Prólogo ao Encontro Mensal do Grupo de Boardgamers do Porto

Retrato de Mallgur
2008-03-15 14:00
2008-03-15 23:59
Local: 

Cristal Park

Este encontro serve de preparação para o primeiro encontro mensal regular do Grupo de Boardgamers do Porto.

Aparece!

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

Vamos lá ver...

Então quem está a pensar ir? Que jogos é que vai levar?

Eu...

E levo:

Funkenschlag

Maharaja

Lord of the Rings

Stephenson's Rocket

E outros... Se quiserem alguma coisa específica, apitem. 

Check!

Levo o Shogun.

_____________________________________________________________
"Artificial Intelligence is no match for Natural Stupidity."

Eu também.

Levo o saco do costume, só para o caso de ser necessário:

- Alhambra 

- Bang!

- Citadels

- Pikomino

- Settlers of Catan

- Ticket to Ride: Europe 

- Yspahan 

Eu também apareço quase

Eu também apareço quase de certeza, só dizer que não posso aparecer logo a seguir ao almoço.

Quanto aos jogos, não tenho muita coisa cá em casa e normalmente

não costuma seduzir as pessoas.

Por isso só levo o Monopólio/Risco/ou Petróleo se houver interessados. 

Napoleon(greatest military genius of last centuries, if not ever!):

«Le meilleur soldat n'est pas tant celui qui se bat que celui qui marche.»

Napoleon(greatest military genius of last centuries, if not ever!):
«Le meilleur soldat n'est pas tant celui qui se bat que celui qui marche.»

Alguém guardou a minha

Alguém guardou a minha toalhinha verde de jogo? Peço que a levem para o Contagiarte na 5a feira, por favor.

Tá comigo...

Don't worry!

 

Herrar é umano.

Obrigadão Johnny!

Obrigadão Johnny!

Conclusões conclusivas

Boas,

Este é o meu 2º post.
O meu 1º surgiu pouco antes do encontro semanal de 6 de Março. Não foi mais do que uma leve apresentação seguida de um humilde pedido para comparecer no dito encontro, pedido este aceite.
Eu e a minha esposa lá fomos algo receosos. Não sabíamos o que nos esperava.
Não sabíamos se encontraríamos um grupo de gente mesquinha. Um grupo de gente ávida por vitórias nos jogos de tabuleiro que por lá se estendiam, sem compaixão pelos derrotados. Um grupo de vencedores capazes de escurecer a alma dos derrotados com tiradas de desprezo atroz. Os derrotados, por sinal, barafustando e esperneando em birras de catraios mimados, sem mostrar admiração pelos vencedores, mesmo quando tivesse ficado demonstrado que tinham perdido o jogo por desacerto mental ou burrice extrema. Os vencedores, quais Neros ou Cleopatras, verdadeiros Deuses das Trevas sem piedade pelos pobres derrotados, vencedores altivos e arrogantes! Os derrotados, quais humildes campónios, verdadeiros maus perdedores sem se vergarem à manifesta superioridade dos vencedores, derrotados casmurros e desagradáveis!
Não sabíamos se o local seria um campo manchado de sangue de horríveis batalhas, com um cheiro pútrido e hediondo, escuro e desconfortável.
Não sabíamos se a recepção e o acolhimento seriam como alguns rituais satânicos com alianças de sangue ou com provas de desafio da vida como lutar com um leão.
Não sabíamos. E tínhamos medo! Muito medo!

Depois de 2 encontros semanais e do prólogo ao encontro mensal estamos em condições de tecer as nossas humildes considerações. E de explicar o porquê deste 2º post escrito desta forma.
O nosso receio era infundado. Encontramos um grupo de pessoas afáveis. Acolhedores na assimilação de novos membros. Pacientes o suficiente para explicar uma e outra vez as regras dos jogos que por lá se jogam. Pessoas que jogam por prazer de jogar, divertindo-se a jogar quer ganhem ou não. Um grupo fantástico de gente simpática e divertida. Fabulosos. Quais lobisomens sedentos de sangue, verdadeiros cavaleiros na mesma épica batalha contra as forças do mal.

Obrigado.
Obrigado a todos, em especial ao Nazgul e ao Mallgur pela recepção e “baptismo” e ao Johnnybegood e à Femmefatale pela ajuda na nossa inclusão no grupo.
O 1º post foi uma apresentação. O 2º post só poderia ser de agradecimento.
Obrigado por tudo.
Sem mais palavras.

Eduardo Cruz aka “Dugy”
Cristina Guedes

P.S.: Tivemos pena de não ficar até mais tarde no prólogo, mas já tinhamos programa para o jantar. Prometemos que no 1º encontro mensal irá ser um “last man standing” da nossa parte...
Apetece-me só dizer mais isto. Façam-se encontros mensais todas as semanas, porra!