar desta decisão memorável e justíssima, escrevi uma Carta dirigida a quem realmente tem o direito e o dever de dar os presentes. Respeitemos o regular funcionamento das instituições judiciais.

Estou com um grande sorriso na cara, pois fiz o que devia ter feito. Espero que ele me dê um presente melhor por isso, eh... eh...

PedroV