Stephenson's Rocket

Retrato de MGBM

Muita gente diz que o melhor boardgame do Reiner Knizia é o Euphrat&Tigris. Outros dizem que é o Through The Desert. Para mim nada disso é verdade. Para mim o melhor do Reiner Knizia é um boardgame de comboios chamado Stephenson's Rocket.

Este boardgame tem como tema os primórdios das empresas ferróviarias em Inglaterra. Os jogadores controlam todas essas empresas. Não é um train game, é mais um boardgame que tem como tema comboios, pouco mais. Não é algo tipo 18xx ou Age Of Steam ou Silverton.

Apresentação. A apresentação deste boardgame é decente, as peças são funcionais, o tabuleiro está bem ilustrado, os comboios de madeira são fixes. O único mal é o facto de haver pouco dinheiro no jogo. Já que o dinheiro acumula-se e não se gasta e serve como o único factor de quem ganha o jogo, as notas que vêm com o jogo acabam-se por esgotar demasiado cedo.

Quanto ao tema, é supreendentemente temático, considerando que é um jogo do Reiner Knizia. Realmente uma pessoa pensa que está a construir as primeiras linhas de ferro de Inglaterra.

Vamos ao jogo. O tabuleiro é uma representção de Inglaterra com cidades e vilas espalhadas. Temos três acções possiveis e só podemos jogar duas, com a unica excepção que não se pode aumentar a mesma linha férrea da mesma empresa mais que uma vez.

Ou ficamos com um token de uma cidade, ou colocamos uma estação, ou aumentamos uma linha férrea.

Os tokens são a representação de bens e passageiros. Podemos apanhar qualquer token no nosso turno. Eles contam como dinheiro no fim do jogo se tivermos o monópolio dos tokens.

Colocar estações é fundamental, e é a única peça do jogo que realmente pertence aos jogadores. Durante e no fim do jogo, em certas acções, a linha férrea com mais estações de uma cor acaba por ganhar muito dinheiro.

Expandir a linha férrea. É a acção que se vai usar mais vezes, e basicamente aumentamos uma linha férrea de qualquer companhia com um hexágono. Isto tem mais que se lhe diga, pois não só aumentamos a linha, como por cada vez que aumentamos ganhamos uma acção da empresa. As acções servem para no fim do jogo ganhar dinheiro para quem tiver a maioria das acções duma empresa, para determinar quem sobrevive num merger, ou então, na acção de expandir a linha, vetar a expansão da linha expandida. Basicamente o jogador que tenha mais acções que o jogador que expandiu a linha diz que veta, muda a direcção da linha e gasta suas acções. Um elemento de lixar o adversário num jogo que basicamente pacifico.

E é só isto. O scoring é que é complicado, pois sendo Knizia um doutorado em matemática, isso nota-se nos jogos dele, e em principal neste. Embora eu não tenha achado o scoring complicado, muita gente achou. Basicamente os jogadores ganham dinheiro por tokens, estações e acções. Quem tiver mais dinheiro no fim ganha.

Bem, este jogo, para mim, é fenomenal. É viciante, põe o cérebro a pensar intensivamente, é basicamente o melhor boardgame tipo Alemão que conheço.

Apesar de só haver três acções no jogo e que podemos executar duas delas, ficamos sempre a pensar que podiamos fazer muitas mais coisas. É sempre dramático escolher que acções a concretizar, princpalmente no fim do jogo, e isso é algo que gosto, um boardgame com um enorme leque de possibilidades.

Este jogo dá-se um pouco a analysis paralysis. Embora no meu grupo nunca tenhamos sofrido disso, eu consigo ver que com mentes mais analiticas os jgoadores podem demorar uma eternidade nos turnos.

Este jogo não só é profundamente táctico, também o é em termos estratégicos. Tanto os planos a curto e a longo-prazo são recompensados, e compensa não pensarmos só a curto ou a longo-prazo. O jogo recompensa um plano variado. Especializarmo-nos numa só empresa acaba sempre por sair furado.

Uma coisa importante deste jogo. Não tem absolutamente nenhum factor de sorte. Nada. Não tem nada randómico. Absolutamente nada. Isto é uma das razões porque gosto muito deste boardgame, e é o único boardgame que tenho, com excepção do Magna Grecia, que não tem absolutamente nenhum factor de sorte.

