Um gosto adquirido

Retrato de HBarbosa

Muito tenho ouvido por aí pessoal desculpar-se que não quer jogar um roleplay de Wuxia ou mesmo um roleplay histórico baseado na China porque "não gosta de Chinesices" ou "não tem cabeça para Chinesices." Também já tenho ouvido dizer que durante este ou aquele filme adormeceram porque aquilo era entediante demais. Então como saber se um jogo de Wuxia é ou não adequado aos vossos gostos?

Quando comecei a jogar rpgs de Wuxia em 2005, pouco ou nada sabia do género para além do Tigre e do Dragão. 2 anos decorridos e algumas dezenas de filmes e romances posso dizer que o meu entendimento do género é muito maior embora ainda pouco completo. Considerem o seguinte uma espécie de "wuxiadar," ou como determinar se o género wuxia é não coisa que tenham vontade de experimentar. É uma lista de filmes e livros (com uma pequena descrição e o título em Inglês/Português se possível). Se correrem a lista e não gostarem de, pelo menos, três filmes, é caso para considerarem que o género wuxia não se adequa aos vossos gostos. Tenham em conta que nem todos os filmes de artes-marciais (wushu) são wuxia embora todos os filmes wuxia tenham artes-marciais.

Um Toque de Zen (A Touch of Zen) - 1971

Não conheço o título em Português deste filme porque não existe uma versão na nossa língua. Um dos primeiros filmes wuxia que vi e que me serviu de grande inspiração para parte do plot da minha campanha de Qin. Requer uma certa paciência porque tem 3 horas de duração, dividido em duas partes de 90 minutos. O herói é um estudioso sem capacidades de combate que se vê enredado numa teia de traições e corrupção ao ajudar a filha de um ministro do Imperador a fugir de um eunuco. O filme tem tempo para definir as personagens mas também não é modesto em combates. A sequência na floresta de bambu inspirou filmes como O Tigre e o Dragão e O Segredo dos Punhais Voadores.

Clãs Assassinos (Killer Clans) - 1976

Um bom filme em que o herói é um assassino contratado para matar o líder de um clã. A história descreve as suas tentativas de infiltração do clã. Mas nem tudo é o que parece e a traição surge quando menos se espera e de dentro do clã. Como é típico destes filmes, nem todos são o que parecem e as coincidências forçadas abundam. Os combates são muito bons, principalmente na segunda parte do filme em que o vilão usurpa o trono do clã e tenta eliminar todos.

A Espada Mágica (The Magic Blade) - 1977

Um duo enfrenta os assassinos do mundo das artes marciais em busca do fabuloso Dardo de Pavão, a única arma capaz de matar o maior assassino de todos. Dos famosos estúdios Shaw Brothers, o expoente dos filmes de wuxia e artes marciais dos anos 70 em Hong Kong, e adaptado de uma história de Gu Long (um dos 4 ou 5 maiores escritores de wuxia na China). Serviu-me de inspiração para a personagem da Bruxa Sorridente na minha campanha. O arsenal de armas típicas de wuxia é brutal, desde a arma rotativa do herói até à espada das três lâminas (uma lâmina dentro da outra) até ao Dardo de Pavão.

O Tigre de Jade (The Jade Tiger) - 1977

Afastem-se ridículas produções de Hollywood com absurdos twists finais. Este final contém literalmente um twist de 5 em 5 minutos (o filme tem 90 minutos de duração) e literalmente dezenas de personagens. Às tantas torna-se tudo um pouco confuso mas um segundo visionamento resolve a questão e o filme nunca perde a sua piada. Um herói do mundo das artes marciais infiltra-se num clã inimigo para vingar a morte do seu pai. Traições, revelações, assassínios, amores desencontrados, este filme tem de tudo um pouco e, no entanto, é estranhamento coeso.

A Noiva de Cabelos Brancos (The Bride with the White Hair) - 1993

Adaptado de outro famoso romance Chinês, um herói de um clã apaixona-se por uma assassina a soldo dos bárbaros que invadem a China. O seu amor proibido não é bem visto pelos dois lados, gerando tragédia. O que destaca este filme dos demais é a excelente fotografia de Peter Pau que mais tarde ganharia um óscar pelo seu trabalho n'O Tigre e o Dragão. O filme passa-se completamente no mundo das artes marciais (aqui traduzido pelo submundo).

O Macaco de Ferro (The Iron Monkey) - 1993

Apesar de não ser wuxia no sentido estrito do género, menciono-o aqui porque é um filme hilariante (parte comédia, parte filme de acção) com grandes combates. Na verdade, o filme são sequências de acção ligadas por uma história que apenas serve de desculpa para os combates mais exagerados e inventivos que já vi em filmes Chineses mas menos não se podia esperar de Woo-ping Yuen o mesmo coreógrafo das cenas de acção da trilogia Matrix. O Macaco de Ferro é um fora-da-lei ao estilo do Robin dos Bosques que rouba dos ricos (neste caso um magistrado corrupto) para dar aos pobres. Quem é apanhado no meio de tudo é o pobre Donnie Yen e o filho que acabam por unir forças com o Macaco de Ferro contra um monge de Shaolin e a sua poderosa Palma de King-kong (mais uma tradução assolapada mas que tem piada no contexto). Vejam e se não gostam deste é porque não gostam de filmes de artes marciais.

O Tigre e o Dragão (Crouching Tiger Hidden Dragon) - 2000

Não é preciso falar deste filme. Para mim, foi o filme que me deu a conhecer wuxia embora ainda passassem 5 anos até começar a jogar. Tanto tempo decorrido e tendo ganho alguma cultura wuxia, novas visões do filme revelam muitos mais pormenores que para um Ocidental são desconhecidos. Por exemplo, as personagens falam muito do Jiang Hu (que é o mundo das artes marciais). Outro aspecto importante é o conceito de irmão de sangue, muito importante na cultura xia, e que impede que os dois protagonistas admitam o amor que têm entre si. Enfim, a diferença entre este filme e, por exemplo, os filmes saídos dos estúdios Shaw Brothers é que este foi feito a pensar no Ocidente e, por isso, mais acessível o que explica o seu sucesso mundial.

Herói (Hero) - 2002

Outro belo filme tanto a nível visual como a nível de história. Este tem como pano de fundo uma época pouco usada nos filmes, a dinastia Qin (antes de Cristo). Três assassinos ameaçam a vida de Qin Shuang Di, que se tornaria o primeiro Imperador da China. Um humilde polícia consegue matá-los aos três e conta a sua saga ao Imperador. Mas será que a história é verdadeira? Com combates espectaculares mas ao mesmo tempo oníricos (a sequência do lago) e uma história aparentemente confusa, é uma delícia para os fãs do género.

Esta lista não é inclusiva mas é um bom ponto de partida para quem quer conhecer este género. De fora ficam filmes como Come Drink with Me e a sequela, Golden Swallow, Butterfly and Sword, House of the Flying Daggers e mesmo Zu - Warriors of the Magic Mountain ou As Sete Espadas. De fora ficam também filmes que não são wuxia como A 36ª Câmara de Shaolin ou Era uma Vez na china.

Grupos: