O que queremos de um roleplay?

Esta é uma pergunta simples, mas cujas respostas vão ser tão diferentes como as que surgiriam se alguém perguntasse "o que é um roleplay?".

Respondam o que quiserem, apenas com uma regra: tentem não responder a outra pessoa, pelo menos até que um número considerável de pessoas tenha respondido; para os efeitos desta discussão, e depois de ver quantas pessoas diferentes realmente respondem, eu considero 10 um número razoável de pessoas; respondam a esta thread, e só depois respondam uns aos outros.

Assim poderemos saber o que cada um quer do hobby, em vez de termos malta a acusar-se mutuamente de estar errado.

Aqui não há respostas certas nem erradas.

É tão certo dizer "gosto de interpretar um personagem e ter aventuras épicas", como "gosto de enfrentar os desafios que o GM me coloca e de os ultrapassar com a minha interpretação daquilo que ele me dá", como "gosto de mecanizar todas as fórmulas do jogo e tentar fazer o personagem mais forte", como "gosto das emoções fortes que o jogo me dá e que não posso experimentar na vida real", como "gosto de ser uma pessoa diferente naquelas 6 horas de jogo", como, no meu caso, "experimentar o máximo possível de jogos diferentes, para tentar ter o máximo possível de experiências de jogo diferentes"*.

Então digam lá: o que procuram no rpg?

*Isto é uma grande revelação da minha parte, e uma epifania que tive ao escrever esta thread; pensei "que realmente procuro eu num rpg?", e concluí que não seria ter grandes aventuras ou ver o personagem crescer, mas antes ver como as diferentes mecânicas se comportam.

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

Hmmm...

O que eu quero de um RPG? Uma maneira simples mas aprofundada de jogar um personagem numa história onde possa fazer escolhas e viver as consequências que o situam num dos lados de um conflito derivado de uma de todas as grandes problemáticas da sua existência: Amor, Morte, etc.

"Se alguma vez sou coerente, é apenas como incoerência saída da incoerência." Fernando Pessoa

sopadorpg.wordpress.com - Um roleplayer entre Setúbal e Almeirim
Ludonautas Podcast - Viajando, sem nos movermos, pelos mundos do RPG

Procuro uma maneira de

Procuro uma maneira de conseguir viver uma história e poder contribuir para ela, quer como espectador ou personagem central. Preferencialmente as duas durante a cenas/sessões distintas.
Procuro campanhas diversificadas em que se faça um pouco de tudo e cujo foco não esteja em apenas um ou outro tipo de acção. Assim todos podem brilhar à sua maneira e eu posso ajudá-los nisso.
Procuro também poder usar as capacidades da minha personagem e que estas tenham um impacto na história em mão.

Não procuro jogar RPG para ter "aquela" personagem fixe do filme/série/livro, "aquela" personagem com o combo chulado que domina tudo e depois não faz mais nada. Não jogo para ter uma agenda pessoal a cumprir, prefiro incluir os outros nas minhas tramas para que todos nos possamos divertir.

As coisas boas sem as coisas más

Um melhor argumentista que aquele que define a minha vida!

Afinal, não é isso que é um RPG?

Visitar lugares exóticos sem os custos de deslocação, ou temer o mau tempo. Tecer um comentário irónico com uma arma apontada à cabeça. Apanhar uma sova valente, e levantar-me logo de seguida. Não me acobardar antes de um "stunt" perigoso. Não ter que me preocupar com os pormenores porque tudo se resolve. Olhar um novo mundo através de um novo par de olhos. Poder confessar o amor a outrém mesmo ao lado da namorada... Ná... risquem esta última. Estar "in character" não me safava dessa! :-P

E contaram-me que é possível juntar um grupo de pessoas e fazer isto "regularmente". Elfos com orelhas pontiagudas, ainda vai. Agora isto... já não sei!

My Opinion

Eu adoro criar personagens simples mas que possam vir a ser alguém.

Um simples artista de rua pode ser um grande ladrão ou um "merchant" pode vir a ser um grande diplomata. Gosto de viver dentro desse género de personagens. Começam com nada, e têm um sonho de se tornar alguém. Depois vêm os desafios do GM.

O meu sonho, para o meu primeiro jogo ( ainda não tive o meu primeiro... =( )) é conseguir viver numa cidade medieval como "assassin". E a simples ideia de ter que estar enconstado/sentado dentro de uma "inn" barulhenta cheia de bêbados à espera que alguém me contacte para eu executar a minha proxima missão é algo que me incentiva a procurar um grupo para jogar! =D

Outra bez

Recentemente o Sr. Tunas colocou-me exactamente esta mesma questão, a qual torno a responder com igual alegria.

Quando comecei a jogar, o que me levava para as sessões era toda aquela cena de estar in-character e ir descobrindo o mundo imaginário onde o PC se situava. Hoje (quase 7 anos depois) para além disso o que me faz continuar a jogar RPGs, é o desejo de criar personagens com as quais consiga contar uma história, criar eventos e tomar decisões que façam sentido e tenham significado naquele mundo imaginário e para as outras personagens e jogadores com os quais partilho a mesa de jogo.

