Sobe ao palco Boris

Retrato de Rick Danger


kabukiman escreveu:

Boris foi abandonado à nascença junto à igreja. Os pais provavelmente deixaram-no por serem pobres camponeses. Ou se calhar por ser muito feio. Foi criado pelo padre da aldeia e ficou conhecido como o bastardo do padre (embora fosse uma ama que lhe desse de amamentar). Quaisquer sentimentos amigáveis do padre (que bebia bastante) se desvaneceram com as acusações silenciosas da aldeia de que o miúdo era seu filho.

Boris era marginalisado pelas outras crianças. Quando chegou à adolescencia a coisa piorou: ele apaixonou-se pela rapariga mais bonita da aldeia (Claire) que só tinha olhos para o filho do notário (Pietr). Mas ele tinha um segredo: era ventriloquo e tinha uma voz maravilhosa que apaixonava todos quando pensava que ninguém o via. Conseguiu convencer Claire que estava a servir de mensageiro a Pietr, e que este queria encontrar-se com ela. Usando a sua voz tentou fazer amor com ela. Infelizmente, Pietr que tinha sabido da história, apareceu e Boris teve de fugir.

Passado uns tempos, numa brincadeira no rio, Claire caiu à água; Pietr recusou-se a salva-la (dado que não queria estragar a roupa nova), e Boris que estava a espiona-los lá foi salvar Claire. Esta que estava desmaiada, pensou ao acordar que fora Pietr a socorre-la. Apenas a irmã mais nova de Pietr (Maria, 8 anos), que assistira tudo soube o que se passava e começou a tratar com comiseração Boris (trazendo-lhe doces e coisas do género). Começou a afeicoar-se por Maria. Mas tratado como um animal, começou a usar com astúcia a sua voz e a pregar partidas.

Entretanto, um dia o senhor da aldeia veio, pois precisava de um serviçal novo: o padre mentiu, gabando os numeroso méritos de Boris pois já não o suportva (sabia cozinhar como ninguém, era excelente a limpar, etc). Rapidamente o senhor se apercebeu que era tudo mentira e a vida de Boris tornou-se um inferno. Mas um dia o senhor surpreendeu Boris a ter conversas sozinho, a usar as suas vozes, e incorporou-o no seu teatro (bem escondido, obviamente, e continuando a fazer as tarefa domésticas). E sempre que precisa de recrutar outros actores por causa das vozes, envia Boris.

Less than Human
É o facto de ele ser incrivelmente feio a menos que esteja dormir; aí fica bonito.

More than Human
É a voz belíssima quando ele cha que ninguém o está a ver (se alguém o vê, a voz dele é rouca).

Connections
Claire - que o despreza, mas ele não se importa, fica contente só de a ver, e acha que a culpa é dos outros.
Uma mulher que ele viu a dar leite a um bébé numa noite à janela e a cantar uma canção de embalar.