Em suma, para mim melhor que isto só o Civilization da AH. Este boardgame não só é espectacular como é o melhor do Knizia. É quase perfeito. Claro que as opiniões mudam de pessoa a pessoa e no meu grupo ninguém pensa como eu em relação a este jogo, mas eles gostam muito do jogo à mesma.

Se puderem comprar este boardgame, comprem. Vale a pena, mas preparem-se para uma experiência de boardgames do melhor que há.

19,5 de 20

http://www.boardgamegeek.com/game/204

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

É um Knizia, pois concertza!

Há muito que este BG anda na minha wishlist.
Eu quando puder pôr os dentes neste bife, tenho a certeza que o vou devorar...
Se é ou não o melhor Knizia? Ainda não o posso dizer, mas para além do E&T sou grande fã do MODERN ART e agora do AMUN-RE que é muito bom.
Obrigado pela review.

http://oblogdocosta.blogspot.com

 

________________________________________________________

"The only way to achieve the impossible is to believe it is possible."
Lewis Carroll in Alice in Wonderland

MA e A-R

Também tenho esses dois jogos e para mim, claramente, o Stephenson's Rocket é muito superior a eles.

----
Farewell, leave the shore to an ocean wide and untamed
Hold your shield high, let the wind bring your enemy your nightmare
By the bane of my blade, a mighty spell is made and
Far beyond the battle blood shall fall like a hard rain.

---- Behold the pain and sorrow of the world, Dream of a place away from this nightmare. Give us love and unity, under the heart of night. O Death, come near us, and give us life!

eh lá!

Vocês estão a começar a assustar-me! Nunca tinha ouvido falar neste jogo.

estou curioso

Já te tinha ouvido falar muito bem deste jogo antes, num dia que estivemos no chat, mas agora ainda fiquei com mais ganas. Estou desconfiado que vou experimentar este portento ainda este ano. O problema é que não é nada fácil de arranjar. Bem, se compararmos com o chinatown...

abraço

Paulo

"hay que endurecer, pero sin perder la ternura jamas!"

Ernesto 'Che' Guevara 1928 - 1967

Reprint

Ou pouco me engano ou o Stephenson's Rocket vai ser reprinted pela Rio Grande Games pro ano.
----
Farewell, leave the shore to an ocean wide and untamed
Hold your shield high, let the wind bring your enemy your nightmare
By the bane of my blade, a mighty spell is made and
Far beyond the battle blood shall fall like a hard rain.

---- Behold the pain and sorrow of the world, Dream of a place away from this nightmare. Give us love and unity, under the heart of night. O Death, come near us, and give us life!

Chinatown

Quando for a Lisboa, é bem provavel que leve a minha copia do Chinatown, já que é dos melhores boardgames de negociação. Assim já podes dizer que jogaste Chinatown hehehehe.
----
Farewell, leave the shore to an ocean wide and untamed
Hold your shield high, let the wind bring your enemy your nightmare
By the bane of my blade, a mighty spell is made and
Far beyond the battle blood shall fall like a hard rain.

---- Behold the pain and sorrow of the world, Dream of a place away from this nightmare. Give us love and unity, under the heart of night. O Death, come near us, and give us life!

o jogo...

Pois então lá jogámos o jogo. Achámos muito bom. É muito intenso, tem muito que fazer, apesar de estarmos limitados a três acções e, embora tenha sido a primiera vez e tenhamos jogado muito sem sabermos o que andávamos a fazer, deu para ver que a estratégia, muito mais que a táctica, é fundamental.

Não sei se jogámos com as regras todas bem porque a história dos merges é um bocadinho confusa. Acredito que para ti não seja mas a nós pareceu. Mas acho que nos safámos.

17 

"hay que endurecer, pero sin perder la ternura jamas!"

Ernesto 'Che' Guevara 1928 - 1967

curioso

Directa para Norte: Se fizeres uma playlist para o encontro em Leiria, podes colocar esse jogo?

Directa para Sul: Se fizeres uma playlist para o encontro no Algarve, podes colocar este jogo?

;-)

 

:D

vch escreveu:

Directa para Sul: Se fizeres uma playlist para o encontro no Algarve, podes colocar este jogo?

