Julho 2010 - Jogos em Vila d'Este

Retrato de Mallgur

 

O mês de Julho não foi dos mais prolíficos em termos de jogatina, tendo dado azo apenas ao registo de 32 partidas, mas nem por isso foi menos interessante.

Por um lado porque pude experimentar algo que estava a agitar o mundo dos jogos de tabuleiro, além de outras coisas novas para mim.

O jogo The Resistance apareceu frequentemente na lista dos títulos quentes do Boardgamegeek sendo motivador de análises exultantes e, como sempre acontece nestes casos, de respostas acaloradas nas discussões acerca dos seus méritos enquanto jogo de dedução e bluff. Como se trata de um jogo de fácil implementação com recurso a um baralho de cartas normal e, além disso, as regras foram inicialmente publicadas para acesso livre, resolvi experimentar...

Fiz 7 partidas ao longo do mês de Julho e os resultados foram variáveis. Nas primeiras, com um grupo menos experiente e com a minha inexperiência neste jogo em particular, as coisas não correram de forma brilhante. Não foi mau, mas também não me pareceu um sucesso garantido. Depois voltei a tentar num ambiente mais familiar e as coisas correram bem melhor. Estive mais à vontade na explicação do jogo, o grupo adaptou-se melhor e a natureza paranóica do jogo apareceu mais... Penso que será melhor com grupos um pouco maiores (acima dos seis jogadores) de pessoas que se conheçam já relativamente bem e com uma duração um pouco alargada (sete missões em vez de cinco). Se puderem, peguem num baralho de cartas, vejam as regras usando o BGG e experimentem. Isto enquanto o jogo não é lançado em Essen e se espera por uma edição em Português...

Também novos para mim foram o Darjeeling que gostaria de experimentar de novo, o Santiago, que também está na lista de jogos a repetir e um Tikal que me deixou algo confuso... Se o sistema de pontuação me pareceu algo absurdo, o jogo não me pareceu desinteressante enquanto decorreu. Pode vir a ser um fracasso monumental, mas só com nova experiência poderei decidir. O mapa da Suiça para dois ou três jogadores no Ticket to ride foi engraçado, mas nada de realmente inovador.

Estreei duas aquisições recentes; Skyline 3000 que é uma reedição do Capitol e revisita o controlo de áreas com uma mecânica interessante de observação da preparação feita pelos adversários; Confucius que é realmente novo e alia a selecção de acções a uma inovadora forma de interacção que envolve os jogadores numa rede de favores que permite tentar controlar e limitar os adversários ou então obter vantagens em certos aspectos do jogo em alturas determinantes. É um pouco pesado a cinco e a rede de prendas torna-se talvez um pouco densa demais com tantos jogadores... Entretanto já o experimentei a quatro e fluiu melhor.

Também pude fazer uma partida de teste ao CO2 do newrev. Foi interessante poder, mais uma vez, ver o trabalho dos criadores portugueses. Espero que o retorno de informação lhe tenha sido útil.

Finalmente, registei uma partida de Xadrez. Foi apenas para ensinar as bases de um clássico que raramente jogo e que não me entusiasma, mas que respeito.

Um outro acontecimento que tornou Julho um mês memorável foi a demonstração feita em Vila d'Este, a pedido da Associação Agir XXI que aí realiza um trabalho brilhante com a comunidade desta urbanização, infelizmente famosa por motivos menos interessantes.

Em conjunto com a Femme Fatale, o Johnny Be Good e o Joao104, fizeram-se demonstrações em quatro dias com grupos de jovens dos 6 aos 16. Fomos muito bem recebidos e acolhidos e penso que, na generalidade, os jogos foram um sucesso. Entre PitchCar Mini, Jenga, Jungle Speed, RattleSnake, Emeral, Blokus, Pow Wow e outros, pudemos dar uma ideia a estes jovens que os jogos são muito mais que aquilo que vêem nas prateleiras dos hipermercados.

Foi uma experiência cansativa, sem dúvida, mas muito compensadora. Gostava de ter alguma fotografias para vos mostrar mas até agora ainda não consegui que a Agir XXI mas enviasse.

Para aqueles que se interessam pela divulgação deste hobby e procuram levá-lo a outros, recomendo que aproveitem se vos surgir uma oportunidade do género. Sentir que este miúdos, cuja vida está cheia de dificuldades e problemas, nos esperavam com interesse e alguma ansiedade nos dias que estavam marcados foi das coisas mais gratificantes que este hobby já me trouxe.

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

Vila d'Este

 Tambem gostei bastante de participar e sempre que possivel estarei disponivel para este tipo de eventos.

Penso que te esqueceste do Valentim que tambem esteve a ajudar em Vila d'Este

Tens razão... Mea Culpa

Ops... Embarassed

Mea Culpa. Desculpa lá Valentim... É o que dá deixar estas actualizações ao blog para tão tarde.

-

Gamer profile