Regras ou Sessões

Retrato de Rick Danger

Digo-vos já qual é a minha ideia. Gostaria de sugerir duas perspectivas distintas que se poderão aplicar a qualquer discussão sobre RPG: Regras ou Sessões. Na minha opinião, esta separação é útil, pois julgo que se torna confuso quando se tenta falar das duas ao mesmo tempo e quando se responde a uma partindo do ponto de vista da outra.

A ideia de uma discussão ao nível das Regras é falar do RPG tal como ele foi escrito, vendo qual é o jogo que propõe, qual é a sua intenção, como é que poderá ser aperfeiçoado para a atingir, que alternativas existem, que tipo de comportamentos tenta suscitar em sessão, etc.
A visão subjacente é que poderá existir um RPG tão bem desenhado e apresentado, tão apelativo na sua intenção, que mesmo um grupo com enormes dificuldades em jogar conseguirá pegar nele e divertir-se.

A ideia de uma discussão ao nível das Sessões é falar do RPG tal como ele é jogado por um grupo, discutindo aquilo que poderá acontecer em sessão, que personagens e histórias foram criadas, qual o número de participantes, quanto tempo têem para jogar, o que é cada um faz, como é que comunicam entre eles, qual o seu grau de participação, que interpretações retiram das regras, que comportamentos são mais comuns, que atitudes beneficiam ou prejudicam o divertimento de todos, etc.
A visão subjacente é que poderá existir um grupo de jogo que interage e se adapta de forma tão perfeita que mesmo um RPG muito mal feito se transforma numa joia de entretenimento nas suas mãos.

Chamo à atenção que, apesar de estar a separar estes dois níveis de discussão, eles obviamente que se interligam, só que esses pontos de contacto são vistos de perspectivas diferentes. É justamente por estarem interligados que, se eu quiser mexer num, devo manter o outro nível constante (ceteris paribus). Se, por exemplo, eu tiver algum problema com o que estou a jogar, posso resolvê-lo através das regras ou do meu grupo. Mexer nos dois ao mesmo tempo pode até ser possível, mas torna-se confuso e até contraproducente.

Penso que esta separação é particularmente útil para as discussões que se sucedem no nosso forum. Se alguém diz "O jogo X é horrível!" e alguém responde "Não é nada, ontem joguei uma sessão fabulosa!", este tópico só irá funcionar se ambos o discutirem ao mesmo nível, ou num ou noutro. Caso contrário, um vai continuar no seu "No capítulo de personagens, não encontrei nada que me ajudasse a fazer roleplay!" enquanto o outro segue na sua "Nós não precisamos de regras para fazer roleplay!" e nunca mais vão sair daqui.

Se quiserem outro exemplo destas discussões disfasadas, temos também o clássico

[Regras]
"Este jogo é mesmo fixe porque me permite fazer X!"

ao que alguém responde

[Sessões]
"Eu se quiser fazer X falo com o meu mestre-jogo!".

Uma variação deste tópico também é o famoso

[Regras]
"Este RPG só serve para fazer X!"

com a resposta

[Sessões]
"Já joguei com montes de gente que faz muito mais que X!".

Deste modo, fica aqui a minha sugestão para que usem esta distinção e avisem quando estão a falar de Regras ou de Sessões, principalmente nestes casos em que as discussões se arriscam a ir cada um para o seu lado. Ambos os pontos de vista são válidos, têem utilidade para o RPG e merecem ser desenvolvidos, não confundidos.

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Gravar configuração" para activar as suas alterações.

Bom post Rick, acho que

Bom post Rick, acho que pode realmente ser uma boa maneira de focar correctamente as conversas e discussões que se vão tendo sobre os jogos neste ou em qualquer outro portal.

"the drunks of the Red-Piss Legion refuse to be vanquished"

Descobriste a roda

Não, agora a sério...
Sim, isso faz sentido é é verdade mas... (há sempre um mas)

...isso é o que bue ppl anda a dizer e fazer haaaaa bue tempo de bue formas diferentes, com divisões diferentes, etc.

O prob surge quando os participantes da discução não se dão ao trabalho de perceber as guidelines estabelecidas para a discução, os termos utilizados, etc; por exemplo quando a discução é entre ppl que vem de comunidades com guidelines pre-estabelecidas e que são contraditórias de uma para a outra.

Um prob ainda maior surge quando alguém se recusa propositadamente a seguir as guidelines pré-estabelecidas por uma razão ou outra que for.

Um glossário é útil e o que apresentaste não é mais do que o principio disso, útil até certo ponto mas esse conflicto que apresentas não é o único ponto de origem de confusão e à medida que se identificam novos pontos de confusão torna-se necessário expandir esse glossário.

Surge o novo problema quando, já existindo vários glossários em utilização que são conflituosos entre si, criar ainda mais um apenas vai acrescentar à confusão.

Acho que o verdadeiro e grande problema disto tudo continuam a ser sensibilidades exageradas que muitas vezes consideram até os proprios glossários ofensivos por uma razão ou por outra e nessa situação não é possível partir de bases comuns para uma discução.

Como farias se um dos participantes nesse teu exemplo se recusasse a aceitar que a possibilidade de fazer mais do que X está inteiramente na sessão e não nas regras? Mesmo depois de lhe teres definido o que entendes por regras e por sessão!?

[B0rg]
We r all as one!!
We are The Borg. We are Eternal. We will return. Resistance is Futile...

If freedom is outlawed, only outlaws will have freedom.