;-)

Claro, se houver um meet ca em baixo hehehehe. Este e qualquer outro baordgame da minha colecção estarão ao dispor.

----
"You can not escape me!" he roared. "Lead me into a trap and I'll pile the heads of your kinsmen at your feet! Hide from me and I'll tear apart the mountains to find you! I'll follow you to hell!"

---- Behold the pain and sorrow of the world, Dream of a place away from this nightmare. Give us love and unity, under the heart of night. O Death, come near us, and give us life!

algarve

Não digas SE, diz QUANDO ;-)

:D

vch escreveu:

Não digas SE, diz QUANDO ;-)

:D

----
"You can not escape me!" he roared. "Lead me into a trap and I'll pile the heads of your kinsmen at your feet! Hide from me and I'll tear apart the mountains to find you! I'll follow you to hell!"

---- Behold the pain and sorrow of the world, Dream of a place away from this nightmare. Give us love and unity, under the heart of night. O Death, come near us, and give us life!

directa para Norte...

Claro. O jogo não é meu, é do Brainstorm, mas eu assumo. :P 

"hay que endurecer, pero sin perder la ternura jamas!"

Ernesto 'Che' Guevara 1928 - 1967

meninas

Os meus jogos tambem são meninas da vida... estão sempre a rodar ;-)

Por fim

Bem, 8 anos após esta review, e quase tantos como o tempo que comecei a jogar, finalmente pude fazer a primeira partida deste jogo. :D 

Foi um dos primeiros títulos que me cativou a atenção, mas que foi sempre relegado para outra ocasião. Agora já está. :) 

Apesar de não conhecer o gigante "reformado" MGBM (grande contribuidor do AoJ), concordo com tudo na sua review. Acho o jogo muitíssimo bom, com imensas tomadas de decisões diferentes a cada jogada, sendo difícil dizer que se efetuou a melhor jogada possível, tal a quantidade de opções. Já tive e testei grande parte dos Knizia, e para mim também é este o melhor. Sem desmérito para os demais. Gosto ainda do facto de ter tema, pois como já foi referido é quase inédito. 

Pela negativa aponto as regras. Mal redigidas. Muitas lacunas. Tive que vasculhar bem pelo BGG à procura de respostas. Até li algumas entradas do amigo Costa aqui do AoJ, e pela conversa era Natal. Por entre o pó encontrei um site que tem o único FAQ em inglês que me deparei. Muito útil. 

Tem tantos anitos e ensina tanto a muitos dos atuais. Este jogo tem estatuto. Recomendo-o vivamente.

Se ainda não tivesse review fazia-a eu, pois merece o destaque. :) 

Fixe

Fico feliz por teres gostado do jogo ... em minha casa iria ficar parado.

Bom jogo

Continua a ser um bom jogo, talvez não seja para mim o melhor do Knizia, mas é de boa cepa.

Claro que após estes anos todos e depois de centenas de jogos diferentes já jogados, este começa a ficar datado e a mostrar a sua faceta mais feia - é um jogo seco. Tem mecânicas boas e densidade que chegue, mas falta-lhe um pouco de alma e de côr.

Ainda assim continua a merecer destaque no meu top10 de jogos de comboios :p

 

________________________________________________________

"The only way to achieve the impossible is to believe it is possible."
Lewis Carroll in Alice in Wonderland

... ainda não me convenceu

costa escreveu:

Continua a ser um bom jogo, talvez não seja para mim o melhor do Knizia, mas é de boa cepa.
Claro que após estes anos todos e depois de centenas de jogos diferentes já jogados, este começa a ficar datado e a mostrar a sua faceta mais feia - é um jogo seco. Tem mecânicas boas e densidade que chegue, mas falta-lhe um pouco de alma e de côr.
Ainda assim continua a merecer destaque no meu top10 de jogos de comboios :p

Já joguei este jogo 3x e até agora ainda não me conseguiu convencer. Não acho que seja mau, fico a pensar até que tem bastante potencial, mas fico sempre com aquele gostinho na boca de que falta mais qualquer coisa e não consigo decidir se é no jogo ou se é no saber jogá-lo convenientemente! confusedSerá que há 4ª vez irei finalmente perceber o que falta? indecision