13º Encontro Mensal de Roleplayers de Lisboa

Retrato de jrmariano
2012-03-10 15:00
Local: 

Alcafé, Rua Dona Estefânia 151C (entre a Embaixada da Rússia e o Hospital D. Estefânia), Lisboa

No próximo dia 10 de março, o grupo de Roleplayers do Lisboa vai encontrar-se para jogar e conviver. Estes encontros são abertos a todos os que se queiram juntar, sem necessidade de trazer qualquer jogo ou de ter qualquer experiência prévia com RPGs. Não há inscrições nem é preciso pagar nada, basta aparecer. Esta é uma oportunidade para jogar RPGs, fazer novas amizades e passar um bom bocado. O encontro começa a partir das 15:00) durando a tarde toda e podendo eventualmente estender-se até à noite.

 

 Se entretanto quiseres saber mais sobre o que são os Roleplaying Games, visita esta secção do AbreoJogo. Se tiveres qualquer dúvida ou problema em chegar até ao local (mapa do Google), não hesites em perguntar aqui ou enviar mensagem pelo contactos João MarianoDiogo Curado ou Henrique Soares. O espaço onde estes eventos se realizam é privado e cedido para o efeito, pelo que desde já aqui ficam os nossos agradecimentos.

Nota: O local possui dois pisos, um no rés-de-chão e outro na cave, e o encontro irá ocorrer nos dois simultaneamente.

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

E como correu este Encontro

E como correu este Encontro Mensal? Divirtiram-se e jogaram muito? :)

sopadorpg.wordpress.com - Um roleplayer entre Setúbal e Almeirim
Ludonautas Podcast - Viajando, sem nos movermos, pelos mundos do RPG

Durante a tarde três jogos

Durante a tarde três jogos com umas 18 pessoas:

Starblazer, MJ o José Luís Porfírio

? (fantasia medieval), MJ o Henrique

Vampire, MJ o Diogo.

Depois do jantar ainda ficámos 10.

5 jogaram uma coisa de que me não lembro do nome. 4 jogaram outra coisa cujo nome não me lembra.

Eu joguei Vampire e o jogo a 4.

O Vampire foi um começo, acima de tudo. Ou seja, o colocar das peças de um enredo a continuar. Basicamente ficou-me a ideia de um jogo de conflitos entre grupos. Honestamente, para o meu gosto a tralha fantasista e sobrenatural está ali a mais. Se é para jogar maquiavélico, só distrai e não adianta nada. Quer dizer, via-me mais a jogar um O Padrinho Tuga ou uma Guerra dos Gangs de Nova Iorque. O sistema até pode ser o mesmo que serve para o efeito.

O jogo da noite foi interessante. É um jogo completamente centrado numa cena (sentido literal do termo). Dois polícias, dois suspeitos, um interrogatório. Tem potencial mas é muito difícil, até porque é muito americano nos pressupostos. Parece-me que corre melhor com políticias experientes (ou seja, que já tenham jogado e compreendido como é que aquilo deve funcionar) e com suspeitos que nunca tenham jogado mas a quem se tenha explicado bem o que é para suceder. É um jogo muito centrado no comportamento, aquilo que as personagens vão fazendo, as reações, as emoções. O que é difícil, pelo menos enquanto os jogadores não entram no comprimento de onda adequado. A seguir.

Sérgio

Bem, antes de mais só

Bem, antes de mais só tenho pena de não ter ido mais vezes e que os encontros sejam apenas mensais já que uma pessoa passa uma tarde entretida apenas com um jogo à frente. Mas com sorte ainda encontrarei pessoal que faça encontros mais regulares por aqui.

Para primeira vez fui com a ansia de encontrar jogadores de D&D para me integrar no jogo visto que é algo que há demasiado tempo procuro aprender mas apesar de ler sobre o assunto e perceber teoricamente as coisas, compreenderia melhor se tivesse a prática. Porém, à falta disto deparei-me com Vampire, outro jogo que tinha curiosidade há muito tempo e que se aplica ao meu gosto por histórias de urban fantasy.

Mostrou-se algo bastante amplo e que, apesar de se passar numa única cidade, é bastante lento devido à separação que as personagens sofriam em algum ponto da história. Apesar disto mostrou-se um jogo divertido com jogadores dentro do espírito o que diga-se de passagem se torna algo cómico em certas alturas. Tive pena de ter de abandonar o jogo duas horas depois mas certamente no próximo encontro ficarei mais tarde já que ficou aquele bichinho do "como raio será que isto acabava?".

Tiago tu e a Patrícia

Tiago tu e a Patrícia (espero não me estar a enganar no nome) entraram muito bem. A lentidão deve-se ao facto de ter sido basicamente um ponto de partida: definição de personagens, enredos, etc. Estou certo de que, a continuar, as coisas passavam a andar mais depressa.

As vantagens e desvantagens dos encontros são esta: permitem ter um cheirinho dos jogos mas depois há o risco de não terem continuidade e andar-se sempre no para arranca. Em boa verdade os encontros são isso mesmo, uma oportunidade para os apreciadores conhecerem novos jogos e outros jogadores.  Cabe-lhes a eles prolongarem as coisas para grupos mais focalizados que joguem com maior regularidade fora dos encontros.