Além disso ainda estou à espera de um jogo onde consiga meter Dragões, Ninjas, Cowboys, Zombies e Monges Shaolin... no Espaço! Mas isso já é outra fruta.

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

O Exalted já faz isso tudo

O Exalted já faz isso tudo e ainda tem dinossauros que mijam heroína.

--~~--

Não te metas comigo, camarada; tenho n avisos à navegação, alguns deles em público, e não tenho medo de os usar.

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Boa!

Quebraste as tuas próprias regras, you troublemaker you!

sopadorpg.wordpress.com - Um roleplayer entre Setúbal e Almeirim

sopadorpg.wordpress.com - Um roleplayer entre Setúbal e Almeirim
Ludonautas Podcast - Viajando, sem nos movermos, pelos mundos do RPG

Mais vale tarde que nunca...

As minhas (In)definições no TuJogas.com

Herrar é umano.

Perdão? --~~-- Em breve

Perdão?

--~~--

Em breve coisinhas novas!

Líder inconsciente do ultra-secreto grupo anti-D&D (mas só na edição 5.3)

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Er...

A regra que tu próprio instituiste no OP: não se deve responder directamente anteriores.

sopadorpg.wordpress.com - Um roleplayer entre Setúbal e Almeirim

sopadorpg.wordpress.com - Um roleplayer entre Setúbal e Almeirim
Ludonautas Podcast - Viajando, sem nos movermos, pelos mundos do RPG

Arrisco-me a dizer que

Arrisco-me a dizer que também o RIFTS tem isso tudo e ainda Robôs, Deuses, Alienígenas, Demónios, Canhões Plasma, Planetas vivos, Vampiros, Dinossauros, Mechas, Elves, Poderes mentais, Dimensões Alternativas, Orcs, Naves, Magia, Atlantis, e sim também há uns humanos ali pelo meio...

O que procuro num RPG: 1)

O que procuro num RPG:

1) Divertir-me!

2) Viver/Imaginar/Participar numa história emocionante.

3) Encarnar uma personagem diferente de mim, com objectivos diferentes, com habilidades/poderes/conhecimentos diferentes.

4) Estimular a minha criatividade e imaginação e a dos outros.

5) Perder-me em mundos estranhos com personagens estranhas a fazer coisas estranhas... no fundo: divertir-me!

Wow ganda necro. Anyways,

Wow ganda necro.

Anyways, passados 3 anos depois de ter escrito isso, procuro num rpg apenas aquilo que a minha ps3 não me pode dar.

--~~--

Em breve coisinhas novas!

Líder inconsciente do ultra-secreto grupo anti-D&D (mas só na edição 5.3)

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Minha opinião.

Procuro vivenciar uma história da mesma forma que leio em um livro. Quero sentir as mesmas sensações de uma leitura em uma forma mais interativa. O bacana do RPG é que você pode controlar as ações do personagem. Então você conduz o que você quer para o seu personagem.

benvindo ao AbreoJogo, Alan!

Alan Silva escreveu:
Procuro vivenciar uma história da mesma forma que leio em um livro.

Também gosto muito da vertente da história criada num RPG, mas é verdade que grande parte da ficção que vemos nos livros ou no cinema é centrada num só protagonista e não num grupo de protagonistas como acontece na maior parte das sessões de RPG. Por isso, gosto de uma grande variedade de RPGs que permitam jogar diferentes tipos de histórias.

 

Imaginação, emoção,

Imaginação, emoção, suspensão da descrença. O mesmo que de um bom filme ou de um bom livro mas com participação ativa da minha parte e do pessoal com quem jogo.

EDIÇÃO: agora vejo que isto já tem uma série de anos... coisas da net.

Sérgio

Como disse há 2 anos: wow,

Como disse há 2 anos: wow, ganda necro!

es.

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Não sei porquê isto

Não sei porquê isto apareceu-me na primeira página e pensei que era um tópico novo...

Sérgio

Rui escreveu: Como disse

Rui escreveu:
Como disse há 2 anos: wow, ganda necro! A escrever: down*town, tech-noir rpg Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogadores.

 

Já estamos em 2012 e eu não me apercebi??? (jk)

 

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

Nós, os que viajamos no

Nós, os que viajamos no tempo, temos por vezes dificuldade em precisar a data do ponto espaço-temporal onde nos encontramos. :-)

es.

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador

Bar jokes

E o barman diz: "Nós aqui não servimos viajantes do tempo".

Um viajante do tempo entra num bar...

aimeudeusdocéu

acabei de perder 27 segundos da minha vida que nunca vou reaver.......

 

Últimas jogatinas:

Negating the unforeseeable is utterly unrealistic, and scrambling to deal with problems is indeed a game skill.

Isso depende depende do

Isso depende depende do ponto de vista... relativo ;)

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

ROTFL!!!!

RedPissLegion escreveu:

E o barman diz: "Nós aqui não servimos viajantes do tempo".

Um viajante do tempo entra num bar...

Muito bom :)

 

 

Stormrover (a.k.a. Nuno)


Last played:

MC Diogo Curado IN DA AUZ! A

MC Diogo Curado IN DA AUZ!

es.

A escrever: down*town, tech-noir rpg
Proto Agonístes um rpg de auto-descoberta, de um personagem e vários jogador