Age of Conan Online de borla

Retrato de kabukiman

Parece que a moda veio para ficar. O Age of Conan (AoC) vai ser gratuito algures para o Verão. Com sérias limitações.

Bem, começando pelo principio, Apesar de ter uma clientela muito fiel, nunca conseguiram safar-se da péssima fama que se deu devido ao arranque do jogo (excelentes primeiros 20 níveis e depois áreas com poucas quests e muitos, muitos bugs); tudo isso foi corrigido (e o lançamento de uma nova área coincidente com o filme no Verão é outro passo), mas as más reputações custam a desaparecer. A área inicial (primeiros 20 níveis em Tortage) já tinha sido disponibilizada de graça. Agora é a vez do resto do jogo. Assim, vão ser criados dois tipos de conta: a Premium (que tem acesso a todo o jogo, mediante a subscrição mensal tradicional) e a conta free que tem as limitações que a seguir coloco.

1º:  Apenas 4 classes estarão disponíveis: barbarian, Priest of Mitra, Guardian e demonologist (ou seja, uma classe por arquétipo). Vou descrever cada uma, para dar uma ideia.

O barbarian (arquétipo rogue) é uma excelente escolha a solo: faz um dano brutal (sobretudo a grupos), e tem boas capacidades de stealth. Está limitado a usar armaduras leves, mas como ele tem uma série de buffs para diminuir o dano, consegue aguentar-se; é dos mais divertidos a jogar (quando sofre dano, entra em modo berserk e faz muito mais dano, além de combater com 2 espadas!)

Priest of Mitra (arquétipo priest). Má escolha. Muito útil para grupos (cura toda a gente e tem spells que fortalecem o grupo, mas individualmente faz pouco, tem poucos spells ofensivos e não usa armadura.

Guardian (arquétipo soldier). Boa escolha para iniciados. É o tanque do sítio: tem as melhores armaduras, escudos e tudo o que é necessário para se defender, além de mais pontos de vida e skills que o permitem aguentar dano. Claro que está um bocado limitado no dano que faz aos adversários, mas a menos que se seja imprudente e se enfrente um boss rodeado de tropas de elite, o Guardian consegue enfrentar quase tudo.

Demonologist (arquétipo mage). Nunca joguei, mas disseram-me que é o mage mais poderoso. À medida que vai subindo de nível, vai invocando demónios cada vez mais poderosos para o ajudar (que servem para lançar feitiços e desviar parte das atenções dos nosso inimigos), além de o próprio mago tem excelentes feitiços de dano à distância. Não é tão divertido como o arauto de Xotli, mas é mais eficaz. Além de que nos primeiros níveis, dá uma certa graça andar com uma sucubo despida atrás de nós...

Quanto à limitação a 4 classes: acho uma má ideia. Se os jogadores tivessem acesso a todas as classes, aumentaria a probabilidade de encontrarem uma classe do seu agrado, e mais facilmente se fidelizariam.

2º: apenas 2 personagens por conta free.

3º: diversos dungeons não estarão disponíveis para as contas free.

4º: O sistema de crescimento alternativo (AA) que é para o nivel 80, não está acessível às contas free, assim como o sistema de facções de Kithai.

Kithai estará disponível a quem já tiver adquirido a expansão (independentemente do tipo de conta), ou na ausência desta, por um preço…

As contas free podem ter acesso às dungeons (que lhe estão vedadas) em troca de pagamento. E vão estar à disponibilidade dos jogadores (quer free, quer premium) inúmeros produtos que podem ser comprados via cartão (armas, armaduras, poções, etc) tal como já sucede com o Lord of the Rings Online e Dungeons & Dragons Online.

Veredicto. É obviamente uma boa notícia. E excepto a limitação das classes, creio que o resto das coisas não farão falta aos jogadores que se iniciem neste jogo (até porque boa parte delas, só afectam quem chega ao topo).