Sérgio

Eu e a Beatriz lool (sem

Eu e a Beatriz lool (sem problema, ela não vem aqui ao site lol).

 

Sim, também para primeira vez não podia esperar chegar lá e atinar com as coisas às três pancadas.

Isto com um bom grupo que se reunisse semanalmente ou quinzenalmente dava para criar uma história mais coerente e dar asas a mais aventuras e à evolução de personagens.

Bem, qualquer coisa apitem que eu e a Bea ficámos fascinados com o jogo ;)

Ois, eu era o GM :) Sim o

Ois, eu era o GM :)

Sim o objectivo daquele jogo era apenas para mostrar um bocado como funciona o Vampire, dentro do universo Camarilla, tanto em termos de organização como o feeling da coisa, infelizmente ainda houve umas coisas importantes (como humanidade *face palm*, se bem que a Beatriz estava mesmo a pedir uns roles disso :p) que acabei por não conseguir mostrar muito bem.

De qualquer forma, se quiseres posso mandar-te o documento da demonstração, que tem a maior parte das regras que estava a utilizar e a história, para poderes correr com pessoal que conheças.

A única ressalva é que as regras que eu usei/uso são um pouco diferentes das que vêm no livro base do jogo.

De resto, ainda bem que gostaram e se querem experimentar D&D avisem que também se arranja :)

Sim, de facto a Bea bem

Sim, de facto a Bea bem precisava de alguma humanidade lol.

 

- É o retrato da minha mãe que morreu.

- Está horrível! Nojento!

 

Epic xD

Bem, se arranjares mais uma ou duas pessoas para D&D nós também entramos que a Beatriz, tal como eu, gostava de experimentar também. Quanto a Vampire por acaso não tens um grupo fixo que se reuna para jogar e queiram mais dois jogadores?

O próximo encontro irá

O próximo encontro irá ser dedicado à edição do V20, que é a celebração dos 20 anos do jogo :), por isso D&D não estará dentro das opções :p, mas em encontros posteriores é na boa.

Já não jogo regularmente Vampire há anos, embora tenho estado a pensar se este ano começo uma campanha disso ou de D&D, mas isso são outros filmes hehe.

Ainda assim, podem sempre por um post na área de classificados aqui do site ou no facebook.

D&D? Possivelmente.

Desculpem o threadjacking mas se alguém estiver interessado em D&D, eu faço sessões no Skype todas as Sextas o que tem a vantagem de agrupar pessoas de vários pontos do país. Se reunir jogadores suficientes da zona de Lisboa, farei sessões de D&D pessoalmente (desde que regulares, nada de mensais). No entanto, só uso as regras de AD&D 1ª edição, D&D original ou então o retro-clone Labyrinth Lord publicado em 2009. Prefiro sistemas mais "lite" que os actuais (estou a pensar no D&D 4 ou Pathfinder).

Bem, no próximo encontro

Bem, no próximo encontro lá estaremos (ou pelo menos eu, não sei das vidas da madame lol).

Uma campanha deve ser engraçado também ^^

Campanha RPG

Tiago, já te adicionei (e à Beatriz) ao MSN, fico a aguardar o teu contacto para podermos falar mais sobre o assunto e eu te poder enviar mais informação. Wink

~Nuno Carreira / Strilar (* Boardgamer * Roleplaygamer * Cardgamer * Onlinegamer * Geek * L5R GM *)

Olá Tiago e sê

Olá Tiago e sê bem-vindo!

Por acaso temos tido sessões de D&D com alguma regularidade por isso espero que o ainda venhas a experimentar nos encontros.

Em alguns jogos a ideia do "grupo coeso de personagens" cede um pouco à "agenda pessoal de cada personagem". Apesar do Vampire ter a noção de "coterie", um grupo de vampiros que se ajuda mutuamente num equilíbrio de interesses sempre frágil, é comum fraccionar-se um pouco a linha de história e ir centrando cenas, à vez, em cada protagonista.

E como disse o Sérgio, a sessão serviu mais de introdução quer do jogo quer da própria premissa dessa história em particular: é normal que tenha sabido a pouco e que tivesse sido um pouco "esquizofrênica".

De qualquer modo devemos para o mês que vem fazer uma mini-celebração do Vigésimo Aniversário de Vampire: The Masquerade e tentar pôr o máximo de pessoas possível a jogar o jogo. Talvez dê para vocês continuarem a sessão. ;P

Temos ponderado também a hipótese de desenvolver campanhas continuadas de RPG de encontro para encontro às quais qualquer um se possa ir juntando sem compromisso mas tem sido complicado encontrar a fórmula certa para o fazer. Além do mais os horários e os espaços não têm sido muito favoráveis nesse sentido.

ando, sem nos movermos, pelos mundos do RPG

sopadorpg.wordpress.com - Um roleplayer entre Setúbal e Almeirim
Ludonautas Podcast - Viajando, sem nos movermos, pelos mundos do RPG